História Run - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens V
Tags Bts, Taehyung
Exibições 5
Palavras 1.332
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Cross-dresser
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Na Catedral


Fanfic / Fanfiction Run - Capítulo 4 - Na Catedral

– Você não pode lutar contra o que você é um erro na vida de todo mundo, porque não se mata! – Dizia aquela mulher sinistra em tom baixo para mim olhando em meus olhos.

Eu fiquei sem reação foi quando ouvi umas palavras em latim sendo pronunciadas por alguém que estava atrás de mim, logo em seguida a imagem da mulher desapareceu e eu pude me mexer novamente virando-me para ver quem havia dito aquelas palavras:

– Você aqui?! Como fez aquilo? – Disse olhando para o jardineiro.

– O padre Colin não gosta que saiamos a noite no jardim, melhor entrar e ir para o seu quarto dormir.

– Tudo bem eu vou, mas o que foi aquilo?

– Aquilo o que?

– Aquela sombra da mulher e você dizendo aquelas coisas em latim…

– Não sei do que você está falando, deve ter alucinado. Deve estar com sono.

– Não, não. Eu não to alucinado não eu sei bem o que eu vi e o que escutei você dizer.

– Eu só estava fazendo uma oração que o padre Colin me ensinou, eu vi você no jardim me assustei achei que era um fantasma e fiz a oração nada demais. Eu não sei o que você viu, mas aquele casarão ali do lado, não é bom ficar olhando para lá, tem pessoas que mexem com magia e não são boas pessoas.

– Isso tudo é muito estranho.

– Você mesmo disse não acreditar em Deus e, no entanto acredita em coisas sobrenaturais, desse modo você mesmo se contraria não acha? Vá descansar precisa dormir. – Disse isso enquanto se retirava.


Eu fui para o meu quarto e não consegui dormir, fiquei pensando no que eu havia visto ou pensava que tinha visto, mas aquele jardineiro tinha razão se eu tinha dúvidas de Deus, como poderia acreditar em coisas de outro mundo, não fazia sentido. Ignorei o que aconteceu e fui tentar dormir até que quando olhei ao relógio de parede que estava ao meu quarto percebi que já estava de manhã e alguém batia a minha porta novamente, era Padre Colin:

– Tae… Não vai tomar seu café, não quer que eu leve aí não é? Levante hoje vai me ajudar em algumas coisas aqui no seminário. Aguardo-te em quinze minutos.

– Tio Padre Colin eu posso perguntar uma coisa? – Disse abrindo a porta para ele entrar.

– Sim pode perguntar… O que foi? – Disse entrando no quarto e me olhando com um olhar bondoso.

– Aquele jardineiro daqui faz tempo que ele trabalha aqui?

– Se refere a Lincoln?

– Acho que sim eu não perguntei o nome dele um que passa o dia cuidando das plantas.

– Sim é Lincoln, ele não tem família, nos o acolhemos aqui a alguns meses, não faz muito tempo, mas por que a pergunta Tae?

– Nada só acho que ele sabe muita coisa daqui, achei que estivesse há mais tempo nesse lugar.

– Lincoln é um sábio observador, espero você lá em baixo, se apresse. – Disse saindo do quarto indo em direção as escadas.


Eu me arrumei, desci e tomei o café e fui ao encontro do Padre Colin, que parecia precisar da minha ajuda:

– Tio Colin, eu to aqui. O que precisa?

– Muito bem, preciso que me ajude a organizar a catedral para a missa das três da tarde, estão todos muito ocupados e eu não tenho ninguém para me ajudar, você pode me ajudar organizando os bancos e tirando a poeira.

– Eu entrar na Catedral? – Disse parado em frente à porta da mesma.

– Sim, qual é o problema filho? – Disse virando-se para mim e me olhando.

– Eu vou ser sincero com o Senhor, não tenho fé o suficiente em Deus, eu acho que seria um desrespeito caso ele exista mesmo. – Disse cruzando os braços e o olhando novamente.

– Bom você acreditando ou não em Deus, não muda o fato de que Ele existe. Pode entrar tranquilamente, Deus é pai bondoso e vai ficar feliz em te ver em sua casa. Não se preocupe com nada.

– Tá bom, se o Senhor diz então tá bom. – Disse entrando na Catedral e me admirando com a beleza da mesma.

– Todo mundo que vem aqui pela primeira vez tem a mesma reação que você teve ao entrar, ficam admirados com a beleza do lugar.

– Muito lindo mesmo da hora aqui.

– Lindo seria se viessem contemplar Deus no sacrário e não somente olhar a beleza da Catedral. A maioria trata igrejas e catedrais como pontos turísticos e não deveria ser assim.

– Onde fica o sacrário?

– Ali próximo ao altar, na capela ao lado.

– Entendi, o Lincoln me falou do sacrário. – Disse me aproximando do sacrário.

– Lincoln é um bom católico. Muito bem informado sobre sua doutrina.

– Eu acho legal essa coisa de ter uma religião, mas eu nunca senti a presença de Deus, então nunca tive muita fé, acho que ele nunca esteve comigo.

– Deus está conosco desde o nosso nascimento, ele coloca seus anjos para nos guardarem.

– Então por que nunca fui feliz? Meu pai me abandonou, minha mãe nem liga pra mim nunca ligou, meus irmãos se perderam no mundo, sempre me senti sozinho.

– Deus não nos dá o que nós queremos, mas sim o que Ele sabe que necessitamos. Nem tudo é um mar de rosas, as provações existem para nos tornarem mais fortes e com mais maturidade. Deus nunca o abandonou você é que nunca deve ter o notado filho, por que não tenta falar com ele? – Disse apontando para o sacrário.

– Talvez outro dia, hoje não.

– Está bem, como preferir não esquece que ele sempre esteve a sua espera. Estou quase acabando aqui e você?

– Eu também, por que trouxe aquela bandeja e aquelas coisas com líquidos?

– São óleos sagrados, e água sagrada para batismo, hoje tem batizado.

– E o que é isso?

– Olha só para quem não acredita em Deus até que você está bem curioso em aprender sobre ele…

– Só fiquei curioso.

– Tudo bem filho, venha cá eu lhe explico. O batismo é um sacramento de iniciação para a vida cristã, ele abre-nos as portas do céu e nos faz entrar na santa igreja como membros dela, e nos torna filhos adotivos de Deus. Transmite-nos a graça santificante de Deus Pai, perdoa-nos os nossos pecados e sela nossa alma com um sinal espiritual. Batizam-se derramando a água três vezes sobre a cabeça da criança ou pessoa dizendo essas palavras: “eu te batizo em nome do pai, e do filho e do espírito santo.” E passa-se o óleo santo sobre o peito da criança ou pessoa que está a ser batizado.

– E só é preciso isso para fazer parte da religião católica?

– Não, não. Isso só o torna cristão para se tornar católico é preciso da unção do sacramento da crisma. Para isso é necessário um bom estudo sobre o assunto e sobre a religião, para mais tarde receber esse sacramento final pelas mãos de um bispo. A pessoa recebe outro selo espiritual na alma que a torna de fato católica e pronta a receber todos os outros sacramentos. São sete sacramentos: Batismo, confirmação que é a crisma, eucaristia, que é quando se recebe Jesus na santa hóstia, a confissão referente à acusação dos pecados e arrependimento diante de um padre para absolvição. A unção dos enfermos, para benção aos doentes e remissão dos seus pecados em caso de estarem correndo risco de vida nesse caso é necessário também o viático, que é quando se leva a eucaristia em domicílio para o enfermo que não pode ir comungar na igreja. E os dois últimos, ordem e matrimônio, a ordem é para os padres e certamente o matrimônio você deve conhecer é para os casais que desejam se unir e formar uma família.

– Interessante e complicado. Eu acabei aqui eu posso ir? Tenho que ir a procura de emprego novamente.

– Sim pode ir que Deus o abençoe. – Disse isso e traçou o sinal da cruz em minha direção enquanto se retirava da Catedral.


Eu fui andando em direção ao portão e tive uma surpresa:

– O que você tá fazendo aqui? Sai daqui agora!


CONTINUA…



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...