História Run for everyone. - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Velozes e Furiosos
Personagens Dominic Toretto, Letty Ortiz, Mia Toretto, Personagens Originais
Tags Deckard Shaw, Elena Neves, Gregg Sulkin, Liam Booker, Luke Hobbs, Megan Ramsey, Nick Robinson, Roman Pearce, Shelley Hennig, Tej Parker
Exibições 15
Palavras 2.378
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Festa, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olha só quem apareceeeeeeeu, eu mesma, coelhinhos! To tentando reorganizar as ideias aqui viu, está uma bagunça................. Tá bom, tá bom, sem mais enrolação, vamos ao capítulo.

Capítulo 5 - Suspeito à vista!


- Direita... Esquerda e sigam reto. – Ramsey estava no jipe a prova de bala junto com Hobbs, ela estava os guiando para a localização indicada. – É aqui. – olharam pela janela desconfiados.
- Abandonado, está de noite, não custa olhar. – Dom deu de ombros. – saíram de seus carros em silêncio e começaram a vasculhar o espaço com cautela.

Na casa de Hobbs...

- Está tudo limpo, podem seguir, nenhum sinal ainda. – Mia repetia vendo no computador uma planta do terreno em que estavam, qualquer ponto a mais que mostrasse, ela os avisaria.
- Isso é meio complicado. – Liam estava sentado ao lado de amiga observando o computador, já havia ido até em casa, tomado banho e trocado de roupa.
- Que bom que temos a Mia pra entender. – Diana disse cruzando os braços sentada do outro lado. – A propósito... Porque voltou? Achei que fosse dormir.
- Não queria deixar vocês duas sozinhas. – a garota ergueu a sobrancelha impressionada com tamanha preocupação sobre pessoas que ele mal conhecia.
- Ele ama a gente, só não sabe ainda. – Mia disse piscando pra Diana.
- Vou buscar o que comer. – Diana se levantou e foi para a porta em direção à cozinha.
- Eu vou também. – Liam a seguiu. Mia não queria ir atrás deles primeiro que queria que eles ficassem sozinhos pra tentar rolar alguma coisa e segundo que não queria deixar sua família na mão nesse momento.
- Gente, nada?
- Nem sombra dela, mas encontramos uma jaula vazia. – Tej respondeu analisando.
- Tem um laço aqui. – disse Hobbs.
- Como assim? – Mia perguntou confusa.
- É um desses enfeites de cabelo pra meninas. – suspirou. - Lembro que ela estava com um desses na última vez que a vi. Será que teria alguma passagem no chão para algum túnel ou sótão?
- De acordo com o que eu vejo por aqui, não tem nada a baixo de vocês.
- E aparentemente queimaram qualquer prova que poderia nos dizer para onde iriam. – Letty disse mexendo em um bolo de papéis queimamos.
- Bom, acho que vasculhamos tudo. – Dom falou olhando em volta. - Vamos voltar?
- Esperem, acho que encontrei alguma coisa. – Ramsey disse digitando em seu mini laptop rapidamente procurando de onde vinha a identidade e aumentou o volume para que os outros ouvissem.
- Onde estão? – voz masculina desconhecida.
- Provavelmente nos procurando no antigo galpão. – disse Shaw. Hobbs fechou uma das mãos em punho por ter sido enganado.
- E a menina?
- Bem aqui.
- Cadê o meu pai? – pôde-se ouvir Sam em claro e bom som.
- Eu estou bem aqui, Sam... – Hobbs disse com um aperto no coração.
- A gente só não sabe se ele vai se manter vivo por muito tempo... – todos se entreolharam estranhos.
- Gente, corram dai, agora, localizei três bombas nos fundos do galpão, vocês têm vinte segundos, vão agora, vão! – Mia gritava em alerta aos outros e assim obedeceram, não estavam muito longe da entrada, entraram em seus respectivos carros e saíram cantando pneu.
- Será que ele ainda virá atrás dela?
- É óbvio, e é isso que queremos, não é mesmo? – de repente o sinal sumiu.
- Não acredito...
- O que foi? – Tej perguntou.
- Perdi o contato deles, é um plano bem elaborado.
- Só podem ter feito isso como um tipo de armadilha, eles devem estar longe dai. – Mia disse pelo aparelho e em seguida o galpão explodiu lançando pedaços para tudo o que era lado, mas eles já estavam longe o bastante para serem atingidos.
- Melhor a gente voltar pra casa, tudo bem por aí, Mia? – ela olhou em volta notando que Liam e Diana não tinham voltado ainda, só segurou o riso antes de responder.
- Positivo e operante, encontro com vocês aqui. – desligou o computador e foi andando para a cozinha na ponta dos pés só pra verificar se estava tudo bem.
- Me passa o orégano.
- O que?
- O verdinho ali. – Diana bufou
- Ah, é isso aqui?
- É, lerdeza. – ela pegou o frasco da mão dele e despejou em um tipo de forma. – Pronto, agora só levar ao forno. – Diana abriu o forno e colocou as formas dentro fechando o mesmo em seguida. Mia decidiu se aproximar como se não estivesse olhando.
- Demoraram, pensei que estavam aprontando alguma. – ela foi até a geladeira e Diana a olhou meio sem entender.
- Só estávamos fazendo pizza. – Mia apoiou os cotovelos no balcão e enquanto tomava água, observou os olhares confusos, o de Diana dizia “Não estou entendendo do que você está falando” e o de Liam era “Para de falar!”.
- Não era o que ele queria estar fazendo. – a mulher se sentou em uma das cadeiras.
- Como assim?
- Eu... Ela... Não é nada. – Liam gesticulava com as mãos rindo nervoso.
- O que você tem? - Diana o olhou desconfiada.
- Eu? Bom, eu tenho dois pés, boca, olhos. – Mia acabou rindo da graça do menino.
- Não se faz, desembucha.
- Não foi nada, brincadeira. – continuou rindo. Diana apenas deu de ombros e foi até a geladeira buscar água também.
- Fala logo pra ela. – Mia disse mexendo a boca o incentivando. Liam apenas disse não com os olhos e disfarçou quando Diana se virou para eles.
- Vocês são muito estranhos. – disse ela bebendo do copo. Diana então deu a volta no balcão e foi se sentar no sofá.
- Está com medo da garota que gosta? – Mia disse para Liam em voz baixa mesmo estando longe de Diana que se encontrava assistindo um filme que havia começado não tinha muito tempo.
- Eu não tenho medo, eu só... Acho que ela não sente o mesmo. – respondeu no mesmo tom.
- Você perguntou?
- Claro que não, é Diana Neves, ela me envergonhou na frente de toda a escola sem dó e agora apanhei dela em um ring.
- Mas não ouviu dela o que ela sente. Não ouviu um “Só gosto de você como um irmão.”, pergunta, você não tem nada a perder.
- Não sei...
- Chegamos pessoal. – Dom disse adentrando a casa primeiro. – Vamos Mia?
- Vamos sim, vejo vocês amanhã. Ah, e guardem um pedaço da pizza que eu quero provar.
- Pode deixar. Tchau gente, boa noite. – disse Diana e todos responderam em uníssono um boa noite de volta.
- Acho que chegou a minha hora também. – Liam saiu de trás do balcão e foi até Diana, deu um beijo na cabeça dela e ela correspondeu lhe dando um tapa no braço.
- Pode ficar, se quiser. – Hobbs disse e Diana lhe lançou um olhar estranho.
- O que?! – ela sussurrou gesticulando com as mãos pra ele.
- Posso? – Liam disse voltando pois, já estava indo em direção à porta.
- Claro, são quase quatro da manhã, vocês não têm aula.
- Hobbs, vem aqui um pouquinho ver uma coisa. – Diana se levantou do sofá e entrou no escritório dele que a seguiu. – O que você pensa que está fazendo?
- Ajudando.
- Quem?
- Você.
- Em que?
- Não percebeu ainda como ele te olha?
- Ele não me olha de jeito nenhum.
- Claro, e você é muito ingênua. – Hobbs balançou a cabeça.
- O que te deu a entender que ele quer se aproximar de mim?
- Tentou salvar a sua vida na escola, quis te agradar te trazendo pra casa, ficou aqui para proteger você e a Mia, um cara que protege os maiores tesouros que eu tenho na vida, tem total liberdade pra avançar, porém ele ainda tem meu teste de compatibilidade pra fazer.
- O que é isso? – ela disse pondo as mãos na cintura.
- Lembra do Jason?
- Lembro. – ela revirou os olhos querendo não lembrar.
- Sabe a corrida que fiz matinal, chamei pra fazer coisas comigo e tudo mais naquele dia? Aquilo é um teste de resistência, se o Liam resistir, saberei que ele fez por você, o Jason correu no dia seguinte dizendo que estava ruim das cordas vocais e nós o encontramos aonde?
- Saindo para uma boate a noite...
- Exatamente.
- Mas quem te disse que eu gosto dele?
- Te carreguei no colo, eu te conheço como as linhas das minhas mãos. – Hobbs piscou pra ela e segurou a maçaneta.
- Mas eu não gost... – ela foi interrompida quando ele abriu a porta e viu Liam sentado esperando. – Não gosto. – sussurrou ela e saiu da sala primeiro batendo pé.
- Vou buscar uma coberta caso vocês sintam frio. – Hobbs disse os deixando sozinhos na sala.
- Hobbs, Hobbs... – Diana resmungou ao se sentar no sofá ao lado de Liam.
- O que aconteceu?
- Nada, meu padrasto que está sonhando demais.
- Como assim?
- Ele disse que você gosta de mim e que eu sou burra demais pra não ter visto. – ela disse balançando a cabeça tendo total certeza de que Liam não sentia absolutamente nada por ela.
- Ah é? Porque será que ele pensou nisso? – Liam se espreguiçou passando um dos braços por trás do pescoço dela pousando o mesmo no sofá.
- Não tenho ideia. – disse ela prestando atenção no filme. As vezes Liam a olhava de rabo de olho e ela nem aí pra presença dele.
- Como pode uma menina tão boa pra lutar e dirigir, não saber perceber um flerte bem em baixo do próprio nariz? – Hobbs sussurrou pra si mesmo das escadas. Pegou o cobertor e levou para o andar de baixo. – Aqui está, crianças. – Hobbs pôs a coberta ao lado dela e aparentemente, ele era de casal.
- Não está tão frio. – Diana disse analisando.
- Nunca se sabe, não é? – ele voltou seu olhar para Liam.
- Ah... É, isso mesmo... – Diana voltou a prestar atenção no filme e Hobbs o chamou em silêncio para a cozinha.
- Diana disse que você era o pegador da escola, onde estão suas armas, rapaz? – Hobbs começou falando baixo enquanto abria o forno curioso. – Senti um cheirinho bom vindo daqui.
- É pizza! – Diana gritou da sala.
- Ouvido bom... – Liam cruzou os braços querendo fugir do assunto.
- Vocês não estão esperando que eu ponha música tema de romance e filme de casal não, né? – continuou falando baixo enquanto mordia um pedaço da pizza. – Isso aqui está muito bom, porra!
- Não, é que... – Liam voltou seus olhos para a loira que se encontrava rindo de uma cena engraçada no filme. – Com ela é diferente.
- Não vacila que ela te dá uma brecha quando menos esperar. – Hobbs colocou mais três pedaços de pizza em um prato e saiu da cozinha para seu quarto que ficava no andar de cima. – Boa noite, minha lutadora preferida. – disse ele enquanto subia.
- Boa noite, cavalaria em forma de gente. – ela sorriu se virando para ele. Diana estava tão distraída com o filme que só percebeu que Liam havia voltado quando colocou dois copos de coca cola na mesa de centro. – Você trouxe pizza pra mim também! – exclamou ela pegando um dos pedaços com a mão e dando uma grande mordida. – Meu Deus. – falou mordendo outro pedaço.
- Olha a boca cheia, mocinha.
- Me deixa, moleque. – respondeu ela pegando o copo que bebericou um pouco sem tirar os olhos do filme. – Não acredito...
- Ela que estava por trás de tudo? – perguntou ele sobre o filme.
- Que filha da puta. – ele a olhou surpreso.
- Não sabia que falava palavrão...
- Porque? – disse ela cruzando uma das pernas por baixo da outra e colocando o copo no meio das mesmas na curva da perna.
- Porque sua aparência não dizia isso pra mim. – Diana pôs uma das mãos na boca enquanto ria do que ele disse, após engolir a pizza, respondeu.
- Você não sabe de muita coisa sobre mim. – disse mordendo outro pedaço da pizza.
- Estou disposto a descobrir. – sussurrou, mas para sua surpresa, ela ouviu.
- Hum? – disse mastigando achando que sua cabeça estava lhe pregando peças.
- Nada, o que foi? – Diana o ignorou voltando sua atenção para o filme. – Espera. – disse ele virando o rosto dela pra ele novamente e limpando o canto da boca dela com o polegar pois, estava sujo de molho de tomate. – Pronto. – passou o dedo na boca chupando o próprio dedo. Diana só ficou observando como ele estava olhando pra ela, o clima pairou o lugar por alguns segundos, ninguém se movia e nem ousava desviar os olhares. De repente foram acordados com a explosão na TV, então os dois voltaram a prestar atenção no final do filme estranhando o que aconteceu.

Já passava das cinco da manhã, Diana e Liam devoraram uma das pizzas sozinhos e já haviam visto mais dois filmes, estavam cobertos e ninguém tentava olhar para o outro disfarçadamente. Diana se espreguiçou derrotada com o fim do segundo filme e se levantou bocejando.

- Vai dormir?
- Óbvio, são cinco... E dezoito da manhã. – fez uma pausa ao olhar a hora no celular.
- Vou com você então. – Liam se levantou e desligou a TV os deixando no completo escuro. – Não estou vendo nada.
- Eu estou bem aqui. – Diana acendeu a lanterna do celular e se assustou com o quão próximo Liam estava dela. – Nunca mais fique perto de mim desse jeito quando estiver escuro. – ela deu um passo para trás recuando.
- Prometo não fazer mais. – falou pegando a coberta do sofá rindo da forma autoritária que ela falou.
- Ótimo. – Diana seguiu na frente mostrando o caminho com a luz, subiram as escadas e antes de ir para o quarto, ela mostrou o quarto de hóspedes aberto que ele ficaria. – Meu trabalho está feito, fui. – ela entrou no quarto dela.
- Ei.
- Que foi? – parou na porta e virou-se quando a chamou. Liam foi até ela, Diana pensou que ele faria algo a mais então fechou os olhos com força preparando um dos punhos, mas ele só deu um beijo em sua testa.
- Boa noite. – sorriu de lado e seguiu para o quarto de hóspedes.
- Boa noite... – ela quase tropeçou no pé e entrou no quarto. Se jogou na cama e adormeceu pensando em. – O que esse garoto pensa que está fazendo...


Notas Finais


Quem quer vinganca contra o grupo de Dom? Liam não sabe o que são limites? Veremos mais no próximo capítulo, sayonara u-u


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...