História Runaways (Taegi) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Super Junior
Personagens Baekhyun, Chen, Heechul, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Lay, Lisa, Rap Monster, Rosé, Sandara Park, Sehun, Suga, Suho, V, Xiumin
Tags 2ne1, Blackpink, Bts, Exo, Jikook, Menção Taejin, Namjin, Super Junior, Taegi
Exibições 470
Palavras 2.807
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Maresia


Fanfic / Fanfiction Runaways (Taegi) - Capítulo 2 - Maresia

Cinco anos depois… (2016)

Suga espirra alto e Jin tapa ao nariz e a boca com a mão, o encarando feio.

— Desculpe, escapou. Desculpe. — Suga explica-se

— As pessoas não se controlam hoje em dia. É incrível.

— Você é muito fresco.

 Jin odeia que espirrem perto dele. Não se sabe ao certo ainda o porquê, mas para Suga, é frescura.

— Eu ainda não acredito que aceitei morar com alguém que não tem controle dos próprios espirros!

— O Jimin é menos pior do que eu, Jin.

  Jin, Suga e Jimin se conheceram no colegial e viraram melhores amigos. Agora, os três passaram na Universidade Nacional de Educação de Busan (BNUE), e Jin e Jimin irão morar juntos.

— Isso é piada? O Jimin não tem filtro pra falar. Só saí falando o que vem na cabeça dele… Sem contar que ele é louco! LOUCO!

Jimin entra no novo apartamento trazendo mais algumas caixas.

— Você que tem nojo de espirros e eu que sou o louco? Se liga, idiota.

  Os três acabaram de chegar em seu apartamento em frente a praia de Busan, mas todos já conhecem muito bem aquela praia. Jin e Jimin nasceram em Busan, e Suga, havia passado verões quase inesquecíveis ali…

— Que horas o Jungkook vai chegar? Ele sempre se atrasa! - Jimin pergunta enquanto tira alguns de seus livros da caixa.

— Ele deve estar com uma putinha qualquer. - Jin responde e Suga da risada.

— Ainda bem que eu já estou preparado psicologicamente pra esse tipo de situação. — Yoongi diz

— Que tipo de situação? — Jimin pergunta

— Você você sabe… O Jungkook com milhões de garotas no nosso apartamento…

Jeon Jungkook se acha a última bolacha do pacote... E bom, talvez até seja. Jeon Jungkook não consegue se lembrar quando não teve quem quisesse na palma de sua mão. Não que ele seja arrogante por conta disso, mas as garotas simplesmente não resistem aos olhos puxadinhos e sua lábia impecável. Por trás do cara mulherengo ainda existe um amigo incrível. Jungkook é uma criança no corpo de um adolescente, egoísta e muitas vezes cego, o rapaz tem dificuldades em não seguir os próprios instintos.

  Todos eles se conheceram no colegial. Yoongi e o Jungkook rapidamente se tornaram melhores amigos. E agora, eles irão dividir um apartamento. O plano inicial era Jungkook morar sozinho, e os três amigos morarem juntos. Mas, eles não encontraram nenhum apartamento com três dormitórios, e nenhum deles estão dispostos a dividir um quarto. Então, Yoongi resolveu morar com Jungkook no apartamento em frente ao de Jimin e Jin.

— Ah, ta… Esse tipo de situação. — Jimin fala um pouco emburrado fazendo Jin e Yoongi dar risada.

— Esqueça o Jungkook, vocês só se beijaram algumas vezes… — Jin diz.

— Todos nós beijamos o Jungkook… — Suga completa

— Verdade, mas só o Jimin ainda sonha acordado com os lábios profanos do Jeon Jungkook. — Seokjin da risada do próprio comentário e Jimin joga uma almofada nele.

— Aish! Para, idiota! – Park Jimin diz e da um tapa na cabeça de Yoongi.

— Aigoo. Por que eu que apanhei? Foi ele que fez o comentário maldoso! - Min Yoongi devolve o tapa, no braço do amigo. - Mas o Jin tem razão, esqueça o Jungkook… Estamos em uma nova cidade, com novas experiências, e novos caras pra você desvirtuar.

    Jimin da uma risada forçada.

— Falou o garoto que só quis prestar faculdade em Busan pra vir atrás de um garoto que ele não conseguiu esquecer!

— Parece que a único bem arrumado aqui, sou eu! – Jin diz sorrindo. – Uma pena ele não ter passado na faculdade…

— Uma pena ele não ter um cérebro, né? – Yoongi fala e Jimin faz uma careta. – E eu não vim até aqui atrás de um “garoto” – Ele faz aspas com os dedos. – Eu tinha 13 anos, eu era estúpido, e ele nem deve lembrar meu nome.

Yoongi ainda continua pessimista, mas bem menos pessimista do que era aos 13 anos. E ele havia se encantado por Taehyung porque ele parecia não ligar por Suga ser psicologicamente fodido.

— Sua história me deprime! 

   Uma voz grave vem da porta. Jungkook.

— Você está três horas atrasado! – Jimin diz e lança uma almofada em sua direção. – Nos ajude com as caixas!

— Você precisa parar de ficar jogando coisas nos outros. Sabe quantos roxos eu tinha pelo corpo por conta das borrachas que você me tacava na escola?! – Jungkook responde rindo.

  Park Jimin sempre foi conhecido por ser ‘O louco que tacava borracha em todo mundo’. A cada semana, ele tinha que comprar uma borracha nova… Jungkook reduziu esse apelido para: ‘Cabeça de fósforo’, que caiu perfeitamente em Jimin.

— Eu não sei por que você ainda tenta argumentar com ele… — Jin diz e vai indo em direção a porta da sala.

— Aonde você vai? – Yoongi pergunta.

— Conhecer a praia.

— Você já conhece a praia. Você morava aqui… – Jimin diz e cruza os braços.

— Eu vou re-conhecer a praia! Vou até o píer. – Jin diz com um certo ar de superioridade.

— Não vai, não! Você vai me ajudar a terminar de arrumar o nosso apartamento!

— Jimin, temos mais de uma semana pra arrumar tudo. Relaxa.

— Ele tem razão. – Jungkook diz e sorri. – Acho que vou com você…

— Você só concorda porque seu apartamento já está totalmente pronto! – Jimin grita e aponta pra Jungkook.

— Exatamente. – Ele diz para o ruivo. Depois se vira para Jin. - Vamos?

— Vamos.

— Eu também vou! – Suga diz pegando seus óculos de sol e seu chapéu. – Você vai ficar aqui sozinho?

  Jimin encara os amigos e resmunga algo para si mesmo.

 Ta, eu vou.

Quando Jungkook, Suga, Jin e Jimin saíram para passear na praia, ainda era dia, e a praia estava lotada. Jungkook pegou alguns números de celular, e o resto dos garotos ficaram bastante tempo no mar.

  Depois da tarde inteira andando descalços na areia, os quatro procuram um lugar para comer. Jin quer ir a qualquer lugar que tenha sorvete. O problema é que o resto quer comer pizza, no Pizza Hut… Por democracia, com três votos à um, a pizzaria ganha.

— Eu poderia comer três pizzas Supremas! To morrendo de fome!

— A gente não vai comer a Suprema, sou vegetariano. – Jin diz fazendo uma careta para o Jungkook.

— Você tá sempre com fome, Jungkook. Não sei como você ainda é magro. – Jimin diz meio mal humorado.

— A sorte nem sempre sorri pra todos. — Ele diz e pisca para o ruivo

E lá vão os dois começar a brigar/flertar.

— Vocês escutaram o que eu disse? Não vamos comer a Suprema! Tem carne! — Jin diz

— Pode ser a de Peperoni? – Jimin pergunta e Suga da risada.

— Peperoni é carne de porco… O Jin não come isso. — Suga explica

— Ai mano, que saco. Vai comer areia então. Eu preciso de carne pro meu organismo! — o ruivo responde.

Jin revira os olhos. Jungkook da risada.

— Concordo com o Jimin. Também preciso de carne! E caraca, você não sabia que peperoni era porco? Que burrice. — Jungkook diz

  Enquanto Jungkook se esforça para tirar Jimin do sério, Suga rola os olhos pelo cardápio, e Jin seca um cara de cabelos loiros que esta sentado em uma das mesas da pizzaria. É, um rosto bonito sempre o distrai.

— Olha só aquele cara. – Jin cutuca Suga e aponta na direção do loiro. – Ele é lindo!

— Verdade. – Suga estreita os olhos e se esforça pra se lembrar de onde conhece aquele rosto. - E você tem namorado. Um namorado burro e sem cérebro, mas ainda assim, tem um namorado.

— Isso é uma tentativa pra eu deixá-lo pra você? Porque se for, esqueça. Eu vi primeiro!

— Você é patético. – Suga ri do amigo. – Vai lá falar com ele.

Quando Jin vai agir, o cara de cabelos loiros se levanta e vai embora, deixando um celular em cima da mesa. Suga quer lembrar aonde o viu, ele o acha extremamente familiar, mas não consegue se lembrar completamente. É como um filme queimado.

— Pelo jeito, você só gosta de caras burros. – Suga fala e volta a olhar o cardápio. – Quem esquece o celular em cima da mesa de uma pizzaria em pleno século vinte e um?

— Cale a boca. Isso é um sinal do destino.

  Jin sorri e vai até a mesa onde o garoto estava, trazendo consigo o celular esquecido.

— Sim, um sinal do destino dizendo que ele é um idiota. — Suga diz, fazendo o amigo revirar os olhos.

— Pare de ser tão pessimista!

— Eu não sou pessimista, sou realista!

— Você é patético, isso sim. – Jin diz irritado. – Só fica ai choramingando e falando como os garotos são problemáticos e idiotas! Não é porque seu ex-namorado foi um babaca que todos vão ser, Suga! Chega disso, você precisa expandir seus horizontes sexuais…

— Eu posso ajudar nessa parte, se você quiser. — Jungkook diz e recebe um soco no braço de Jimin.

— Ele tem razão, Suga. O Akira era um estúpido que só pensava com o pinto! – o ruivo diz. – E ele merece morrer sem pinto! Ninguém trai meu amigo e saí sem se machucar!

— É, você deixou isso claro com o soco que deu nele na frente da escola inteira. — Jin fala, e todos dão risada ao se lembrar do fato.

— Vamos procurar uma festa pra ir hoje! Vamos beber umas tequilas, beijar desconhecidos! Vai ser legal! – Jin diz animado. – E eu não quero ouvir sermões sobre o meu suposto namorado. Vocês sabem que é uma relação atual e aberta!

— Eu topo! To louco pra conhecer carne nova! — Jungkook diz esfregando uma mão na outra e sorrindo maliciosamente.

— Você é nojento! – Jimin diz jogando um saleiro nele.

— E você é desequilibrado! Para de me tacar as coisas! Você joga tudo que está ao seu alcance, não é? Uma dia vai tacar um tijolo, sem perceber.

— Para de falar merda! — Ele diz e da um tapa na cabeça dele.

— Para de me bater! - Jungkook diz. – E até agora não pedimos a nossa pizza. Então, vai ser a Suprema, né Jin?

— É oficial, Jeon Jungkook já pegou os três garotos mais bonitos dessa cidade! — Jungkook diz olhando para os três amigos e sorrindo.

Jimin, Jin e Suga estão arrumados para ir a um luau.

— Vou levar o celular do cara loiro, quem sabe…

— Quem sabe o que? Quem sabe ele descobre magicamente que o celular dele está com você? – Jimin diz rápido, e solta sua risada inconfundível no fim da frase.

— Aish! Olha só quem decidiu mostrar as garras! – Jin diz sorrindo e enfia o celular no bolso. – Vou fazer o que eu sempre faço… Ignorar o que o Jimin diz.

— Para de ser idiota! Seu… seu… IDIOTA!

  O cabeça de fósforo nunca fora boa em achar outra palavra para ofender as pessoas sem ser “idiota”.

— Incrível como você nunca muda. – Jungkook diz e Jin esconde um sorriso.

  Jin nunca gostou do jeito como o amigo ruivo reage quando o assunto é o amigo mulherengo e infantil. Não, Jin não esta cuspindo no prato em que comeu, ele não é hipócrita a esse ponto. Ele sabe que Jungkook tem certo charme, e uma puta de uma lábia, mas quando ele ficou com Jungkook, Jimin ainda não o conhecia. E digamos que conhecê-lo o curou de Jungkook…

 Yoongi e Jungkook ficaram quando o de cabelos verdes tinha terminado com o ex-namorado, Akira, e estava frágil e chato! Muito chato! E só Jungkook o suportava… Ou ele já sabia que ia sair ganhando algo nisso… Enfim, eles continuaram a amizade normalmente.

  Agora, com Jimin foi diferente. Ele e o ruivo já repetiram a dose diversas vezes. Jimin, obviamente, gosta de Jungkook. Agora Jungkook… Ele é Jungkook… E Jungkook não se apaixona.

  Eles foram andando até a praia, que esta toda iluminada e enfeitada. O píer consegue ficar mais bonito ainda durante a noite.

— Será que a bebida é de graça? – A voz de Jin tira Suga do transe.

— A bebida é sempre de graça para garotos como você.

  Um garoto de olhos lindos aparece do nada e pisca para Jin. Ele é lindo, mas Jin já esta com uma meta na cabeça. E, infelizmente, hoje não é a noite dele.

— Garotos como eu? O que quer dizer com isso?

  Seokjin se fingi ofendido e todos, menos o garoto de olhos claros, entendem que ele esta somente brincando.

— Garotos putos como você! – Jimin estraga a brincadeira e solta uma gargalhada.

  O garoto de olhos lindos arregala os olhos, assustado, e depois sorri. Ele nunca tinha visto uma risada tão estranhamente contagiante como aquela.

— Meu nome é Hoseok! – Ele diz finalmente e sorri para eles. – Vocês são novos aqui?

— Sim! Chegamos semana passada! Vamos estudar na Universidade… Qual é mesmo o nome da Universidade? — Jimin diz coçando o nariz e começando a agir exasperadamente.

Quando o cabeça de fósforo acha alguém atraente, ele age como um ogro. Até o Shrek seria mais convidativo do que ele, sério. Sorte ele ter um sorriso bonito. SORRISO, não risada.

— Jimin, você assustou o rapaz! Você viu a cara que ele fez quando você gargalhou? Desculpe ele, viu? – Jin esta começando a agir teatralmente. - Coitado, ele não tem muita noção de espaço.

  Hoseok ri do comentário de Jin, e o ruivo encara o amigo e da um tapa em sua cabeça.

— Meu Deus, eu nunca vou arranjar amigos andando com vocês! – Jungkook diz e olhou para Hoseok. – Aliás, meu nome é Jungkook, Jeon Jungkook, e eu me desculpo pelo comportamento do meu harém.

— Seu o que? – Hoseok o olha surpreso.

— Foi uma piada. – Suga diz, e o Hoseok finalmente parece o enxergar ali. – Sou Suga, o ruivo é o Jimin, e a outro se chama Jin.

— Quê? Eu sou “O outro”? Que blasfêmia! – Jin diz, realmente, ofendido 

 — Aposto que você nem sabe o que significa a palavra blasfêmia. — Suga diz baixo, mas um outro garoto surge do nada, e responde:

— Blasfêmia é a difamação de um ou mais deuses. Não creio que seu amigo usou corretamente a palavra, a não ser que ele seja um semi-deus… E sinceramente, acho que não, ele não é tão bonito pra isso.

  Suga, Jimin e Jungkook gargalham enquanto Jin fuzila o garoto com os olhos.

— E esse é meu irmão, Kai. – Hoseok diz sorrindo sem graça.

— Kim Jong-in, o prazer é todo de vocês. – Ele diz sorrindo.

— Cara, vocês não tem nada a ver um com o outro. – Jimin fala os analisando de perto. Só faltava ele começar a tocar nos garotos pra ver se eles eram realmente reais

— Normal, já que somos irmãos adotivos. – Hoseok diz e ri.

— Que intimidade é essa? – Jin se coloca na frente do amigo, e encara o Hoseok. – Você acha que pode aparecer do nada, me insultar e agora insultar o Jimin?

— Na verdade, quem te insultou foi ele. – Hoseok aponta para o irmão. – Mas tudo bem, a confusão é normal no começo. Mas com o tempo você acostuma, Jin.

— Com o tempo? Eu não vou passar mais nenhum “tempo” com vocês! Vou me embebedar, quem quiser que me acompanhe! — Jin diz categórico e sai.

— Pelo menos ele tem a atitude de um deus. – Hoseok disse e todos riram mais uma vez.

— Eu vou atrás dele. – Suga diz. – Antes que ela faça alguma bobagem. Tchau gente, foi um prazer. E Jungkook, você está com a chave do nosso apartamento, então, não suma!

  Min Yoongi sai de lá e Jimin o segue. Hoseok, Kai e Jungkook agora estão sozinhos.

Logo um cara loiro aparece e se junta aos garotos.

— Kai, a Yumi ta maluca atrás de você!

— Ah, meu Deus! Chega, cansei dela! Vou terminar assim que possível!

  Jungkook ri do comentário do Kai.

— E esse? Quem é? — o loiro pergunta

— Jungkook, Jeon Jungkook. E você?

— Kim Namjoon! – Eles apertam as mãos sorrindo. – Não consigo encontra o Taehyung em lugar nenhum.

— Ele sempre dá um jeito de sumir com alguma garota. Mesmo ele sendo tapado e contando piadas inconvenientemente estúpidas. – Kai o responde, entediado. – Vou procurar minha futura ex-namorada, até mais.

  Kai some no meio da multidão de pessoas que dançam descontroladas uma música remixada do Justin Bieber. Hoseok esta começando a ficar incomodado, ele ainda não tinha beijado ninguém naquela noite, e isso esta começando a irritá-lo.

— Cara, preciso pegar alguém. – Hoseok solta de repente.

— Aigoo! – Namjoon fala e os três caíram na risada. – Que tal vocês me ajudarem a achar Taehyung e depois eu consigo alguém pra vocês dois?

  Jungkook ri debochado e bate no ombro de Namjoon. É então que ele percebe como o loiro é bem mais alto que ele. Antes de falar, Jeon Jungkook tira a mão do ombro do rapaz.

— Não preciso da sua ajuda pra conseguir mulher, mas te ajudo se você me pagar uma bebida.

— Fechado.

— E como é o nome do seu amigo mesmo? – Jungkook pergunta.

— Kim Taehyung.

  Jeon Jungkook sente uma certa familiaridade no nome do garoto, mas não consegue se lembrar ao certo. Então, ele simplesmente sorriu.

— Ok, vamos procurá-lo. — Jungkook diz


Notas Finais


Boa noiteee! Prometo que o proximo capítulo vai ser mil vezes melhor que esse


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...