História Runaways (Taegi) - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Super Junior
Personagens Baekhyun, Chen, Heechul, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Lay, Lisa, Rap Monster, Rosé, Sandara Park, Sehun, Suga, Suho, V, Xiumin
Tags 2ne1, Blackpink, Bts, Exo, Jikook, Menção Taejin, Namjin, Super Junior, Taegi
Exibições 166
Palavras 3.468
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 24 - Todo um drama de Kim Taehyung


Fanfic / Fanfiction Runaways (Taegi) - Capítulo 24 - Todo um drama de Kim Taehyung

— Ele é nojento. Mas isso já era de se esperar já que ele decidiu se casar com a reencarnação de satanás: Minha irmã. - Jin diz enquanto prepara o café. - Se você não tivesse me conseguindo uma semana livre, nós já estaríamos tomando café… Um café bem melhor do que eu estou fazendo.

 Namjoon sorri.

— Eu adoro seu café, hyung - O loiro diz. - Mas… queria tomar suco.

— Prefiro chá. - Jin rebate.

— Já te disse minha opinião sobre chá.

— Depois eu que sou o mimado. - Jin diz enquanto pega um sachê de erva-doces no armário.

— Eu não gostar de chá não me faz mimado. Seu argumento é inválido. - Namjoon diz sorrindo e Jin revira os olhos. - Mas sério, o que te fez sentir tanta repulsa do noivo da sua irmã?

  Jin engole em seco. Não contou para ninguém a tentativa de Heechul há dois dias atrás. Depois de tê-lo deixado na rua, Jin vagou por quase três horas pela praia porque não queria encontrar com ninguém… Se encontrasse, ele contaria. Naquele dia, Kim Seokjin chegou em casa e Jimin não estava, ele suspirou aliviado e tomou um banho para lavar sua alma. Jin esfregou a esponja de banho em todo o seu corpo até ficar vermelho. Ele sentiu raiva, nojo, vergonha, tudo ao mesmo tempo e deixar algumas lágrimas caírem foi inevitável.

— Precisa de mais um motivo além de querer casar com a Dara? - Seokjin tenta desconversar, mas sabe que não esta fazendo um bom trabalho.

— Para uma pessoa adulta e com bom senso? É, precisa.

— Meu bom senso não é muito evoluído, então… - Jin força um sorriso e Namjoon o puxa para perto de si.

— O que você ta escondendo?

  Kim Namjoon percebe que o mais velho esta agindo diferente. Quando ele perguntou pela primeira vez como tinha sido o encontro de Heechul com a banda, o mais velho desconversou e o mais novo resolveu deixar pra lá. Mas agora, Jin esta realmente demonstrando repulsa por aquele homem, o que deixa o loiro intrigado.

— Nada. - o mais velho diz normalmente e sela seus lábios.

— Você não é tão convincente quanto pensa, sabia? - Namjoon já esta com a cara fechada e o mais velho suspira. - O que aconteceu?

— Já disse, nada.

  Seokjin não quer complicações e a ameaça de Heechul ainda é bem viva em sua mente. Não que ele tenha medo daquele projeto de leviatã, mas esta se esforçando ao máximo para esquecer aquele dia, e as perguntas insistentes de Namjoon não esta ajudando em nada.

— Jin. - O loiro diz rispidamente.

— O quê? - o mais velho se desvencilha dos braços de Kim Namjoon e se senta no sofá. O mais novo o segue, mas permanece de pé.

— Por que você ta mentindo? - o mais novo indaga normalmente.

— Eu não to. - o mais velho diz, encarando os próprios pés.

— Então olha pra mim. - Namjoon se aproxima do garoto e ergueu seu rosto, vendo os olhos de Jin brilhantes, denunciando que algumas lágrimas estão querendo cair. - O que aconteceu?

— Eu… - Jin engasga e o loiro acaricia seu rosto. - O Heechul só é um nojento. Só isso.

 O mais velho se afasta do toque de Kim Namjoon mais uma vez e o mais novo bufa. Odeia se sentir curioso e odeia o sentimento de ansiedade e fúria que cresce em seu peito. Sabe que o que Jin está escondendo, não é coisa boa, e mesmo não tendo conhecimento dos fatos, ele já quer fazer churrasquinho de Heechul.

— Ok, só tem outro jeito de descobrir… Vou perguntar pro Heechul. - O loiro diz, dando de ombros e Jin se vira pra ele com uma expressão nebulosa.

— Você não vai perguntar nada.

— Ainda duvida do que eu posso fazer? Sério? - Namjoon se aproxima de seu hyung mais uma vez e lhe da um beijo. - Me conta.

  Jin respira fundo e fecha os olhos.

— Ele me beijou. — Jin diz finalmente

  Kim Seokjin não abre os olhos e por isso não vê a expressão de choque que se forma no rosto de Namjoon. Por puro instinto, o loiro cerra os punhos e tenta controlar sua raiva, agora ainda mais crescente.

— Te beijou a força?

— Parece que eu queria? - Jin debocha e finalmente abre os olhos. - Não foi como quando você beijou a Sandara no Johnny’s Bar.

— Eu não vou brigar com você só pra tentar tornar isso tudo mais fácil. - O loiro responde com a voz suave. Mal sabe Jin o quanto Namjoon esta se controlando para não gritar. - O que mais ele fez?

— Nada. Eu não deixei. - Jin responde e Namjoon força um sorriso.

— Não parece que foi só isso pelo jeito que você está.

— É que foi horrível… - As imagens voltam a cabeça de Jin e ele se sente acuado, mais uma vez. Ele respira fundo. Precisa desabafar, mesmo com o nó se formando em sua garganta. - Ele colocou aquela mão nojenta em mim e tinha aquele segurança pau mandado que me segurou e tampou minha boca para não gritar e-

— Devagar, hyung. - O loiro o interrompe. A voz de Kim Namjoon saiu mais alta do que ele queria. - Por que não contou antes?

— Eu não sei! - o mais velho grita. - Não é algo que você fica ansioso para contar para os amigos ou para o cara com quem você está ficando!

— Me responde direito, por favor. - Apesar das últimas palavras, o tom de voz do loiro não é nada gentil, mas sim ameaçador.

— Ele não fez nada, ok? - Jin engole em seco. - Não sei o que aconteceu, mas ele parou… Não fez nada!

Namjoon suspira e puxa o mais velho de encontro ao seu corpo. Jin se surpreende com o abraço surpresa e demora um pouco para corresponder.

— Você tá bem? - o mais novo sussurra.

— Tô.

 Kim Namjoon sente o sangue correr mais rápido por suas veias. Sabe que o mais velho esta mentindo, que não esta bem porra nenhuma, que isso irá deixar uma marca e isso o deixa impaciente e puto. Agora Kim Namjoon não pode fazer nada para reverter a situação, mas um pouco da sua raiva Namjoon ainda pode extravasar. Namjoon sabe que o casamento de Heechul e Dara é hoje e sabe que eles se casaram na praia, mais exatamente, no píer.

— Aish. - O loiro exclama e Jin o encara com um olhar curioso. - Esqueci que marquei de me encontrar com Tae e a mãe dele hoje. - Namjoon da um beijo rápido em Kim Seokjin e corre para a porta. - Volto mais tarde, tá? O Tae odeia ter que enfrentar a mãe sozinho porque ela sempre tem um namorado novo… Enfim, todo um drama de Kim Taehyung.

— Não precisa explicar. - Jin diz normalmente. - Pode ir.

— Você tá bem? - Mesmo sabendo a resposta, ele pergunta novamente.

— Já disse que sim. - Jin sorri.

  Namjoon força um sorriso e sai do apartamento pisando fundo e com um único pensamento na cabeça. Seu coração bate tão rápido que ele pode jurar que qualquer pessoa será capaz de escutar. O sentimento de indignação e insatisfação o atingem em cheio. Deixou Jin sozinho logo depois de um desabafo daqueles… Mas a mínima parte de seu ser que se sente culpada, é facilmente consolada pela maior parte que quer ver Kim Heechul sendo devorado por tubarões.

 

 

 Taehyung anda depressa. Seus passos são cada vez mais rápidos, e ao perceber a própria ansiedade, ele sorri debochadamente. Sim, rindo de como ele parece incrivelmente patético. Mesmo conversando com Suga sempre que pode, é legal quando eles combinam de se encontrar pessoalmente. Pare ele, é um encontro. Não só um encontro entre amigos, e sim, um encontro com segundas intenções. E Taehyung gosta de pensar que Suga compartilha de suas ideias.

  Enquanto ele caminha pelas ruas de Busan, Suga já esta em um dos quiosques próximo ao píer o esperando. Depois do incidente com Jungkook há dois dias atrás, Min Yoongi começou a ter olheiras. Sim, olheiras de preocupação não são mitos, elas existem… Existem em baixo dos olhos de Suga. Min Yoongi esta indo dormir tarde para esperar Jungkook chegar em casa, caso ele resolva se fantasiar de vodca ambulante novamente. E Min Yoongi acorda cedo para ir trabalhar. A combinação o esta deixando exausto, mas hoje ele até que esta animado para se encontrar com Kim Taehyung.

 As últimas semanas foram concentradas em seu trabalho e em Sehun. E sim, houve sexo. Jin até disse que o amigo tinha “perdido a virgindade”. Mal sabe Jin que muito antes das coisas acontecerem com Sehun, já havia acontecido com Kim Taehyung. Kim Seokjin tem a equivocada opinião de que com cada cara novo que você dorme, sua virgindade vai para o saco novamente, porque cada um tem um jeito diferente de fazer sexo. E por isso ele ainda não tentou nada com Namjoon… Por que a curiosidade e a espera o deixam mais excitado. Ou algo mais pervertido… Consequências de ter um amigo descompensado para escutar coisas desse tipo. Mas deixando os comentários de Jin a parte.

 Min Yoongi encara seu celular que marca exatamente três e trinta e seis da tarde. Tae esta atrasado e Min Yoongi esta inquieto. Quando Suga vai se levantar para pedir uma limonada no quiosque, uma mão pousa em seu ombro, e antes mesmo que ele possa se virar para ver quem é, um sorriso já toma conta de seu rosto.

— Você demorou. - Suga encara o rapaz e seu sorriso morre por completo.

— Nem sabia que você estava me esperando. - Sehun responde sorrindo. - Ficou chateado em me ver?

— Não. Nunca. - Suga lhe da um selinho. - Pensei que fosse outra pessoa.

— Taehyung?

— É. Lembra que eu tinha dito que ia me encontrar com ele hoje? - Min Yoongi pergunta e volta a se sentar.

— Não lembro… Só estava passando quando te vi aqui sozinho.

  É mentira. O baterista se lembra muito bem do compromisso do namorado e foi até ali propositalmente. Sehun se senta ao lado de Min Yoongi e toma as mãos dele com as suas.

— Onde você tava indo pra passar por aqui? - Suga pergunta.

— Pra garagem. Suho ligou dizendo que tinha algo importante pra dizer em relação ao noivo da sua amiga. O tal de Heechul…

  Essa parte não é totalmente mentira. A verdade é que Kim Junmyeon havia ligado para Sehun dizendo que já tinha fechado contrato e que qualquer oposição de algum membro seria ignorada.

— Ah, que legal.

  Suga sorri, tentando disfarçar sua ansiedade. Ele não quer expulsar Sehun dali, mas será péssimo se Taehyung chegar e o ver conversando com o namorado. Ainda mais depois daquela conversa sobre o passado e sobre as reais intenções de Kim Taehyung para com ele. Suga até pensou em se afastar de Kim Taehyung depois daquele discurso. Seria o mais sensato a se fazer, afinal, ele esta namorando. Não que Min Yoongi fosse trair. Traição é algo abominável no mundo de Min Yoongi e ele não será hipócrita a esse ponto. Acontece que quando Min Yoongi ficou com Kim Taehyung, ele e Sehun não tinham nada sério e só haviam saído duas vezes então tecnicamente não foi uma traição.

 Mas de qualquer forma, o sorriso quadrado de Kim Taehyung ainda tem um certo efeito sobre Min Yoongi e ele gostaria de ignorar. E mesmo sabendo disso tudo, Suga não consegue criar nem uma mínima distância sequer de Kim Taehyung…

— Pois é… Parece que pelo menos alguma coisa certa eu estou fazendo… Além de namorar com você, claro.

  Enquanto Suga ri das palavras de Sehun, Tae observa tudo de longe. Sim, ele esta um pouco atrasado, mas chegou a tempo de ver Min Yoongi aparentemente se divertindo com o namorado. Pelo jeito o encontro tinha sido com segundas intenções esta acontecendo. Não do jeito que ele tinha imaginado, mas esta acontecendo. Tae respira fundo e caminha para longe dali.

 

 

 O píer esta todo decorado. Namjoon teria achado tudo muito lindo se não estivesse ali com um objetivo tão contrário da palavra “felicidade”, que se instala pelo local. Kim Namjoon avista Heechul assim que chega mais perto e o ex-integrante do Super Junior logo o reconhece, abrindo um sorriso… Uma pena que ele não terá todos os dentes depois da cerimônia. O futuro marido de Dara esta na “recepção” do casamento e por uma sorte do destino, esta sozinho. (Lê-se: com os seguranças).

— Namjoon, certo? - Heechul diz, simpático. Ele veste um terno branco e seus três fiéis seguranças estão a uma distância considerável. - O Jin está com você?

  Namjoon o vê procurar por Kim Seokjin com os olhos e isso o enfurece mais ainda. Suas veias estão saltadas e ele se controla para ser capaz de se comunicar como uma pessoa normal.

— Não. Na verdade, nem eu vou ficar aqui por muito tempo.

— Aish, uma pena ele não ter vindo. - Heechul diz. - E suas roupas realmente não combinam com o casamento. Se a Dara ver alguém vestido assim na cerimônia…

  O loiro sorri falsamente. Todo o receio que Namjoon tivera da primeira vez que encontrou o ex-integrante do Super Junior se esvai. A raiva realmente tem o poder de deixar as pessoas mais corajosas, mas isso não significa nem de longe um sinal de inteligência.

— Então… Vim lhe desejar meus parabéns pelo casamento. - Namjoon sorri novamente.

— Muito obrigado.

— Também vim lhe desejar toda sorte e felicidade com a Dara. - Namjoon diz e Heechul assente sorrindo, mais uma vez. - E espero que o peso da sua mente te esmague até se transformar em um ovo de codorna. - O ex-integrante do Super Junior fecha a cara e Namjoon solta um riso sarcástico. - Ele me contou, Heechul.

— Entendi…

— Não, você ainda está muito longe de entender! - Namjoon se aproxima perigosamente do noivo, que recua dois passos com um sorriso irônico no rosto.

— Eu não sabia que o Jin tinha um namorado.

— Ah, por que essa informação teria feito diferença, não é? - O loiro diz.

— Acho melhor você pensar antes de falar alguma besteira, Namjoon. - Heechul sorri e da uma olhadela para trás, indicando que seus seguranças ainda estão ali e que não são surdos. - Você só tem conhecimento de um lado da história… Posso apostar minha vida que aquele viadinho escondeu a parte em que ele me-

  As palavras do ex-integrante do Super Junior são interrompidas por um soco. Namjoon mal escutou o que Heechul disse depois dele chamar Seokjin de viadinho. Odeia que xinguem ou falem mal de Jin e odeia Heechul, ou seja, a combinação não fora a melhor de todas.

— Você me interrompeu. - Heechul diz enquanto massageia o próprio maxilar. Namjoon percebe os seguranças se aproximando e a adrenalina começa a correr por suas veias. - Você pode me dar quantos socos quiser, Namjoon. Não vai mudar o que aconteceu.

— Eu sei.

  Namjoon sorri e da mais um soco na cara de Heechul. Dessa vez mais forte e mirando no nariz. Ele fica satisfeito ao ver um filete de sangue escorrer de uma das narinas do ex-integrante do Super Junior. Antes que ele possa se recuperar, Kim Namjoon se aproxima e lhe da um joelhada no estômago. Depois disso, braços o agarram enquanto Heechul esta curvado com as mãos na barriga, mas ainda assim sorrindo. Esse sorriso só consegue deixar Namjoon mais nervoso.

— Sabe, Namjoon… É uma pena eu não ter gravado o que aconteceu no meu carro aquele dia. - o ex-integrante do Super Junior fala e o loiro tenta se soltar dos braços dos seguranças, mas recebe um soco no estômago, o fazendo parar de se mexer e sentir uma grande ânsia de vômito. - Uma pena você não poder ver as provas de que bateu em um cara inocente… Porque, te digo, seu Jin, não é tão ingênuo quanto você pensa. - Heechul caminha até Namjoon e da um soco forte no rosto do rapaz. - Isso é por me fazer ficar com o rosto marcado no dia do meu casamento, Namjoon.

  Kim Namjoon não diz nenhuma palavra, só espera Heechul se aproximar para cuspir no olho dele, e assim o faz. Para variar, o ex-integrante do Super Junior sorri novamente e limpa o próprio rosto, arqueando as sobrancelhas para seus seguranças.

— Tirem-o daqui… E já sabem o que fazer. — Heechul sussurra.

 

 

— Desculpa. - Jongin diz assim que adentra o quarto de Lalisa sem bater.

 Kim Jongin remoeu a culpa daquela briga sem sentido por dois dias até finalmente querer resolver o problema. Jongin só esta com medo. Ele esperou tanto pra ficar com ela, e agora, parece que tudo esta por um fio… Jongin só não quer perder algo que ele acabou de conseguir e que demorou tanto pra chegar… Ainda mais algo com a garota por quem ele fora apaixonado desde que se lembra.

  A loira esta vestindo apenas uma camiseta que vai até a metade de suas coxas. Com a chegada do rapaz, ela instintivamente se cobre com o lençol de sua cama desarrumada e tenta não sorrir.

— Eu sei que a vida é sua e que eu to errado… É só que…

— Eu sei. - Lalisa o interrompe porque sabe que ele irá se embolar com as palavras. - É complicado.

  Jongin sorri e arqueia as sobrancelhas como um pedido sútil de permissão para se aproximar dela. A vocalista assente e Kim Jongin se senta depressa na cama da garota e a abraça, lhe dando um beijo logo em seguida.

— Ainda não tem nada decidido. - A loira diz. - O Heechul ainda não entrou em contato, nem nada.

Ela não esta mentindo. Lalisa realmente desconhece o fato de que o ex-integrante do Super Junior tinha sim entrado em contato com Suho, e que o guitarrista já havia decidido tudo, sem consultar ninguém.

— Só faz dois dias, Lalisa. - Jongin responde, tentando parecer otimista.

— Eu não sei por que to ansiosa.

— Porque você quer que dê certo. - Ele diz com a voz um pouco baixa.

— Não significa que eu não quero que dê certo com você…

— Eu sei disso… Agora eu sei. - Jongin ri e a loira sela seus lábios. - Mas caso você saía em turnê-

— Isso é irrelevante agora, ok? - Lalisa o interrompe novamente. - Vamos esquecer aquela “briga”. - Ela faz aspas com os dedos e o rapaz sorri, a enlaçando pela cintura e a puxando para mais perto.

— Gostei da roupa. - Jongin fala encarando as pernas descobertas da namorada. - Mas não saía assim na rua quando estiver em turnê ou longe de mim, ta bom?

— Cala a boca. - Lalisa diz rindo. - E você tá proibido de falar a palavra turnê… Eu to rindo, mas é sério.

Jongin a puxa e a coloca em seu colo.

— Agora que fizemos as pazes…

  Ele sorri maliciosamente e vai subindo uma de suas mãos pela coxa alva da vocalista. Lalisa não tenta o impedir, e assim que Jongin esta prestes a tocar a calcinha da garota, o quarto é invadido por Jennie. Lalisa pula do colo do namorado e observa o rosto vermelho e cheio de lágrimas da amiga.

— O que aconteceu? - A loira pergunta preocupada.

— Eu não consigo parar de vomitar! - Jennie responde ainda engasgada.

— Quer que eu te leve ao hospital? - Jongin oferece de imediato, se esquecendo do fato de que ele não tem um carro e que o único jeito de levá-la ao hospital seria de cavalinho.

— Não! - A morena diz desesperadamente.

— Calma, senta aqui. - Lalisa conduz a amiga até sua cama. - Por que você ta chorando desse jeito?

— Porque… Porque… - A morena olha para Jongin e sente o nó em sua garganta ficar maior. Por que a porra do irmão dele tem que estar aqui logo agora? - Porque a… - Ela trava novamente.

— Tudo bem, eu posso voltar outra hora. - Kim Jongin diz e da um selinho rápido em Lalisa.

  Assim que ele sai do quarto, Jennie chora mais ainda. A morena esta inconsolável e o desespero esta começando a tomar conta da vocalista.

— Tá, agora me responde.

  A baixista respira fundo, tentando se acalmar enquanto procura as palavras certas. Jennie enxuga algumas lágrimas, mas seus olhos ainda insistem em produzir aquele líquido salgado em uma quantidade incrivelmente abundante.

—  Eu tenho tido enjoos, Lalisa... - A morena sussurra. - Não posso nem pensar em peixe que já me dá vontade de vomitar.

— Mas você adora peixe. - A loira diz.

— Então… Não fazia muito sentido antes, mas agora… Já faz uma semana…

— O quê? O que já faz uma semana, Jennie?

— Que a minha menstruação está atrasada.


Notas Finais


EU SEI QUE TA CURTO MAS COMPENSO NO 25
Armygas, eu ainda tô nervous nem acreditando que 2ne1 acabou
aff sempre que escrevo o nome da Dara aqui na fic da tristeza, poxinha não foi só 2ne1 que acabou, acabou um pedaço dessa geração incrível do Kpop, um dos grupos mais icônicos que deixaram sua história

GENTEM QUE ANO HORRIVE
1D hiatus
2ne1 acabou
4Minute acabou
BigBang só volta daqui a 6 anos

MAS TAMBEM TEVE
debuts//comebacks para crlh
BTS só quebrou recordes


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...