História Runaways (Taegi) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Super Junior
Personagens Baekhyun, Chen, Heechul, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Kai, Lay, Lisa, Rap Monster, Rosé, Sandara Park, Sehun, Suga, Suho, V, Xiumin
Tags 2ne1, Blackpink, Bts, Exo, Jikook, Menção Taejin, Namjin, Super Junior, Taegi
Exibições 479
Palavras 3.185
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - O reencontro


Fanfic / Fanfiction Runaways (Taegi) - Capítulo 3 - O reencontro

— Loiro lindo do celular? Cadê você, amor?

 Jin esta começando a ficar bêbado. Jimin ri do amigo e Suga só encara toda a cena entediado.

— Sua cara de defunto tá me dando náuseas! – Jin diz e Jimin solta A gargalhada.

— Não, o que tá te dando náuseas é o álcool! – Suga responde rispidamente. Ele nunca gostou de gente bêbada, mas sempre cuida dos amigos alcoólatras.

— Você precisa que um pinto te penetre! – Jimin diz para o de cabelos verdes. – To falando sério! Isso ai é tudo falta de um bom e belo pênis!

— Falando de mim, Cabeça de fósforo?

  Jungkook surge dançando com uma bebida na mão e acompanhado de Kai e Hoseok.

— Não acredito que esse dai ta andando com você! – Jin diz enquanto encara Kai. Ele ainda está com raiva do tal Kai, porque ele o insultou.

— Não acredito que você pensou em algo QUASE inteligente pra dizer. – Kai o responde calmamente.

 Suga e Jungkook seguraram a risada por educação ao amigo. Já Jimin, que nunca foi de esconder nada de ninguém, ri descaradamente, o que deixa Jin ainda mais nervoso. Suga já esta cansado dessa cena patética, mesmo sendo engraçada.  Então, ele vai buscar uma bebida e começa a se perder nos seus pensamentos, como sempre faz quando esta entediado.

— Por que você sempre fala como se fosse um político? – Namjoon chega “carregando” o melhor amigo Taehyung nos ombros. – Sabe onde ele estava? Atrás de uma árvore recebendo um boquete!

— CARALHO! – Jin arregala os olhos e encara Namjoon. – É você! – Ele chega mais perto do loiro e até coloca uma de suas mãos em seu rosto. – Você é o loiro lindo do celular!

  Hoseok bufa e Kai da risada da reação do irmão.

— Ah, cara!

 Hoseok gostava de pensar que conseguiria ficar com o “garoto da blasfêmia”, mas, pelo jeito… Não vai ser hoje. Enquanto Jin assusta Namjoon com a sua cara de louco bêbado, Jimin e Jungkook discutem. Jungkook quer provar a Jimin que ele pode dar conta de três garotas ao mesmo tempo, e quer convencer o ruivo a achar mais duas para ele poder demonstrar.

— Eu te conheço? Foi você que roubou meu celular? – Namjoon larga o melhor amigo, que esta mais do que bêbado. – Me responde!

— Não! Eu não roubo! Não preciso disso!

   Namjoon revira os olhos. Tudo bem, para Namjoon, Jin pode ser lindo, mas é metido e fala enjoado. O que Namjoon não gostou nem um pouco. Namjoon é sério e determinado, ele aparenta ser tudo o que não é. O cara com pinta de modelo metido é um nerd apaixonado por números e que prefere mil vezes a tranquilidade do mar do que uma balada lotada. Digamos que o loiro seja um pouco antiquado e esteja acostumado com as coisas a moda antiga, mas isso faz um tremendo sucesso com as garotas e os garotos. Ciumento, cético e calculista, Namjoon dificilmente não aceita ser o líder das situações. Namjoon sempre foi conhecido por gostar de garotos inteligentes, delicados e tímidos, e para Namjoon, Jin é exatamente o oposto.

— Ta, então devolve o meu celular. – Namjoon diz sem paciência.

  Suga volta para perto do grupo no exato momento em que Taehyung fala.

— Cara, você sabe exatamente como tratar alguém bem. Parabéns!

  A voz grave e um pouco arrastada vinda do chão, tira Suga das suas viagens mentais e o faz encarar pela primeira vez, em anos, seu amigo de infância.

— Taehyung? KIM TAEHYUNG?

— Eu sabia que conhecia esse nome de algum lugar! – Jungkook fala e Suga o fulmina com os olhos.

— Suga? Açúcar? Min Suga? – Taehyung se levanta da areia com dificuldade e caminha para mais perto do de cabelos verdes. – CARALHO! É você mesmo! Eu lembro o quanto você odiava esse piada! — ele diz e gargalha

  Taehyung o puxa para um abraço apertado e Suga fica vermelho. Jin e Jimin percebem a cara do amigo e dão risada.

— Você tá bem melhor! – Taehyung diz se afastando um pouco e examinando o rosto do mais velho. – Não que você não fosse bom antes, mas agora… UAU! – Ele analisa mais um pouco o de cabelos verdes. – Mas você não cresceu, não é?! Continua da mesma altura! — Taehyung ri. — Bem que eu te disse que você parecia um anão de jardim.

  Taehyung tinha esquecido o quanto ele ficava mais babaca perto do de cabelos verdes. E o álcool não é um bom aliado no momento.

— É, você que sabe como tratar uma pessoa bem! – Namjoon diz com ironia e Suga da um sorriso de lado.

— E você não mudou nada. – Suga fala. A situação esta começando a incomodá-lo. Todos encaram a cena dos dois, e isso é embaraçoso. – Vamos pra outro lugar?

— Eu não mudei nada? Eu era estranhamente cabeludo! Eu era horrível! Melhorei bastante… Quer dizer, mais ou menos. De qualquer jeito, eu mudei muito!

— Eu nunca te achei horrível.

— Ai meu santo cristo! – Jimin exclama e todos o olham. Por mais engraçado que esteja sendo ver Suga envergonhado, o ruivo quer se divertir. Se divertir de verdade. – Taehyung… É Taehyung, né? – Ele pergunta e o de cabelos castanhos assente. – Use seu pinto mágico pra curar o mau humor do meu amigo, pelo o amor de todos os santos! E o resto, por favor, vamos fazer alguma coisa que preste!

— JIMIN! - Suga da um grito que faz o ruivo arregalar os olhos e se assustar.

— Corram! Corram por suas vidas! — Jungkook diz e pega o ruivo pela mão, saindo de lá. Hoseok e Kai também saíram correndo e dando risada. Suga e Taehyung aproveitam a distração e vão pra outro lugar. Jin não conseguiu sair correndo, e como ele esta com o celular de Namjoon, o mesmo também não foi.

— Cadê meu celular? — Namjoon pergunta de novo e Jin coloca a mão no bolço, mas não encontra.

— Eu acho que perdi. - Ele responde um pouco envergonhado.

— Você perdeu? - Namjoon pergunta quase gritando.

— Qual o problema? - O tom de voz do mais velho também aumenta. - Você o perdeu primeiro!

— Mas você tinha o encontrado e… – Namjoon para no meio do raciocínio e revira os olhos enquanto suspira pesadamente. – Ah, esquece.

  Namjoon nunca gostou de perder tempo em discussões que não o levarão em lugar algum. Ele vai para o lado oposto do mais velho, mas ele o segue. 

— Ei, não me deixa aqui sozinho, seu maluco! – Jin grita e Namjoon para de andar e olha pra trás. O encarando com um sorriso nos lábios.

— Você não é daqui, né? – Ele pergunta enquanto volta para o lado do mais velho. – E está bêbado.

  Apesar de não gostar do jeito extravagante, egocêntrico, e enjoado do mais velho, ele não pode deixar de notar o quanto ele é lindo. E como ele fica mais lindo ainda quando sorri. O que o faz voltar ele não sabe dizer, mas Namjoon não conseguiu deixar o garoto novato e bêbado sozinho e perdido na festa.

 

 

— Kai, ai vem a Yumi, vulgo sua namorada maluca. – Hoseok avisa o irmão que logo bufa nervoso.

— Ah, não.

Kim Jong-in é o segundo melhor amigo de Namjoon, Kai, diferente do loiro, não esconde sua pinta de nerd. Viciado em cinema, quadrinhos e tudo da cultura nerd, o rapaz tem um quarto lotado de posters e livros que o fazem sentir orgulho de sua coleção. Todo trabalhado no romance, Kai não consegue ficar sozinho. Ele adora estar em um relacionamento e dificilmente fica solteiro. Apesar de todo seu charme o rapaz engasga demais quando o assunto envolve sua paixão platônica de infância. Jongin nunca pensou que acharia isso, mas ele esta cansado de namorar. Ele esta pronto pra viver sua fase Tony Stark. A fase Tony Stark antes da Pepper, claro. E sim, Kai pode ser um playboy, filantropo e bilionário no futuro. E não. Yumi: A louca, não irá ajudar. E também ele está em duvida sobre sua sexualidade.

— Ruivo, me ajuda aqui!

 Kai chama Jimin que o olha ainda encantado com sua beleza.

— Fala… Kai? Acertei?

— Acertou! – Ele sorri e faz um “uhul”, o que faz o Hoseok dar risada. – Olha, minha futura ex-namorada está vindo pra cá, será que dá pra você me ajudar?

— Claro! – Jimin responde sem pensar. – Quer que eu te beije?

 Kai fica vermelho, ele não ia pedir isso, ele nunca havia beijado um homem antes mas já que o mais novo esta oferecendo… Assim que ele percebe que Yumi o olha, Kai agarra Jimin e o beija. Ouvem-se uns gritinhos histéricos ao fundo, mas o mais velho não se importa… Muito menos o Cabeça de fósforo.

  Enquanto Kai e Jimin se beijam, Hoseok e Jungkook procuram seus novos “alvos” da noite.

— De onde o seu companheiro de apartamento conhece o Taehyung?

— Ele sempre viajava pra cá com a família, e o conheceu em uma das viagens.

— Ah, sim. É Suga o nome dele, né?

— Aham. – Jungkook não consegue fazer duas coisas ao mesmo tempo. Ele esta focado em procurar garotas e garotos com tipos físicos que o agradam, e não na conversa que o Hoseok quer iniciar.

— Ele é muito bonito. – Hoseok diz dando de ombros.

— Já peguei. – Jungkook fala e o Hoseok ri. – Ele beija bem, mas o Jin beija melhor… Acho que é porque ele tem mais experiência, sei lá.

— Ah, cara… Não fala desse seu amigo Jin. Eu pensei que ia conseguir ficar com ele, mas o Namjoon, vulgo Deus do Sexo – Jungkook o encara com uma cara que diz: “Mano, olha o que você ta falando!”. – De qualquer jeito, Jin já tá na dele.

— Hoseok, meu caro, acredite, o Jin nunca “está” na de ninguém! – Jungkook diz e sorri. Orgulhoso de si mesmo por conhecer tão bem o seu hyung. - Nenhum daqueles três, estão. São os garotos mais independentes de homens/mulheres que eu já conheci.

— Jura? Porque o ruivinho ta dependendo bastante do meu irmão neste exato

 Jungkook olha pra trás e vê Jimin e Kai se beijando. Ele da risada.

— Já peguei ele também! Seu irmão tá pegando resto meu. — Jungkook ri.

— E que resto, hein! – Hoseok diz e da risada. – Cara, você já pegou os três? – Jungkook assente sorrindo. – Seu sortudo da porra! — Hoseok gargalha — Já chegou a transar com algum deles?

— Só com o cabeça de fósforo… – Jungkook se lembra daquela noite e sorri. – Mas foi só uma vez…

Flashback on:

  Tudo roda na cabeça de Jungkook. As luzes piscando e o som alto no fundo deixam tudo num estado de êxtase. Tudo que ele precisa é uma boa foda pra terminar a noite. Jimin já não vê mais nada, só vultos. Parece que três shots de tequila com algumas cervejas e umas doses de vodka não são a combinação mais perfeita do mundo…

— Jungkook, me leva pra casa! – Jimin simplesmente manda.

— Folgado, vai sozinho – o mais novo rebate, se arrependendo, porque de repente Jimin parece mais interessante do que nunca.

— Vai se foder! – o ruivo diz e sai cambaleando, tentando lembrar o porquê disse isso e onde esta indo.

— Posso foder você. – Jungkook é péssimo. Jimin tenta bater nele, mas tropeça e por sorte Jungkook consegue segurá-lo. - Ta, vou te levar embora – Ele diz e começa a ajuda-lo a caminhar pra casa, que por sorte é perto.

Jungkook o ajuda entrar em casa, e como os pais do mais velho não estão, resolve dar uma ajudinha a mais… Ele precisaria trocar de roupa, quem sabe tomar um banho…

— Jimin, vai tomar um banho.

— Otário, vai embora. Não preciso mais da sua ajuda. – Ele entra no banheiro e bate a porta.

  Jungkook abre a porta e entra agarrando-o por trás enquanto o mais velho tenta tirar a roupa.

— Por que não me da um banho, então? — o mais velho pergunta

  Jungkook abre o zíper da calça de Jimin e beija seu pescoço de um jeito que faz seu hyung tremer. Jimin vira e os dois se beijam de uma forma intensa, ofegante. A calça de Jungkook já não cabe mais de tanto tesão que ele sente, e as mãos de Jimin tentam desesperadamente abrir seu zíper.

  O desequilíbrio bêbado deles os faz esbarrar na pia; Jungkook aproveita e coloca o mais velho em cima do mármore gelado abrindo sua própria calça rapidamente. Sente as mãos de Jimin no volume que cresce e solta um gemido. Ele tira a blusa de Jimin e agora suas mãos percorrem a barriga dele e eles não aguentam mais as preliminares…

   Jungkook então puxa seu hyung para perto e o penetra com cuidado. Eles não aguentam a adrenalina e de repente a temperatura sobe demais. Aquele vai e vem é extasiante, cada gemido de Jimin deixa Jungkook mais louco. Os dois chegam juntos ao prazer máximo. Respirações ofegantes e corações a mil.

Flashback off *

— E foi bom? – A voz de Hoseok o tira de suas lembranças.

— É, pode-se dizer que o ruivinho mande bem.

 

 

— Desculpe ter te chamado de anão de jardim na frente da galera. O álcool me deixa muito sociável.

— Percebi.

  Tae e Suga riram. Os dois estão perto do mar, sentados na areia.

— E então…? Namorando? – O mais novo pergunta curioso.

— Não. Terminei faz pouco tempo. Ele me traiu.

— Que babaca… Ele não te merecia.

— Foi o que os meus amigos disseram. Mas os amigos sempre falam um monte de besteira quando querem te consolar.

— Ah que isso, nem eu e nem eles não estavam querendo te consolar. Os homens não consolam, os homens agem.

  Suga da risada e concorda com a cabeça. Foi exatamente isso que Jungkook fez… Ele agiu. E funcionou. Pelo menos naquele momento. Suga se lembra em como estava frágil na primeira semana depois do término. Então, quando Jungkook foi “consolá-lo”…

— Te perdi pros seus pensamentos de novo? - Tae diz e Suga da um sorriso envergonhado. – Preciso praticar mais pra ganhar dele.

— Você é a única pessoa que se refere ao meu subconsciente como se ele fosse alguém de carne e osso. – Suga diz e Tae da um sorriso, o sorriso quadrado que Suga sentiu muita falta. – Senti falta disso.

— Disso você se refere ao meu sorriso? – Tae sorri ainda mais e Suga fica vermelho. – Te deixei envergonhado? — Tae pergunta e solta uma risada.

— Você é um idiota. – Suga fala e joga areia nele.

— Uma vez me disseram que quando alguém te chama de idiota frenquentemente, é porque essa pessoa te ama.

  Suga o encara surpreso e sorri.

— Quem te disse isso? – Suga pergunta mesmo já sabendo a resposta.

— Meu melhor amigo bonitão que pega todas as garotas e garotos da face da terra mesmo ele sendo fechado e tendo cara de bravo.

  Suga arregala os olhos e arqueia as sobrancelhas.

— Acho que alguém está com ciúmes.

— Cala a boca! – Suga diz brincando.

— Uma vez me disseram que quando um garoto te manda calar a boca, ele realmente quer que você cale a boca.

  Suga ri da ironia dele.

— Quem foi o babaca que te disse isso?

— O mesmo de sempre, meu amigo, Namjoon. — ele responde — Cara – Cara? Ele chamou Suga de “cara”? – Quando um garoto manda outro garoto calar a boca, ele quer que o outro use a boca pra fazer outra coisa mais produtiva do que falar.

  Suga faz uma cara de nojo e V ri. Suga achou ofensivo. A única pessoa que ele suporta ouvir esse tipo de asneira é do Jungkook. E outra Suga O-D-E-I-A que o chamem de "cara".

— É, você tem razão. – Suga diz.

— Tenho?

— Tem. – Suga responde e V sorri e se aproxima dele. – Você mudou muito.

  O mais velho se esquiva do mais novo, fica de pé e sai de lá.

 

 

 

— Mano, quem é Tony Stark? – Jimin pergunta pra kook no caminho de volta pra casa.

— O Homem de Ferro… Quer conhecer o meu? – kook o responde com malícia.

— Eu já conheço. – o ruivo responde tentando controlar a vontade de rir que cresce dentro dele.

— Quer re-conhecer?

— Muito tentador, mas não.

— Não custa tentar, não é?

  Jimin ri.

— Por quê? — kook pergunta

— Por que o que?

— Por que você perguntou quem é Tony Stark?

— Ah! Porque o Kai não parava de falar que estava na fase Tony Stark da vida dele.

— Mas o Stark namora a Pepper.

— Não, não. Ele está na fase Tony Stark antes dessa mina ai aparecer.

— Ah, sim. Entendi. – Jungkook fala e da risada. – E ele manda bem?

— Quem? – Jimin pergunta. Sempre lerdo.

— O Jongin, né! Burro.

— Para, idiota! – o ruivo diz e da um tapa na cabeça do mais novo. – E sim, ele manda bem.

— Manda melhor do que eu? – Jungkook pergunta com um sorrisinho malicioso e da uma piscadinha.

 — Ele manda na mesma frequência!

  Jimin ri da própria piada e Jungkook faz uma cara de nojo, fazendo o ruivo rir mais ainda.

— Você está blefando!

— Como você pode saber?

— Eu te conheço bem demais pra saber, hyung!

— Aham, ta.

  Jimin o deixa pra trás e vai para o seu apartamento. Chegando lá, ele encontrou Jin dormindo de boca aberta no sofá. E um cara sem camisa na cozinha.

— Quem é você? – Ele se vira e o ruivo o reconhece. – Ah, sim. O mino do celular! Incrível como Jin hyung sempre consegue o que quer.

— O que? Eu não fiquei com o seu amigo! Ele é louco! Só o ajudei a chegar em casa. – Namjoon responde e pega um copo de água.

— Sei… – Jimin o encara desconfiado. – E por que você tá sem camisa?

— Como eu já disse antes, seu amigo é louco… Ele entrou no mar e ficou tremendo de frio… Emprestei minha camiseta pra ele porque a dele ficou encharcada.

— Aham. Até parece que eu vou acreditar nessa história. — Jimin diz.

— Eu não preciso te provar nada. – Namjoon o responde grosseiramente. Ele nunca foi conhecido por ter muita paciência. E Jin já tinha o deixado a ponto de um colapso nervoso. – Vou embora.

  Kim Namjoon pega seus pertences e sai do apartamento.

— Cara folgado. – Jimin diz enquanto vai pro seu quarto.

 

 

— Kookie! Abre essa porta, caralho! Eu falei pra você me esperar, seu puto!

  Suga bate incessantemente na porta do próprio apartamento.

— To indo! Para de espancar a porta, porra!

  Kookie abre a porta seminu, com o cabelo bagunçado, e cheio de marcas de batom pelo pescoço. Suga ri da situação e o amigo fez uma careta.

— Está acompanhado? – Suga pergunta cinicamente.

— Suga hyung, você é o maior empata foda da história! — Jungkook diz e volta pro seu quarto correndo estranho (Alerta pau duro), deixando Suga rindo sozinho na sala.

 

 

— Demorou, hein! – Taehyung diz assim que seu melhor amigo chega. – Hmmm… Roubaram sua camisa? — Taehyung ri

— É, roubaram. – Namjoon responde mal humorado.

— Que cara é essa? – Taehyung pergunta. – Nem parece que transou.

— Eu não transei, Taehyung. E para de ser tão babaca. — Namjoon diz e vai pro quarto.

Ele esta puto. Muito puto. Nunca alguém o deixou tão de cabeça virada como àquele garoto. Kim Namjoon deita na cama e fecha os olhos. Enquanto tenta dormir, o som da risada frouxa e bêbada de Jin vem a seus pensamentos. Que ótimo! Até pra dormir Jin incomoda!

  Namjoon se revira ainda mais na cama e dorme pensando que vai precisar pegar sua camiseta de volta.


Notas Finais


Antes de tudo: Vocês viram o dance practice de Blood sweat & tears? <3

EU TO PASSANDO MAL GNT QUE DANÇA EH ESSA DESSES MENINOS Q COISA MAIS LINDA TO NO CHÃO. J-hope ta amorzinho demais lá *O* hahaha
E enfim, gostaram co cap?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...