História Russian Roulette - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Na Moral Amo Essas Tags, Namjin, Taeyoonseok
Exibições 29
Palavras 1.240
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


To inspirada hoje, mentira.
Foi o UNIQ que me inspirou com a música EOEO.
Recomendo você ouvirem essa música,
MAS SE FOREM CARDÍACAS NÃO VEJAM, SE NÃO VOCÊ MORREM.
Obs: Quando eu vi esse MV pela primeira vez eu cai da cadeira do computador.
Vamos ao capítulo..
Boa leitura :3

Capítulo 2 - Chapter One


Fanfic / Fanfiction Russian Roulette - Capítulo 2 - Chapter One

Jeon Jungkook

Mas quem aquele garoto pensa que é? Humpf, atrapalhando o olhar dos outros por aí, impedindo a minha visão do meu pequeno.
Mas, e se aquele for seu namorado? E se ele for seu noivo? Que? Noivo? Olha as coisas que você está pensando Jeon Jungkook, se controle, você nem faz ideia de quem é aquele garoto, ele deve estudar aqui a anos, como eu nunca prestei atenção nele? Ele é perfeito de mais para não ser notado. Mas garotos perfeitos não fazem o meu tipo, mas ele parece ser totalmente diferente, ele não parece ser aqueles garotos que são apenas uma foda, ele parece ser o tipo de menino que merece um namorado romântico que obviamente não sou eu, ou um cara que queira construir uma família esse também não era eu, um cara que chegasse do trabalho e dissesse: " Querido cheguei! Onde estão as crianças?"  Caralho, esse também não era eu.

Jungkook você só pode estar ficando maluco, olha as coisas que você está pensando de um garoto que nem ao menos conhece, você deveria se concentrar em aumentar suas notas e passar de ano para conseguir ser o médico que você tanto deseja ser, e talvez quem sabe algum dia você chegue a ser o cara que aquele menino merece. Porra! Para de pensar nele Jeon Jungkook! Se concentre temos muito o que estudar esse ano, não podemos ficar divagando sobre um menino desconhecido, que é lindo pra caralho, viu o tamanho daquela bunda? Dá até vontade de apertar e..
- PUTA QUE PARIU!- Gritei já sem paciência.- Esqueça aquele ser humano Jeon Jungkook, se concentre em como vai passar em química esse ano ou algo parecido.-  Química é algo que tem entre mim e aquele ruivo.

Chega, eu estou ficando maluco, só pode, preciso de ajuda, procurar um médico talvez? Não! Um padre seria melhor vai que eu estou possuído ou algo do tipo...
- Jungkook está tudo bem?- Ouço alguém me chamar.- Você está parecendo um doido andando em círculos.
- Jin-Hyung! Finalmente você chegou, me ajude acho que estou ficando louco.- Disse o abraçando fortemente e suspirando aliviado.
-Vamos dongsaeng, me conte o que aconteceu.- Jin disse me puxando para sentarmos no chão do corredor repleto de armários.
- Minha mãe me fez vir mais cedo para a escola, mas como você sabe bem ela me disse que eu estava atrasado, e eu trouxa como sou acreditei e pensei que estava muito atrasado, quase morri por causa de uma torrada, quando cheguei aqui na escola entrei em desespero por não ter ninguém no jardim da frente, só que eu vi um menino, um ruivo para ser mais sincero, ele era baixinho, sua pele era clara e seus olhos eram pretos pareciam que eles iriam me engolir, ficamos um tempo nos encarando até quem um ser humano ridículo apareceu e cortou nossa troca de olhares, eu nunca quis tanto matar alguém Hyung, juro que se eu encontrar aquele filho da puta eu meto um soco nele.- Eu disse já estralando os dedos, Jin olhou para mim debochado e riu, isso mesmo o filho da puta riu!
- Jungkook você acredita em amor a primeira vista?- Jin disse dando aquele sorriso de lado que só ele consegue dar.
- Claro que sim, foi assim que meus pais se conhecerem e começaram a se gostar, mas por que a pergunta Hyung?- Perguntei, Jin me olhou de cara feia, e me deu um olhar de "Pense direito seu idiota"  - Ah não, você não pode estar falando sério Kim SeokJin!- Exclamei indignado.
- Sim eu acho exatamente isso Kookie, você pode estar sim apaixonado pelo menino desconhecido, vamos faltam apenas 10 minutos para a aula começar.-  Caralho faltam 10 minutos para a aula começar, mas como assim? Ainda não chegou ninguém.


Levanto minha cabeça e percebo que eu estava completamente enganado, o corredor já estava lotado, se duvidar os adolescentes saiam pelas paredes de tantas pessoas que existiam ali.
- É melhor você ir para sua sala Jungkook você não vai querer que sua Omma te coloque de castigo não é?- Jin perguntou, neguei com a cabeça e levantei rapidamente recolhendo minha mochila do chão e sai caminhando lentamente pelo corredor de cabeça baixa.

Não pode ser, como alguém consegue se apaixonar em tão pouco tempo? Não eu não estou apaixonado! Nem fodendo que eu estou apaixonado! Não posso estar apaixonado! Não posso! Não posso! NÃO POSSO!

- Me desculpe eu esbarrei em você.- Ouvi uma voz suave e meiga dizer.
Abaixei um pouco minha cabeça e percebi que o dono daquela pequena fala que fez meu corpo inteiro se arrepiar era o ruivo de mais cedo.
- Não tudo bem eu estava distraído.- Eu disse me agachando para o ajudar a pegar seus livros que tinha caído.
Nossas mãos acidentalmente se tocaram e senti um arrepio gostoso passar por todo o meu corpo.
Sim eu posso ter me apaixonado por esse pequeno ser humano que está na minha frente.
Obrigado pela ajuda, aliás eu me chamo Park Jimin e você?- Perguntou estendendo sua pequena mão em minha direção.
- Jeon Jungkook.- Eu disse apertando sua mão, sua mão era tão pequena e gordinha que a minha praticamente engolia a sua.
- Jeon Jungkook..- Disse testando meu nome com sua voz suave, quero ver você gritar meu nome quando eu estiver te fodendo bem forte e gostoso Jimin.
Pronto, virei um pervertido, caralho mano, nem com os meus peguetes eu tenho esses pensamentos impuros.
- Bom Jungkook, eu tenho que ir, se não perco a primeira aula, a gente se vê por aí.- Ele disse sorrindo, caralho, fodeu muito, ele tem eye smile, onde compra um potinho pra jogar esse menino dentro dele? Apenas acenei e o vi sumir de minha vista.

Quebra de tempo

- Então Kookie, quem é o ruivo que você me contou mais cedo?- Jin estava me perturbando sobre isso desde que o intervalo começou.
- Já falei que ele não está aqui Hyung, que saco, fica perguntando a cada um minuto.- Falar isso foi a pior escolha que eu fiz, Jin me acertou um tapa na nuca fazendo eu bater a testa na mesa. - Aí caralho! - Exclamei
- Isso é pra você aprender seu filho da put..- Jin ficou quieto na mesma hora e eu estranhei, onde está o sermão que eu ia receber?
Olhei na mesma direção que Jin e percebi o motivo de seu silêncio, Jimin entrava no refeitório todo sorridente junto com o arrombado que atrapalhou nossa troca de olhares, mas junto deles havia mais uma pessoa, Jin encarava exclusivamente aquela pessoa.
Ele era alto e tinha os cabelos rosa, esse é um dos motivos para SeokJin o encarar tanto, sabe aquelas patricinhas que amam rosa mais que tudo? Então SeokJin supera elas, porque como eu costumo dizer " Ela é uma princesa!"

Percebi que o rosado o encarava de volta, Jin desviou o olhar para seu sanduíche, o cara soltou uma risada e reparei que ele tinha covinhas, ele apressou o passo e ficou ao lado de Jimin.
Reparei que Jimin que já era baixo quando ficava ao lado daquele cara parecia um gnomo,  por favor Deus que o senpai nunca saiba que eu chamei ele de gnomo, amém.

Encarei Jimin por um tempo, ele me encarou de volta e deu um sorriso. 

Então, onde aperta o botão pra ressuscitar nessa caralha mesmo?

 

 

 

 

 


Notas Finais


1.240 palavras ( pelo o que o World disse), caralho to orgulhosa de mim mesma.
Agradeçam ao UNIQ e sua música EOEO por me inspirarem.
Normalmente eu não consigo escrever nem 500 palavras direito.
Obrigada por lerem :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...