História RWBY: COLORS Interativa - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias RWBY
Personagens Personagens Originais
Tags Blake Belladonna, Interativa, Ruby Rose, Rwby, Weiss Schnee, Yang Xiao Long
Visualizações 31
Palavras 2.256
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Pansexualidade, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Mist Rose


- Você teve sorte por não explodirmos parte do penhasco! - Weiss começava a gritar com a outra garota, por mais que Ruby tentasse se explicar.

- Foi um acidente, foi um acidente!

- Weiss. - Lilium puxava levemente a amiga pela roupa. - Weiss!

- Não me interrompa, Lilium! - Weiss respondia um tanto impaciente, se desvencilhando da amiga para tirar do bolso um folheto da Schnee Dust Company. - Embora não obrigatório, a família Schnee encoraja que seus clientes leiam e se familiarizem com este guia simples de uso e aplicação de Dust em campo. Nós não nos responsabilizamos por ferimentos ou danos causados por quaisquer produto da Schnee Dust Company! Você realmente quer (...) - Lilium revirava os olhos, deixando escapar um breve suspiro. Weiss estava fazendo “aquilo” de novo. Já tinha perdido as contas de quantos folhetos a amiga já havia distribuído pela escola.

- Está tudo bem? - Beatriz que até então se encontrava alguns metros atrás de Yang, questionava com certa seriedade. Afinal, a pequena discussão que ali havia sido gerada já começava a despertar uma boa parcela de curiosos.

- Está. - Yang tinha a iniciativa de responder para Bia. - Acho apenas que elas começaram com o pé errado. Por que vocês não começam de novo e tentam ser amigas?

- Boa idéia, Sis! Olá Weiss, eu sou Ruby! - A garota estendia a destra em direção da herdeira. - Quer dar uma volta? Podemos comprar algum material escolar.

Lilium movia a cabeça freneticamente com a cabeça de um lado para o outro, tentando sinalizar para que Ruby não cometesse aquele erro. Mas já era tarde demais.

- Claro! E podemos pintas nossas unhas e provar roupas! - Weiss respondia carregada de sarcasmo. - E falar sobre caras bonitos, tipo o loiro alto e magrelo ali. - Dizia enquanto apontava para um garoto não muito longe de onde estavam.

***

- Ei, Jaune! - Rock o cutucava, havia acabado de escutar uma conversa alguns metros a frente. - Estão falando de você.

- O que? Onde? - Jaune olhava em volta um tanto confuso. Os alunos do primeiro ano começavam a se aglomerar, de modo que tornasse mais difícil encontrar algo especifico.

- Ali, bobalhão! - Pegava o rosto do amigo, virando-o em direção de Weiss. - Ela disse que você é bonito.

- Mesmo? - A feição de Jaune se iluminava, esboçando um amplo sorriso.

- Com certeza, ela não foi irônica nem nada. - Comentava um terceiro garoto ao lado deles, até então desconhecido por Rock e Jaune. Tratava-se de Joseph von Oobleck, que respondia naturalmente embora seu tom de voz tivesse certa acidez. - Deu para notar, ela está apaixonada por você.

- Eu sabia! - Jaune dizia através de uma expressão triunfante, estufando o peito em orgulho. - Minha mãe tinha razão, cara, eu sou um sucesso com as garotas!

- Jaune, eu não sei se é bem ass-

Rock era então interrompido por um tossido seco do diretor de Beacon, que já em pé no centro do palco. A distração havia sido suficiente para não terem se dado conta que o discurso de iniciação estava prestes a começar.

***

- Vocês vieram aqui em busca de conhecimento, para aprimorar e adquirir novas habilidades. - A voz do diretor preenchia todo o anfiteatro, recebendo a total atenção dos alunos ali presentes. - E quando terminarem, planejam dedicar suas vidas para proteger as pessoas.

Myr assentia com a cabeça, dando um singelo sorriso com as palavras do diretor. Era exatamente isso que ela ansiava fazer, queria se aprimorar e se tornar uma caçadora competente para salvar pessoas.

- Mas vejo vocês e tudo o que eu enxergo é energia desperdiçada, precisando de um propósito, de uma direção. Vocês assumem que conhecimento irá libertá-los, mas o seu tempo nesta escola mostrará que conhecimento pode leva-los apenas até um ponto, então, cabe a vocês dar o primeiro passo.

Myr franzia levemente a testa, sentindo o impacto que as palavras do diretor tinham sobre ela. Não que achasse que o Professor Ozpin estivesse errado, muito pelo contrário, Myr já estava muito ciente de que “conhecimento” não era um único fator decisivo para se vencer um confronto. Da mesma maneira que sabia que apenas ela poderia tomar a iniciativa de melhorar isso e enfrentar seus próprios medos.

E era quando Myr foi desperta de seus devaneios, ao ouvir a voz de sua tia. - Você irão se reunir no Salão de Festas hoje à noite. - Glynda anunciava. - Amanhã começará a iniciação de vocês, estejam prontos. - Ao dispensar os alunos, a professora se colocou a seguir o diretor para fora do palco, mas não antes de ar um pequeno aceno com a cabeça para Myr, meneando-a de maneira positiva, como se aprovasse o fato da sobrinha estar ali.

E a garota sorriu de volta para ela. Por mais que Glynda fosse rígida em muitos aspectos, a professora parecia verdadeiramente orgulhosa de ter a única sobrinha como caloura de Beacon.

***

- Não precisa disso Jaune, ai ai, vai pagar um baita micão! - Logo após o discurso, Rock tentava impedir com que Arc fosse até a garota de antes, mas o loiro parecia decidido. Deixando Rock para trás, alcançou a garota de cabelos brancos um pouco mais a frente.

- Eu sou loiro natural, sabia? - Jaune dizia para Weiss, em uma fútil tentativa de parecer galanteador. A garota por sua vez apenas o olhou de cima a baixo, lançando-lhe um olhar de desprezo.

- Vamos Lilium. - Weiss dizia por fim, dando às costas para o garoto loiro e os demais. Ia caminhando em direção à saída do anfiteatro, esperando que sua amiga a acompanhasse. Lilium, por sua vez, encarou Ruby antes de se virar, mantendo um semblante sério.

“Elas” eram realmente iguais.

***

O dia havia sido de bastante entusiasmo, mas a noite chegara e agora Ellie não conseguia dormir, afinal, havia tido mais um daqueles sonhos. Estava sentada do peitoril de uma das maiores janelas do Salão de Festas. Dali possuía um bom deslumbre da lua quebrada de Remnant. A maioria dos alunos já tinham ido dormir.

No dia seguinte receberiam sua primeira tarefa como aprendizes a caçadores, e os boatos já começavam a circular, dizendo que também já seriam designados para equipes. Ellie se encolhia, encostando a cabeça no batente da janela.

- Se não dormir, isso prejudicará o seu desempenho amanhã. - Dizia uma voz grave atrás de Ellie, fazendo com que o corpo da morena desse um pequeno salto, tomada pela surpresa. A pessoa se apressou em se redimir. - Desculpa, não quis te assustar.

- Tudo bem. - Ellie respondia, compassiva, vendo a outra garota se sentar ao seu lado. Reparava que ela tinha olhos de cores distintas e notáveis orelhas de lobo. - Você é uma faunus! - A morena concluía em voz alta, levando uma das mãos contra a boca por puro reflexo. Precisava falar baixo para não acordar os demais alunos.

- Você tem algum problema com isso? - Amber questionava em um tom calmo, embora olhasse para Ellie de maneira mais incisiva. Sofrer qualquer tipo de preconceito não lhe seria surpresa, apenas não desejava que aquele fosse o caso.

- N-não! Problema nenhum. - Ellie se apressava em responder, desviando o olhar. A verdade era que nutria uma grande admiração por faunus que não se escondiam do mundo e assumiam sua herança animalesca, mesmo com todas as situações adversas que eventualmente tinham que enfrentar. Queria Ellie também superar seu próprio receio de ser julgada pelas pessoas ao seu redor.

- Eu realmente espero que aqui a gente seja julgado pelo que somos por dentro. - Amber começava a dizer repentinamente, conquistando a atenção de Ellie mais uma vez. - Pelos nossos princípios, metas e sentimentos. E não sermos julgados pela nossa aparência física.

- Isso seria... muito bom. - A menor respondia em um tom de voz mais pensativo. Que maravilhoso seria um mundo onde julgamentos não existissem.

***

No dia seguinte, todos os alunos foram acordados às 06h00. Foram levados até o refeitório para poderem tomar o café da manhã antes que o exame para atribuição das equipes pudesse dar inicio. Sophia havia disputado o ultimo pedaço de bolo de cenoura com um garoto chamado Rock, mas tinha saído vitoriosa. Na mesa comia seu doce, vitoriosa, enquanto trocava novas mensagens com sua irmã mais velha.

[RODWIN]: Tome cuidado, Sophi, e me ligue quando terminar o teste!

[SOPHIA]: Eu ficarei bem, me te ligo assim que terminar.

[RODWIN]: Ótimo! Ficarei ao aguardo.

Quando Sophia estava terminando de escrever uma nova resposta para a irmã, ouvia uma garota se sentar ao seu lado. A tal garota exalava um doce aroma de panquecas.

- No que eu estava pensando? - A garota dizia provavelmente com uma terceira pessoa. - Eu realmente espero que a gente possa ficar juntos na mesma equipe. Não “juntos” juntos, embora você não seja feio! Você é muito bonito, Ren, mas seria estranho, né!?

Sophia tirava os fones de ouvido, guardando-os juntamente com o scroll dentro do bolso da calça. Enquanto isso, a garota continuava a conversar com o tal de “Ren”, embora parecesse mais um monólogo, já que Sophia não ouvia qualquer resposta vindo do garoto.

- Precisamos bolar um plano para termos certeza de que ficaremos na mesma equipe! Que tal subornarmos o diretor? Não, não vai dar certo... Já sei, temos que usar um sinal. - Ela dizia toda empolgada. - Um sinal secreto para nos encontrarmos! Você consegue imitar uma preguiça?

- Nora...

- Sim, Ren?

- Eu não acho que preguiças façam muito barulho...

- Atenção alunos do primeiro ano, todos para o vestiário em 20 minutos! - A professora Glynda Goodwitch anunciava, passando entre as mesas do refeitório. - Sua iniciação irá começar logo, você precisam estar prontos!

E com isso a tensão e ansiedade se instalavam entre os alunos. Os mais atrasados com o café da manhã tratavam de engolir a comida para poderem seguir a tempo para o vestiário, mas felizmente aquele não era o caso de Sophia, que terminava de comer seu bolo de cenoura antes de se levantar e seguir para o local indicado pela professora, trazendo seu bastão guia com ela.

***

No vestiário, Beatriz se encontrava bastante entretida com sua pistola, uma arma relativamente leve e de cano curto. A armação da pistola era na cor preta, com alguns pequenos detalhes em prata, enquanto o ferrolho era de um rosa contrastante. Preso à base da arma, havia um pingente também rosa em forma de cabeça de coelho e, acima do cano, duas pequenas estruturas de metal se projetavam para cima, imitando orelhas de coelho.

Ao colocar a arma sobre o coldre presa ao cinto, Beatriz agora tratava de encaixar os cartuchos de dust, nos bolsos anexos ao lado do coldre. Quando fechou seu armário, os olhos castanhos de Beatriz se encontravam com os de um garoto que estava a frente do armário ao lado.

- Oh, olá coelho. - O garoto abria um grande sorriso para a menina. - Não está atrasada, está?

Bia arqueou uma das sobrancelhas para o rapaz, e ele apenas vinha por dar um pequeno riso, descontraído. Era Joseph von Oobleck e ele havia trocado o uniforme escolar por uma roupa mais adequada para o evento: Vestia uma jaqueta branca, gola alta e mangas longas, com botões dourados. A camiseta verde que usava por baixo ficava visível uma vez que a jaqueta era cerca de 10 centímetros mais curta. Vestia-se com uma calça e sapatos brancos também.

- Vamos alunos, precisamos seguir para o penhasco! - Glynda Goodwitch cobrava da entrada do vestiário.

- Bom, nos vemos por ai, coelho. - Joseph se despedia, seguindo com as mãos no bolso para a saída do vestiário. Mas onde estava a arma dele? Era o que Beatriz começava a se questionar.

Quando chegaram ao penhasco, os alunos foram posicionados sobre plataformas retangulares de metal, alguns metros da beira do penhasco. - Nós seremos catapultados? - Jaune exibia seu desespero em alto e bom som, sem se preocupar que todos os alunos pudessem ouvi-lo. - Por favor, alguém me diga que não seremos catapultados!

- Nós seremos catapultados. - Joseph respondia com um sorriso.

- Não esquenta. - Rock tentava consolar o amigo, embora Jaune continuassem com as lamentações e protestos até que viam a professora Glynda, juntamente com o diretor do colégio se aproximarem.

- Por anos vocês treinaram para serem guerreiros. - Ozpin dava inicio enquanto olhava seus olhos e tomava alguns goles de seu café. - E hoje suas habilidades serão testadas aqui da Floresta Esmeralda.

- Eu sei que vocês ouviram rumores sobre formações de equipes. Bom, permita-nos acabar com suas duvidas. - Glynda se pronunciou enquanto segurava um scroll, provavelmente para acompanhar o desempenho dos alunos via vídeo. - Cada um de vocês ganhará companheiros de equipe... hoje!

Ellie vinha por dar um prolongado suspiro, assim como Myr.

- Esses companheiros ficarão com você pelo resto de sua estadia em Beacon, sendo assim, é fundamental que vocês formem pares com quem possam trabalhar bem. - As palavras do diretor fazia com que as mentes de todos os alunos começasse a trabalhar rapidamente, olhando uns para os outros, buscando possíveis candidatos que pudessem se dar bem. Mas era então que Ozpin continuava suas palavras. - Com isso, quando estiverem na floresta, a primeira pessoa com quem vocês fizerem contato visual será seu parceiro pelos próximos 4 anos.


Notas Finais


Autor: Ozpin [http://aminoapps.com/p/pmotbp] / Gallowmere [https://spiritfanfics.com/perfil/gallowmere]
Revisão: Glynda Goodwicth

Sophia Ferroug (YukiHyuu [http://aminoapps.com/p/ibkqjk])
Lilium Caelum (Salem [http://aminoapps.com/p/s2i9bx])
Joseph von Oobleck (DrOobleck [http://aminoapps.com/p/vdxltw])
Rock Axe Kings (Red [http://aminoapps.com/p/8ocd29])
Amber Dominic (Natsuki_Kruger [https://spiritfanfics.com/perfil/natsuki_kruger])
Ellie Kougia (Nyane Kuroneko[https://spiritfanfics.com/perfil/julisnog])
Beatriz Prin Manner (Biah [http://aminoapps.com/p/a4i4m3])
Myr McGreen (StraRose [http://aminoapps.com/p/afl8g])


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...