História Sadism And Masochism - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bdsm, Jin!seme, Namjin, Namuke
Visualizações 49
Palavras 1.371
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OI! :3
Espero que tenha ficado bom

Capítulo 1 - Me foda logo


23:32 Seul

Num espaçoso apartamento da área rica de Seul você podia apenas ouvir a conversa e os arfares do casal que se encontrava ali.

- Daddy,- Namjoon arfava em seu ouvido - me fode logo.

- Não, você foi um baby ruim hoje.- Jin estralara os dedos na coxa do mais novo, punindo-o pelo que fizera de tarde.


Flashback on

Seokjin andava pela mesma rua de sempre, passando na frente de uma sex shop que havia aberto a pouco lá. Um sorriso sacana se abriu em seu rosto ao se lembrar daquele que tinha seu coração e pau nas palmas das mãos.

Entrou na loja, o que assustou os clientes e funcionários. Um homem tão bonito, vestido num sobretudo, de roupas escuras, entrando em uma sex shop? Isso é tão normal quanto ver um elefante sapatear.

Procurava algo de interessante ali, quando viu uma placa escrito "S&M" sobre uma porta e outra "Cross dressing" sobre outra porta. Entrou na primeira, queria ver o que encontraria ali. Foi naquele momento que encontrou o céu: chicotes, coleiras, algemas, correntes, etc. Era seu paraíso sexual.

Jin estava empolgado, sorria de orelha a orelha, planejando uma boa noite para ele e o namorado. Pegou algumas coleiras de couro com spikes e argolas; um chicote negro com rosa (cor que não poderia faltar) e um par de algemas, rosa e azul. Saiu pela porta e entrou na segunda porta que havia visto.

Aquele era o paraíso de Namjoon. Diversas saias, blusinhas, colares, sapatos, meias, cintas, etc. Como conhecia bem o namorado, pegou algumas roupas. Pegou uma saia azul bebê, uma blusa amarelo claro, um par de meias brancas e sapatilhas de boneca pretas como uma combinação. Pegou algumas saias rodadas pastel; umas regatas estampadas fofas; mais dois pares de meias, sendo um deles preto e o outro arrastão e uns chockers coloridos, com pingentes fofinhos.

Foi se dirigindo ao caixa com calma, haviam mais trinta minutos para o trabalho começar, e em dez minutos chegaria lá. Poucos segundos antes de entrar na fila ele viu algo que não podia esquecer: lubrificante. E lá se foram cinco minutos escolhendo um bom lubrificante.

Seokjin já saia da loja com um sorriso contente, as compras na maleta e o coração acelerado. Ia a toda para a empresa, haviam tantos papéis para resolver, daqui a pouco precisaria produzir papel ele mesmo.

***

Seu horário estava no fim, agora teria apenas uma chamada de vídeo com um empresário interessado em alguns produtos da empresa. Nesse horário Namjoon já sairá da escola e estava a sua espera em casa, mas desta vez fora diferente. O mais novo estava no prédio da empresa, subindo no elevador até a sala de seu namorado. E seu sorriso poderia ser visto como macabro, mas era só safado.

O elevador parou no 9° andar e ele desceu, entrando na sala do namorado.

- Jin?- colocou a cabeça dentro da sala, sorrindo fofo.

- Nammie!- o namorado se levantou e foi até o outro, lhe pegando no colo.

- Eu senti sua falta.- beijou o menor, um pouco afoito pela saudade do hálito de morango que tanto amava.

O ósculo continuou, avançando cada vez mais. Jin já se encontrava meio duro de tanto que Namjoon rebolava sobre si. O garoto estava precisando se satisfazer, estava sendo difícil ser completamente esquecido pelo Daddy.

As mãos do Kim maior enrolavam os cabelos de Seokjin, enquanto o segundo segurava com firmeza as coxas bonitas do que estava no seu colo. O beijo e as carícias foram interrompidos pelo barulho de ligação do APP que a empresa usava. Jin correu para o aparelho, ajeitando um pouco sua aparência.

Namjoon ficara puto. MUITO puto com aquilo. Estava sedento por Jin e a pessoa resolvera ligar bem na hora. Aquilo acordou o lado vingativo de Namjoon, que queria seu namorado naquele momento. Foi aí que aquela lâmpada fodedora de vidas alheias brilhou para si. E se chupasse Jin enquanto ele falava com o homem? A ideia era genial, e resolveu fazê-la. Só não imaginava que seria punido.

A mesa era aberta atrás, e Namjoon se encontrava de pé, em frente a mesma. Jin já falava com o homem, num chinês fluente. A irritação do Kim mais novo com aquilo estava quase criando forma.

Jin sorria e ria com o empresário, ignorando completamente quando o loiro passou a caminhar para sua mesa, com um rosto um tanto quanto maldoso. Ele se arrastou para debaixo da mesa, arrancando um olhar curioso do outro, novamente se virando para o visor.

A raiva de Namjoon só aumentava, e a vontade de se vingar já era enorme. Sentou entre as pernas de Jin, passando os dedos longos na parte interior da coxa, vendo ele se arrepiar. Jin não se deixou abalar e continuo. Namjoon começou a acariciar o membro de Jin por cima da calça, o qual já estava meio desperto. Abriu o zíper e viu a cueca com um volume considerável.

Levou a cabeça até o pênis do menor e passou a lamber por cima da cueca, enquanto dava leves apertadas. Jin se segurava com todas as forças para não gemer ali mesmo. O homem estranhou a situação do moreno, mas ignorou e continuou a tentar comprar os produtos por um preço bem menor.

Namjoon sentiu seu membro doer, precisava se livrar daquela calça maldita. Quando pode sentir o membro mais livre, fora do aperto daquela cueca e calça, notou que Jin o olhava. O mais velho babava, e estava abaixado, como se pegasse algo. Namjoon sorriu e começou a se masturbar, o que acordou Jin do transe.

Sua atenção se fora e o que restou foi apenas bater uma e voltar a atenção para o pau do hyung. Namjoon tinha apenas seus 22 anos, mas já era um tarado de carteirinha, enquanto Seokjin, com os 26 sendo carregados nas costas, era um santo. Um santo infernal.

O seu ápice veio rápido, vestindo logo sua cueca, para prestar atenção naquele belo pênis a sua frente. Pôs as mãos ali e passou a massagear, sentindo ele pulsar. Jin estava extremamente excitado e não queria demonstrar isso, mas soltou um gemidinho baixo quando Namjoon soltou seu pênis daquele maldito aperto.

Os lábios grossos do loiro ali embaixo tocaram a glande de Seokjin, que, de tão sedento por toques, quase derreteu na cadeira. O jovem com quem falava estava rindo, porque já tinha entendido o que estava acontecendo. Já havia passado por isso.

- S-Senhor Luhan,- segurava o gemido e tentava falar o chinês fluentemente - então o negócio está fechado?

- Sim, Seokjin.- Luhan sorriu, se segurando para não rir da feição luxuriosa de Jin.

Namjoon chupava e lambia a glande rosada do namorado, masturbando a extensão. Deixou um pouco o pênis de lado, massageando as bolas e chupando suas coxas. As marcas roxas podiam ser vistas, e Jin mandava olhares feios para ele, como se dissesse "pare".

O loiro sentiu o pênis em sua boca - o qual voltara a chupar - dar uma leve pulsada, para sair em jatos quentes, os quais foram completamente engolidos. Jin estava totalmente envolto em prazer, tanto que não notou quando Luhan desligou a chamada, rindo e repetindo "Boa foda, Kim".

Namjoon tirou o membro da boca, passou a mão por ali e sorriu. Mas seu sorriso morreu quando viu o olhar que Seokjin lhe dava. A noite seria longa para aqueles dois…

Flashback off


Fora este o motivo para, agora, o casal estar ali, quase transando sobre a mesa da cozinha. Seokjin queria punir o namorado e nada melhor do que atiça-lo e ir dormir.

- Namjoon,- gemeu em seu ouvido, vendo-o tremer- eu quero te foder, mas você foi mau e não merece.

Deu um tapa forte na bunda branquinha e empinada, mordendo ali, apenas para deixá-lo com vontade. Quando viu que Namjoon gemia necessitado e implorava por sexo ele simplesmente parou, sorrindo.

- Nammie, eu vou me banhar e vou dormir. Durma bem, baby!

Selou seus lábios, mordiscando o inferior alheio. Pegou o fone e celular, entrando no grande cômodo que era a suíte do casal.

Namjoon ficara ali na mesa, embascado com Seokjin. Até ver a sacola que Seokjin comprara ali em cima do sofá. A curiosidade bateu mais forte e ele foi lá, fuçar. Foi naquele momento que ele notou: iria ter uma boa noite com Seokjin no dia seguinte.

E como ia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...