História Sadistic Trap - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers, Vocaloid
Personagens Ayato Sakamaki, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, VY2 Yuma
Tags Crossdresser, Drama, Homossexual, Lemon, Mistério, Sadomasoquismo, Sangue, Tortura, Trap, Vampiros, Yaoi
Exibições 128
Palavras 1.046
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Canibalismo, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá! Tive um trabalhão para poder criar a história do Kaito, e estou orgulhosa de mim mesmo u-u

Quero dizer que Sadistic Trap está acabando, ESTAMOS NA RETA FINAL GALERI!

EEEEEEEEEEEEeeee AAAAAAAAAAAAAAAAAAAA EU GOSTO TANTO DESSA FANFIC
tenho certeza que vou chorar enquanto escrevo o cap final!

Bom, espero que gostem do cap

Beijos!

Capítulo 28 - Você deve rir para manter as trevas dentro da caverna


Fanfic / Fanfiction Sadistic Trap - Capítulo 28 - Você deve rir para manter as trevas dentro da caverna

O garoto de cabelos azuis suspirou, abindo outro pote de sorvete, estava sem paciência, queria executar seu plano.

 

Aquele garoto de cabelos rosas o irritava, seu sorriso para si era contagiante, mas não poderia se deixar levar. Uma parte de Kaito gostava da amizade que tinha com Yuuma, mas lembrava da promessa que fizera com seu irmão adotivo.

 

...

 

Kaito era filho de um dos vampiros mais bem sucedidos, entretanto, não passava da família Sakamaki. Se seu pai fosse mais pé no chão, seria o braço direito da família, se não fosse pela sua mãe, Reika, uma humana. Gostava da história de amor deles. Uma humana que fugia de lobos encontrou um vampiro, o predador aproximou-se dela e então se apaixonou pela incrível beleza da humana. Quem não se apaixonaria por uma mulher de pele pálida e longos cabelos azuis, com seus olhos azuis celestes?

 

Eles fugiram, por conta do povo da aldeia de onde a garota morava e assim tiveram um filho hibrido. Era raro, mas nada que os milagres do amor verdadeiro não pudessem fazer, não é? Errado. A mulher morreu anos depois, quando Kaito tinha dez anos de idade, abalado o homem decidiu nunca se casar mais, e precisava de um herdeiro para assumir a empresa. Kaito era ingênuo demais e seus poderes estavam selados pela sua parte humana, tinha absoluta certeza que a empresa iria a falência com o garoto no poder.

 

Então adotaram um menino de longos cabelos roxos. Seu nome? Gakupo. Agora, Gakupo Shion.

 

...

 

- Ei... Gakupo.. – Falou o menino de cabelos azuis, no jardim, estava ele, seu irmão, sentados na grama verde – Você gosta da nossa família?

 

Surpreso com a pergunta, Gakupo respondeu com sinceridade.

 

- Não, queria ter conhecido a nossa mãe, e nosso pai vive sempre no trabalho por conta do choque, eu poderia fugir, mas não quero lhe abandonar aqui.

 

Sinceridade, essa era uma das características do jovem de doze anos.

 

- Então... Vamos fugir daqui juntos! Vamos fugir só eu e você juntos! – Estava com uma cara séria.

 

- Sim, Kaito. Vamos fugir juntos. É uma promessa.  – Ergueu o mindinho, seu irmão fez o mesmo.

 

E assim fizeram uma promessa. E uma promessa de mindinho era séria, principalmente feita em frente à sakuras. Uma promessa foi feita, e um amor proibido nasceu.

 

...

 

- Ei, Gakupo! Aguente firme! – O irmão maior estava desesperado, seu irmão não conseguiu agüentar o veneno que seu pai lhe passou com a mordida, iria morrer. Os planos eram que Gakupo se tornaria vampiro e então assumiria a empresa. Naquele tempo, nunca souberam como se transformaria um humano em vampiro, e até hoje nunca se sabe. Existiam boatos que era através da mordida, entretanto “atiraram no escuro”, fizeram tal ato sem nem ao menos pesquisar.

 

- Kaito... Eu tenho um pedido. – A voz do mais velho estava rouca e baixa, seu corpo suava frio e seu rosto já estava ficando cinzento. – Eu quero que peça desculpar por mim.. Para um garotinho de cabelos róseos e olhos azuis... – O menor arregalou os olhos, perguntava-se quem era o garoto, mas não tinha tempo, seu irmão estava cada vez mais próximo da morte – Eu fui grosso com ele... Naquele dia, quando um casal veio ver o orfanato, eu sabia que ia ser escolhido... – Tossiu – E então o garoto se declarou para mim... Eu tive que rejeitar, não gostava de ver ele chorar... Ele era mesmo um bebê chorão... – Deu uma pequena risada, mas logo tossiu novamente, soltando um pouco de sangue.

 

- S-Sim! Eu prometo que encontrarei ele! Qual o nome do garoto?! – Estava desesperado, chorava sem parar, e sentia um enorme desespero dentro de si.

 

- Yuuma... – E então, o momento chegou, seus olhos se fecharam lentamente e o corpo parou de funcionar. Era apenas uma casca morta.

 

O de cabelos azuis arregalou os olhos, estava irritado, as últimas palavras de seu amado irmão foram o nome de outra pessoa, estava triste pelo segundo falecimento da pessoa que mais amava.

 

“Kaito! Vamos brincar”

 

A voz de sua mãe ecoava pela sua cabeça, grossas lágrimas desciam pel seu rosto, sujando o corpo do falecido.

 

- Kaito... Eu sinto muito... – O pequeno garoto da mesma idade que o garoto de cabelos azuis se aproximou, seu corpo era pequeno e tinha belíssimos olhos azuis, com seu cabelo loiro, seu nome era Len, um criado.  – Eu tenho certeza que o Gakupo se foi sorrindo, eu sei disso.. Eu e você podemos continuar com isso... Não... Podemos começar tudo de novo, do zero, juntos. – Len tinha sentimentos por Kaito, aquele que salvou o menino e sua irmã da morte, então acabou se apaixonando pelo Shion.

 

 

- Len... Não seja idiota... – Se levantou – Perdemos tudo, meu pai nem liga mais! Ele pode adotar outro e arranjar outro herdeiro! – E então encarou o loiro. Os olhos azuis do Shion, que transmitiam felicidade, agora eram vermelhos sangue, seus caninos cresceram e seu corpo tremia. Estava enfurecido.

 

E então com poucos passos numa velocidade incrível, segurou o pescoço do criado, levantando, enquanto encarava ele numa enorme ira.

 

- Não fode! Estamos sozinhos nessa! Gakupo nos abandonou! Mesmo ele prometendo... – Apertava o pescoço do menor como se fosse um graveto que estava prestes a se partir.

 

Len estava roxo devido a falta de oxigênio, estava assustado. Onde estava o garoto de cabelos azuis que se apaixonara? Aquilo não era ele, apenas era uma besta. Um vampiro.

 

Então, o que estava prestes a se partiu, quebrou. O corpo morto do loiro caiu no chão, seus olhos estavam arregalados e um fio de saliva descia pelo canto da boca dos finos lábios pálidos.

 

Matara seu amigo.

 

Percebera o que tinha feito, e gritou, voltando a chorar. Odiava quem era e tinha vergonha disso, se não fosse pelo seu pai que se apaixonou pela sua mãe, Kaito seria um menino normal, que teria sua vida normal e seus amigos humanos. Seria alguém feliz.

 

Teria que aceitar quem era, e carregaria o sobrenome amaldiçoado por todos. Shion.

 

Nesse dia, misteriosamente a mansão foi queimada, matando a todos que estavam lá, o filho menor desapareceu.

 

...

 

 

Tinha o objetivo de matar aquele que fez seu irmão sofrer, e faria isso de uma vez por todas. Mesmo que tivesse que enfrentar a família Sakamaki, iria vingar seu irmão. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...