História Sadness - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Stony
Visualizações 52
Palavras 884
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Esse cáp será abordado os sentimentos e o passado do Tony. Sei que já abordei isso em um outro cáp, mas, aqui o foco será a insegurança dele em acreditar que pode ser amado.

Capítulo 14 - Um coração de "gelo"


Fanfic / Fanfiction Sadness - Capítulo 14 - Um coração de "gelo"

Tony respirou. Não podia negar que a vida era justa. Na realidade, em seu caso, infelizmente a vida era justa até demais.

Não gostava de pensar que era uma parte da vida do pai que não passava de um erro. Passou da admiração para o ódio a mágoa em pouco menos de uma ou mais décadas.

Tinha o Capitão América. Mas, realmente o merecia? Odiava o fato de sua insegurança tomar o controle de coisas simples.

Não sabia lidar bem com carinho por não ter recebido muito durante a maior parte de sua vida.

Errar para si nunca foi uma opção. Sempre se cobrou demais para ter uma miserável parte da atenção do progenitor.

Steve regularizava tudo e bagunçava tudo de novo. Amava o loiro mas, sabia que amores não são contos de fadas.

A missão foi um fracasso. Erros. Mas, infelizmente, ou felizmente, foi o único culpado. Já havia se acostumando a levar a culpa por tudo. A vida toda carregou a cruz de ser o " aberração" , "decepção".

Estava no seu canto enquanto os outros o olhavam com uma espécie de pena que lhe dava nojo, ânsia e principalmente desespero.

Era um homem! Era um ser humano, e ser julgado perante á opinião alheia nunca fora um problema. Mas agora... Tudo parecia o amedrontar.

O amado estava conversando com Bruce e Clint. Natasha e Thor vieram ao seu encontro. Disse frio:

- Não estou para conversas... Por favor, não tentem ser solidários só irá piorar a situação.

- Tudo bem. Mas, você tem que arcar com suas escolhas Stark.- Natasha disse séria.

Aquilo foi o estopim para o bilionário. Disse:

- Você sabe o que é sofrer por mãos alheias não é? Então se é tão melhor do que eu, faça o favor de me deixar em paz! Mas que porra! E você Thor, não me venha com discursinhos asguardianos de que "a derrota constrói um verdadeiro homem e blá blá...". Porque não sou asguardiano e muito menos quero ser um verdadeiro homem!

Thor estava perplexo. Que humano petulante! Bufou e disse:

- Depois reclamas que ninguém quer estar ao seu lado! Reconheça que eres muito arrogante e talvez as pessoas lhe darão valor...

- E daí? Quando fui amável quis atenção das pessoas, o que fizeram? Vou te dizer seu semideus de merda: pisaram em mim, me humilharam e diziam que eu NUNCA, ouviu bem? Nunca ia ser alguém que prestasse!

-...- Natasha percebendo o descontrole do moreno olhou para Thor e indicou que o menor precisava de um tempo sozinho.

Rogers viu e ouviu a maioria das palavras proferidas nessa conversa.

Aproximou-se do homem de ferro e ao ver que ele iria lhe dar uma patada levantou as mãos em sinal de rendição.

Viu os traços faciais do mais novo se suavizarem e darem lugar á um semblante cansado.

Beijou a testa do mesmo e depois de se distanciarem Tony retirou a máscara.

Estava com lágrimas nos olhos. Isso não era um bom sinal se tratando do filantropogo.

Steve sabia que Anthony Stark era um homem forte, viril, mas, extremamente quebrado por dentro.

O passado, a cobrança exacerbada em cima de si mesmo, até porque era apenas um homem com um coração de metal e armadura, segundo o próprio.

Via que apesar de se gabar em frente aos olhos alheios da mídia e da população Tony era apenas um homem com um coração de gelo.

Prontamente abraçou o menor e acariciando seus fios negros susurrou:

- Vou repetir mais uma vez: pessoas erram. Você é humano. As pessoas não podem te julgar por tentar. Não vou cansar de repetir até que acredites, amor... Por favor, não chore por coisas que você tem direito de errar. Sei que seu passado o faz se cobrar além do limite, mas, seu presente sou eu. E por isso, quero que pense no hoje. 

- Mas... S-steve eu falhei...- o outro respondeu num muxoxo choroso.

-  É natural. É tão brutal a forma que  você se cobra Anthony... Me assusto cada vez que se sentes na obrigação de salvar a nós mesmo sendo o menos desprovido de vantagem em relação a resistência.

- Faço isso porque queria ser como vocês...

- Olhe para mim...- o loiro levanta o queixo do filantropogo com a destra.

Os olhos castanhos cheios de resquícios de lágrimas fitavam confusos o amado.

Steve respirou fundo e sorrindo disse:

- Você é muito mais do que todos nós. Pode não ter poderes, mas, foi abençoado com inteligência, astúcia e estratégias magníficas. E arrisco dizer com um senso de ironia quase que admirável.

O de cabelos negros sorriu e riu em seguida. Só o seu Picolé podia lhe dizer tais coisas e se sentir orgulhoso de tê-lo junto a si.

Stark se aproximou do amado e juntou os lábios com os do mesmo. Steve aprofundou o contato.

Após alguns minutos, os dois se distanciaram.

Tony disse:

- Sabes que tenho insegurança em relação a ser amado e...

- Shiu... Vamos tirar isso da sua mente aos poucos. Mas, agora, vou lhe dizer o que vamos fazer...

- O que hein Cap?- o outro provocou mordendo o lábio inferior fortemente gerando uma vermelhidão nos lábios.

- Vamos para outro lugar. Irei lhe dar apoio e lhe ensinar a se amar...

- Ah é? Então me mostre Cap...- o moreno colocou seus braços em cima dos ombros do de orbes azuladas e em seguida o beijo. Os dois sorriram durante o beijo.

Os dois eram lindos. Estética á parte, tinham um coração invejável. Isso os tornava memoráveis.







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...