História Sadness - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Stony
Visualizações 87
Palavras 833
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 22 - Irritar o Cap é meu amado passatempo


Fanfic / Fanfiction Sadness - Capítulo 22 - Irritar o Cap é meu amado passatempo

Steve teria um pouco de descanso. Tony, era um bastante atarefado e por sinal, o trabalho ia além de objetivos meramente lucrativos.

Não agradava muito disso, mas, ultimamente compreendia que sua  própria companhia era agradável e que deveria valorizá-la.

Não tinha o costume de ler enquanto Tony estava em casa, pois, o moreno o atrapalharia por capricho.

E desta vez não seria diferente.  Steve era sensato e sabia que tinha que aproveitar os "minutos" de paz que teria.

Tony pela terceira vez àquela noite tinha o sono lhe arrebatando. As olheiras roxas e fundas rodeavam suas orbes castanhas.

Suspirou. Iria para casa. Dirigia tranquilamente para o apê onde morava atualmente com o loiro.

Quando chegou, não foi recebido como sempre. Estranhou. Mas, estava tão exausto que foi direto para o toalete. Entrara na banheira e tomara um banho relaxante.

Vestiu uma roupa confortável e quando apontou no corredor para ir para sala viu a cena: seu namorado, lendo.

Adorava ver o quão centrado o homem a quem amava fazendo uma de suas atividades favoritas. Mas, tinha uma certa implicância saudável com isso.

No fundo, tinha culpa por não dar a devida atenção e quando o mesmo queria um momento á sós, o atrapalhava.

Então decidiu ser mais altruísta dessa vez. Pegara dois chocolates quentes e sentou-se no sofá.

Steve havia notado sua presença, entretanto, estava tão interessado no livro que não se importou ao vê-lo.
Anthony sabia que o Capitão detestava interrupções. Mas, como era de praxe irritá-lo, pensaria bem sobre não incomodá-lo.
Tony deixou o líquido quente na xícara sobre a mesa em frente ao sofá e foi para a cozinha.
Pegara um pouco de comida que havia relatado na noite anterior. Steve observando atentamente a maneira como o Homem de Ferro "supostamente" se esforçava para não incomodá-lo, fechara o livro e fora até a bancada da cozinha.
O moreno lhe deu um sorriso gentil e disse:
- Boa noite...
- Boa noite Tony...
- Steve, por acaso é uma forma de você se vingar por eu gostar de ficar no laboratório?
O ex soldado revirou os olhos.  Crispou os lábios e disse:
- Tony... Nem tudo gira em torno de você.
- Não sente minha falta Cap?- o outro lhe olhou surpreso.- Quanto amor próprio!
- Não me diga que achas que irei me derreter com a sua constante falta? Por favor Stark!
- Tudo bem Rogers. Acho que nós encaramos isso como uma brincadeira. Aliás, tesão é diferente de amor.- Tony dera uma garfada farta no espaguete em seu prato.
- O que quer dizer com isso?- o de orbes azuladas perguntou com o cenho franzido.
- Estou apenas lhe dizendo e esclarecendo as coisas.
- Você é muito infantil! Só porque não lhe dei atenção!- Steve ficara irritado.
Tony riu. Havia ironia em seu olhar. Disse:
- Em momento algum, disse que iria abrir mão da minha rotina por você.
- Em que momento te pedi isso?- Touché!
Stark estava sem palavras. Antes que guaguejasse olhando profundamente nos olhos do outro disse:
- Boa leitura Steve...
O Capitão América não iria discutir. Não valia a pena.  O de fios castanhos foi para o quarto e se deitou sobre os lençóis da enorme cama que os dois compartilhavam.
Bufou. Sabia que havia chateado o outro.
Mas infelizmente sua "sinceridade" se aflorava quando era contrariado. Aquilo não era na realidade uma maneira de ser sincero e sim uma forma de escapar de questionamentos e ferir o outro.

Decidiu mostrar ao amado que o que sentia não era apenas sexual ou atração física.
Sentou-se novamente ao lado do amado e colocara sua mão esquerda sobre a coxa do outro que o olhou com um olhar de repreensão.
Retirou-a rapidamente e roubou um selinho do outro.
Steve disse:
- Está tentando me persuadir para que eu pare de ler? Não vai funcionar...
- Só quero lhe dizer e demonstrar que não sinto tesão por você. É muito mais que isso Picolé. Sei que me expressei errado. Mas, sejamos sinceros: você é tão puritano a ponto de negar o tesão que sente por mim?
Rogers se permitiu rir alto com a espontaneidade e convencimento exacerbado do amante. Disse:
- Não nego que sinto tesão por você. Apenas... Não é só isso.- depois disso o loiro sentiu seu rosto se ruborizar.
Stark sorriu. Deu um beijo estalado na bochecha do outro e disse:
- É por isso que te amo! Eres tão inocente!
- Tony!- o outro esbravejou.- Desisto! Satisfeito?!- e largou o livro sobre o sofá.
O homem de ferro riu e disse:
- Se quiser vir pro quarto para ficarmos juntos...- o mais baixo deu uma piscadela com um sorriso malicioso nos lábios.
Antes que pudesse se levantar, o mais alto lhe puxou pela cintura e disse:
- Agora você vai ficar aqui...- e uniu os lábios com os avermelhados do outro que se distanciou rindo.
Os dois adoravam brigar. Mas, num nível saudável.
Tony acabou tendo que levar o Capitão para a cama após uma longa conversa no sofá e assistirem dois filmes.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...