História Safe and Sound - Capítulo 55


Escrita por: ~

Exibições 180
Palavras 816
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 55 - Zoeira no Cinema


Fanfic / Fanfiction Safe and Sound - Capítulo 55 - Zoeira no Cinema

 

Não teve jeito! Pois é, quando Cecília quer alguma coisa, ela sempre consegue. E admito que eu estava precisando dar uma saidinha, para arejar a cabeça. Afinal, eu não saia a semanas... Decidi me arrumar o mais rápido possível, pois a qualquer momento Cecília poderia estar chegando.

Estava muito abalada devido aos tratos do Crawford. Ta certo que ele teve razão em me tratar assim, afinal eu andava o tratando mal durante um logo tempo. Mas o problema é que Craw não é assim. Definitivamente não é. Ele jamais me daria o troco, pois ele me ama, ou me amava até alguns dias atrás...

Não se passou nem meia hora e Cecília já estava na porta de casa gritando meu nome e me ameaçando caso eu não saísse com ela. Logo abri a porta me entregando à risos e a cumprimentando.

- Hum! É assim que eu gosto de ver a minha Ray, sorrindo! Vamos? - Cecília disse tentando me animar.

- Vamos sim! - soltei um leve sorriso.

- Vem - ela me puxou pra dentro de uma van.

- Nós vamos de van? É serio isso? - ri achando isso estranho.

- Heeey Ray! Que saudades sumidinha!!! - Mahogany e Kirsten gritaram e logo pularam em meu pescoço na intenção de me abraçar.

- Oi lindezas! Também senti muita falta de vocês. Me desculpem pelo meu sumiço - ri.

Naquele momento veio uma renca em cima de mim me abraçando. Fui literalmente atacada por loucos, me abraçando, me beijando, puxando meu cabelo, meus braços, enfim...

- Ta,ta gente! Já deu. Se vocês continuarem assim, vão acabar me matando! - brinquei.

Nunca havia visto uma van tão lotada assim. Estavam todos os garotos da Magcon e os Collins, menos Crawford... Ver que Craw não estava na van, me deu um desgosto enorme de mim mesma. Com muita certeza eu havia o perdido. E não pude sequer me despedir... Todo pessoal notou minha tristeza ao ver que Craw não estava na van. Então começaram a me abraçar e dizer coisas fofinhas, que ate me deu uma certa vontade de vomitar! Eles tentaram e tentaram, mas não conseguiram me animar.

Chegamos em instantes no shopping e fomos direto para a área do cinema. Infelizmente o meu clima de tristeza acabou afetando todo o bando, pois eles acabaram ficando desanimados assim como eu, e as típicas zoeiras no shopping não aconteceram. Bom, não aconteceram até certo ponto... Já dentro da sala de cinema...

- Serio que vocês não irão me contar que filme iremos assistir? - perguntei irritada.

- Serio! - Jack Johnson disse.

- Eu ate que poderia dizer né... Mas! - Jack Gilinsky disse com raiva, como se a ideia de assistir a esse filme fosse do desagrado dele.

- Mas... O que? - perguntei tentando não o deixar sem graça o gelando.

- Mas... Karisma me mataria se eu contasse! - ele disse surpreso ao ver que eu o respondi.

- Hum... - respondi seca o ignorando e me voltei a Karisma

- Kizzy, me diz, porque isso? Me conta logo de uma vez que filme é... Qual a graça disso? Olha se for terror tudo bem, eu tenho um certo medo mas, tanto faz... Agora me fala - perguntei rindo e curiosa.

- Sabe Ray... - Kizzy ia dizendo até que as luzes da sala se apagaram e os garotos começaram a gritar e correr pela sala de cinema. E isso acabou desviando o foco da conversa.

- Oloco! Olha o Cameron, ele esta se pendurando nos corrimões da escada! - Mahogany gritou entre gargalhadas.

- O Matt ta tentando fazer igual, mas não ta dando certo - Kirsten tirou sarro.

Todas nós caímos na gargalhada quando vimos Matt caindo do corrimão ao se pendurar e levando Cameron junto para chão a baixo. Nesse momento todos que estavam na sala de cinema voltou a atenção para eles e começaram rir.

- Seu Trouxa! Você me paga - Cameron gritou indo atrás do Matt.

- Há! Pago nada meu filho - Matt riu e cruzou os braços. Mas logo saiu correndo pois viu que Cameron estava na intenção de o bater - Não, não! Para! Naao! - ele gritou correndo e com medo.

- Ah! - Cameron gritou ao tropeçar numa latinha de refrigerante que estava no meio do caminho e logo caiu de cara no chão.

- Haaaa! Bem feito trouxa! - Matt tirou sarro - Vem me pegar vem - ele começou a dançar na frente do telão do cinema, empinado a bunda e dançando distraído pra la é pra Ca. Até que Cameron chega por trás e pula na costa dele. E ficam se debatendo por um logo tempo.

De repente o telão liga e o filme começa, mas pera que filme é esse? O QUE O CRAWFORD ESTA FAZENDO NESSE TELÃO? E PORQUE ELE FALOU MEU NOME? O QUE TA ACONTECENDO?


Notas Finais


continua...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...