História Safe and Sound - Capítulo 56


Escrita por: ~

Exibições 180
Palavras 863
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 56 - Seis Meses de Amor e Ódio


Fanfic / Fanfiction Safe and Sound - Capítulo 56 - Seis Meses de Amor e Ódio

 

De repente o telão liga e o filme começa, mas pera que filme é esse? O QUE O CRAWFORD ESTA FAZENDO NESSE TELÃO? E PORQUE ELE FALOU MEU NOME? O QUE TA ACONTECENDO?

“Filme On" 

- Oi Raylee! Bom, você deve estar se perguntando do porque de eu estar aqui, não é mesmo? Bom, já já sua perguntara será repondida! - Crawford dizia no telão, com aquela carinha linda, olinhos pequenos e covinhas lindas no rosto (momento ai meu core). 

- Bom, você é uma das pessoas mais especiais na minha vida. É quem eu sinceramente quero passar o resto da minha vida junto! É minha melhor amiga, companheira, rival... Nós vivemos entre amor e ódio, sempre discutimos, nos xingamos, e em menos de um minuto já estamos nos abraçando e rindo das nossas bobagens, pois é isso faz parte do nosso amor, já penso o quão sem graça ele seria se nós não brigássemos? Pois é, é uma briguinha sadia, por mais que aconteça toda hora. E se sempre nos acertamos no final é porque nos amamos a cima de tudo e pisamos em cima do nosso orgulho. Quem diria que nos estaríamos completando o nosso 6º mês de namoro? Pois é, nós nos odiávamos tanto, mais tanto mesmo, mal sabíamos que no fundo nos amávamos, bom na verdade sabíamos, mas não assumíamos - risadinha meiga com pitada de covinhas (ai meu core)

- Olha, me desculpe pelas vezes que eu te magoei, que te fiz chorar, me desculpa ta? E obrigada por tudo, tudo mesmo! Por cada sorriso lindo que me deu, por cada ‘Eu te amo” que não só foi dito mas também demonstrado e provado. Eu te amo demais, sem limites algum! E hoje eu estou aqui te homenageando e dizendo o quão importante é pra mim. Lembrando que eu não sou nem um pouco bom com palavras. Estou apenas tentando demonstrar o pouco do que eu sinto, que com certeza você já sabe, e eu não me canso de dizer! - ele disse com os olinhos cheios de lagrimas e logo se iniciou um vídeo.

Passou fotos minhas com toda a turma e ele. Registrando momentos bizarros de nós juntos. E cada foto com uma legenda sobre mim, falando sobre meus defeitos e qualidades. Sem duvidas Crawford era o melhor namorado do mundo!

- Bom, é isso. Me desculpe por ser simples de mais. Eu te amo. Beijão! Espero que nosso amor dure décadas e décadas! - e o vídeo se acabou.

“Filme Off"

Eu chorava e chorava sem para. Uma invasão de felicidade me dominou. Estava realmente muito emocionada. Acredito que nunca alguém fez uma homenagem dessas pra mim. Não conseguia pensar em outra coisa a não ser no quanto amava o Crawford!

De repente Crawford surge atrás de mim, me abraçando entre lagrimas e dizendo “eu te amo”. 

- Obrigada, obrigada! Eu não sei como te agradecer. Eu te amo muito, muito mesmo! Não sei o que seria sem você Craw! Me perdoe por ser tola muitas vezes, me perdoa! Eu te amo muito, não vivo sem você, juro - disse o abraçando fortemente.

- Você é a pessoa mais perfeita que eu já conheci em toda minha vida! Não seria nada sem você... - ele disse com os olhos cheios de lagrimas e me beijou. Uma câmera surgiu do alem, bem próxima de nossas caras.

- O que é isso? Vaza pirralho! - gritei ao ver Hayes com a câmera na mão.

- Não! Você não manda em mim - ele mostrou a língua.

- Some vai! Não estraga o clima não boy! - gritei irritada.

- Da licença que é pro meu canal! Não vou sair - ele disse se achando. Apenas ignorei e voltei a abraçar Crawford.

- Ta legal alguém teria que registrar esse momento! - disse rindo.

- Sim! - Crawford riu.

- AAAH, mas que amor! AGORA CADE A DROGA DO FILME? - uma mulher gritou.

- RALA DAQUI! - Nash gritou para a mulher e tacou um potão de pipoca nela. E claro Hayes não deixou de filmar isso!

- De onde você tirou toda essa ideia? - eu perguntei.

- Bom, eu mesmo tive a ideia de fazer isso. Ai as meninas me ajudaram... - Craw sorriu - E o gelo que eu te dei foi proposital - ele riu.

- Malvado! Se você soubesse como eu fiquei nervosa... - disse irritada.

- Você fica linda com raivinha - ele riu da minha cara.

- Mal! - cruzei os braços.

- Minha bebezinha - ele me abraçou.

- Ta, ta, chega de melação né? Vamos pular logo pra parte em que a gente come e se diverte? - Jack Gilinsky estragou o clima.

- Ah, claro! - Crawford disse com raiva tentando o ignorar.

- Comidaaaa? - estalei meus olhos, nem um pouco comilona magina!

- Sim! Hoje tipo agora, vamos para uma festaaaa! Comemorar o nosso 6º mês de namoro! Ah e não é qualquer festa não. É A FESTA DO ANO, onde só tem coisa fina - Crawford se gabou.

- E eu lá ligo pra coisa fina? Eu gosto é de comeeer! - dei risada.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...