História (Saga) Your Little Monster - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Arcanjo, Batalha, Bruxas, Humana, Magia, Romance Sobrenatural, Your Little Monster 1
Visualizações 22
Palavras 2.718
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ohayo minna-san^^
Milhões de desculpas por ter atrasado a história gente, recebi muitas mensagens de quem acompanha pedindo pela continuação, bem por causa do meu ano letivo eu estou meio ocupada.

Enfim, a história recebeu uma pequena mudança no nome de nossa protagonista (antes Jess agora Lauren - lê-se "Lóren"), mas o enredo e mistério ainda permanecem.

Boa leitura, amores e mais uma vez me perdoem ❤

Capítulo 6 - O primeiro ataque—parte II


Música Tema :

Soundgarden - Outshined

•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••


Lauren/On


—AQUI é a família Hills, deculpe mas não podemos atender no momento. Deixe seu recado após o bip...

—Oi mãe… tá tudo bem por ai ? Desculpa ficar ligando e ligando… eu tô com uma sensação estranha. Me liga assim que você ouvir isso… beijos…

Aquela já era a 27° ligação e nada de mamãe me retornar o que claramente não me aliviava, comecei a andar de um lado para o outro. Tensa e nervosa. Por que eu sentia a sensação de que alguém iria se machucar ?

Andei de um lado para o outro batendo o celular nas mãos, apreensiva. Meu coração estava acelerado e não era só pela sensação estranha.

Erick...

Aquele beijo... o que poderia significar ? Senti meus lábios formarem um sorriso de contentamento, eu poderia beijá-lo por toda a vida. Ele me fez esquecer tudo em apenas 2 minutos; meus problemas, minha vida, meus amigos... tudo.

Logo meus pensamentos foram cortados já que alguém me imobilizava, segurando-me pela cintura e com uma mão na minha boca me impedindo de gritar. Me debati, deixando o celular cair no chão, que em poucos minutos percebi que meus pés já não o tocava. Eu estava voando.


/Off


O jogo acabou em torno das 21h, a Backstate School levou a melhor, ganhando um prêmio. Erick se vestiu e saiu apressado a procura de Jess, ao encontrar Kurtz e Anne conversando apoiados na caminhonete esportiva do moreno, foi até eles.

—Oi, é... desculpa interromper mas... algum de vocês viram a Laurence ?

—Não. —disse Anne já preocupada. —ela disse que ia pegar um ar porque não estava muito bem... —a ruiva tirou seu smartphone do bolso e ligou para a amiga, não obtendo sucesso. —só cai na caixa postal... ah, meu Deus, onde ela se meteu ?

—Temos que ficar calmos. —argumentou Erick —Kurtz, leve a Anne para casa e...

—Eu não vou pra casa sabendo que minha amiga está desaparecida !

—Anne, eu vou procurar ela, ok ? Ela não deve estar muito longe... preciso que confie em mim, também me importo com a Lauren e não vou permitir qur nada de mal aconteça com ela. —falou o arcanjo, colocando as mãos nos ombros da ruiva e olhando fundo em seus lindos olhos azuis. —preciso que você vá com o Kurtz, ele cuidará de você, certo ?

Kurtz acenou com a cabeça positivamente e então Anne cedeu, entrando na caminhonete. Erick viu o carro se afastando e então seguiu na direção oposta. Temendo que a Estinie tenha o encontrado e estaria com a humana para atraí-lo, em seus passos apressados, pisou em um aparelho que logo reconheceu ser o celular de Lauren, estava totalmente destruído e não precisava ser um gênio para concluir que caíra de uma altura muito, muito alta. Seu sangue ferveu, de raiva, ódio e pânico.


                        🌙


Lauren foi jogada no chão de um galpão sujo e antigo. Ao virar-se para trás viu três arcanjos, um deles estava com a expressão neutra, pacífica, sem nenhum interesse em participar do que iria acontecer. Outro mais novo, estava com a expressão assustada, mostrando claramente que nada daquilo era necessário mas não ousou se colocar contra. O último encarava a garota como um lobo prestes a devorá-la, sorrindo malicioso, perverso.

—Como é linda... —falou ele, apenas o timbre de sua voz entrando nos ouvidos dela foi suficiente para fazê-la estremecer.

—Quem são vocês ? O que querem comigo ? —perguntou assustada, arrastando-se para trás.

—Ah ! Que modos deploráveis os meus... —falou o moreno exibindo seus dentes em um sorriso exagerado —meu nome é Trey, estes são Aaron e meu irmão mais novo, Blake. Não se preocupe. gracinha, eles não querem nada com você… mas eu quero…

Trey se aproximou da humana, ajoelhando-se e ficando na altura em que ela estava. A garota tremia e lágrimas já escorriam do seu rosto quando ele apertou seu seio ainda coberto pela blusa verde escuro.

—Hum… que delicinha… —o sorriso do moreno a assustava, perverso, malicioso, com intenções bem sombrias. A mão dele começou a deslizar, pela barriga até o cós da calça jeans da menina, ela rapidamente segurou sua mão o impedindo de continuar.

—N-Não. —disse tentando parecer firme, Trey sorriu mais perverso ainda e então desferiu um tapa no rosto da humana, quando foi acertá-la novamente seu braço fora segurado pelo loiro de dreeds.

—Já chega, Trey ! Esse não é nosso foco aqui !

—Coloque-se no seu lugar, Aaron ! E não ouse me questionar ! Você sabe muito bem quem está no comando dessa missão ! —Aaron, reluntante, o soltou. Mas aquela pequena discussão deu tempo suficiente para Lauren se levantar e correr. Trey se virou para o loiro de então sorriu, abrindo as asas e indo atrás dela.

Lauren entrava em cada corredor que se estendia na sua frente, mesmo assim a voz do moreno a perseguia. 

—Não adianta se esconder, princesinha ! Eu vou te achar… e… posso ser um pouco bruto dependendo de quanto tempo quer continuar nesse jogo. Não seja uma menina má e apareça !

Lauren ainda corria, até que o último corredor que entrou exibiu uma grande parede, sem saída.

—Ah, não ! Droga, droga ! Não. não. não ! —ao olhar para trás, a garota se deparou com Trey sorrindo enquanto a encarava.

—Achei você…

—O-Olha, por favor… eu não tenho nada a o-oferecer… por favor, me deixa em paz…

—Ah… como não ? —falou aproximando-se dela e a tocando no rosto, olhando-a de cima a baixo —olha esse corpinho gostoso… —sua mão agora passeava pelo corpo da menina, apertando os seios dela e descendo em seguida até sua bunda, apertando-a fortemente e arrancando um gemido baixo da moça. —Você gosta não é ? Não geme dessa forma, me deixa muito excitado e eu quero ir com calma… —ele disse segurando as mãos dela acima de sua cabeça e com a outra livre, abriu o botão e o zíper da calça da humana, adentrando na calcinha e logo a tocando intimamente, ela se debateu, controlando-se para não gemer. —ah ! Caramba ! Você é gostosa mesmo ! Bem apertadinha e quentinha… adoro humanas assim.

—Po-Por favor… p-para ! —implorou ela, Trey já estava completamente excitado apenas por tocá-la, seu membro latejava dentro da calça. Abocanhou o pescoço dela, chupando e mordendo-na, fazendo-a gemer mais. Porém foi arrancado de cima dela e arremessado longe, Lauren caiu no chão, chorando aterrorizada. Então tudo parou naquelas asas… aquelas asas negras se fechando.

—Você ! —mencionou Trey, levantando-se.

—Eu odeio esse comportamento em vocês ! Quem você pensa que ela é ?! Um objeto ?! Uma qualquer ?!

—Você fala como se fosse diferente de nós… Erick...

—Eu sou diferente, Trey ! —argumentou Erick, dando um passo a frente, logo Aaron e Blake vieram em auxílio de Trey.

—Erick…

—Aaron… —os dois se entreolharam.

—Vocês já se conhecem ? —perguntou o jovem Blake, e antes que Erick ou Aaron respondesse, Trey já avançou em cima do rapaz.

Os dois começaram uma luta feroz, brandindo suas asas e arremessando um ao outro nas paredes do galpão, Lauren assistia a batalha ainda caída no chão. Blake voou na direção dos dois alados, segurando Erick pelas costas dando vantagem para Trey que começou a socá-lo fortemente.

Aaron foi até a humana que começou a gritar assustada, ele sacou uma adaga e cortou a mão dela, logo o sangue na lâmina começou a brilhar.

—N-Não ! Não ! Me deixe em paz !

—Ei, ei, relaxa ! Estamos do mesmo lado agora ! —explicou o loiro, Lauren ficou confusa por um momento mas ficou quieta, Aaron saiu voando em direção a batalha.

O rosto de Erick já estava bem ensanguentado por causa dos socos que Trey o havia dado. Mesmo assim, o arcanjo continuava a provocar e sorrir debochado.

—Os anos se passaram e você continua batendo feito uma bichinha, Trey ? Estou frustrado ! —a resposta foi um soco de direita, fazendo Erick cuspir um pouco de sangue. porém o sorriso permanecia em seu rosto.

De repente Aaron já estava na briga; surpreendentemente ao lado de Erick. O loiro arrancou Blake de cima do amigo ferido e o arremessou na parede, Trey o olhou confuso e logo o atacou. Tentado acerta-lhe um gancho de esquerda, dando vantagem para Erick que o agarrou pela cintura e o jogou no chão, iniciando uma sequência de socos no rosto do moreno.

Trey desviava de cada um, empurrando o adversário e novamente o jovem Blake saltou em suas costas, tentando enforcá-lo com uma corrente. Aaron então sacou a adaga e apunhalou Blake pelas costas.

—Não !!! —gritou Trey vendo seu irmão morrendo. Blake lentamente fraquejou, soltando a corrente do pescoço de Erick. Sangue escorria de sua boca e sua pele começou a esquentar e ficar vermelha, como se estivesse em chamas, logo marcas negras e desordenadas se desenharam em seu corpo, como se fosse uma escritura de feitiço antigo. Ele deu passos lentos e sofridos em direção a Trey que já fora tomado pelas lágrimas, mas antes que pudesse chegar mais perto, caiu e seu corpo virou cinzas.

Chorando, Trey colocou sua mão nas cinzas e com o punho fechado apontou para os outros dois arcanjos.

—Eu vou me vingar ! De vocês dois ! Pelo sangue do meu irmão ! —ameaçou e rapidamente abriu as asas, voando para longe dali dando um grande grito de guerra.

Erick olhou para Aaron e então o abraçou.

—Eu pensei que você tivesse morrido… —argumentou, o loiro sorriu retribuindo o abraço.

—Eu não sabia que você era o alvo da Estinie… —eles então se afastaram, Erick virou o rosto para o lado e logo seus olhos conteplaram uma Laurence totalmente assustada, em pé encostada na parede. 

—Já volto. —disse à Aaron e então foi até ela. O rosto contorcido em uma expressão de pavor, insegurança, medo. Erick se aproximou lentamente, estava quieta, apavorada, olhou-a de cima a baixo e então levou as mãos até o cós da calça dela, fechando o zíper e o botão. —Me… me desculpa… eu devia ter ficado perto de você, eu…

No instante em que iria terminar a frase, Lauren o abraçou e o apertou com todas suas forças. Erick sentiu ela tremer, totalmente apavorada. O arcanjo retribuiu, transferindo uma energia azul para ela, algo que só Aaron estava vendo e sentindo, tudo o que a humana sentia era uma sensação de topor, de cansaço e em poucos minutos seu corpo ficou pesado, fraquejou e ela caiu desacordada. Erick a pegou no colo e se virou para o loiro.

—O que ela sabe sobre nós ? —perguntou Aaron.

—Muita coisa… mas podemos confiar. Vem vamos levá-la pra casa… você e eu temos muita coisa pra conversar.


                          🌙


Trey entrou voando pela janela da sala particular do líder, despencando direto no chão, tomado por lágrimas. A imagem de Blake sendo esfaqueado com uma adaga mágica não parava de passar em sua mente. O líder estava sentado em seu "trono" vendo a angústia nos olhos do arcanjo. Seus sentidos e suas habilidades de ler a mente já o deixavam a par da situação.

—Você falhou… —disse sem demonstrar qualquer afeto pela perda que o alado sentia.

—Blake está morto… —explicou entre lágrimas e soluços —Aaron o matou…

—Isso não me importa ! —se levantou indo até o arcanjo que estava de joelhos, a fúria em seu rosto era bem notável. Ele segurou Trey pelo pescoço e o ergueu —você… falhou ! —as palavras saíram pausadas, como se ele estivesse tentando controlar a própria raiva para deixar que Trey se explicasse.

—E-Eu sei… Aaron nos traiu ! Ele matou… matou meu i-irmão…

—Eu sei. Eu vi tudo. Mas isso não me interessa ! Vocês tinham um alvo, específico… era só neutralizar e capturar ! Mas seu apetite sexual foi tão grande que você precisou colocar tudo a perder só porque queria foder uma vadiazinha qualquer. —sua mão apertou mais o pescoço do arcanjo, arrancando um suspiro sofrido do mesmo em busca de tentar respirar. —Mas sabe de uma coisa ? Sua pequena falha nos ajudou a achar Erick… e agora sabemos de sua fraqueza. Uma humana, não é ? Aquela vadiazinha com a qual você queria transar ? Ótimo. Temos uma vantagem.

O jovem então largou Trey, o jogando no chão. caminhou até a janela admirando a noite.

—Nós temos muita vantagem sobre ele…


                          🌙


-… certo ! Eu a levo para casa assim que amanhecer. Ela está bem, por sorte o estuprador não conseguiu ir adiante com o ato… mas ela está um pouco assustada ainda… tudo bem, até mais, Sarah… não há de quê… —Erick desligou o celular e o apoiou sobre o sofá. Lauren estava dormindo em seu quarto, ainda sob o efeito do poder do arcanjo. Logo Aaron se sentou ao lado do moreno.

—Por que a Estinie está atrás de você ?

—A Estinie está atrás de mim a anos… quando eu finalmente achei que estava livre, vocês me acham… —respondeu recostando a cabeça no sofá.

—Erick se eu soubesse que você era o alvo deles acha mesmo que eu já não teria me rebelado ?

—Eu sei, Aaron, eu sei… mas…

—Você não pode esconder quem é… assim tudo vai se complicar para o seu lado…

—E o que você acha que eu devo fazer ? Me entregar pra eles ? Virar um Prisioneiro pelo resto da minha vida !

—Não, claro que não. Você tem que enfrentá-lo, tem de ir atrás dele e fazê-lo pagar por tudo que fez à sua família… você tem que ir até ele Erick !

—É arriscado ! —exclamou o moreno se levantando —você sabe que ele é mais forte que eu ! Mais forte que qualquer arcanjo ! —Aaron se levantou e foi até o amigo alado, o segurando pelo ombro.

—Agora eles sabem quem é ela, lembra-se que Trey conseguiu escapar ? —os músculos de Erick se tensionaram, as veias em seus braços se tornaram mais notáveis, o simples pensamento do arcanjo líder machucando Lauren era o suficiente para assustá-lo. —se antes você tinha que proteger a si próprio, agora deve proteger uma humana… uma vida frágil. Ou você foge ou você enfrenta… a escolha é sua… vou dar uma volta nessa cidade e deixar vocês a sós… parece que ela acordou.

Assim que o loiro se retirou, Erick subiu as escadas correndo e ao chegar no quarto viu Lauren sentada na cama.

—Como se sente ? —perguntou o moreno sentando-se ao seu lado.

—Meio tonta, meio sonolenta, meio assustada…

—Com todos esses "meios" dá pra formar um inteiro. —disse arrancando uma risada fraca dela. —Foi culpa minha… eu devia saber que um hora ou outra eles saberiam de sua existência… me desculpe… —ela levantou o rosto dele, fazendo-o encará-la.

—Nada disso foi culpa sua, Erick ! Não vou permitir que fale isso ! Está tudo bem agora... Você está comigo agora...

O arcanjo levantou olhar, e se mergulhou nos olhos esverdeados da humana, sentia fortemente que seus sentimentos em relação a ela estavam ganhando outra direção. Seus olhos se dirigiram aos lábios dela, um desejo intenso de beijá-la, estava dominando-o, de modo que o moreno começou a se aproximar lentamente.

—Lauren... —sussurrou ele.

—Erick... —sussurrou ela de volta.

O coração dela batia rapidamente, o rosto do alado se aproximava mais e mais, os cabelos gotejantes dele por causa do suor da batalha agora misturavam-se à franja lisa e macia dela, seus narizes se encostaram e logo Erick tomou os lábios de Lauren em outro beijo que foi prontamente atendido por ela. Em pouco tempo, as mãos dele se apoiaram na cama, lentamente ele se erguia sobre o corpo fragilizado da humana, porém ao invés de deitar-se sobre ela, o alado a puxou pelas coxas, sentando-se na cama e deixando-a em cima de seu colo.

As mãos de Lauren passeavam pelos cabelos de Erick, já a dele se colocaram embaixo da blusa da garota, arranhando levemente a pele branca e suave dela, a outra mão livre apertou-lhe a coxa esquerda e a pequena se afastou do beijo rapidamente.

—O que foi ? —perguntou ele. —fiz algo errado ?

—N-Não... é que... acho que ainda não me recuperei do trauma de hoje... —ela lhe deu um sorriso esperançoso.

—Entendo... desculpe, acho que estou sendo rápido demais... —ele a beijou novamente e a retirou de seu colo. —vou fazer algo para você comer...

Lauren assentiu e o arcanjo se retirou do quarto. Ela se deitou na cama e deixou que seus pensamentos se alinhassem, tudo estava prestes a mudar. Estinie. Eles agora sabiam quem ela era, graças a Trey que escapou e deve ter contado que Lauren era a fraqueza de Erick. Com certeza não mediriam esforços para chegar até ela, seja através de sua família, Anne ou o próprio Erick.



Notas Finais


E ai pessoal ? Gostaram ? Por favor comentem e não me critiquem pela falta de criatividade...
Beijos e até o próximo capítulo 😘
Sayonara

https://spiritfanfics.com/historia/awakened-9917789
Gente essa é minha nova fic, espero que gostem, não sei se vou estar sempre com internet pra postar os capítulos (ambas as fics) mas vou fazer o possível^^
Vocês são demais❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...