História Saga Crepúsculo: Lua Crescente - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Alec, Alice Cullen, Aro Volturi, Bella Swan, Benjamin, Caius Volturi, Carlisle Cullen, Charlie Swan, Edward Cullen, Embry Call, Emmett Cullen, Esme Cullen, Jacob Black, Jane, Jasper Hale, Leah Clearwater, Marcus Volturi, Personagens Originais, Rachel Black, Rebecca Black, Renata, Renesmee Cullen, Rosalie Hale, Seth Clearwater
Tags Alec Volturi, Amanhecer, Crepusculo, Eclipse, Jacob Black, Lua Crescente, Lua Nova, Renesmee Cullen, Romance, Saga Crepúsculo, Vampiros
Exibições 80
Palavras 3.089
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 10 - Garotas gostam de Garotas


Fanfic / Fanfiction Saga Crepúsculo: Lua Crescente - Capítulo 10 - Garotas gostam de Garotas

Olhei para Jacob incrédula no que ele dissera para mim e me sentei o olhando.

 

- Hein? – Se sentou Jacob. – Casa comigo?

- Não – rio – Para de brincadeira...

- Não estou de brincadeira – disse ele – Eu quero saber se você casa comigo?

- Não Jacob Black – dei um selinho nele. – Não caso com você...

- Por que?

- Porque eu não quero me casar, sou muito nova para isso. – Respondi – Eu quero ter uma vida normal, conhecer o mundo...

- Você pode conhecer o mundo comigo...

- Não Jacob – me levanto meio chateada – Eu ainda não quero me casar com você...

- Isso tem a ver com aquele sanguessuga da Itália? – Perguntou Jacob avançando em cima de mim. – TEM RENESMEE?

 

Olhei para Jacob, meu coração começou a bombear sangue mais rápido. Estava já ficando enfurecida com aquilo, Jacob sempre duvidava sobre minha fidelidade a ele; qualquer coisa que eu não concorde com o mesmo, tinha a ver com Alec.

- Você quer saber Jacob? – Olhei em seus olhos – Não tem a ver com Alec, tem a ver com você....  Que desde voltou para cá ficou um porre, eu não sou sua! CHEGA DE CIÚMES DOENTIO, CHEGA DE FICAR COLOCANDO A SUA CULPA NOS OUTROS...  Eu estou me cansando de você Jacob.

 

- O que quer dizer?

- Eu quero um tempo – respondi – Uma coisa que nunca tive é pensar em mim pelo menos uma vez.... Você teve seu tempo quando seu pai se foi, estava confuso demais. Agora eu peço um tempo para poder pensar e repensar sobre a minha vida...

- Renesmee – disse Jacob.

- Jacob – me afastei dele – Por favor.... É a minha vida, desde que nasci até agora eu tive pessoas decidindo por mim. Tá na hora de eu decidir um pouco que eu quero ter na minha vida...

- Tudo bem Renesmee – disse Jacob beijando minha testa. – Você terá esse tempo...
- Obrigado.



Cheguei em casa mais cedo que o costume, tive que dizer para minha mãe sobre Jacob. Claro que ela desaprovou minhas atitudes, mas eu disse que me sinto muito confusa em relação ao que eu quero. Minha mãe me deu uma bronca por eu tratar Jacob como um idiota.

 

- Mas eu não tenho culpa de ele ter tido a droga do Imprinting – rebati olhando sua expressão de furiosa. – Eu não escolhi isso para mim.

- E ele muito menos... – rebateu a minha mãe.

- Mas não é por causa disso que eu vou aceitar tudo que vocês falam para mim – falei – Mãe eu não sou mais uma criança, não sou mais inocente.... Eu posso ter vivido pouco nesse mundo, mas o tempo que eu vivi me ajudou suficiente enxergar o que é certo e errado para mim.

- Renesmee...

- Por que você não fica com o Jacob já que o defende tanto? – Olhei para ela e me deitei na cama desligando a luz do meu quarto – Boa noite Bella...

 

Uma semana já havia se passado desde da noite na clareira, eu via o Jacob de longe, ele vinha me visitar, mas não ficava em cima de mim. Ou eu ia visitar ele, mas mesmo assim era como fossemos amigos. Scott estava se recuperando bem do ataque de caçadores, ele disse que menos de algumas semanas ele já estava de volta. Seth e Scott eram os únicos de La Push que tinha mais intimidade e não tinham medo de mim, os outros ficavam de longe me observando depois do ataque dos dois meninos.

 

- Como está você e Jacob? – Perguntou Seth se sentando ao meu lado, eu estava na praia olhando o mar e sol se por. – Digo o namoro de vocês...

- Ainda afastado – olhei Seth – Eu pedi um tempo e espaço para ele...

- Por que?

- Porque eu ando muito confusa com meus pensamentos – respondi – Eu tento seguir a linha do destino que me reserva com Jacob, mas fica mais difícil a cada dia que passava.

- Tem a ver com o Alec? – Seth e meus familiares eram os únicos que chamavam o guarda dos Volturi pelo nome.

- Não – respondi – Não tem a ver com o Alec... – suspirei – Tem a ver do que eu me sinto, eu sei que Jacob e eu temos que ficar juntos pelo resto de nossa vida graças ao imprinting, mas eu não quero seguir com isso.... Eu quero fazer várias coisas antes de me prender... Eu preciso entender para que serve o espelho no teto, no quarto de motel.

- Como é? – Riu Seth me fazendo rir. – Por que você quer saber disso?

- Porque é confuso, a pessoa está transando e vai olhar para cima para ver se está fazendo certo ou não... – respondi rindo – Tem coisas dos humanos que ainda não fazem sentindo para mim e é por isso que eu preciso saber disso antes de casar.

- Entendi – riu ele. – Se quiser eu posso te ajudar...

- Na parte do motel? – Olhei ele.

- Se não fosse pelo Jacob eu até que ajudaria – respondeu Seth me fazendo gargalhar – Brincadeira.... Mas nas outras coisas eu posso te ajudar... Podemos combinar um dia...

- Ok eu faço a lista e você me ajuda?

- Claro... – sorriu Seth. – Vamos descobrir as curiosidades dos humanos juntos...

- Você é o melhor Seth – abracei ele rindo. – Bom eu vou indo...

Me levantei e Jacob veio na forma de lobo perto de mim, eu sorri de leve para ele e me aproximei de Jacob, o mesmo abaixou a cabeça então fiz um carinho atrás de sua orelha.

 

- Tchau Nessie – disse Seth se aproximando de mim, me virei para ele e o abracei.

- Tchau Seth – sorrio e beijo seu rosto – Fala pro Scott tomar mais cuidado com os buracos.

- Pode deixar.

 

Ao chegar em casa, olhei para Jacob que mal me encarava. Eu respirei fundo o olhando.

 

- Jake você sabe que eu gosto muito de você – olhei em seus olhos. – Minha mãe disse que é só um momento de adolescente, eu acho que você já passou por isso, não é? – Jacob fez que sim com a cabeça. – Desculpa, eu prometo que esse meu tempo que vai passar....

 

Abraço o pescoço dele.

 

- Boa Noite Jacob...

 

 

 

Entrei em casa e estava sozinha, meus pais haviam ido viajar junto com meus avós e a tia Rosalie com o tio Emmett. Então na casa principal estava apenas a tia Alice e o Tio Jasper, eu preferia ficar em casa assistindo a série Supernatural do que ficar com eles.

Eram quase 10 horas da noite quando meu celular tocou.

 

- Alô

Nessie?

- Oi Iris. – Sorri ao ouvir sua voz.

Tudo bem Nessie?

- Sim e você? – Falo ainda sorrindo e fiquei olhando o teto. – Fiquei sabendo de você e do Marcus, fico feliz...

Não é nada de demais – riu ela – Ele é meio idiota, mas deve ser coisas de começo de namoro...

- Marcus é um babaca, ainda acho que você não combina com ele – Ri fazendo mesma rir. – Mas, vamos ao que importa ele beija bem?

Não sei, ele foi o primeiro garoto que eu beijei...

- Que linda – ri – Porque você não faz assim, sua mãe foi para Nova York com seu padrasto, certo?

Sim

- Vem passar o fim de semana aqui em casa...

Mas e os seus pais?
- Eles não estão aqui. – Ri – A maioria dos meus irmãos foram viajar, só tem a Alice e o Jasper...

Tudo bem, você vem me buscar?

- Claro que eu vou... – Ri – Até amanhã.

 

Me levantei rapidamente e fui para casa da principal.

 

- Tia Alice? – Chamei ela em um tom normal e ela desceu a escada saltitando até a minha frente. – Eu queria...

- Saber se a sua amiga pode vir para cá, para ter um dia de meninas – riu ela. – Claro que pode.... Eu vou amar.

- Tudo bem – ri – E você e o Tio Jasper são meus irmãos...

- Ok – riu a Alice me abraçando – Fico feliz que você vai trazer sua amiga para cá.

- E nós somos humanos – olhei para o Tio Jasper.

- Tudo bem Nessie – sorriu meu tio.

- Eu ia pedir outra coisa – sorri e olhei para a tia. – Me empresta seu porshe?

- Por que meu Porshe? – Disse ela fazendo biquinho. – E além do mais, seu Impala 67, preto metálico chegou hoje.

- Mentira – falei não acreditando e corri para a garagem, estava lá o meu primeiro carro. – Ele é mais bonito pessoalmente...

- Qual é a graça de um carro antigo? – riu a minha tia.

- Tia não é só um carro antigo – sorri olhando ela – É um clássico.

 

Tia Alice riu de mim. No outro dia era 11 horas da manhã, quando eu saí de casa com meu novo carro e fui para Port Angeles, parei na frente da casa da Iris e buzinei. Ela saiu de casa vestindo um shorts de cintura alta preto, um cropped azul marinho, e uma camisa jeans por cima e tênis branco.

 

 

- Mentira que seu Impala chegou – disse Iris entrando no carro. – Só falta o Jensen Ackles e o outro que esqueci o nome para ficar completo.

- Jared Padalecki – ri – Ai eu acordo.

 

Iris riu e colocou sua mochila no banco de trás, no caminho para minha casa, paramos no mercado e fomos comprar algumas besteiras para nós comermos, quando eu entrei na estradinha que levava para minha casa. Iris ficava olhando para o lado.

 

- Por que sua família se esconde dos outros? – Perguntou ela.

- Porque gostamos de ter nossa privacidade – respondi olhando para frente – Sem contar que gostamos bastante das arvores.

- Você não está me levando para Batcaverna não é?

- Não – ri dela – Relaxa.

 

Ao chegar em casa, parei o carro na frente da mesma. Iris ficou impressionada com a casa de meus “pais”, enquanto ela olhava e comentava sobre a mesma e eu olhei para frente e vi Jacob vindo em minha direção com um buquê de flores.

 

- O que é isso Jacob? – olhei para ele.

- Um pedido de desculpa – disse ele me entregando as flores.

- São lindas – pego elas e olho para a Iris. – Quer se ajuntar com a gente, vamos comer bastante besteiras e assistir filmes... Se o sol ajudar podemos ir nadar, topa Jake?

- Claro – disse ele sorrindo.

- Ótimo. – Dei um beijo na sua bochecha. – Ajuda com as sacolas, estão no porta-malas.

 

Dou a chave do meu carro para Jacob e entro com a Iris.

 

- Sua casa é bem iluminada – sorriu Iris.

- Achou que vivemos aonde? – ri – Masmorra, cavernas... Cemitérios...

- Não – riu ela. – Mas não em uma casa linda como essa.

- É que nós gostamos do sol e do dia – disseAlice descendo as escadas – Eu sou Alice, irmã gêmea do Edward.

- Vocês são bem parecidos mesmo – sorriu Iris.

 

Depois de mostra a casa toda para ela, ficamos na cozinha preparando os lanches. Me sentei no balcão da cozinha e fiquei olhando a Iris e o Jacob fazerem tudo, minha desculpa era que sou um desastre com comidas. Depois de tudo pronto, nós assistimos a maratona de terror do canal TNT, cada susto a Iris segurava me mão e até mesmo me abraçava.

Quando deu umas 3 horas da tarde o sol havia saído e a Alice e Jasper precisariam ficarem longe dos olhos de Iris, então Jacob deu a ideia de ir para a praia de La Push.  Então fomos até a minha casa mesmo e ficamos dentro do meu quarto nos trocando, eu emprestei uma roupa de praia para ela e outra roupa para ela poder se trocar na volta.

 

Ao chegar em La Push, deixei meu carro na casa de Jacob e fomos caminhando em direção à praia. Quando chegamos tinha um luau acontecendo entre os adolescentes/lobos de La Push.

 

- Eu já volto Nessie, vou ajudar os fracos a pegaram os barris de bebidas – disse Jacob.

- Ok – sorrio e puxei a Iris para dançar comigo perto da fogueira, mas ela não quis apenas ficou me olhando de longe.

 

Eu nem liguei para quem tivesse me olhando, eu continuei dançando no ritmo da música. Então Marcus chegou abraçando a Iris e beijando a mesma, olhei para ela e ri baixinho então fui para as bebidas.

Marcus era o beta de Sam, ele era o único que não aceitava que eu ficasse na reserva e participasse de alguns eventos como uma igual. Jacob e Marcus sempre brigavam quando o assunto era uma hibrida ficar entre os lobos, até eu já discuti com ele.

 

- Você veio – disse Seth me abraçando e eu retribui – Trouxe bolo para festa...

Se referiu a Iris;

- É quase isso... – falo pegando um pouco de uma bebida que estava dentro do barril – O que é isso?

- Cerveja – sorriu Seth – Experimenta ela é meia amarga.

Dei um gole na minha bebida, ela desceu muito forte. Me obrigando me fazer uma careta ao engolir, Seth deu risada de mim.

 

- Você se acostuma – riu Seth. – Depois do segundo gole, não fica tão ruim...

 

Então dei outro gole e realmente, ela desceu mais suave que da primeira vez.

 

- Viu – sorriu ele e bagunçou meu cabelo.

- Ensinando a minha menina beber – disse Jacob para Seth.

- Ela quer ser humana certo? – sorriu ele – Eu falei para ela que iria descobrir o mundo humano junto com ela.

- O que achou da cerveja? – perguntou Jacob.

- Ela poderia ser melhor – falei olhando para ele, fazendo o mesmo rir.

 

Então vi Emily chegar com as amigas dela, claro que naquele momento meu dia azedou. Ela chegou até o Jacob me empurrando para o lado e deu um beijo no canto de sua boca e depois as amigas delas fizeram a mesma coisa. Mas a pior parte é que pela primeira vez vi Jacob dar trela para ela, então me afastei dele e senti o mesmo me segurar pelo pulso.

 

- Me solta – falei brava olhando seus olhos. – Agora...

 

Senti Jacob me soltar e fui me sentar em uma pedra longe das pessoas e fiquei olhando o mar e vendo o sol se pôr, minha mente me levou para o meu momento com o Alec.

 

- Você está bem? – Perguntou Iris se sentando do meu lado.

- Estou – dei espaço para ela se sentar. Então olhei para ela e vi a mesma sorri. – Na verdade não, acho que eu e Jacob temos que ser amigos e mais nada...

- Por que? – Perguntou Iris. – Não gosta dele?

- Não do jeito que eu queria – suspirei.

- Por que?

- É complicado. – Suspirei profundo. Então senti a Iris deitar a cabeça no meu ombro, ela segurou a minha mão. Continuei encarando o pôr-do-sol, sentindo algo diferente, uma coisa que nunca senti alguém que não fosse o Jacob ou Alec; senti Iris se mexer em meu ombro.

 

Então olhei para ela, a mesma se afastou de meu ombro e olhou em meus olhos depois em minha boca. Eu continuei encarando seus lábios rosados e nós fomos aproximando nossos rostos aos poucos, faltava alguns centímetros para nossos lábios se tocarem. Mas senti alguém puxar meu cabelo e me derrubar no chão, eu bati minha cabeça com muita força na pedra ao lado que fez um zumbido no ouvido.

 

- Você está brincando comigo? – ouvi alguém gritar – Você aceita a namorar comigo, mas troca pela esquisita da Cullen...

 

Eu me sentei no chão e toquei no meu machucado, olhei para minha mão ainda vendo as coisas meio embaçado e vi sangue nos meus dedos. Meu sangue, pela primeira vez eu havia me machucado feio suficiente para me fazer sangrar. Me levantei e olhei para o Marcus, vendo ele gritar e dar um soco forte na cara de Iris fazendo a mesma cair no chão. Ela caiu se encolhendo e não se mexeu, aquela cena foi suficiente para o meu coração parar de bater e o sangue que corria em minhas veias pararem de circular.

Então me coloquei na frente de Marcus e o empurrei com força.

 

- Deixa ela em paz!

- Vai defender sua namoradinha, sangue ruim?

 

Marcus avançou em mim e segurando meu pescoço, me suspendo no e apertando o mesmo, olhei para o lado vi Jacob conversando com algumas pessoas e depois olhei para Iris caída no chão sem reagir. Voltei meu olhar para Marcus, e chutei seu queixo com toda minha força fazendo-o o mesmo recuar. Então dei um soco em seu rosto fazendo o mesmo cair no chão e comecei a socar a cara dele sem dó com todas minhas forças, lobisomem tinha um crânio bem duro. Pois não havia se quebrado, então ouvi a Iris me chamar eu olhei para ela ainda caída no chão.


Me aproximei dela voltando ao meu meio normal, toquei no rosto dela vendo a mesma machucada. Mas o coração dela não estava batendo como de um humano, peguei ela no colo e saí correndo em velocidade máxima para o meu carro colocando ela deitada no banco de trás e entrei no mesmo partindo de lá para um hospital, então ouvi ela começar a se debater no banco tendo uma convulsão, eu parei o carro no acostamento e ligando a luz interna do mesmo para iluminar o interior, sai do carro indo para o lado e abri a porta.

Virei seu rosto para o lado, enquanto ela ainda se debatia com força, eu comecei a entrar em desespero vendo ela daquele jeito. O coração estava batendo rápido e alto; a primeira coisa que pensei em fazer leva-la ao médico, mas não conseguiria de chegar a tempo. De repente, aos poucos a Iris foi parando. Então ela começou a se levantar bem devagar e olhou em minha direção.

 

- Nessie – a voz dela estava embolada. – Você... está chorando?

- Não faça mais isso – falo com a voz rouca de choro. – Por favor...

 

Me aproximei dela tocando em seu rosto cheios de pequenos cortes sangrando, Iris acariciou meu rosto.

 

- Eu achei que você iria morrer – falei.

 

Iris acariciou a minha bochecha e então puxei delicadamente para beijá-la, iniciamos um beijo meio desajeitado e molhado graças a minhas lágrimas. Senti o gosto de seu sangue, mas eu não liguei se poderia me alimentar dela ali mesmo.  Manter ela viva era a coisa mais importante do que meu vício pelo sangue humano. Fomos nos envolvendo mais nosso beijo deixando ele mais intenso, e ela foi me puxando mais para dentro do carro. Eu fechei a porta do Impala atrás de mim, deixando meu corpo ser levado por aquele momento mágico.


Notas Finais


PRIMEIRAMENTE GOSTARIA DE FALAR QUE ESSA É A MINHA PRIMEIRA CENA QUE ESCREVO #LGBT. POIS ESTOU QUERENDO MELHORAR MEU MODO DE ESCREVER...

O QUE VOCÊS ACHARAM DESSE POSSIVEL CASAL. E QUAL NOME VOCÊS DARIAM A ELE?

SERÁ QUE JACOB E NESSIE ESTÁ CHEGANDO AO FIM?
#COMENTEM MUITO

UM BEIJO NA TETA ESQUERDA, E ATÉ O PROXIMO CAPITULO


PS: DEIXEM MAIS PERGUNTAS PARA OS PERSONAGENS.



<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...