História Sai dessa coração - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Luan Santana
Personagens Luan Santana
Tags Drama, Luan Santana, Original, Romance
Visualizações 67
Palavras 860
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - CP 8


Fanfic / Fanfiction Sai dessa coração - Capítulo 8 - CP 8

Capítulo 8

⚬Luan narrando⚬

Deixei a água cair sobre meu corpo para relaxar. Relaxar é uma coisa meio impossível quando estou em casa, sempre tem problemas pra resolver.
Não fiquei muito tempo em baixo do chuveiro, peguei a toalha me sequei e vesti minhas roupas.
Saia do meu quarto e bati na porta do quarto do Breno e entrei.
Luan: Venha cá. - ele calado se levantou e veio até a mim, sai do quarto e fui pro quarto de Nicole com ele. Jade estava sentada com cara de brava ao lado da Nicole acariciando seu cabelo
Luan: - respirei fundo- Então Breno pode me dizer como sua irmã se afogou?
Breno: Ela me pediu a bóia e eu fui pegar ela pulou na parte funda da piscina a  bóia se desprendeu dela e ela começou a se afogar.
Jade: Seu mentiroso ,você empurrou ela!
Breno: Mentirosa é você, pra que eu ia empurrar ela?
Jade: Porque você odeia ela Breno, por isso.
Luan: Parem os dois! Nic ,o que aconteceu na piscina.
Nic: O Breno me empurrou e eu cai pai. - falou de cabeça baixa.
Breno: Para de mentir Nicole ,fala a verdade fala! Ela tá mentindo.
Jade: Minha filha não é mentirosa , olha esse seu filho é um assassino ,tira ele da minha casa.
Luan: Opa, vamos com calma.
Jade: Com calma? Ele quase matou sua filha Luan ,some com esse garoto da minha casa -se aproxima do Breno - Some daqui faz igual sua mãe. SOME DA NOSSA VIDA, IGUAL AQUELA DESGRAÇADA QUE TE COLOCOU NO MUNDO.
Breno: Não fala assim da minha mãe -chora -
Jade: FALO COMO EU QUISER DELA, AQUELA VABUNDA QUE ABANDONOU O PRÓPRIO FILHO E AGORA VOCÊ TÁ AQUI ENCHENDO NOSSO SACO. VOCÊS DOIS NÃO PRESTAM.
Breno: Para -Breno empurrou a Jade com tanta força que a fez cair no chão, ele tentou ir pra cima dela e eu o segurei. - ME SOLTA , EU VOU MATAR ELA, ELA FALOU DA MINHA MÃE, EU ODEIOVOCÊ JADE, EU TE ODEIO E VOU TE MATAR.
Luan: PARA BRENO - Joguei ele no ombro o levei pro quarto e tranquei a porta. - SUSSEGA BRENO.
Breno: ELA FALOU MAL DA MINHA MÃE VOCÊ OUVIU?
Luan: SÓ FALOU A VERDADE, VOCÊ NÃO TINHA O DIREITO DE EMPURRAR ELA, JÁ PENSOU SE ELA SE MACHUCASSE?
Breno: EU QUERO QUE ESSA VACA MORRA MESMO.
Luan: NÃO FALA ASSIM DA JADE!
Breno: SÓ FALO A VERDADE, AQUELA VACA, VAGABUNDA.
Luan: CHEGA! MINHA PACIÊNCIA ACABOU! -tirei meu cinto e comecei a bater nele ,ele tentava se soltar mas eu o segurava e batia. Já estava guardando isso a muito tempo, se dessa vez eu deixasse ele passar o próximo passo dele seria me agredir ou até agredir a Jade. Talvez com essa surra ele aprenda respeitar a mulher que criou ele. - PRA VOCÊ APRENDER A RESPEITA A JADE.
Breno: SOCORROOO, SOCORROOOOOOO - ele gritava e chorava tentando se soltar
Xxx: LUAN ABRE ESSA PORTA AGORA, LUAN? - soltei Breno no chão chorando e abri a porta , meu pai entrou e foi até ele.
Breno: Vô...
Amarildo: Luan o que você fez?
Luan: Pai ele xingou a Jade, quase bateu nela, eu perdi a cabeça.
Breno: Me leva embora dessa casa Vô, eu odeio eles ,odeio o Luan.
Amarildo: Breno não complica mais as coisas seu pai te ama.
Breno: Ama nada ele me odeia ,odeia minha mãe e eu odeio ele vô.
Amarildo: Meu filho como você pode defender uma mulher que foi embora sem se importar com você, ela é um mostro e merece seu desprezo.
Breno: Até você vô? Vocês me odeiam assim como odeiam minha mãe. Vocês não são da minha familia, vocês me odeiam, eu vou fazer igual minha mãe ,vou embora pra sempre e vocês nunca vão me achar.
Amarildo: Breno olha as besteiras que está falando.
Breno; Só tô falando a verdade. Eu vou sumir pra sempre. Me leva em bora por favor.
Amarildo: Não é assim Breno.
Breno: Liga pro meu Dindo ele pelo menos me entende e gosta de mim. Não quero mais morar nessa casa com esse cara, eu tenho nojo dele vô.
Amarildo; Luan posso levar ele?
Luan: Pode pai. -sai do quarto e meu pai ficou lá no quarto com Breno arrumando uma mala com roupa.
Me sentei no sofá da sala e fiquei olhando pra um ponto fixo.
Como pode essa mulher mesmo desaparecida a anos poder causar tudo isso? Deixar minha família abalada e causar essa confusão toda? Como meu Deus!
Fiquei naquela sala por longos minutos calado, logo meu pai e Breno desceram a escada.
Amarildo: Luan já estamos indo. Se despede do seu pai Breno.
Breno: Seu eu tivesse um até faria isso. - foi caminhando pra fora da casa.
Amarildo: Eu vou conversar com ele tá
Luan: Tá pai.
Me despedi do meu pai e ele foi embora junto com Breno.

⚬Breno Narrando⚬

Amarildo: Você está bem Bre?
Breno: Fora daquela casa estou ótimo vô. Não quero voltar pra lá nunca mais. Nunca mais... -me avô me olhou por alguns segundos e voltou a prestar atenção na estrada.

Continua...


Notas Finais


Me senti a pessoa mais insensível do mundo escrevendo esse capítulo. Difícil foi não se emocionar. 😣😭


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...