História Saia xadrez.-(Vkook/TaeKook & YoonMin) - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~MinEnSugaTae

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Suga, V
Tags Bottom!jimin, Bottom!taehyung, Sugamin, Taegguk, Taekook, Vkook, Vmin, Yoonmin
Exibições 366
Palavras 1.867
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oooii amorecoooss quanto tempo nõn? ??

+ DE 100 FAV'S APENAS NUM CAP
EU TO MORRIDA
VOCÊS SÃO FODASTICOS!!!!!!

PRÓXIMO CAP É VKOOK MOZOES!!

Esse capítulo bugou, tem partes que do nada cortou, ou seja, vou revisar mais tarde, prevejo erros, de vocês encontrarem antes de mim, me falem

Boa leitura ♡

Capítulo 2 - Prazer;



Prazer;

JIMIN


Analisando todas os mínimos detalhes do corpo de Suga, meu professor, aliás, o meu favorito.

Suga, assim o apelidei, por ser tão doce - ao menos- comigo, com seus 25 anos de idade ostenta uma tamanha beleza descomunal, todas as meninas babam e tentam chamar o máximo de atenção, minha vontade é de apenas esfregar a borracha nas caras delas para ver se apaga suas existências.

Nós temos um caso hoje em dia graças à Jungkook que fez de tudo para Suga trabalhar nesta escola. Óbviamente relacionamentos dentro da escola não são permitidos, ainda menos entre aluno e professor, mas sabe o que nós dois pensamos? Um grande foda-se.

O que importa é o amor, e claro, sexo também. Nós já transamos diversas vezes aqui mesmo dentro da escola, seja nas despensas, salas interditadas ou até em banheiros, disfarçamos bem,tirando Jungkook e Taehyung, ninguém mais sabe do nosso namoro ás escondidas.

Antes de conhecê-lo me vestia como um garoto normal, mas depois que nos conhecemos descobri seus gostos, e digamos que um se destaca por ser um tanto peculiar; gosta tanto de meninas usando saias quanto de meninos com essa mesma veste, eu já nutria um sentimento inexplicável por ele, então para agradá-lo passei a trajar roupas femininas, ouvi várias piadinhas, mas quem disse que eu ligava? Quem eu queria que me notasse me notou, e se aproximou de mim, era apenas isso que me importava, e ainda me importa.

Ao contrário de mim, meu melhor amigo, Taehyung sempre usou esse tipo de roupa, por que o sonho de sua mãe era ter uma menininha, entretanto nasceu um menino, ela o mimou como se fosse uma princesa de vidro, só comprava utensilhos femininos e Taehyung amava, ele sempre foi querido por todos, nunca o julgaram por ser quem ele é, as vezes sinto inveja.

Ele sempre tentava se aproximar de alguma maneira, mas eu o odiava, odiava por ele ser ele, mas então ele me ensinou o que significa amizade, o que significa amor, e irmandade, sempre fui desprovido de qualquer tipo de afeto desde que nasci, meu nascimento foi indesejado, então minha mãe, que é drogada, e meu pai alcoólatra, sempre me batiam, e me batem até hoje, eles não podem nem sonhar como me visto quando não estou em casa.

Por enquanto eu realmente não importo com isso, as surras que sei que levarei, os insultos que escutarei, realmente não importa, pois Suga gosta desse meu eu, então eu também gosto.

_Jimin, o que você tem amor? - Taehyung me olha preocupado passando suas mãos suavemente em meu rosto fazendo-me sentir a maciez das mesmas.

_Eu estou bem, só estava pensando. - sorrio.

_Pois é, você me deixou falando sozinho, sempre faz isso! - forma um bico extremamente fofo em seus lábios, cruza os braços e franze o cenho com a intensão de ficar com expressão raivosa, mas tudo o que conseguiu foi ficar ainda mais adorável e fofo.

_Desculpe amor, não farei mais isso meu bebê. - Deposito um selinho demorado em sua boca e ele sorri mostrando aquele sorriso perfeito que só ele possui.

Taehyung é meu tudo; pode parecer um pouco estranha nossa amizade, mas nós nos beijamos, nos acariaciamos e até fazemos sexo, todavia não passa de amizade, uma amizade bem colorida por sinal.

_Mas então, eu estava falando que o professor Suga falou para você ir encontrá-lo quando o sinal tocar.

_Mas estamos no intervalo, depois é aula de história, não tem como nos encontrar-mos.

_Ele disse que será aula vaga para nós pois o professor de História faltou, e Suga não dá aula nesse horário, está de PL.

_Sendo assim então eu vou...mas então, como está você e o professor Jungkook? - sorrio malicioso.

_O professor Jeon nem sequer me dá bola, eu gosto tanto dele, mas ele deve pensar que sou apenas mais um estudante que só quer uma coisa com ele...

_E o que seria essa "coisa" Tae?

_Ah, você sabe Jimin!

_Acho que não, o que seria?

_S-sexo. - gagueja e seu rosto ganha um tom avermelhado.

_Aish criança, por que tanta vergonha de falar esse nome tão lindo? Pra quem usou um vibrador para instigar o professor, você não deveria gaguejar.

_Yaa! Pare com isso, eu só fiz aquilo por que você me obrigou Jimin!

_Você quem aceitou fazer aquela aposta, você perdeu e teve que aceitar o que mandasse. - ri vendo-o ficar ainda mais envergonhado.

Depois de conversar sobre variadas coisas com Taehyung, o sinal toca e todos vão para a sala, menos eu.

Dirijo-me até o banheiro em passos largos e rápidos, abro a porta com pressa, em seguida fecho-a, espero Suga chegar, o que não dura nem 5 minutos.

_Amor! Eu estava com saudades! - corro até ele e pulo encima dele passando meus braços envolta de seu pescoço e entrelaço minhas pernas em sua cintura.

_Nos vimos ontem, baixinho.- fala e sorri.

Ah esse sorriso gengival, me deixa extremamente louco.

_Aish! Eu não sou baixinho! E posso ter visto você à 5 minutos atrás que já estaria com saudades.

_Você é sim baixinho, o meu baixinho. Eu também senti saudades meu amorzinho.

Não consigo conter o sorriso, meus olhos lacrimejam e sinto meu coração pulsar mais rápido, eu realmente sou apaixonado pelo meu professor.

Encosto meus lábios nos dele ainda sorrindo, num selar singelo. Ainda comigo em seu colo ele dá poucos passos até chegar na pia, colocando-me sentado de costas para o espelho fixado na parede.

_Suga, aqui não! Alguém pode nos ver.

_Ninguém pode sair para algum lugar na quarta aula, faz parte das regras da escola, apenas relaxe.

Dito isso colo nossos lábios novamente num beijo calmo, sem língua, ponho minhas mãos em sua nuca acariciando os fios negros do mais alto, enquanto ele aperta levemente minha cintura, quero senti-lo ainda mais então aprofundo o beijo juntando ainda mais nossas bocas, peço passagem com língua e ele cede, e assim começa nosso beijo repleto de puro desejo, nossas línguas explorando cada canto das bocas alheias, respiração já quase não se fazendo presente, ele aperta minha cintura e simula penetrações indo com seu quadril para frente e para trás de encontro à minha entrada ainda coberta pelo fino tecido de renda vermelha, o que me faz gemer quebrando o ósculo.

_Eu amo essa sua saia listrada, fica perfeita em você Jimin...

_V-você acha? Ahn...- gemi ao sentir Suga fazendo chupões, mordidas e lambidas em meu pescoço.

_Sim, porém, prefiro ver você sem ela. - disse passando a ponta da língua contornando minha clavícula.

Me arrepiei com este ato, meu pênis deu "sinais de vida", fiquei completamente duro.

Suga me levanta da pia e me põe em pé no chão, desliza minha saia pelas minhas coxas, joelhos, canelas, pés e por fim chega ao chão, se ajoelha em minha frente levando suas destras às laterais da minha calcinha de coloração vermelha.

_Essa sua calcinha...

_O que têm ela amor?

_Me excita. - diz olhando em meus olhos profundamente, ameaça tirar a peça que começara a me incomodar pelo volume que meu membro faz, ele segura meu pênis com sua mão direita por cima da calcinha enquanto a outra mão se localiza na minha coxa, apertando-a, gemi ao sentir sua mão massagear meu membro lentamente.

_M-me chupa porra!- Digo e ele sorri.

_Só se pedir com jeitinho. - massageia com mais força.

-P-por...Ahn... Por favor me chupa amorzinho!

_Agora sim.

Como fez com a saia, ele também desliza minha calcinha até que a mesma se encontre no chão. Meu pênis ficou ereto no mesmo momento e Suga não hesitou em segurá-lo.

Suga passou a movimentar sua mão para baixo e para cima por toda a extensão do meu pênis, me fazendo arfar; contornou a cabeça do meu membro apenas com a ponta da língua forçando-a para baixo para me provocar.

_S-suga...

Ele ri nasalado, encara meu membro e o coloca todo sua boca, tão quente.

Sua lentidão provocante, me deixa maluco querendo foder sua garganta.

Para frente e para trás, sua cabeça faz esse movimento, movimento simples que acaba com minha sanidade; suas duas mãos agora apertam fortemente minhas coxas.

Ele começa a sugar minha glande e adentrar todo o meu pênis em sua boca, depois tira devagar raspando os dentes pelo meu falo levemente.

Coloco minha mão direita entre seus fios de cabelo e puxo-os comandando o ritmo das sucções, entretanto Suga tira minha mão de seus cabelos.

_Quem dita as coisas sou eu, esqueceu Jimin? - Diz me olhando desafiador.

_D-desculpe.

Suga me pega no colo bruscamente dando passos e me preensando na parede fazendo com que eu bata com as costas na mesma.

Me beija euforicamente, como se o mundo fosse acabar em algumas horas.

Me desce de seu colo me deixando de pé, em seguida tira sua sua com pressa até ficar apenas com uma cueca box roxa, que faz contraste com sua pele branquinha, ele também se livra dessa última peça e me lança um olhar de luxúria.

_Vire-se. - Diz autoritário.

E assim eu fiz, me virei de costas.

_Incline-se.

E assim me inclinei para frente.

_Abra as pernas.

E assim eu distanciei minhas pernas.

_Chupe bem esses dois dedos.

E assim chupei bem seus dois dedos.

Submisso. 

Extremamente submisso para meu o meu tão amado professor.

Suga inseriu um dos dedos - que antes fora lubrificados pela minha própria saliva - em minha entrada. Um incômodo se faz presente, assim como dor também.

Mas eu gosto dessa dor, sinto prazer.

Suga insere outro dedo fazendo movimentos de tesoura, para alargar meu interior, o que me faz gemer sôfrego mas ao mesmo tempo prazeroso.

Cuidadosamente ele retira seus dígitos e esfrega seu pênis em minha intimidade.

_M-me fode...Ahn...amor!

Ele ri e sem aviso prévio penetra fundo e forte, fazendo-me dar um passo para frente e minha coluna ficar mais ereta.

Inclino-me novamente e ponho minhas duas mãos espalmadas na parede gélida do banheiro.

Suga começa com as estocadas, lentas e precisas, ser fodido por Suga é uma das melhores coisas.

Começa aumentar o ritmo das estocadas, cada vez mais fundo, mais rápido e mais forte.

Gemidos, barulho de corpos de chocando e cheiro de suor empregam no local, não ligamos, o que importa é que estamos transando, no nosso momento e isso é tudo.

Agarra os fios do meu cabelo e puxa para trás enquanto me estoca, sinto um ardor em minha nádega esquerda, ouço um estalo, ouço de novo e de novo.

Seus tapas são os que mais me leva à loucura.

Estou quase no meu limite, quando Suga acerta em minha próstata, o que me faz gemer alto, fino e arrastado.

Ele passa a estocar somente ali, indo ainda mais fundo, me deixando louco de tesão.

Levo minha mão até meu pênis - até então - esquecido masturbando-me.

E mais um tapa, mais uma estocada forte, mais um grito em forma de gemido, me desfaço em minhas mãos.

Minhas pernas bombearam e ele me segurou para que eu não caísse.

_De joelhos.

Me pus de joelho e o chupei, ele se desfez em um jato na minha cavidade bocal, bebi tduo, deixando escorrer sêmen nas laterais da minha boca.

Após esses momentos maravilhosos nos vestimos e nos limpamos.

Ficamos apenas nos olhando, apreciando um ao outro até  o sinal para a quinta aula tocar.

O sinal infelizmente toca e nos separamos, dou um último beijo nele e vou até a porta, quando iria fechar ouço a voz de Suga. 

_Jimin?

_Sim?

_Eu te amo.

Meu coração parou, eu não sabia o que falar.

_E-eu também t-te amo Suga! - começo a chorar e vou em sua direção o abraçando novamente.

_O que acha de matar mais uma aula? - Diz e sorri sugestivo, e malicioso.




Notas Finais


To pensando fazer NamJin também
Mas acho q vou fazer uma OneShot NamJin baseada nessa fic, bem melhor né? Senão vai tirar os focos que são Yoonmin e Vkook
Ah, e sobre Yoonmin, ele não vai mais ser o casal secundário, vou fazer um Cap Vkook , um Cap Yoonmin e assim por diante.

Não sei se vou demorar para atualizar meus amores, depende da escola.

Kiiiiiiisssusss amo oceees
#SAVE_BISCOITOHARU
#FIGHTING


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...