História Saigo no nozomi - Interativa - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~HADUUUUKEN

Postado
Categorias Originais
Tags Guerra, Horro, Interativa, Original, Sangue, Terror, Tortura
Exibições 37
Palavras 1.176
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Então, povin ... ficou perfeito não, ficou legal SIM muito, espero q vcs gostem ♥♥♥

Capítulo 3 - Não para por aí, precisamos de mais integrantes


Fanfic / Fanfiction Saigo no nozomi - Interativa - Capítulo 3 - Não para por aí, precisamos de mais integrantes


(Bem... Eu e Ayumi estamos andando em uma cidade destruída, e isso já faz quase dois dias, mas parece que não tem nenhum sobrevivente).

-Líder, sinceramente eu estou cansada

- Tudo bem Ayumi, pode descansar. Eu vou explorar um pouco esse lugar.

(Eu saí ,esperando encontrar alguém. E olhando melhor encontrei. Ela parece jovem me pergunto por que está sozinha ?).

-Com licença ?

-Aaaaa! Eu não fiz nada eu juro!

-Você está bem ?

-Fique longe de mim eu estou armada

-Se é assim eu também estou -Peguei a arma que tinha-

-Por favor não me mate

-Por que iria ?

-Por que ... por que...

-Nem sabe e fica acusando os outros, isso não é legal -Sinceramente disse isso com um pouco de ironia... Ela me pareceu interessante quero saber um pouco mais). Quem é você ?

-...

- Te fiz uma pergunta espero uma resposta.

- Eu sou a Yuka Sakurai. Por acaso você sabe onde posso encontrar um grupo q...

-Proteja a humanidade ?

-Como sab?... Você faz parte do grupo ?

-Líder, sou líder

- Por favor eu posso entrar ? Quero proteger a humanidade.

-E de que ? -quero testar essa menina-

-Da destruição, soube que querem destruir a humanidade, eu não vou deixar , não vou deixar !!!!!

-Conte sua história

-Eu tinha uma família linda amorosa e perfeita, mas um visitante entrou na nossa casa, eu estava no armário um tempo depois matou meus pais. Quando eu saí o assassino me viu apontou a arma, mas não atirou. Logo depois eu peguei os papéis do meu pai e li estava dizendo que havia um grupo querendo destruir a humanidade após isso fugi e tenho vivivo sozinha desde então. Vim aqui decidida a ser liderada e ajudar a humanidade.

-Interessante... Venha !

-Mas pra onde ?

-Jesus pare de falar -disse isso de novo com uma leve iroia-

-Kkkkkk

-AYUMI !!!!!

-Sim líder ?

-Temos uma nova integrante

-Prazer Yuka.

-Prazer

-Vamos temos um outro local para ir!!!!

~ enquanto isso ~

Fais dois dias que estou andando com essa garota em meio a chuva e sol, além dos destroços das casas no meio do caminho e os animais raivosos, e nesses dois dias ela continuou me dando patadas não me ajudando a progredir em absolutamente nada, fazia tempo que eu não me dava bem com alguém, bem... Fazia tempo que eu não encontrava alguém enquanto eu me afundava em meus pensamentos novamente, Karuta começou a mirar seu arco para algum lugar

- Hey, Karuta... Oque você está fazendo? - eu tentei dizer de forma baixa -

- Cala a boca, eu estou tentando me concentrar e eu já mandei você parar de me chamar pelo meu primeiro sua louca - disse a morena me avacalhando DE NOVO -

- Mas em que você está mirando minha criança!? - eu perguntei curiosa -

- Eu já mandei calar a boca! - disse ela quase gritando -

Há, eu que preciso calar a boca, é ela que a cada dia age ainda mais como criança. Karuta parecia extremamente séria e concentrada em oque quer que seja que estava mirando, então resolvi pegar minha arma também, eu não deixaria a diversão só para ela é óbvio

- Só mais um pouco e....

PIU - obs: eu não sei como é o som da flecha então aceito sugestões porque tá tenso, sim isso foi a tentativa de um som de flecha -

- Ei - gritou uma voz masculina - Oque você acha que está fazendo sua...

Essa voz saiu de traz de uma pedra que Karuta havia mirado sua flecha, de traz dela saiu um homem aparentando ter que de vinte e seis anos, bem esbelto acho, com cabelos estranhamente vermelho escuro, olhos verde marinho e aparentemente forte com uma Sub metralhadora use na mão, ele parecia saber usa-la, eu preciso dele em meu grupo

- Eu sabia - disse Karuta interferindo em meus pensamentos -

- Ei quem vocês acham que são para ficar mirando um arco e flecha por aí?! - disse o ruivo -

Pelo visto se ele quiser fazer parte de meu grupo mais discussões vão acontecer, mas oque importa é a nossa força... Mesmo que no meio do caminho eu acabe morrendo

- Oque você acha que está fazendo, era você quem estava apontando essa arma para agente?! - disse a morena novamente -

- Vai se fuder, é você quem não sabe usar esse arco e flecha direito e mirou em qualquer lugar - disse o homem retrucando -

Ver uma garota de dezessete anos discutindo com um homem de vinte e seis é simples hilário, o mais engraçado é que eles aparentam estar no mesmo nível, e os dois estão me ignorando, mas eu não consigo me segurar

- Pffff, Hahaha Hahaha

- eu não consigo é muito hilário - Haha há ai ai...

Depois disso os dois começaram a me encarar, parecia que eles estavam pensando coisas como "Oque essa louca está fazendo??". Então a Karuta me olhou um pouco sentou e cobriu os olhos parecia querer esquecer oque acabará de ver

- Ei garota, oque você está achando engraçado em? - disse ele mais estressado do que nunca -

- Ó, meu nome não é garota, é Nori, e eu gostaria de saber o seu se não for incômodo - eu disse ainda rindo um pouco -

- Pouco me importa o seu nome!! - disse ele irritado - Você ainda não respondeu minha pergunta menina!!

- Primeiro, eu não sou tão nova assim, só três anos a menos que você, e segundo, eu não te respondo enquanto você não me chamar pelo nome e me dizer o seu - eu disse ainda achando garça daquilo tudo -

Apesar de estar de costas, Karuta também parecia achar graça de nossa discussão. Então o ruivo respirou fundo e disse

- Ok Nori - ele disse meio irritado - O meu nome é Eikou Okomura, AGORA RESPONDE A DROGA DA PERGUNTA!!!

- Calma rapaz - disse meio irônica - Eu estava rindo porque é hilário ver alguém de dezessete anos discutindo com alguém de vinte e sete e ainda assim estando no mesmo nível.

- O QUÊ QU - eu o interrompi -

- Agora, eu tenho uma pergunta, oque acha de se juntar a nós, estamos querendo juntar cada vez mais gente para poder destruir tudo e todos e assim começar um mundo sem isso que chamam de humanos, acho que você seria perfeito para o grupo, então... Oque acha? - eu disse seriamente -

Karuta olhou para mim desolada e pelos olhos dela, queria me parar naquele exato momento

Eu tinha certeza que ele iria aceitar, homens são tão previsíveis

- Me juntar ao seu grupo? - Eikou disse irônico - É óbvio que não, não sou louco de me juntar a pessoas assim

De longe pude ouvir um suspiro da morena, eu não podia acreditar nisso, como assim ele não aceitou?! Dava para notar meu rosto de surpresa

- Ma... Mas... - eu tentei dizer -

- Á, e se eu fosse você me vestiria mais coberta, não quero que aconteça o mesmo do passado - disse ele indo em bora -

Mas oque ele quis dizer com isso? Como assim o mesmo que no passado? E porque ele não aceitou?

-TODAS AS RESPOSTAS NO GLOBO REPÓRTER, não -


Notas Finais


Obrigada por lê espero que vcs tenham gostado e foi mal aí pela imagem eu não consegui melhorar tentei mais não rolou enfim valeu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...