História Saint Seiya - Adult Collection - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Atena (Sasha), Freya, Hilda de Polaris, Hyoga de Cisne, Ikki de Fênix, Miho, Pallas, Pandora, Paradox de Gêmeos, Saori Kido (Athena), Seiya de Pégaso, Serafina, Shiryu de Dragão (Shiryu de Libra), Shun de Virgem, Shunrei, Tenma de Pégaso
Tags Casais Diferentes, Hentai, Menage A Trois, Moresomes, Saint Seiya, Threesome
Exibições 57
Palavras 3.617
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Saint Seiya não me pertence. Desculpem os erros de português. Personagens: Seiya, Pallas, Gallia e Paradox. Parte Final.

Capítulo 5 - Capítulo 05


Capítulo 05

Aposentos de Gallia - PallasBelda

O sol estava nascendo em PallasBelda após imensa batalha do dia anterior. No quarto da Palasito de primeira classe, ela ainda estava deitada na cama dormindo, mas logo alguns gemidos foram ouvidos e ficaram mais fortes. A Palasito começou a se mexer na cama, abrindo os olhos levemente e notando somente

Gallia: Onde os aqueles dois… - Parou de falar ao ouvir os gemidos - Eles estão no banheiro Hihihi - Riu levemente se levantando da cama, indo na direção da porta do banheiro. A água do chuveiro estava ligada e debaixo dela, estavam Paradox e Seiya, fazendo amor novamente. A ex-amazona de gêmeos, estava com os seus cabelo azulados, sendo pressionada contra a parede e com as mãos entrelaçadas no pescoço do cavaleiro de sagitário, enquanto ele a penetrava com uma incrível velocidade.

Paradox: Ahhhh… Isso… Ahhhh Mais… Mais Ahhh… Seiya Ahhhh - Gemeu adorado o modo que estava sendo penetrada, mas ela queria mais.

Seiya: Paradox, não brinque Ahhhh… Comigo Ahhh - Disse entre gemidos adorando o interior dela, que o estava deixando louco e ela pedindo mais, o deixava à beira de perder a razão.

Paradox: Ahhh… Você me tornou mulher ontem e o meu interior está se moldando para ser unicamente seu… AHHHHHH - Gemeu alto sentindo um movimento brutal dentro dela do amante.

Seiya: Que assim seja - Falou com os olhos brilhando intensamente. O cosmo do cavaleiro de sagitário, se manifestou ainda muito fraco, mas foi o suficiente para criar uma camada de energia dourada, atrás da -ex-amazona de gêmeos - Agora faça igual fez à noite me concedendo parte da sua cosmo-energia, Paradox - Completou com a mulher assentindo.

Paradox: Eu não sei o que pretende, mas eu vou ajudá-lo - Disse manifestando a sua cosmo-energia se mesclando com a do amante e sentindo o seu interior ser invadido por ele cosmo. - 'Eu espero que aproveite o espetáculo, Gallia’ - Pensou notando a presença da Palasito, observando os dois amantes.

Seiya: Ótimo, agora vou te mostrar algo, que somente Atena teve o deleite de provar - Falou com os olhos brilhando de uma luxúria incontrolável e volúpia.

Paradox: Seiya… - Sussurrou com ele a beijando.

Seiya: ‘Eu vou me divertir mais um pouco aqui em PallasBelda’ - Pensou pressionando com uma força sobre humana a ex-amazona de gêmeos, contra a parede de cosmo-energia e a penetrando numa velocidade nunca vista, fazendo com que o dentro dela reagisse.

Paradox: 'Ahhh pelos deuses! O que ele está fazendo!?' - Indagou-se mentalmente sentindo os seus pontos sensíveis, sendo atingidos numa velocidade incrível. Ela sentia que a cada movimento dele, a estava deixando mais sensível, era como se cada penetração, a deixasse o seu interior mais sensitiva ao prazer.

Seiya: Atena, ela ama quando eu faço isso Ahhhh - Falou gemendo aumentando as penetrações dentro da feminilidade da ex-amazona de gêmeos. A Palasito estava observando a cena com os olhos brilhando intensamente, tocando a própria feminilidade com os dedos, massageando o próprio clitóris.

Gallia: 'Ele vai ter que fazer isso comigo!’ - Exclamou mentalmente vendo a sua amante, gemendo como nunca e os olhos quase brancos. O cavaleiro de sagitário mantinha os movimentos intensamente, segurando a mulher pelas coxas, para ela não cair no chão.

Paradox: AHHHHH SEIYA AHHHHH SEIYA AHHHHH - Gemeu sentindo chegar ao ápice de uma forma única, que parecia não ter mais fim dentro dela. - 'Esse cosmo dentro de mim, está me dando intermináveis ondas de prazer’ - Pensou com a consciência, que ainda lhe restava, enquanto o cavaleiro continuava lhe penetrando.

Seiya: Eu… AHHHH - Gemeu com um movimento primal, chegando ao ápice dentro dela, disparando fortes jatos de sementes férteis, dentro da sua amante.

Paradox: 'Eu não aguento mais’ - Pensou com o corpo totalmente mole, ainda sendo preenchida pelo néctar do cavaleiro.

Seiya: Eu acho que exagerei… - Sussurrou com mulher totalmente mole - Você gostou do espetáculo, Gallia? - Indagou maliciosamente para a Palasito.

Gallia: Sim, o que você fez com ela? - Indagou com ele retirando a masculinidade ainda ereta, de dentro da ex-amazona de gêmeos, que ainda inconsciente.

Seiya: Algo que Atena adora, mas depois lhe explico - Respondeu com a amante nos braços - Eu vou colocá-la na cama e volto para lhe mostrar o que fiz com Paradox - Completou maliciosamente passando pela Palasito.

Gallia: Seiya… - Sussurrou indo para debaixo do chuveiro - Ele está se divertindo com isso, mas nunca imaginei que ele pudesse ser tão prazeroso Ahhhh - tocando a feminilidade imaginando, que logo ela iria provar algo novo e isso lhe excitava. Não demorou muito para o cavaleiro e ver Gallia gemendo.

Seiya: Eu não vou ser tão suave como fui com Paradox, eu espero que fique ciente disso, Gallia - Falou seriamente o cavaleiro se aproximando por trás da Palasito e lhe dando uma tapa da bunda.

Gallia: Você foi suave!? - Indagou arregalando os olhos.

Seiya: Sim, mas com você… Minha megera malvada, será totalmente selvagem - Respondeu acariciando a bunda firme dela, que não era muito grande, comparado com algumas mulheres que ele teve, mas era muito firme.

Gallia: Seiya, eu nunca… - Parou de falar sentindo a sua masculinidade roçando a sua bunda.

Seiya: Eu sei, uma mulher dominadora como você, nunca faria isso com alguém normal e por isso, eu quero ser o primeiro, se você desejar, Gallia - Falou introduzindo um dedo na bunda dele, fazendo a mulher gemer, apoiando os mãos com força contra a parede. O cavaleiro começou a mover o seu dedo com a sua cosmo-energia, dentro da bunda da Palasito, que estava gemendo com os olhos fechados.

Gallia: Ahhh… Seiya Ahhh… Você aceitaria o meu não? - Indagou com ele introduzindo o segundo dedo da bunda dela, a fazendo gemer mais.

Seiya: Sim, mas você quer dizer não? Eu vou lhe mostrar o que fiz com Paradox, mas será na sua bunda virgem - Pronunciou acariciando a própria masculinidade e continuando os movimentos com os dois dedos, na bunda da Palasito.

Gallia: Eu… Ahhhh… Faça… Tome a minha bunda virgem e me dê o mesmo prazer, que Paradox sentiu! - Exclamou manifestando a sua cosmo-energia.

Seiya: Ótimo, mas eu não tenho tanta energia, eu preciso de um pouco do seu cosmo, Gallia - Disse com a Palasito, transferindo uma parte da sua cosmo-energia para ele.

Seiya: Muito bem, o que eu faço é simples, manípulo a minha cosmo-energia, aumentando a sensibilidade do seu corpo, ou seja, o sentido do paladar está aumentado muitas vezes, através do meu cosmo, você está sensível a qualquer toque - Revelou retirando os dois dedos da bunda dela.

Gallia: Isso não vai aumentar a minha dor!?- Indagou preocupada com o que estava prestes a ocorrer, mas os olhos estavam brilhando de ansiedade clara.

Seiya: Não, o seu corpo está sensível somente ao prazer, se assim eu desejar, Gallia - Respondeu posicionando a sua masculinidade na bunda dela - Se quiser que eu pare, diga agora minha megera - Completou segurando quadris dela com força.

Gallia: Faça de uma vez! - Exclamou seriamente.

Seiya: Como desejar… - Sussurrou penetrando a bunda da amante, em um único movimento.

Gallia: AHHHH SEIYA - Gemeu com ele a penetrando num único movimento, mas para a sua surpresa, somente foi um leve incômodo, que ela sentiu quando ele a penetrou. - 'Será que ele fez igual com Paradox?’ - Indagou-se mentalmente lembrando que a ex-amazona de gêmeos, não sentiu dor na sua primeira vez, somente um desconforto inicial.

Seiya: Ahhhh… Você é muito apertada, Gallia - Disse sentindo a bunda dela, espremendo a sua masculinidade com uma força descomunal - Eu vou me mover Ahhh - Gemeu movendo-se lentamente, manifestando a sua cosmo-energia fraca, para lhe ajudar nas penetrações.

Gallia: E você é muito grande Ahhhh! Atena, como ele pode monopolizar você!? - Indagou sentindo qualquer incômodo desaparecendo e o prazer aumentando de uma forma descomunal.

Seiya: Monopolizar? Ela nunca fez isso Hahaha - Riu maliciosamente aumentando os movimentos na bunda apertada da Palasito - Atena, ela adora os tipos muitos prazeres e orgias, ou melhor, ela sempre escolhe as mulheres, para algumas de nossas noites, claro que isso é mantido em segredo Hahaha - Revelou surpreendendo a Palasito.

Gallia: Ahhhh… Pallas Ahhhh… Ela sabe Ahhh? - Indagou sentindo a sua feminilidade em chamas, mas logo sentiu a direita do cavaleiro de sagitário, começar a lhe satisfazer e com a nós seus quadris, ele penetrava a sua bunda, sem trégua para o seu deleite a explorando e ela se moldando, cada movimento dele.

Seiya: Sim, afinal eu, ela é Atena, mantivemos na mitologia, uma relação à três, mas quando as guerras santas começaram, o meu dever era proteger Atena e assim a relação entre nós acabou - Respondeu sentindo a bunda da Palasito lhe apertando mais. - 'Ela é mais resistente que Paradox, mas eu estou quase sem forças para isso’ - Pensou o cavaleiro de ouro, aumentando a velocidade das penetrações.

Gallia: Então, ela… Ahhhh… Eu não estou Ahhh... Conseguindo aguentar mais AHHHH SEIYA AHHHHHHH - Gritou alto se rendendo ao prazer dentro dela e chegando a um poderoso clímax. As ondas de prazer dentro delas, foram contínuas e arrebatadoras para o seu deleite. O cavaleiro ainda continuava a penetração, mas logo se rendeu ao ápice e despejou o seu néctar na bunda dela.

Seiya: 'Pallas, você vai observar por quanto tempo?’ - Indagou sentindo o cosmo dela novamente os observando.

Algumas horas depois - Aposentos de Pallas - PallasBelda

Nos seus aposentos, a deusa do amor estava sentada na cama com um sorriso malicioso, olhando para a porta do seu quarto, sendo a aberta e Seiya, Gallia e Paradox entrando. O cavaleiro de sagitário, estava usando uma toga branca e as duas mulheres vestidos brancos acima dos joelhos.

Pallas: Olá, Mikael - Falou olhando para o cavaleiro de sagitário, surpreendendo as duas mulheres que o acompanhavam.

Seiya: Mikael?… Esse nome…  Faz muitos séculos, que não sou chamado assim, o nome da minha primeira reencarnação - Disse sorrindo levemente para a deusa do amor.

Pallas: Eu precisava confirmar, se você possuía as suas memórias passadas e por isso… Deixei Gallia e Paradox, se divertirem com você - Revelou surpreendendo as duas mulheres, que se entreolharam.

Seiya: Entendo, mas o que você quer? A sua aparência não mudou, isso significa, que parou de sugar o cosmo de Atena - Pronunciou olhando seriamente para a deusa do amor.

Pallas: Eu quero você, Mikael, abandone Atena e venha para o meu lado, que não absorvo mais a cosmo-energia dela - Respondeu com o cavaleiro fechando e abrindo os olhos.

Seiya: Eu nunca farei isso e você sabe - Respondeu não mostrando dúvidas na voz.

Pallas: Mas você não se divertiu com essas duas? Você conseguiu domá-las facilmente com o sexo Hihihi - Riu maliciosamente olhando para as duas mulheres.

Seiya: Sim, eu tive ótimo deleite com Gallia e Paradox, mas não vou seguir os seus caprichos, sua mulher mimada! - Exclamou com a deusa se levantando da cama.

Pallas: O que você disse!? Eu posso tomar a vida de Atena! Nesse momento! - Exclamou manifestando a sua cosmo-energia.

Seiya: Você não vai, pode parar de jogar esse joguinho, Pallas - Disse se aproximando da morena.

Pallas: Tem certeza? - Indagou sorrindo levemente.

Seiya: Sim… - Sussurrou abraçando ela se surpresa e a beijando nos lábios com desejo. A deusa do amor não resistiu ao avanço dele e começou a corresponder com o mesmo desejo.

Gallia: Paradox, vamos nós divertir também - Disse mordendo o lábio inferior.

Paradox: Com todo prazer Hihihi - Riu maliciosamente para a deusa do amor. As duas mulheres se aproximaram com os dois desfazendo o beijo.

Pallas: Mikael… - Sussurrou com a respiração acelerada.

Seiya: Seiya, nessa era esse é o meu nome, minha deusa do amor travessa - Disse sorrindo levemente.

Pallas: Está bem… Eu senti tantas saudades - Falou sorrindo, mas logo notou Paradox e Gallia lhe cercando - O que vocês… - Não conseguiu terminar de falar, porque as duas mulheres a beijaram ao mesmo tempo no seu pescoço.

Seiya: Você foi muito travessa, Pallas - Falou tocando as coxas dela pela abertura do vestido - Eu e você vamos voltar para o santuário, mas antes… Você terá a sua devida punição - Completou com os olhos brilhando intensamente.

Gallia: E nós vamos ajudar - Disse a Palasito, tirando a alça esquerda do vestido da deusa do amor.

Paradox: Depois voltamos ao santuário e podemos viver muitas vezes os prazeres juntos hihihi - Riu maliciosamente tirando a outra alça do vestido. A deusa do amor, não estava oferecendo resistência e sim, o desejo e a luxúria nos seus olhos, somente aumentava.

Seiya: Você realmente continua a mesma Hahaha - Riu levemente olhando a feminilidade dela úmida e os seios rígidos.

Pallas: Seiya Ahhh - Gemeu com ele tocando a sua intimidade.

Seiya: Eu não estou em condições de me divertir muito, por isso eu… - Foi interrompido pela morena.

Pallas: Ah, você vai me saciar, são muitos milênios longe - Falou manifestando a sua cosmo-energia e envolvendo o cavaleiro de sagitário - Você está novo em folha, Seiya - Completou mordendo o lábio inferior.

Paradox: Ela o curou totalmente! - Exclamou com os olhos intensamente.

Gallia: Nós duas vamos ter alguma diversão Hihihi - Riu levemente.

Seiya: Atena, vai adorar vocês duas e eu vou amar lhe provar agora, Pallas - Falou retirando a toga que usava, revelando a sua masculinidade totalmente ereta.

Pallas: Ahhhh… Não acredito, que você vai ser meu novamente Ahhh - Gemeu mordendo o lábio inferior.

Seiya: Hora de você aprender uma lição - Falou a jogando na cama - Vocês duas selem o quarto - Ordenou olhando para Gallia e Paradox que assentiram positivo manifestando as suas cosmo-energias

Pallas: Vem… Uma fui uma mulher muito malvada - Falou com o cavaleiro se deitando na cama - AHHHH  - Gemeu sentindo ele a penetrando de uma forma áspera.

Seiya: Pallas… Ahhh céus! Milênios longe de você e o seu corpo me reconheceu Ahhhh - Gemeu sentindo um prazer incrível dentro da deusa do amor, era a feminilidade divina perfeitamente úmida, quente e apertada, que faria qualquer homem ir a loucura, somente sentindo o prazer inicial.

Pallas: Ahhh você… Ahhh continua o mesmo Ahhhh… Meu Pégaso dourado Ahhh - Gemeu sentindo a masculinidade no seu interior pulsando e o seu corpo sentindo um prazer esquecido.

Seiya: Pallas… Eu vou adorar isso - Falou colocando a perna dela cima do seu ombro - Vamos começar a diversão Hahaha - Completou rindo maliciosamente manifestando a sua cosmo-energia e começando as penetrações de uma maneira colossal. A deusa do amor, estava sentindo ondas de energia quente, elétrica e refortante dentro dela, em várias ondas e o seu corpo ficando sensível ao prazer. Gallia e Paradox se deitaram na cama, uma de cada do lado da deusa do amor e começaram a se divertir com os seus seios.

Pallas: AHHHHH SEIYA AHHHHH MAIS AHHHHH - Gritou alto gemendo manifestando a sua cosmo-energia com uma luxúria incontrolável.

Seiya: AHHHHH PALLAS VOCÊ AHHHHH - Gemeu sentindo o meu membro pulsando incrivelmente. - 'Droga! Ela está ampliando a sensibilidade do meu corpo!’ - Pensou sentindo um prazer divino na feminilidade da deusa do amor.

Gallia: Ahhh o cosmo de Pallas Ahhh - Gemeu sentindo o seu corpo sensível.

Paradox: Ahhh ela... Ahhh… Está fazendo o mesmo que o Seiya Ahhh - Gemeu a ex-amazona de gêmeos.

Seiya: 'Vamos ver por quanto tempo você aguenta, Pallas’ - Pensou penetrando sem pausa a feminilidade úmida dela, tocando todos os seus pontos sensíveis e o ponto G com a sensibilidade deles aumentados. O cavaleiro de sagitário, estava sentindo o interior da deusa do amor, se contraindo incrivelmente.

Pallas: AHHHHH SEIYA AHHHHH ISSO CONTINUE AHHHHH - Gritou chegando ao ápice, com uma poderosa onda de prazer se libertando de dentro dela e outras menores depois dela. - 'Atena, como ela ousou me privar desse prazer por milênios!? Ahhh’ - Pensou com a mente quase totalmente em branco, aproveitando um clímax, que ela não sentia há muito tempo e chegou a pensar que nunca mais sentiria. Enquanto ela chega ao ápice, as duas mulheres aproveitaram chupar e lamber os seios dela, que estavam mais sensíveis com afinco.

Seiya: AHHHHH PALLAS AHHHHH  - Gemeu não aguentando mais e despejando poderosos jatos quentes incessantes dentro da deusa do amor, que começou a tentar lhe ordenhar.

Pallas: Ahhhh… Será Ahhhh… Todo meu Ahhh - Gemeu sentindo ser preenchida como ela desejava há milênios.

Paradox: Ah, não vai ser mesmo - Falou beijando a deusa do amor de surpresa.

Seiya: Pallas, céus… Essa sensação dentro de você é única Ahhh - Gemeu despejando totalmente os últimos jatos quentes dentro dela.

Gallia: Essas duas estão gostando Ahhh - Gemeu mordendo o lábio, vendo as duas mulheres numa luta de línguas. Enquanto o cavaleiro de ouro, retirava o seu membro da intimidade da deusa do amor.

Seiya: Paradox, pare agora com isso - Ordenou olhando para a ex-amazona recuando imediatamente.

Pallas: Seiya, ficou com ciúmes? - Indagou sorrindo maliciosamente.

Seiya: Não, você não merece ainda e eu quero provar… Bem… - Olhou para as duas mulheres, ajudaram a virar a deusa do amor com a bunda empinada para cima.

Pallas: Ah, isso Hihihi - Riu levemente com os olhos brilhando intensamente.

Seiya: Você sabe que eu adoro Hahaha - Riu maliciosamente olhando para a bunda convidativa da deusa do amor.

Paradox: Podemos fazer algo, Seiya? - Indagou olhando para o cavaleiro de ouro.

Seiya: Não, agora aproveitem o show - Ele agarrou-a pelos quadris e penetrou a bunda da morena.
Pallas: Deuses AHHHHH! -  Gritou despreparada para a penetração brutal. Mas ela não era uma deusa comum e sim a deusa do amor, seu corpo acomodando Seiya da melhor maneira possível.

Gallia: 'Ele está a possuindo sem trégua’ - Pensou sorrindo sadicamente para a cena

Pallas: AHHHHH SEIYA! - Gritou segurando os lençóis da cama - Você está muito maior na minha bunda! Por favor abrandar um pouco! - A deusa do amor sentia suas entranhas reorganizando pelo enorme invasor e ela adorou. A bunda de Pallas era demasiado apertado para Seiya, a sua masculinidade estava quase totalmente dentro da bunda ansiosa da deusa do amor. Paradox e Gallia se aproximaram dele e começaram a cuidar do depósito de néctar divino delas e lambiam o restante do seu membro, que estava de fora da bunda da deusa do amor. Pallas mal era capaz de manter o seu juízo em conjunto, como ela sentiu um edifício pressão familiar no seu núcleo. Seiya estava penetrando ela tão profunda quanto era possível, suas bolas foram batendo direto contra sua feminilidade encharcada. Justamente quando ela estava prestes a perdê-lo, Seiya conseguiu ir ainda mais fundo em sua bunda apertada, enviando-a ao longo da borda como suas bolas pesadas batendo em cima do seu clitóris com hipersensibilidade. Nesse momento, tudo ficou branco por uma fração de segundo. Gallia e Paradox pararam momentaneamente os seu movimentos na virilidade de Seiya, enquanto observava Pallas ficar rígida e o batimento cardíaco acelerado.
Pallas: AHHHHHHH PELOS DEUSES! - Gritou enquanto sua vagina se contraiu e ela começou a esguichar na cama embaixo dela. Seiya sorriu largamente e começou a martelar em Pallas ainda mais difícil para mantê-la no ápice.

Paradox: Por Atena… - Sussurrou vendo o ato de luxúria.

Pallas: AHHHHH POR QUE VOCÊ NÃO PARA? AHHH - Indagou gemendo, enquanto ela continuava a jorrar sem parar. Gallia e Paradox observavam a cena espantadas. A Palasito de primeira classe, nunca ter visto nada assim em todos os seus anos. Seiya sorriu amplamente, enquanto sentia contorcendo o traseiro de Pallas ao redor da sua masculinidade, que cabia em sua bunda incrivelmente apertada. Quando Pallas começou a recuperar seus sentidos, Seiya finalmente chegou ao ápice dentro dela. Ela sentiu a primeira explosão de jatos quentes, em seu interior como um canhão, levando ela para um nível que não tinha pensado possível existir, a próxima explosão encheu a sua bunda completamente. Seiya gemeu de prazer quando ele descarregou dentro da bunda da deusa do amor, enchendo-o até a borda muito rapidamente para o seu gosto. Ele se preparou para a próxima melhor coisa, puxando a haste ainda disparando fora de Pallas e instantaneamente Gallia tomou a masculinidade em sua boca provando o seu néctar na sua garganta.

Paradox: Eu também quero! - Exclamou fazendo o cavaleiro de sagitário retirar da boca da Palasito e preenchendo a sua garganta com a sua última carga.

Seiya: Ahhh há muito tempo não perco o controle assim - Falou com a respiração acelerada ofegante, olhando para o estado da deusa do amor, debaixo dele quase inerte.

Paradox: Eu também quero isso Ahhh - Gemeu levemente olhando para a masculinidade semi-ereta.

Gallia: Eu também, mas nós vamos conseguir sentar direito por algumas semanas Hihihi - Riu maliciosamente olhando para o estado da deusa do amor.

Paradox: Tem razão, mas o que houve com os seus olhos, Seiya? - Questionou vendo um brilho rosado nos olhos do cavaleiro.

Seiya: Meus olhos? - Indagou sem entender.

Gallia: Eles estão com um brilho rosa, parece que Pallas, lhe concedeu algo há mais, mas não importa! - Exclamou tirando o vestido rapidamente - Agora o que quero é o mesmo tratamento que deu pra Pallas - Completou tomando nos lábios a masculinidade dele.

Paradox: Nós também merecemos um castigo - Disse ajudando a Palasito a lamber e chupar o membro do cavaleiro.

Seiya: Vocês duas… - Sussurrou sorrindo maliciosamente. - 'Eu tenho que admitir, que estou adorando essa situação’ - Completou em pensamento manifestando a sua cosmo-energia intensamente.

Continua >


Notas Finais


A parte final desse Hentai finalizada. Eu acho que fiz pesado demais Hahaha. Eu até estou conseguindo atualizar essa fic com as demais, mas talvez fique com postagens mais longas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...