História Saint Seiya - O deus do Sol - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Hyoga de Cisne, Ikki de Fênix, Saori Kido (Athena), Seiya de Pégaso, Shiryu de Dragão (Shiryu de Libra), Shun de Virgem
Tags Afrodite, Apolo, Apoloxatena, Ares, Artêmis, Atena, Hera, Saori, Seiya, Seiyaxsaori, Zeus
Exibições 99
Palavras 1.754
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que tenham gostado da ideia. Vai explorar situações complicadas e terá o tema ‘incesto’, mesmo que deuses muitos se relacionam entre si, não importando o sangue. Saint Seiya não me pertence. Desculpem os erros de português.

Capítulo 1 - Capítulo 01


Capítulo 01

Templo de Ártemis - Olimpo

Na região baixa do olimpo, está localizado o templo da deusa lua, uma das três deusas virgens. No salão principal do templo, uma mulher por volta dos vinte anos, pele branca, cabelos longos ondulados num tom dourado e olhos da mesma cor, trajando um vestido longo prata aberto aos lados.

Ártemis: Eu não acredito no que o meu irmão está fazendo - Sussurrou refletindo algo que descobriu na batalha de Atena contra Hades. - 'Ele terá que dar muitas explicações!’ - Pensou mentalmente com um jovem por volta dos dezoito anos aparecendo na frente dela, pele morena, cabelos e olhos num avermelhado, trajando a armadura de ouro de sagitário.

Seiya: Olá, Ártemis - Disse olhando para a deusa lua não muito contente.

Ártemis: Olá… Meu querido irmãozinho - Falou seriamente fulminando o recém-chegado - Você tem muitas explicações para me dar, Apolo! - Exclamou se levantando do trono e o deus do sol engolindo em seco.

Seiya: Ártemis, antes de tudo… Você contou para mais alguém? - Indagou seriamente.

Ártemis: Não, mas pretendo falar com Atena, não posso deixar que você continue com isso - Respondeu olhando nos olhos do deus do Sol.

Seiya: Ártemis! Por favor não revele nada para Atena - Pronunciou de imediato.

Ártemis: Eu não deixar que continue a enganando! Você sabe as consequências do que está fazendo? E quando o nosso pai descobrir? - Indagou apertando o punho levemente.

Seiya: Eu posso explicar! Por favor me ouça, antes de fazer qualquer coisa - Pediu quase implorando para a deusa caça.

Ártemis: Apolo… - Sussurrou surpresa pela reação do irmão. - 'Essa é a primeira vez que o vejo assim’ - Pensou olhando a reação do deus do Sol.

Seiya: Eu vou lhe contar tudo do início - Disse fechando e abrindo os olhos - Quando meu pai deixou a terra sob proteção de Atena, um sentimento diferente se apossou de mim, porque eu sabia do interesse de outros deuses nesse reino e eu reencarnei em segredo na terra, mas era para ser somente uma única vez - Completou concentrando a sua cosmo-energia entre as mãos e dispersando no salão.

Ártemis: Apolo… Essas suas memórias - Sussurrou com informações de cada reencarnação do irmão em sua mente.

Seiya: Eu vou lhe esconder nada… Na minha primeira reencarnação como humano, eu assumi a armadura de Pégaso como cavaleiro e fui a chave para Atena derrotar, Poseidon, entretanto eu recebi a benção de Atena naquela época e tornei o seu campeão sob a alcunha de Pégaso - Pronunciou lembrando da primeira guerra santa.

Ártemis: Sim, foi uma batalha árdua para a minha irmã e Pégaso foi a chave para a sua vitória, mas isso foi início do ciclo de batalhas pela terra - Falou fechando e abrindo os olhos.

Seiya: Correto, entretanto quando voltei ao Olimpo, percebi que Atena necessitaria novamente do apoio de Pégaso e iniciou-se o ciclo de reencarnações, mas a cada reencarnação nós nos aproximamos mais e um sentimento dentro de mim começou a crescer, ou melhor, somente despertou o que eu já sentia por ela - Confessou com a deusa da lua sorrindo levemente, mas logo a sua expressão mudou.

Ártemis: Apolo, você nunca usou os seus poderes nas suas reencarnações como humano, mas nessa usou para evitar a morte pela espada de Hades e com isso descobri o que estava acontecendo, já que sou a sua irmã gêmea. Mas não irá demorar para o nosso pai ou outros deuses descobrirem, até mesmo Atena - Falou com  o deus do sol apertando o punho fortemente.  

Seiya: Eu sei, mas a situação nesta era está diferente e estou preocupado com o que pode acontecer com ela - Confessou com a sua irmã ficando frente à frente e lhe acariciando o rosto - O santuário ainda está em reconstrução e isso a torna um alvo - Completou refletindo que ele é Hyoga, Ikki, Shun e Shiryu tinham assumido o manto de cavaleiros de ouro logo após a batalha contra Hades.

Ártemis: Apolo… - Sussurrou abraçando o seu irmão.

Seiya: Eu preciso protegê-la a qualquer custo - Falou fechando os olhos aproveitando o carinho da irmã, mas algo lhe chamou atenção. - 'O que é esse cosmo indo na direção do santuário?’ - Questionou-se ao notar uma energia se dirigindo ao santuário de Atena.

Templo de Atena - Santuário

Em frente à gigantesca estátua de Atena, a atual reencarnação da deusa guerra, estava com uma expressão distante com o seu cosmo entorno de si.

Saori: Seiya… - Sussurrou com a imagem do cavaleiro de sagitário em sua mente - Algo está para acontecer - Completou olhando para as estrelas no céu.

Você está muito linda nessa reencarnação, Atena - Disse uma voz surpreendendo a deusa.

Saori: Hermes!? - Indagou notando um homem por volta dos vinte e cinco anos, pele bronzeada, cabelos e olhos castanhos claros, usando sandálias com asas e uma toga branca grega antiga.

Hermes: O próprio Hahaha - Riu levemente olhando atentamente para a deusa da sabedoria.

Saori: Hermes, o que você está fazendo aqui? - Questionou com o mensageiro convocando um pergaminho na sua mão direita.

Hermes: O nosso pai deseja vê-la - Respondeu entregando o pergaminho - É uma convocação olimpiana e você sabe o que isso significa - Completou olhando seriamente para a deusa da guerra.

Saori: Hermes… Como está a situação no olimpo? - Indagou com o deus fechando e abrindo os olhos.

Hermes: Não muito agradável para você - Respondeu com um olhar de preocupação.

Saori: Entendo… - Falou abrindo o pergaminho e o lendo. - 'Uma convocação olimpiana somente ocorreu na época do ataque de Tifon’ - Pensou fechando e abrindo os olhos.

Hermes: Eu vou vir lhe buscar amanhã, Atena - Pronunciou se teleportando do local, deixando a deusa da sabedoria sozinha, que voltou a olhar as estrelas apertando o punho fortemente.

Saori! - Exclamou uma voz chamando a atenção da jovem.

Saori: Seiya… - Sussurrou olhando para o cavaleiro de sagitário vindo na sua direção.

Seiya: Saori, o que Hermes veio fazer aqui? - Indagou surpreendendo a deusa da guerra.

Saori: Seiya, como você… - Foi interrompida pelo cavaleiro.

Seiya: Eu preciso lhe explicar algumas coisas, mas primeiro me diga o que ele queria - Pediu com preocupação visível no olhar.

Saori: Ele veio me entregar esse pergaminho - Estendeu a mão mostrando o pergaminho - Trata-se de uma convocação olimpiana - Completou com o cavaleiro apertando o punho fortemente.

Seiya: Uma convocação olimpiana somente ocorreu quando Tifon atacou - Falou quase num sussurro, mas foi o suficiente para a deusa da sabedoria ouvir.

Saori: Seiya... Não… Quem é você? - Questionou com os olhos verdes brilhando intensamente.

Seiya: Eu… Preciso que sele completamente esse local com o seu cosmo - Pronunciou com a deusa manifestando a sua cosmo-energia e criando uma barreira em todo o templo de Atena.

Saori: Está feito, agora me diga quem você é - Falou seriamente sentindo o coração apertar de uma maneira que ela nunca sentiu.

Seiya: Eu sou Apolo - Revelou manifestando a sua cosmo-energia e a imagem do Sol aparecendo atrás dele - Atena eu… - Não terminou de falar porque a deusa da sabedoria lhe esbofeteou fortemente. - 'Ela reagiu como esperado’ - Pensou olhando para uma fúria e mágoa no olhar da deusa da guerra.

Saori: Você… Seu maldito! - Exclamou esbofeteando novamente o deus do sol com muita força. - 'Isso não pode estar acontecendo’ - Pensou manifestando a sua cosmo-energia furiosamente.

Seiya: Eu realmente mereço isso, mas você precisa se acalmar - Disse segurando a deusa pelos braços.

Saori: Seu miserável! Me solta! - Esbravejou lutando para se libertar do cavaleiro de sagitário.

Seiya: Eu não vou soltar, até você se acalmar! - Exclamou vendo o olhar dela, que estava mesclando vários sentimentos.

Saori: Eu falei para me largar, Apolo - Falou perigosamente usando a sua cosmo-energia, entrando em confronto com o cosmo do deus do sol.

Seiya: VOCÊ POR ACASO NÃO ENTENDE, O QUE ESTÁ CONVOCAÇÃO OLIMPIANA SIGNIFICA? - Gritou surpreendendo a deusa da sabedoria - Por favor se acalme - Completou soltando os braços da deusa e parando de emanar a sua cosmo-energia.

Saori: Eu sei, o que isso significa - Disse também parando de emanar o seu cosmo - Por que você fez isso, Apolo? - Questionou olhando nos olhos do deus do sol.

Seiya: Atena, não acho que… - Parou de falar com a deusa os braços lhe encarando - Está bem… - Completou manifestando a sua cosmo-energia e tocando o rosto da deusa sabedoria.

Saori: Isso é… - Sussurrou com as memórias do deus do sol em sua mente.

Seiya: Eu não lhe esconder nada, procure as respostas que você quer, Saori - Pronunciou acariciando o rosto da deusa da sabedoria.

Saori: Seiya… - Sussurrou apreciando o carinho e ao mesmo estava tendo as respostas que queria sobre ele.

Seiya: Eu sei que errei em não lhe contar quem eu era, mas em nenhuma reencarnação eu tinha consciência de quem eu realmente era, somente nessa na batalha final contra Hades - Disse segurando o rosto da deusa entre as suas mãos.

Saori: E no olimpo nunca nos demos muito bem hihihi - Riu levemente lembrando das vezes que se encontrou com o deus do sol.

Seiya: Saori, eu estou com uma vontade louca de tomar os lábios, mas estou com o rosto ardendo ainda e não quero levar outro tapa hahaha - Riu vendo um sorriso se formar no rosto da deusa da sabedoria.

Saori: Seiya, eu te amo - Sussurrou aproximando os lábios dele.

Seiya: Eu também te amo, Saori - Disse carinhosamente tomando os lábios da deusa. - ‘Nada vai me separar de você, Atena’. O beijo inicialmente foi lento aumentando o ritmo aos poucos e a cosmo-energia de ambos dançando no templo de Atena.

Saori: ‘Isso parece um sonho’ - Pensou circulando os braços no pescoço dele, sentindo o calor dos lábios do deus do sol, o coração batendo numa incrível velocidade e um frio na barriga com ele aumentando as carícias.

Seiya: ‘Os lábios dela são doces e inocentes’ - Pensou aproveitando o momento com a sua amada. Após alguns momento finalmente pararam para recuperar o fôlego e as respirações aceleradas.

Saori: Nós vamos ter que enfrentar muitas coisas, Seiya, mas agora eu quero mais… - Sussurrou voltando a beijar o deus do sol, só que dessa vez não se iniciou calmo e sim com um incrível desejo os dois.

Continua >


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Eu estava pretendendo postar no final de semana, mas rsrs. Essa história não terá muita ação e sim a convivência do dia a dia e problemas que possam surgir rsrs. Um Seiya(Apolo) e Saori (Atena) para quem quiser rsrs. Não haverá Harém, porque quero desenvolver uma história entre Seiya e a Saori, mas problemas amorosos no decorrer do percurso, vai ter sim.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...