História Saint Seiya - Um rumo inesperado - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Ártemis, Deméter, Saori Kido (Athena), Seiya de Pégaso
Tags Anfitrite, Artêmis, Atena, Perséfone, Saori, Seiya, Zeus
Exibições 64
Palavras 1.992
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Harem, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Saint Seiya não me pertence. Desculpem os erros de português.

Capítulo 18 - Capítulo 18


Capítulo 18

Templo de Deméter - Olimpo

Em um dos jardins do templo,  a deusa da agricultura e o rei dos deuses conversavam, mas o deus do trovão com uma leve irritação.

Deméter: Eu já lhe disse que não sei o que Perséfone quer com Ceneu - Falou mantendo a expressão calma, mas era a milésima vez que ela repetia a mesma coisa.

Zeus: Deméter! - Apertou com força o punho. - 'Ela sempre me confessou os planos da filha, mas agora porque não me dizendo? - Indagou-se mentalmente.

Deméter: Essa conversa já me irritou Zeus - Disse mudando o tom de voz - Se não tem mais nada dizer por favor saía - Completou irritando o deus do trovão.

Zeus: Com quem acha que está falando sua… - Foi interrompido pela deusa da agricultura.

Deméter: Amante, irmão, rei dos deuses, deus trovão todos eles! Agora saía daqui! - Exclamou mostrando uma fúria que surpreendeu o deus do trovão.

Zeus: Deméter sua… - Apertou o punho com força, mas deu meia volta do local. - 'Preciso vigiar Perséfone urgente’ - Pensou o rei dos deuses antes de sair do local.

Deméter: Agora preciso ver Perséfone urgentemente - Falou se teleportando do local.

 

Templo de Perséfone - Campos Elísios

 

Nós aposentos da deusa da primavera a mesma estava nua coberta por um lençol brando de seda e um sorriso largo no rosto.

Perséfone: Céus o que eu fiz com Seiya foi… Ahhh - Gemeu lembrando que tinha lhe levado para um banho privado e começado o ato de luxúria que terminou em seus aposentos que dividia com Hades - Mesmo com néctar de ambrósia mal consigo mover o corpo, um Pégaso indomável, fogoso e com os poderes de Afrodite é o sonho de qualquer mulher Hihihi - Riu maliciosamente sentindo-se pela primeira vez exausta e nos elísios após ter relações.

Perséfone precisamos conversar - Falou uma voz tirando a deusa dos seus devaneios.

Perséfone: Mãe!? - Indagou-se surpresa com a deusa da agricultura entrando no quarto.

Deméter: O que houve entre você e Seiya? - Perguntou ao entrar no quarto.

Perséfone: As melhores horas da minha vida imortal Hihihi - Respondeu rindo se sentando na cama - Um prazer que eu vou provar pela eternidade como sua amante - Completou surpreendendo a sua mãe que ficou alguns momentos calada, mas depois um sorriso surgiu em rosto.

Deméter: Eu quero os detalhes! - Exclamou surpreendendo a si mesma e a própria filha.

Perséfone: Se eu contar os detalhes não será surpresa na festa do Dionísio Hihihi - Riu mordendo o lábio de leve olhando a sua mãe que gemeu de leve.

Deméter: Você sabe como foi hoje para mim? - Indagou fechando e abrindo os olhos com a filha negando com a cabeça - Eu fui conversar com Ártemis sobre a festa de Dionísio e ela me diz que não tem problema o marido ir, além de encontrar outras deusas lá que não se gostam, mas para a minha surpresa estavam conversando normalmente - Continuou relembrando o ocorrido - E para completar nas últimas horas eu senti uma energia diferente nos meus domínios que me deixou… - Parou de falar com um olhar de volúpia.

Perséfone: Excitada? Hihihi - Perguntou sorrindo para a deu da agricultura que riu baixinho.

Deméter: Sim - Sussurrou mordendo o lábio de leve, mas após alguns instantes mudou a expressão - Zeus veio me perguntar o que você queria com Seiya e com isso descobri com quem você estava - Falou com uma leve irritação - Não entendo por que fez isso filha, você não queria que eu me envolvesse com ele? Agora descubro que você dormiu com ele - Finalizou se sentando na cama.

Perséfone: Eu não tinha intenção de me envolver com Ceneu, mas ele aqui e os poderes de Afrodite ao redor dele - Começou a falar fechando os se lembrando do que tinha ocorrido - Um desejo se apossou de mim e eu queria consumir o fogo que estava crescendo dentro de mim - Continuou abrindo os olhos com um sorriso de leve - Agora podemos aproveitar juntas ele amanhã - Finalizou com um olhar de luxúria com o que iria ocorrer amanhã.

Deméter: Perséfone! - Repreendeu a filha que sorriu marota.

Perséfone: Quando eu contar alguns detalhes do que ocorreu a senhora vai… - Foi interrompida pela deusa da agricultura.

Deméter: Fala de uma vez minha filha - Falou não controlando a ansiedade na voz. - 'Não pode ser tão bom assim, mas foi a primeira vez que senti o cosmo de Perséfone tão intenso céus’ - Completou em pensamento.

Perséfone: Muito bem então… - Começou narrar alguns acontecimentos do que tinha ocorrido, após alguns momentos a deusa da agricultura arregalou os olhos e os olhos assumia uma volúpia ouvindo a narração da própria filha. - 'Alguém não vai dormir hoje Hihihi’ - Pensou a imperatriz do mundo dos mortos.

Deméter: Eu… Céus Ahhh - Gemeu fechando os olhos tentando imaginar o que a sua filha tinha descrito - Ele já tinha uma boa reputação no olimpo e com os poderes de Afrodite - Sussurrou abrindo os olhos com a respiração acelerada.

Perséfone: Hihihi amanhã à senhora vai provar todos os detalhes e assim como eu pode decidir se tornar amante do fogoso Pégaso - Pronunciou com sorriso no rosto.

Deméter: Amante!? - Perguntou notando o que sua tinha falado.

Perséfone: Eu não vou deixar algo tão delicioso somente ocorrer uma única vez, ele aceitou ter-me como amante enquanto me possuía na cama e talvez no futuro possa existir algo além da paixão Hihihi - Respondeu rindo maliciosamente.

Deméter: 'Isso é um rumo inesperado, mas não vou deixar escapar essa oportunidade’ - Pensou sentindo o corpo num estado de puro êxtase.

Perséfone: Amanhã será o início de uma grande celebração - Falou olhando para a sua mãe, mas despercebido das duas deusas um pequeno brilho rosa passou nos olhos da deusa da primavera.

Templo de Afrodite - Olimpo

No templo da deusa do amor o anjo de Pégaso estava reunindo no salão privado com Afrodite lhe contando o que tinha ocorrido no templo de Perséfone, mas a deusa do amor estava com uma expressão de culpada no rosto.

Afrodite: Sinto muito Seiya! Eu não esperava que você fosse conseguir essa habilidade, afinal ninguém antes possuiu nas outras vezes que eu dividi o meu IKhor - Falou a deusa do amor com o mesmo levantando a sobrancelha. - 'Eu sabia o que poderia ocorrer, mas isso você não precisa saber Hihi’ - Completou em pensamento.

Seiya: Habilidade? Qual habilidade? Eu não consegui controlar o meu próprio corpo e possui Perséfone de um modo primal que… - Parou de falar porque sentia vergonha de si mesmo pelo que tinha ocorrido.

Afrodite: Os meus poderes podem marcar um companheiro por um período de tempo, você tem o controle sobre essa pessoa e... - Parou de falar manifestando o seu cosmo com os olhos arregalando levemente - Então você nos marcou também - Sussurrou com um sorriso de leve.

Seiya: Como eu desfaço isso? - Indagou de imediato com a deusa na sua frente sorrindo.

Afrodite: Não é possível desfazer, mas não se preocupe são somente cem anos o efeito - Pronunciou vendo a expressão do anjo de Pégaso não muito contente.

Seiya: Cem anos não é muito tempo? O mais importante como eu não faço para perder o controle novamente? - Indagou com a deusa sorrindo levemente.

Afrodite: A maneira mais perfeita de controlar o líbido e não é controlar Seiya - Respondeu manifestando uma energia totalmente diferente - Você precisa deixar ele livre e você marcou somente quem estava interessada em você… Bem… Perséfone é uma exceção, mas se divirta com ela como sua amante - Finalizou com o cosmo entorno de si mostrando um grande desejo e luxúria.

Seiya: Afrodite… Como eu não marco mais ninguém? Não quero ter esse tipo de poder ou controle sobre alguém - Falou tentando se controlar por causa do cosmo da deusa do amor.

Afrodite: Hihihihi o controle você tem sobre nós porque venceu a pequena disputa na cama, apesar que você não usaria o que houve em seu benefício, mas nós fizemos algumas coisas para você Hihi - Riu de leve direcionando o seu cosmo para o anjo de Pégaso - Eu posso lhe ensinar como controlar, entretanto terá que me ajudar também Seiya - Finalizou não controlando o volúpia no olhar.

Seiya: Afrodite… - Sussurrou sentindo o cosmo da deusa do amor lhe envolver totalmente - Eu preciso… - Foi calado pelos lábios da deusa dando o início a um beijo apaixonado entre os dois.

Afrodite: 'Finalmente não vou precisar me controlar’ - Pensou a deusa do amor sentindo o anjo começar a explorar o seu corpo do cima do vestido rosa de seda.

Seiya: 'Essa é primeira vez que sinto o cosmo de Afrodite assim e esse desejo dentro de mim céus’ - Pensou não se controlando e rasgando o vestido da amante.

Afrodite: Ahhh alguém é impaciente Hihihi - Riu maliciosamente vendo os olhos do amante com uma imensa luxúria. 'Esse olhar céus Ahhh’ - Gemeu mentalmente com o anjo de Pégaso tocando os seus seios.

Seiya: Você ainda não me viu impaciente Afrodite, mas você vai ver daqui a pouco - Disse com sorriso malicioso.

Afrodite: Um desafio? Só que você nunca me viu como eu sou realmente e eu preciso me controlar sempre - Rebateu teleportando os dois para os seus aposentos - Agora você verá meu amor - Completou com ele a colocando na cama.

Seiya: Hahahaha veremos - Pronunciou com o cosmo dos dois se mesclando de uma forma incrível.

 

Templo de Ártemis - Olimpo

 

A deusa da lua estava no salão do trono com um pequeno sorriso no rosto.

Ártemis: Afrodite então estava certa - Sussurrou relembrando que a deusa do amor tinha tido que o ritual de sangue poderia deixar o anjo de Pégaso diferente em alguns sentidos.

Lady Ártemis - Falou uma voz tirando a deusa da caça dos seus pensamentos.

Ártemis: Sim Calisto? - Questionou para a líder das satélites.

Calisto: Seiya-Sama está em alguma missão? - Indagou porque não tinha visto o marido da sua senhora.

Ártemis: Não, ele somente não irá dormir por uns dias no templo por causa da festa no templo de Dionísio - Respondeu normalmente com a líder das satélites se surpreendendo.

Calisto: Minha senhora as festas de Dionísio são… - Foi interrompida pela deusa da caça.

Ártemis: Eu estou pretendendo fazer uma igual para ele e mais algumas deusas - Revelou olhando para a líder das satélites que arregalou os olhos - Iremos manter segredo disso, mas você gostaria de participar? - Indagou com a mulher ficando um pouco envergonhada.

Calisto: Eu… Somente se for com a senhora e ele - Respondeu controlando o nervosismo.

Ártemis: Entendi - Falou com um sorriso de leve - Quero que saiba Calisto que não quero que faça nada que sinta-se obrigada - Completou com a satélite fechando e abrindo os olhos.

Calisto: Eu sei minha senhora, mas não me arrependo de ter me entregado aos meus sentimentos e Seiya-Sama ter me tornado mulher - Disse não mostrando dúvidas no olhar.

Ártemis: Calisto… - Sussurrou se levantando do trono - Quero que saiba mantenho um sentimento especial por você - Continuou ficando frente à frente da mulher.

Calisto: Obrigado minha senhora - Falou com a deusa tocando o seu rosto.

Ártemis: Eu vou para os meus aposentos, tenha uma boa noite Calisto - Disse sorrindo com a satélite retribuindo um sorriso de leve.

Calisto: Obrigada, tenha uma boa noite Ártemis-Sama - Pronunciou se curvando levemente. - 'Ela não será infiel com o marido’ - Completou em pensamento sentindo um descontentamento pela deusa não lhe convidar para os seus aposentos, mas um outro sentimento crescia dentro dela que ela desconhecia e isso estava fazendo ela ter pensamentos que ela nunca imaginou que poderia sentir.

Continua >

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Uma pergunta seria bom eu abordar uma outra mitologia envolvendo Saint Seiya? Ah o Seiya(Poseidon) deve sair esse mês ainda.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...