História Salted Wound - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Hizashi Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Izuna Uchiha, Kaguya Ootsutsuki, Kakashi Hatake, Kiba Inuzuka, Kizashi Haruno, Madara Uchiha, Mebuki Haruno, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Personagens Originais, Rin Nohara, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shisui Uchiha, Tsunade Senju
Tags Naruhina, Sasusaku, Vampiro
Exibições 399
Palavras 2.400
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olha quem chegou mais cedo !!! Aee !! kkk
Bom, quero dizer que estou muito feliz, finalmente compartilhei minha fanfic com minha amiga, a chiclete-roxo ( criatividade né ) porquê eu gostava de escrever sem que ninguém me reconhece-se, mas depois de ficar enchendo meu saco, mostrei para ela ! 💖
Enfim, espero que tenham uma ótima leitura!!

Capítulo 8 - Semi-Vampira


Primeiro selou nossos lábios em um beijo ardente, que só esquentava mais. Segundo me levou ao seu, que já estava parecendo nosso quarto. Terceiro começamos a tirar a roupa um do outro rapidamente, e daí, só prazer e gemidos.

Salted Wound

Fui me espreguiçando, enquanto lutava para abrir meus olhos por completo. Estava deitada na cama de Sasuke, com uma de suas camisetas. Lutei para me lembrar de algo, mas minha cabeça latejava com o ato.

- Finalmente acordou – o moreno disse ao passar pela a porta e caminhar até mim – beba – e esticou um comprido e um copo d’água.

- Obrigada – apenas peguei, e fiz como mandaste – o que aconteceu ontem ?

- Quer que lhe explique com os mínimos detalhes ?  – e deu um sorriso malicioso

- As horas ? – perguntei mudando de assunto envergonhada.

- Meio dia e vinte – respondeu olhando-me.

- Ótimo, não estou atrasada – me levantei da cama e fui ao meu quarto. Peguei um short e uma blusa e os vesti – cadê o Itachi ? – perguntei descendo pro primeiro andar.

- Dormindo, chegou tarde ontem – ele encostou-se na parede da cozinha, enquanto eu pegava algumas bolachas – vou deixar em branco sua desobediência ontem, mas que não se repita.

- Era a minha comemoração de formatura – repliquei, mas ele lançou um daqueles olhares ameaçantes – tudo bem, não ira se repetir – então comecei a tomar meu café. Suco e bolachas. – preciso que me leve ao salão.

- Ainda são uma hora e meia Sakura.

- Como se eu não soubesse. Vai Sasuke, se não perderei meu horário! – suspirando levantou-se e andou para a garagem. O salão não era tão longe, em dez minutos chegamos.

- Pegue – estendeu um cartão para mim – a senha é 2307.

- Eu tinha algumas economias guardadas, mas ficarei com o cartão. Obrigada – sai do carro e caminhei para dentro do local.

Como eu fui branca pro salão, demorou muito para fazer cabelo, unha e maquiagem. As cinco estava totalmente pronta. Peguei meu celular e enviei uma mensagem para o moreno: estou pronta, pode vim me buscar.

O tempo passava, me deixando desesperada. Ainda precisava tomar um banho. Mas para minha surpresa, um carro conversível parou em frente ao salão. Reconheci o veículo, e ao me aproximar, encontrei Itachi com as mãos para fora da janela e de óculos escuros.

- Itachi – falei surpresa, enquanto entrava em seu carro – surpresa você vim me buscar, mas cadê o Sasuke ?

- Saiu para comprar uma roupa – respondeu sorrindo, e só então percebi... Itachi era lindo.

- Só ele para deixar pra última hora - ligou carro e nos levou até em casa. Acabei reparando em outra coisa, um anel que usava com uma pedra em vermelho, ficava ali o sangue do mais forte ? – bom, agradeço por ir me buscar e conto com sua presença hoje a noite.

- Sério ? Disse-te que não confiaria em mim, mesmo sendo da mesma família de Sasuke – deu um sorriso descarado, enquanto me olhava.

- Está enrolando para não ir, ou também não uma roupa ? – fiz uma expressão de deboche.

- Já fui a muitos bailes, para sua informação.

- Ótimo, melhor ainda – caminhei até a escada, e a subi em direção ao meu quarto. Lutei para tomar um banho sem estragar o cabelo, as unhas e a maquiagem. Felizmente consegui.

Passei meus produtos de beleza nas pernas, braços e rosto. Coloquei brincos de pedras imitando diamante, junto com um bracelete e colar. Resolvi já colocar meu salto alto e meu vestido. Tinha o comprado a um bom tempo, mas era lindo. Um rosa claro, quase branco, na qual era cinturado, marcando bem a cintura, nada de decote ousado, ele era de um alça, vinha um cinto brilhante na cintura e na saia um tule que o armava, deixando-o acima do joelho.

Sorri comigo mesma ao me ver, estava bonita, e o cabelo preso com as pontas enroladas e uma flor brilhante deixava minhas costas expostas. Ao passar pela a porta, desci as escadas devagar e ao térreo, me encontrei com Sasuke que me esperava na escada. Estava lindo, o terno deixava-o mais sexy do que já era, acompanhado com uma gravata.

- Estás bela – elogiou, ao me olhar de cima a baixo.

- Obrigada, e você está lindo – sorri timidamente.

- Só falta uma coisa – retirou de seu bolso uma caixa de veludo e ao abrir, um par de brincos, que aparentavam ser esmeraldas – combinará com seus olhos.

- Sasuke... – estiquei minha mão para pegar, porém desisti no meio do caminho – não posso, isso deve ter sido muito caro.

- Aceite – depositou em minha mão – para a gente se dar bem, um tem que mudar – relembrou minha frase de dias atrás.

- Obrigada – agradeci já retirando os meus e os colocando – podemos ir ?

- Me convida e esquece de mim – Itachi apareceu com uma camisa social branca e por cima um colete preto.

- Desculpinha – falei envergonhada – agora vamos.

Nós três fomos no carro do moreno mais novo e ao chegarmos, cumprimentei minha tia, e minhas amigas. Para a surpresa de todos, Naruto também estava lá, porém na mesa de Hinata. Sentei ao lado de Sasuke em uma mesa livre, e ao passar o garçom servindo bebidas e salgados, peguei.

- Como anda lá em sua nova casa, Sakura ? – Tsunade perguntou também comendo.

- Bem, na medida do possível – respondi olhando pro moreno ao lado.
- Sakura, Shizune está chamando, a cerimônia vai começar – Ino apareceu atrás de mim.

- Claro, até breve – me levantei e fomos para junto dos outros alunos. Vestimos um manto vermelho, junto com aqueles chapéus quadrados de filmes americanos.

Nos sentamos em uma fileira, de frente para o palco aonde nossos professores, coordenadores e o diretor, se encontravam. Um belo discurso, no qual fez eu segurar minhas lágrimas e depois os nomes para dar o diploma.

- Sakura Haruno – subi ao palco, aonde todos me cumprimentaram – parabéns, és uma ótima aluna – Kakashi disse ao microfone e me entregou o certificado. Olhei para minha tia, na qual chorava rios de lágrimas, me emocionando também. Os irmãos batiam palmas para mim.

Desci e ao falar todos os alunos, jogamos os chapéus para cima, seguido por tirar aquele manto. Voltei para a mesa, aonde todos estavam sentados normalmente, tirando minha tia que chorava emocionada.

- Parabéns filha – ela me abraçou, o abraço de mãe que nos deixa seguros – és uma ótima garota.

- Obrigada tia, não só por ter vindo, mas também por ter cuidado de mim, quando eu não ninguém.

- Sakura, parabéns – Itachi chamou minha atenção – nosso começo não foi legal, mas podemos ser ótimos amigos. Obrigado por me chamar para esse momento tão importante, mas tenho que ir embora.

- Mas, embora de Konoha ?!

- Não, embora da formatura – suspirei aliviada – você sabe, mulheres... – soltou um sorriso.

- Claro, obrigada por sua presença – lhe dei um abraço – nos vemos em casa.

- Formandos – Kakashi nos chamou – vossa festa já está acabando, mas antes disso, quero convidar para que cada um pegue seu par e venha para pista, aonde dançaremos, a valsa.

- Não disseste nada sobre valsa – Sasuke se levantou, ajeitando o terno.

- Se eu disse-se não estaria aqui – peguei em sua mão e nos guiei para a pista, aonde outros casais dançavam – só uma e vamos embora.

Uma mão entrelaçados juntos, já a outra, levei em seu ombro e ele em minhas costas. Uma música bem lenta começou, permitindo o começo de nossos movimentos, que eram calmos e devagar.

- Não sabia que dançava – comentei, e ele me girou.

- Não gosto de me expor. Mas o que acha de dançar isso durante séculos ?

- Não vamos entrar nesse assunto agora Sasuke. Já falei, e repito, não quero ser vampira.

- Mudaras de ideia.

- Difícil, mas podes tentar.

- Ira ter tudo que quiser. Força, velocidade, a vida inteira em suas mãos.

- Esqueces-te da parte, beber sangue – outro giro.

- Para você ter algo, precisa pagar o preço dela – ele me puxou mais para perto – não é tão ruim Sakura.

- Sasuke, entenda, eu nunca vou querer isso... Apenas aceite minha decisão – Ter a eternidade em suas mãos é algo tentador, mas ter que beber sangue, não colaborava. A música acabou, despedi-me de todos e fomos embora acompanhados de Naruto.

Apesar do loiro ficar puxando assunto durante a percurso, não resultava em nada. A casa estava toda acesa, e em minha memória, tínhamos apagados todas as luzes. Entramos, e o desespero tomou conta de nós três. Itachi estava sentado no chão, suando e com a respiração ofegante, sua camiseta branca de manga comprida, estava avermelhada no braço. Tinha outro moreno ao seu lado, desconhecido, tentando o acalmar.

- O que aconteceu ?! – Naruto perguntou desesperado, enquanto nós três se aproximávamos.

- Não sei, estava o procurando há dias, e o encontrei caído em um beco – o moreno explicou olhando para Sasuke que se aproximou mais do irmão.

- Itachi, preciso que nos explique oque aconteceu – falou, e aguardou.

- Ao sair da formatura... Entrei um beco próximo, e-encontrando Deidara lá, ele queria saber aonde você estava... Mas eu não falei, e alguém me atacou por trás e me mordeu – buscou ar ao terminar. Corri até a cozinha, e peguei um pano, passando na testa de Itachi em seguida.

- Quem é Deidara ? – perguntei concentrada no que fazia.

- Um vampiro transformado por Sasuke – Naruto respondeu – ele deve estar atrás dele por sangue.

- Sangue ?

- Sim, um vampiro transformado só pode andar ao sol com o sangue daquele que o transformou – novamente o moreno explicou.

- Ele precisa de sangue humano – Sasuke interrompeu a conversa – tenho algumas bolsas de sangue escondida na adega, Shisui venha me ajudar – e assim saíram os dois.

Me ajoelhei ao seu lado, e comecei a dobrar sua manga para limpar o sangue, mas aquela mordida era diferente. Estava preta ao redor, é era bem maior e mais funda que as de Sasuke.

- Isso é uma mordida de vampiro mesmo ? – olhei para o loiro aguardando minha resposta.

- Não me parece isso – ele ergueu a cabeça, em sinal de estar pensando – talvez seja mordida de híbrido.

- Mas, eles estão extintos.

- Esse não é o problema agora, Sakura-chan – seus olhos tremeram – se for mesmo uma mordida de um híbrido, Itachi irá morrer em poucas horas, talvez minutos.

- Não, tem que haver um jeito – olhei para o moreno quase desmaiado – Itachi, como posso te ajudar ?

- Não tem jeito, Sakura-chan. Esse é o poder de um híbrido sobre nós – mesmo com esse comentário, resolvi pensar. Talvez meu sangue adiantasse, ou não...

- Beba – estiquei meu braço pra ele, no qual olhou confuso – anda, beba!

- Não posso Sakura... o Sasuke...

- Que se dane o Sasuke, estás quase morrendo, beba logo! – ele não contrariou e fez. Apesar da mordida ser mais dolorida, aguentei. Logo tirou suas presas da minha pele, e seus olhos brilharam avermelhados – funcionou ?

- Como você... – o loiro sussurrou impressionado.

- Vá Itachi, seu irmão aparecerá a qualquer momento, quanto o mais longe estiver melhor.

- O-Obrigado – disse se levantando – nos vemos em breve – e saiu, usando sua velocidade, mesmo cambaleando.

Peguei aquele pano, a comecei a limpar os vestígios que Itachi deixou, mas ele apareceu, olhando atentamente pro ferimento.

- Sasuke... Deixa eu explicar – seus olhos ficaram como da vez que eu o desobedeci, com uma estrela. Ele saiu correndo até a porta, a passando rapidamente – Não! – gritei sem sucesso – me leve até eles Naruto – ele me pegou e correu. Apesar do enjoo que dava ver tudo passando como flashes, chegamos aonde os dois estavam em posição de luta – Não façam isso – pedi.

- Ele não tinha o direito de fazer isso – Sasuke retrucou.

- Foi para salva-lo, preferia que seu irmão morresse ? – fiquei sem resposta, mas seu olhar já respondia.

- Sasuke, se controle – Naruto tentou acalma-lo sem resultado.

- Itachi, não faça isso por favor ! – implorei.

- Não tenho escolha – Itachi fechou-se os olhos e respirou fundo, mas quando os abriu novamente, seus olhos vermelhos estavam como um triângulo torto. Os dois mostraram suas presas, e meu sangue ferveu.

- Parem! – bati o pé no chão com força, mas notei os galhos das árvores tremerem e os Uchihas olharem surpresos para mim.

- Sakura, como você...

- Olha só, então era verdade, a Haruno está viva – um homem saiu da sombra de uma árvore, um lado de seu rosto era deformado, causando calafrios – Madara ficará decepcionado ao saber Sasuke.

- Obito – Sasuke entrou na minha frente, junto com Naruto e Itachi como escudo – o que está fazendo aqui ?

- Só vim confirmar uma coisa. Mas Sasuke, tens sorte... ter uma semi-vampira ao seu lado é um sonho para qualquer vampiro.

- Fique longe dela ! – Itachi mandou.
- Esquece Itachi – me encarou sorrindo – não adianta esconde-la, vocês três conhecem Madara, e sabem que ele virá busca-la – e sumiu. Percebi minha respiração ofegante, estava amedrontada, oque tinha acontecido ?

- Sakura, fala comigo – Sasuke se virou para mim – Sakura! – me chacoalhou pelos ombros.

- Como eu fiz ? – dei passos para trás, me afastando dele – me transformou Sasuke ?

- Não, em nenhum momento tentei fazer isso – tentou nos deixar mais próximos – Sakura, eu não sei o porquê fez aquilo.

- É mentira! – gritei – me transformaste sem a minha permissão. Eu não tinha isso, só foi você aparecer na minha vida e mudar tudo... Transforma-la num inferno!

- Eu não lhe transformei! – rebateu com autoridade – você é assim, nasceu assim, por algum motivo... você é uma semi-vampira!

- E oque é isso ?! – lágrimas de raiva vim eram ao meu rosto – por que eu nasci assim ?! Por que, agora parece que estou envolvida nisso ?! Por que eu vivi minha vida toda sem beber uma gota de sangue e ainda sou um monstro ?! – ele veio e me abraçou, sem falar nada – por que Sasuke ?

- Eu não sei – sussurrou como resposta – vamos para casa – concordei já calma, era como se ele tivesse controle sob meu corpo.

Nos trouxe até em casa. Ele não disse nada, apenas me colocou no meu quarto e entrou no seu. Ele sabia que eu não queria isso, e talvez tenha me deixado sozinha para pensar... Mas pensar não adiantará em nada... Eu quero respostas.
 


Notas Finais


Desculpem qualquer erro !!
Gostaram ? Comentem.
Sugestões ? Comentem também.
Para quem ficou perdido ai sobre oque é semi-vampira, calma que no próximo cap tem a explicação.
Até o próximo capítulo e um beijo até lá !! 💖🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...