História Salva-me da Escuridão - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Andromeda Tonks, Arthur Weasley, Bellatrix Lestrange, Blásio Zabini, Cho Chang, Draco Malfoy, Fred Weasley, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Lilá Brown, Lord Voldemort, Lucius Malfoy, Molly Weasley, Narcissa Black Malfoy, Nymphadora Tonks, Pansy Parkinson, Remo Lupin, Ronald Weasley, Severo Snape, Theodore Nott
Tags Drinny, Lucissa, Romione, Theblacksisters
Visualizações 59
Palavras 852
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 27 - A Toca


P.O.V Draco Malfoy

Acordo com a luz do sol invadindo o quarto, olho para o relógio, ele marcava 11:30 já

- Porque não me acordou? – pergunto quando Harry entra no quarto

- Você passou por muita coisa ontem, era bom que descansasse – ele diz – Agora, vou lá embaixo e inventar uma desculpa para meus tios para almoçar no meu quarto

- Tudo bem – digo me levantando – Eu vou arrumar minha cama, guardo esse colchão embaixo da sua?

- Pode ser, depois de almoçarmos vamos passar na casa de Hermione e de lá vamos buscar Cho antes de ir para Toca – ele fala

E foi o que fizemos, tive que sair pela janela para ninguém me ver e fazer nossos malões ficarem bem menores para podermos carregar. Da rua dos Alfeneiros aparatamos para a casa de Hermione

- É aqui – Anuncia Harry parando em uma casa de dois andares

Ele aperta a campainha e minutos depois Hermione abre a porta com o seu malão, mais ou menos do mesmo tamanho que os nossos.

- Oi, Draco? Você já vai hoje também?

- É uma longa história – Harry diz

- É, mas para resumir, eu contei para os meus pais sobre meu namoro e eles não aceitaram e me expulsaram de casa – falo

- Sinto muito – ela diz

- Tudo bem, eu já esperava, mas então, onde Cho mora? – pergunto

- Não é muito longe daqui – Harry fala – Vamos indo?

Desaparatamos em um bairro vizinho, e vemos que Cho já estava esperando na frente de casa

- Demoraram – ela diz vindo ao nosso encontro e dando um beijo em Harry

- É que a gente teve que dar um jeito do Draco sair escondido lá de casa – Harry explica

- Você estava lá? – ela me pergunta

- Sim, eu fui expulso de casa por causa do meu namoro – digo

- Nossa, eu nem sei o que dizer – ela fala

- Não precisa dizer nada, também não sou bom com palavras – falo sorrindo

- Bom, partiu Toca então – Harry fala

Chegamos na Toca, era uma casa estreita, mas com vários andares, e ficava no meio do campo.

- Vocês chegaram! – Sra Weasley fala saindo pela porta da frente

Rony e Gina vem logo atrás dela, Gina fica surpresa por eu já estar lá

- Podiam ter vindo para almoçar – a Sra Weasley diz dando um abraço apertado em cada um de nós – Meninos, eles chegaram!

Vários ruivos saem da casa e eu creio que sejam todos filhos dela. Gina vem até mim e me abraça bem apertado como se soubesse que havia algo errado

- Vem – ela pega minha mão e me leva para dentro de casa sem dar a chance de ninguém falar comigo

Subimos as escadas e entramos em um quarto, o quarto dela, eu tinha certeza

- Sei que aconteceu algo, o que foi? – ela pergunta indo até a sacada

- Meu pai me expulsou de casa – Não tinha porque fazer rodeios, caminho até ela parando na sua frente

- Por minha causa – ela diz

- Ei – toco seu queixo fazendo ela levantar o olhar – A culpa não é sua...

- É claro que eu me sinto culpada! Você perdeu sua família por estar namorando comigo

- EU escolhi você, eu te amo Gina

Ela me abraça

- Mas me conta o que aconteceu – ela pede

- Bom, quando eu contei para eles que estava namorando com você, meu pai disse que eu estava louco e mandou eu terminar com você, me recusei e sai para fora, quis deixar eles pensarem um pouco. Quando voltei, ele continuou insistindo para terminarmos, minha mãe também tentou me fazer mudar de idéia, então eu perguntei para ele se, se ele teria escolhido minha mãe ou a família caso meu avô mandasse ele escolher também, foi aí que ele surtou e me mandou embora. Convidei minha mãe para vir junto, mas ela não quis abandonar meu pai.

- Sinto muito – ela me abraça de novo – E o Lord das Trevas?

- Ele não estava na Mansão

- Ainda bem, não sei o que eu faria se algo acontecesse com você

Ela me olha nos olhos, aqueles olhos que eu costumo amor tão facilmente, e que me acalmam. Me aproximo e capturo seus lábios com os meus, foi um dia separados, mas parecia anos, estava com saudades e carente, era dela que eu precisava. Passo as mãos na sua cintura e ela entrelaça os braços no meu pescoço, aprofundando o beijo.

- Senti sua falta – Ela fala em meio aos beijos

- Não posso mais viver sem você – Digo a beijando de novo

Escuto um pio baixo e vejo minha coruja pousar no parapeito na sacada

- Opa, parece que estamos sendo observados – Gina brinca

- Que bom que ela me achou, acabei a esquecendo em casa quando sai

- Bom, vamos descer, pode deixar seu malão aqui, depois você leva para o quarto do Rony, esta precisando rir um pouco para esquecer tudo que aconteceu – ela fala

- E como pretende me fazer rir? – pergunto em um tom divertido

- Vou te apresentar a minha família



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...