História Salvation - Capítulo 18


Escrita por: ~ e ~TayHadid

Postado
Categorias Magcon, Shawn Mendes
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Personagens Originais, Sammy Wilkinson, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Tags Shawn Mendes
Exibições 66
Palavras 1.496
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


I TOOLD YOU THAT I WASN'T PERFECT NO WAAAAAY
Hellooooo amoras, como vocês estão? Eu to bem na medida do possível sabe como é né
Gente essa música das minhas gostosas é muito linda ouvi a noite toda e fiquei na BAD
Enfim...
Boa leitura Xx

Capítulo 18 - Um bebê?!


Fanfic / Fanfiction Salvation - Capítulo 18 - Um bebê?!

   Kira point of view

   01:32am

― Vamos dormir, está muito tarde né Cameron?

― Sim, está sim. ― ele responde fitando a cama ― Eu vou tomar um banho.

Assinto e ele não demora a catar suas coisas e entrar no pequeno banheiro de seu quarto. Me sento na cama sentido uma forte dor de cabeça, mas não era uma dor comum, estava mais forte do que qualquer uma que eu já senti. Meus olhos se enchem de lágrimas enquanto a dor se intensifica.
Cameron sai do banheiro só de cueca, bom uma samba canção. Rio baixo sentindo uma pontada na nuca, como se uma linha estivesse traçada. Mas a dor se ameniza quando paro olhar em sua barriga completamente definida... e ele nota já que dá um sorriso sacana. Bufo e novamente a dor recomeça a ficar intensa.

― Cam... ― o chamo com a voz fraca e entrecortada ― Você tem remédio pra dor de cabeça?

Ele me encara atordoado e pisca várias vezes enquanto entra no banheiro de novo, ouço o barulho de coisas caindo no chão e imagino que ele esteja procurando algo.

― Achei! ― ele grita me fazendo fechar os olhos para reprimir a dor.

Ele saiu do banheiro com uma cartela de remédios e seu rosto ainda mantinha a mesma expressão confusa.

― Uhm, vou pegar um copo de água. ― digo e me levanto mais uma tontura estranha faz com que eu caia novamente para trás.

Xingo todos os palavrões possíveis e Cameron também. Ele me ajuda a ficar de pé e ignoro quando minha visão começa a ficar turva. Isso estava acontecendo a no máximo duas semanas, enjoos constantes e tonturas também. Eu não sabia ao certo o que estava acontecendo, mas espero que não seja nada grave.
Cameron e eu vamos para a cozinha em silêncio, o clima estava muito estranho entre nós. Eu me atreveria a perguntar se a dor não estivesse me incomodando, até mais do que deveria por sinal.

― Acha que pode ser grave? ― ele pergunta enquanto se apoia no balcão e fica naquela pose toda

― Não ― respondo pegando a água ― Embora a dor seja absurdamente insuportável ― digo e ele faz uma careta.

― Vamos ao médico, Kira ― ele diz.

― Uau, Cameron Dallas. ― digo e ele bufa

Um barulho estranho vem da sala e encontramos Gina na porta olhando maliciosamente para nós, minhas bochechas esquentam rapidamente e ela ri. Eu podia realmente me apressar para uma explicação adequada se não fosse por um cheiro... de gordura.
Sierra surge atrás da mãe com uma caixa de pizza, meu estômago dói só de pensar em tê-lo dentro dela. Argh.

― Ki... Kira, você está branca igual papel!! ― alguém diz mas não consigo reconhecer a  voz.

Tudo ao meu redor estava girando, minha visão estavs completamente turva e a vontade de vomitar era absurda. Podis ouvir as vozes dos Dallas mas não entendia o que estavam dizendo. Tudo piorou quando senti meu corpo fraco e minhas pernas mal aguentando ficar em pé. Tudo aconteceu muito rápido, e de repente tudo ficou escuro.

― KIRAAAAAAAAA!

   **

   Kelsey point of view

Acordo com um som alto, demoro alguns minutos para recobrar meus sentidos e quando o faço quase grito ao ver Shawn Mendes deitado ao meu lado, flashes de algumas horas atrás invadem minha cabeça e eu sorrio.
Pego o celular de cima do criado mudo e haviam cinco chamadas perdidas de Cameron. Isso já me deixou bem preocupada, ele não liga tantas vezes assim.

― Kelsey, preciso que venha ao hospital  ― ele diz calmamente ― Agora.

― Fazer o quê? ― pergunto

― A Kira está mal, muito mal e quer ver você ― ele diz e seu tom fica sério

― O QUÊ? ― grito mais alto do que queria

Olho para Shawn que se contorce na cama até recobrar os sentidos. Ele boceja, o rosto está completamente amassado e os olhos levemente avermelhados. Sua expressão está tão confusa quanto a minha.

― Cameron! Pode me explicar o que está acontecendo? ― pergunto

― Nem sei, para falar a verdade. Ela passou mal e desmaiou, trouxemos para o hospital ― ele disse e suspira ― Até agora não nos disseram nada, eu... não sei lidar com esse tipo de coisa.

― Tá, eu...estou indo. ― digo e ele desliga

Shawn está sentado na cama, quase caindo pra trás, quase dormindo sentado. Eu poderia parar apenas para observa-lo e admirar o quão lindo ele fica quando está com sono.

― Tá tudo bem com o Cam? ― ele pergunta com a voz rouca

― Sim, não se preocupe. A Kira passou mal mais eu estou indo vê-la.

― Eu estou indo com você ― diz e eu nego com a cabeça e ele bufa ― Você é teimosa Hein?! Mas se eu estou dizendo que estou indo, eu estou. Não sou louco de deixar você sozinha por aí quando tem um velhote maluco atrás de você.

   Suspiro derrotada e vou para o meu quarto trocar de roupa, não que eu quisesse uma roupa adequada para ir ao hospital... mas creio que ninguém quer sair com um garoto com uma roupa de enterro.
Visto uma calça jeans preta, uma camisa larga da mesma cor e uma jaqueta também preta. Jogo os cabelos para o lado sabendo que eles estão um ninho de tão horríveis. Jogo uma água no rosto para disfarçar a cara de sono e volto para o quarto de Shawn, encontrando-o em pé, com os braços cruzados e parecia impaciente. Ué!?

― Meu Deus, parece até que estamos indo a um shopping ― ele diz ― Você demorou umas meia hora.

― Nossa, Shawn Mendes. Eu não demorei nem 10 minutos. ― digo forçando meu melhor tom de indignação.

― Tá, Tá. Vamos logo.

   **

Cameron estava mais aflito do que um cara prestes a descobrir que será pai, bom essa foi a desconfiança do médico e de Gina e claro que ele não ouviu isso senão estaria surtando agora.
Gina aparece com Sierra, as duas parecem muito felizes.

― Bom, se esse for o caso ― Sierra diz arqueando a sobrancelha ― Eu quero escolher o nome do bebê!

Sierra dá alguns pulinhos de ansiedade e Cameron abre a boca várias vezes mais não consegue dizer nada, sua pele começa a atingir uma tonalidade turva e quase vejo seus olhos caírem para fora de tão arregalados que estavam. Shawn parece se divertir com a reação do amigo já que mal consegue conter o riso.

Um bebê?! ― pergunta quase morrendo

― É um bebê! ― Gina confirma rindo ― Os sintomas estão bem claros, enjoos, tontura e esse desmaio.

Ele cai na cadeira e se afunda em mil pensamentos, por mais que ele parecesse surpreso eu tinha plena consciência de que ele amaria a suposta criança.
De soslaio ainda conseguia ver que Shawn mesmo estando se divertindo estava com sono, porque o mesmo quase caiu da cadeira enquanto fechava os olhos e os abria rapidamente, como se tivesse sido pego no flagra.

― Você pode dormir Shawn. ― digo dando-lhe um pequeno susto. 

Rio baixo e ele fez o mesmo parecendo uma besta quadrada.
O médico reapareceu com um sorriso indecifrável, Cameron deu um pulo e eu fiz o mesmo, nos entreolhamos mais Shawn se pôs ao nosso meio bloqueando ambos campos de visão.
Arqueio a sobrancelha e ele faz o mesmo.

   Ciúmes?

― Não sabia que era tão ciumento, sabe ― murmuro enquanto o médico se aproxima

― Não sou. ― responde dando de ombros 

Faço o mesmo mostrando indiferença, o médico para na recepção e sussurra algo para a atendente e Cameron xinga todos os palavrões possíveis se mostrando impaciente.
O doutor finalmente se dirige em nossa direção, com uma expressão neutra e indecifrável.

― Então doutor? ― Cameron se adianta ― Ela está com quantos meses? É menino ou menina? Eu vou ter que trocar fraldas? Argh.

Todos nós rimos inclusive o médico, que balança a cabeça negativamente.

― Não tem bebê nenhum Sr. Dallas ― o médico diz e todos suspiram ― Sua namorada apenas comeu algo que não a fez bem.

― Graças a Deus ― Cameron grita e estende as mãos para o alto como se estivesse agradecendo

As poucos pessoas na recepção riem da reação dele, mas encontro uma expressão nada amigável o encarando. Kira, está com a sobrancelha arqueada e uma cara de poucos amigos.

― Está me dizendo que não quer ter um filho comigo Cameron Dallas? ― ela grita parecendo séria

― N-não é isso ― ele responde arregalando ainda mais os olhos ― Somos muito novos, é, melhor esperarmos... ah... er... hum

Ela ri escandalosamente e Cameron fica sem reação, sim o amor está no ar. Bom, ela estava tirando com a cara dele.

― Eu já estava animada com a idéia de ter um sobrinho. ― Sierra diz fazendo todos rirem.


Notas Finais


ENTAO AMOREES O QUE ACHARAM? Comentem por favor, não sejam leitores fantasmas. Nem que seja algo aleatório tipo "batata frita" ou um simples "muito bom" isso já nos deixa muuuuuuuuito feliz de verdade! Expressem seu amor e ódio pelos personagens, nós adoramos ver que você está curtindo a história!
Nos vemos em breve Xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...