História Salvation - Capítulo 19


Escrita por: ~ e ~TayHadid

Postado
Categorias Magcon, Shawn Mendes
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Personagens Originais, Sammy Wilkinson, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Tags Shawn Mendes
Exibições 57
Palavras 1.293
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


LEIAM AS NOTAS FINAIS SÉRIO

Capítulo 19 - Portugal


Fanfic / Fanfiction Salvation - Capítulo 19 - Portugal

    2 semanas depois.

   Shawn point of view

Mendes!? ― a professora grita de novo e eu reviro os olhos.

   Elas parecem ter problemas pessoais comigo, não pode ser.

― Já é quarta vez que eu lhe chamo seu grandíssimo imbecil ― ela grita e eu rio baixo ― Não ria de mim, Shawn, está entendendo?

― Estou sim ― digo forçando meu melhoe tom de compreensão ― Estou entendendo que a falta de sexo lhe faz muito mal, sra. Ross.

Onde fui parar foi bem óbvio, na sala do diretor para ter uma bela e agradável conversa com ele.

   (...)

Quando o diretor finalmente me deixa sair sigo direto para o campo onde os jogadores estão se aquecendo preparados para mais um treino. Entro no vestiário encontrando Nash e Matt sentados em um dos bancos conversando sobre algo que eu não estava entendendo muito, e nem queria para falar a verdade.

― Aí galera ― Nate grita fazendo todos olharem para ele ― O Sammy não treina hoje, eu estarei no comando.

   Que ótimo!

Saímos todos uniformizados e os garotos não paravam de falar um segundo, eu já estava começando a me enfezar.

― Cinco voltas no campo, agora! ― Maloley grita

Assim fazemos, quase morrendo mais fazemos.
Na arquibancada algo atraiu minha atenção, Sammy e Kelsey conversavam animadamente, pareciam íntimos, quase como se fossem amigos de infância. O olhar dele recaiu sobre mim, ele sussurrou algo no ouvido dela, ela olhou pra mim e acenou. Mesmo com todo ódio do mundo eu retribui o aceno, até porque isso só poderia ser coisa do Sammy.

   Odeio demais esse cara.

― Ei Mendes! Você quer sair? ― Nate pergunta

Só então noto que todos estão em suas posições e somente eu estou parado no meio do nada olhando para eles com cara de besta quadrada. Nego com a cabeça e me posiciono.

**

O final do jogo foi um tanto chato, a raiva estava tomando conta de mim e quando vi já tinha arrebentado com metade do time por culpa desse idiota do Sammy.

― Caralho, você quer nos deixar sem nenhum jogador? ― Cam pergunta rindo ― Shawn, você não sabe nem disfarçar cara.

Assinto rindo, bom deve ter ficado muito na cara mesmo mais qual o problema? É certo, eu ainda não a pedi em namoro mais pretendo fazer, aliás.
Uma ligação me desperta do transe e me assusto ao ler "pai" no visor, ele não é muito de ligar, na verdade eu também não sou. Manter distância do meu pai é tudo o que faço desde que minha mãe se separou dele, ele já era um cara frio e agressivo antes e depois do divórcio ficou completamente insuportável. Hesito em atender por alguns instantes mais um impulso de curiosidade me fez atender.

― Oi ― digo sem cerimônia.

― Shawn, preciso que venha pra cá hoje mesmo ― ele diz nervoso, ouço um falatório do outro lado da linha ― Sua vó, Shawn... ela morreu.

   (...)

Minha avó estava morta. Lucinda Mendes, estava morta.
Arrumo minhas malas com a maior pressa possível, Kelsey me ajuda a dobrar as roupas porque nesse quesito eu sou péssimo. Não é como se eu terminasse para ser o melhor dobrador de roupas, né!?
Aaliyah também vai, para darmos todo o apoio ao meu pai e o restante da família em Portugal, eu simplesmente não conseguia acreditar que minha avó havia morrindo. Ainda lembro de todas as vezes que visitei sua pequena casa em Portugal, todos os mimos que ela me fazia, as conversas que tínhamos e todos os abraços aconchegantes que ela me dera. Estava realmente muito difícil de acreditar.

― Terminamos ― Kelsey diz diz enquanto põe a última peça de roupa na mala e a fecha ― Mendes, eu odeio despedidas então dá pra ser rápido?

Rio e a encaro, apesar da expressão triste ela também tem um sorriso no rosto, aquele com certeza era meu sorriso favorito no mundo inteiro.
Me sento na cama ao lado dela e ela me abraça por trás, com seus braços pequenos porém aconchegantes. Sinto as lágrimas descerem pelo meu rosto e não consigo sentir vergonha dela, muito pelo contrário. Eu sabia que poderia chorar até o amanhecer e ela estaria ali, com aquele mesmo sorriso para me apoiar.

― Shawn, não vá se atirar pra nenhuma biscate portuguesa! Eu corto o que você tem de mais preciso, escutou?

― Sim, eu não me atreveria ― digo e sinto ela depositar um beijo no meu ombro.

― Posso te fazer uma pergunta Shawn? ― pergunta e eu confirmo ― Mas não fica bravo ou chateado comigo?!

   Franzo o nariz e ela faz uma careta, bom a pergunta poderia não ser tão ruim afinal. Confirmo com a cabeça e ela suspira alto.

― Por que nunca quer falar do seu pai? Você sempre desvia quando tocam o nome dele, nunca parece estar bem com ele.

Fiquei sem reação, confesso. Meus olhos se arregalaram brevemente, e flashes da minha infância surgiram na minha mente por mais que eu tentasse apagá-los. Eu sabia que ela tinha intenção ruim, só quria me ajudar.

― O meu pai era um homem muito agressivo ― respiro fundo e ela me abraça mais forte ― Ele e minha mãe viviam brigando, por tudo, tipo tudo mesmo. Ele queria as coisas do jeito dele, e na maioria das vezes minha mãe não concordava e isso resultava em agressões, eu me lembro da minha mãe com o rosto coberto por sangue e gritando para que eu levasse Aaliyah para longe ― digo e sinto meus lábios tremerem enquanto os flashes rondam minha cabeça

― Shawn não precisa continuar ― ela diz enquanto enxuga lágrimas em seu rosto.

― Eu preciso, por favor ― digo e ela assente ― Os vizinhos ligavam para a polícia sempre, e uma vez nos levaram para o abrigo da cidade. Minha mãe ficou desesperada, inconsolável. Depois de umas semanas ela nos tirou de lá, e voltamos pra casa. As brigas pararam por um tempo, mais voltaram. E uma vez eu o vi, ele estava matando a minha mãe mais eu entrei na frente. E eu apanhei, ele me bateu ― digo e ela põe as mãos no rosto que estava vermelho, ela soluça alto e pede para que eu pare ― Apanhei como nunca aquele dia, lembro-me da expressão de pânico da minha mãe enquanto gritava por socorro ― ela chora ainda mais e eu a abraço ― Já faz muito tempo, não me importa mais.

   * *

O vôo até Portugal foi tranquilo, Aaliyah estava sempre com a cara fechada para Manuel enquanto eu tentava o máximo evitá-lo. Não queria tratá-lo mal mais depois de tudo o que ele me fez tratá-lo mal seria apenas um favor.
O táxi para em frente a pequena rua, e nada havia mudado. As casas pequenas e coloridas ainda eram as mesmas, até mesmo a temperatura permanecia igual a última vez que estive aqui. Na frente da casa da minha avó, há uma movimentação.
Seguimos até lá e a cada passo eu podia me lembrar da minha infância, de como brincava e corria por essa rua. Podia me lembrar de tudo.

Shawn?!

Me viro para trás a tempo de ver um rosto doce e angelical, logo depois Carson pula em cima de mim como um raio e me abraça fortemente.

   Carson Young, minha antiga melhor amiga. E a primeira garota que eu beijei e que gostei, talvez Portugal me trouxesse boas recordações mais dessa vez algo me dizia que seria totalmente diferente do que esperava.

   Obs da autora: Postei uma fic nova com Shawn e gostaria que dessem uma conferida https://spiritfanfics.com/historia/lost-stars-7195858
https://spiritfanfics.com/historia/lost-stars-7195858


Notas Finais


GENTE EUU CHOREI ESCREVENDO ISSO, JURO

Primeiramente, #forçachape
Então eu postei uma fanfic nova, é bem legal mesmo é aquele negócio de contrato que todo mundo ama né?! Bla blá blá vou deixar o link aqui pra vocês darem uma olhadinha
https://spiritfanfics.com/historia/lost-stars-7195858
https://spiritfanfics.com/historia/lost-stars-7195858
https://spiritfanfics.com/historia/lost-stars-7195858


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...