História Salvation for End of The World - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Kanmii

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Ambre, Armin, Castiel, Kentin, Lysandre, Nathaniel, Personagens Originais, Rosalya, Violette
Tags Amor Doce, Armin, Kentin, Zumbis
Exibições 51
Palavras 1.091
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Terror e Horror, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OHAYO!!!! COMO EU DISSE TERIA O BONUS DA SEMANA!!!
E GENTE A GAROTA DA CAPA E A LEXA COM AS ROUPAS QUE EU FALEI NO CAP (ETBM A LEXA DE T100)
ESPERO Q GOSTEM DO CAP!!! BOA LEITURA SEUS PUTOS!!!

Ps da Lorena: Reparem nessa wonderful fanart da capa <3 Só a melhor pessoa :)

Capítulo 5 - A Busca Começa


Fanfic / Fanfiction Salvation for End of The World - Capítulo 5 - A Busca Começa

-Não, nós não vamos, não tão cedo....

-Vamos falar com a Rosa para ela nos deixar sair e procurar por ela. –Eu apenas afirmei e fomos, ficamos procurando ela por um bom tempo por toda a casa, até que a encontramos com seus pais em uma das salas. –Rosa! Precisamos falar com você!

-Meu Deus gente, calma, até parece que aconteceu outra invasão.

-Foi quase isso. –Ela me olhou desentendida. –Tá mais pra uma fuga.

-E quem foi que fugiu?

-A Ruby. –Ela ficou em choque. –Por isso eu preciso que me deixe procurar por ela! Rosa, ela é minha irmã, eu já perdi meus pais, não posso perder ela também. –Ela me encarou e ficou séria.

-Vou fazer o que for possível, o que pretende?

-Fazer uma equipe de busca e procurar por ela, tem como fazer isso agora?

-Eu vou.... –O pai dela começou a falar.

-Eu sinto muito pela sua irmã, mas está fora de cogitação que algum dos meus guardas vão com você, eles já estão em pouco número por causa da falha no portão. –Ele disse me encarando como se não quisesse que eu fosse atrás da Ruby.

-E você poderia falar em qual momento eu citei que precisaria dos seus guardas? –Eu disse isso e deu para ver ele ficando com cara de bravo e Kentin quase rindo. –Só quero pegar minhas armas e ir atrás dela. –Rosa assentiu e me ajudou a arrumar tudo, assim que terminamos eu fui para meu quarto e coloquei uma calça preta, com uma regata, e um sobretudo preto, também coloquei alguns protetores nos antebraços, seria melhor ficar camuflado já que estávamos saindo de noite. Quando eu e Kentin estávamos quase saindo pela porta escutamos vozes.

-Vocês não estão planejando ir sozinhos ou estão? –Disse o Castiel, com um sorriso nos lábios assim como todos.

-Vamos ajudar vocês a procurar a guria. –Disse a Kim.

-Sim, a Ruby é uma das minhas melhores amigas, vou ajudar a procurar por ela! –Disse a Violette.

-Eu não preciso falar mais nada. –Disse o Castiel.

-EU TAMBEM VOU!! Não vou aguentar ficar longe do meu Castiel. –Disse a Ambre, por que que ela não morreu no lugar do Armin? Praga.

-Vou ir junto também, alguém precisa cuidar da Ambre. –Disse o Nathaniel.

-Como a Vio falou, a Ruby é uma das minhas melhores amigas, e além disso eu considero ela uma irmã também, não posso ficar parado. –Ficamos todos conversando por um tempo até que o Lysandre começou a falar.

-A Ruby é uma das minhas melhores amigas também, mas uma equipe de soldados dos pais da rosa foram buscar os meus e eles vão voltar amanhã, quero ficar com eles, me desculpem. –Fui até ele e o abracei.

-Não fica assim Lys, te entendo, aproveite o tempo com sua família, e nada de desculpas! –Digo e bagunço o cabelo dele, Castiel vai até ele e passa o braço ao redor do pescoço do mesmo.

-Fica tranquilo irmão, qualquer coisa, a gente vai voltar um dia, isso eu te prometo. –Eles deram um toquinho com os punhos e fomos todos saindo, quando já estávamos no portão os guardas não abriram.

-Ei! Nós temos que fazer uma busca, abre fazendo favor!

-Desculpe, mas tenho ordens para não abrir o portão.

-Mas que porra é essa?! Abre essa caralha agora! É uma ordem! –Disse a Rosa vindo até nós.

-Desculpe senhorita Rosalya, mas seu pai mandou não abrir até segunda ordem! –Nesse momento o Pai da Rosa apareceu no final da escada da entrada da casa.

-Eu não vou permitir que nenhum de vocês saia, eu vi as habilidades de cada um, não posso simplesmente deixar sair assim. –Ele disse com um sorriso nos lábios, no mesmo momento eu peguei minha Glock e apontei na direção dele, eu estava com muita raiva. –Vá em frente, eu DU-VI-DO! –Assim que ele disse aquilo pausadamente eu atirei, mas Kentin abaixou meu braço e eu acertei o chão.

-VAI PRO INFERNO KENTIN! DEIXA ACABAR COM A VIDA DESSE DESGRAÇADO!

-LEXA! Se acalma, se você matar ele, aí sim nunca vamos sair daqui, temos que pensar na melhor opção agora. –Assim que ele terminou de falar eu me acalmei e comecei a olhar para os lados até que eu tive uma ideia, eu olhei novamente para ele e dei um sorriso, ele ficou confuso no mesmo instante eu puxei a Rosa pelo braço e prendi ela pelo pescoço apontando a arma para a cabeça dela.

-ROSA!!! –Disse o Leigh vindo na direção do pai dela os dois estavam chocados.

-Sua vagabunda! Solte minha filha!

-Pra quê? Pra me matar quando eu soltar ela? Se eu estiver certa, tem vários atiradores escondidos por aqui, afinal, você não estava com nenhum pingo de medo quando eu atirei. –Ele ficou surpreso. –Eu acertei? –Dei uma risada. –Xeque!

-Solte minha filha agora ou eu mando te matarem! –Dei um sorriso vitorioso.

-Eu DU-VI-DO! –Ele estava fervendo de raiva, eu guardei minha arma e peguei a USP-391 e retirei todas as balas e mostrando uma para ele, coloquei novamente na arma e mirei na cabeça da Rosa, eu sussurrei para ela. –Eu tirei todas as balas, fica calma, só continua do mesmo jeito. –Ela ficou calada, ela era uma ótima atriz. –Então vai abrir o portão ou vou ter que matar ela? –Ele fez sinal para os guardas abrirem o portão, ele também trouxe alguns cavalos para sairmos eu fui um pouco longe e depois soltei a Rosa. –Obrigada Rosa, e desculpe se você se assustou por antes. –Ela apenas sorriu e saiu correndo. Depois fomos em direção ao norte, a Ruby jamais voltaria para a nossa cidade, provavelmente foi para o lado oposto, ficamos cavalgando até o amanhecer, havíamos acabado de chegar em uma cidade.

P.O.V ALEXIA OFF

P.O.V RUBY ON

Eu estava caminhando por dentro da floresta junto com o homem que disse que me tornaria mais forte.

-Você poderia me falar pelo menos seu nome.

-Roman, agora se apresse, estamos quase chegando.

-Por que não fomos pela estrada? Não seria mais fácil?

-Mais fácil para nos acharem e mais difícil para achar a cidade. –Eu fiquei quieta por um momento até que ele volta a falar. –Seria melhor de você jogasse esse cachecol fora. –Ele disse se referindo ao cachecol do Armin em minha bolsa, eu continuei quieta até que chegamos em uma cidade praticamente destruída.

-Que cidade é essa?

-Forest Gold, uma cidade fantasma, ela está inexistente nos mapas, vai ser bom para seu treinamento.

P.O.V RUBY OFF

CONTINUA.......


Notas Finais


ESPERO Q TENHAM GOSTADO SEUS PUTOS!!!! KISSUS DOS FORNINHOS E DA LO!!!
ATÉ O PROXIMO CAP!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...