História Same Mistake - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Wynonna Earp
Personagens Champ Hardy, Doc Holliday, Marshal Xavier Dolls, Nicole Haught, Personagens Originais, Waverly Earp, Wynonna Earp, Xerife Neadley
Tags Doc Holliday, Nicole Haught, Waverly Earp, Wayhaught, Wynonna Earp, Xavier Dolls
Visualizações 169
Palavras 1.257
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Droubble, Esporte, Famí­lia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


HELLOOOOOO
Bem... Wayhaught acendeu um fogo sob minha bunda que não consigo mais parar de escrever hueuheuheuhuhe
Bem... Vamos de Same Mistake;
Enjoy
Link do trailer da fic nas notas finais.

Capítulo 1 - Of Course I Do.


Fanfic / Fanfiction Same Mistake - Capítulo 1 - Of Course I Do.

Meu nome é Nicole Haught, tenho 27 anos, sou oficial de policia e minha esposa está  em coma induzido a dois meses e doze dias.

 

Dois anos antes.

 

Estacionei o cruzer na propriedade dos Earps, o dia estava mais frio do que o comum, quando percebi minha menina sentada na varanda da casa. Sorri pra ela e bati a poeta do carro indo na sua direção.

-Eu não sabia que você conseguia suportar temperaturas tão frias. -Brinquei subindo as escadas da entrada da casa.

-Esse casaco do Doc é bem quente. -Falou sorrindo e vindo na minha direção. A abracei pela cintura ainda no ultimo degrau, a fazendo ficar mais alta. -Você não deveria estar tão quente. Me faz querer nunca te soltar.

-Você realmente não precisa me soltar. -Rimos e nos beijamos.

-Ah, santo Deus. São 08:20 da manhã e vocês ja estão ai? Sao quatro anos, esse namoro nao esfria nunca não? Vao procure um quarto.

-Bom dia Wynonna.

-Eu estava indo pra estação, queria mesmo falar com você, Haught.

-Aconteceu alguma coisa?

-Mamãe. Mamãe? O papai falou que vai... Tia Nic!!! - O pequeno Earp correu na minha direção a eu abaixei pra pega-lo no colo.

-Ei, pequeno Henry.

-O papai falou que vai me ensinar a atirar. Eu vou aprender a atirar. Ele vai me ensinar.

-Filho de quem você é, é estranho que você já nao tenha nascido com o dom natural. -Wynonna comentou.

-O melhor atirador do oeste de todos os tempos. -Doc disse surgindo da porta da casa. -Officer Haught. -Cumprimentou-me com o chapéu.

-Eu estava falando de mim Doc. -Wynonna protestou.

-Papai. Não é verdade que você vai me ensinar a atirar?

-Claro. Só precisamos fazer os alvos.

-Doc, não de armas de verdade a ele. Eu já fui uma criança estranha nessa cidade, não quero que meu filho seja também.

-Bem, ele é um Earp. -Waverly falou.

Henry desceu do meu colo e foi com Doc.

-Bom, Haught, de qualquer forma, é ótima que já esteja aqui. Que horas começa seu plantão?

-Ah... As 09:30.-Respondi.

-Ótimo. Temos tempo. Vamos passar esse tempo vendo o que podemos fazer em relação as novas pesquisas. Dolls e Jeremy ja estão la dentro fazendo algumas análises e eu...

-Wynonna. -Waverly a interrompeu. -Ela veio passar esse tempo comigo.

-Ahh! Você não cansam uma da outra não?

-Não.-Minha namorada respondeu. -Ela é meu amorzinho. -Falou e nos olhamos.

-Bleah! -La vem esse olhares de cachorrinho de novo. Haught, você me ajuda nas pesquisas e depois boces vão pras suas.... Atividades sem calcinha. -Falou e entrou pela porta da propriedade.

Ao lado do celeiro, Doc montava junto com o pequeno Henry algumas garrafas em cima de barris pra que fossem os alvos e pareciam se divertir.

Waverly deu-me um rápido beijo e sussurrou um "Vamos", entrando na propriedade em seguida, eu a segui dando de cara com Wynonna, Dolls e Jeremy examinando algo na mesa da cozinha.

-O que é isso?-Perguntei de cenho franzido.

-Uma amostra do corpo que você encontrou na propriedade dos Malcons. -Dolls me respondeu.

-Vocês.. Deceparam o dedo do cadáver?

-Precisávamos de uma amostra. Ou de uma "Não mostra". -Jeremy falou rindo de sua... Piada?

Wynonna o olhou de cenho franzido comendo seu Donuts.

-Okay, Haught. Qual foi o laudo dado a esse caso mesmo? -Perguntou-me séria.

-Ataque de lobos.

-Exato Dolls. -Jeremy falou. -E será que foi.. Um lobo humano?

-Jeremy. -O chamei. -E que espécie de lobo seria humana?

-Digo, um lobo incomum?.

-Haught, você ainda para pra ouvir o que ele diz? -Wynonna suspirou.

-Okay, o que encontraram ate agora?

-Nada. -Dolls respondeu. -Sangue humanos comum, O negativo, ossos estraçalhados, tecido celular intacto.  Vamos precisar de mais amostras pra mais exames detalhados.

-Pra que mais exames então?

-Porque esse cara nao foi morto por lobos,Haught. E nos vamos descobrir pelo que foi.

-Vocês podem me devolver minha namorada agora? -Waverly disse encostada no batender da cozinha de braços cruzados.

-Waverly, você deveria estar nos ajudando. Ja basta o Doc la fora ensinando o filho dele a atirar. -Dolls disse num tom de deboche.

-Hey!-Wynonna gritou. -Alguém tem que olhar nosso menino.

-E porque não o Jeremy? -Dolls rebateu e Jeremy se virou pra encara-lo.

-Está insinuando que sou inútil. É isso?

-Não! O que?

-Claro que não.

-Jamais.

-Ninguém disse isso.

-Não foi o que eu quis dizer.

-Nao se avexe não.

-Okay. -Falei. -Vou ligar pra Nadley e falar pra liberarem o corpo. Porque não fazemos isso no laboratório da BBD?

-Concordo. -Waverly falou. -Esse tipo de "Pesquisa" não é algo muito higiênico pra se fazer numa cozinha.

-Então vamos todos pro laboratorial da BBD. -Wynonna gritou com um Donuts na boca. -YAY!!

-Exceto o Doc, claro.-Dolls comentou indiferente.

-Qual o seu problema? -Wynonna perguntou mas não recebeu respostas.

 

[...]

 

-A sala de Nadley ainda é um lugar seguro pra fazermos isso?-Minha namorada perguntou com a boca colada na minha. A empurrei a fazendo se deitar no sofá e me deitei por cima.

-Enquanto ele nao está..-Voltei a beija-la. -100% segura.

-Oh deus. Finalmente encontrei vocês duas. -A porta foi aberta brutalmente.

-Wynonna!

-Não venham com "Wynonna.", precisamos de vocês. Ajeitem esses cabelos selvagens e vamos.

Assim fizemos saindo da sala em seguida.

-Encontramos, Haught.-Disse Dolls.

-Aqui esta o assassino do senhor Dollson. -Jeremy falou apontando para a tela do computador.

-James William Harvey? -Franzi o cenho.-Quem é ele? Algum renascido?

-Nao se trata de quem ele é.-Falou Dolls.-Mas quem está por tras dele. -Bateu em uma tecla revelando na tela algo que assustou a todos.

-Killer Miller.-Falei.

-Killer Miller.-Wynonna repetiu.-Ele ta vivo e encontrou uma forma de andar sob a luz: Possuindo pessoas.

-É o pai do Camp.-Waverly falou aleatoriamente.

-O que?

-James Harvey. É o pai do Champ

-E porque Killer Miller iria querer matar o senhor Dollson?-Jeremy perguntou.

-É o que vamos descobrir.-Falei.

 

[...]

 

Um chute so foi o suficiente para arrebentar a porta da casa dos Harvey.

-James filho da puta Harvey, estamos atrás de você e é melhor que apareça. -Wynonna gritou indo na frente com a Peacemaker em mãos. Dolls e eu dávamos cobertura.

Champ Harvey apareceu na dala com as mãos na cabeça.

-Estou mesmo vendo isso? Você roubou minha namorada e agora esta invadindo minha casa? Oficial, você esta muito errada.

-Champ, isso faz anos. Supere.-Wynonna gritou.-Onde esta seu pai?

-Meu pai. O meu pai.-Começou a chorar. -Eu não sei onde ele esta. Meu pai se foi. Eu estou sozinho. Eu estou sempre sozinho.

-Ele esta bêbado.-Falei.

-Sempre tirar tudo de mim. Tudo sempre vai embora. Minha mãe se foi, agora aquela sombra levou meu pai. E você tirou a Waverly de mim.

-Que sombra levou seu pai? -Wynonna gritou.-Precisamos de detalhes. Diga!

-Eu estou sozinho. Eu estou sempre sozinho.

-Earp, vamos leva-lo pra delegacia. Ele esta bêbado demais pra falar.-Dolls falou cedendo a arma.

Wynonna suspirou pesadamente e foi andando na direção da saída da casa.

-Okay.-Disse por fim.

-Você esta preso, Chamo Harvey.-Dolls disse já o algemando.

-Vocês vão me prender? Você vao me tirar a liberdade também? Ate isso tiram de mim. Ate isso.

 

[...]

 

-Então... Prenderam o Champ?-Waverly perguntou

-Sim. Ele vai acabar falando de uma forma ou de outra.-Falei secando os cabelos numa toalha ao sair do banho.

-Ele foi resultante? -Me deitei na cama ao seu lado.

-Ele fez algumas piadinhas.

-Sobre eu ser sua namorada?

-Você é minha namorada?

-A alguns anos já. Você anda desenformada sobre as novidades de Purgatory, Oficial. -Brincou e rimos.

-E você quer se casar comigo?


Notas Finais


Até a próximaaa.
bjs.
Link da fic: https://www.youtube.com/watch?v=Qqrs25HiTNs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...