História Sans x Frisk-Meu idiota babá! - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Personagens Originais
Tags Sans X Frisk
Exibições 118
Palavras 909
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Heya! Mais um capítulo! Sei que eu não sou muito boa escrevendo hentai mas nhe...

Capítulo 5 - Bath Time


Fanfic / Fanfiction Sans x Frisk-Meu idiota babá! - Capítulo 5 - Bath Time

Sans P.O.V

-Sans que merda você está fazendo?!

-Tirando a roupa... tá vendo não?

-Eu não vou tomar banho com você!

-Não ligo!

Só falto tirar minha cueca e quando vi que Frisk ia tentar sair da banheira, eu me joguei e o prendi na parede. Ele me olhava assustado e ao mesmo tempo com raiva. Eu apenas dei um dos meus famosos sorrisos e beijei aqueles deliciosos lábios. Comecei a intensificar o beijo e por incrível que pareça o pirralho estava conseguindo acompanhar o ritmo, quando minha mão estava se aproximando da sua intimidade ele mordeu meu lábio inferior fazendo sair um pouco de sangue. Ah ele quer brincar assim né? Então vamos nessa! Colei meu corpo com o seu sentindo seu membro roçando no meu o que me deixou mais excitado, mas e ele? Ele não estava demonstrando nada... mas se ele não está excitado, o farei ficar!

Fui descendo minha língua indo para o seu pescoço e comecei a morder. Ele gemia baixo, o que me deixou com raiva pois eu queria ouvi-lo gritar meu nome. Por isso dei uma mordida forte em seu ombro o fazendo gritar:

-AAAH SANS! QUE DOR PORRA E.... A-aaaaah~

Comecei a lamber o local da ferida beeeem lentamente. Apertei mais minha cintura na sua o fazendo arranhar minhas costas. Eu não sou masoquista, eu acho, mas gostei desse "toque diferente" então continuei fazendo movimentos para frente e para trás bem lento só para ouvi-lo pedir para ir mais rápido. 

-S-s-ssaaaansss aaah~ p-p...P-porque estaaaa.... meee t-torturando aaaaah~

Ele me arranhava cada vez mais e logo senti que minha cueca estava apertada. Me afastei um pouco e a tirei jogando fora da banheira, ele nem percebeu, mas quando aproximei nossas cinturas de novo ele se arrepiou e arregalou os olhos sentindo meu "amiguinho" no dele. Eu não queria partir para a etapa 3 já de primeira, eu queria tortura-lo mais até que ele me implore para mete-lo! Ele tem que entender que quanto mais ele se fizer de difícil, pior será. 

-Ssaaans.... c-chega... 

-N-não!

Eu o carreguei no colo deixando exposto seu amiguinho já ereto, ele corou muito e tapou seu rosto com suas mãos. Hehe... quem diria que ele sabia o que eu iria fazer! Enfiei com tudo na minha boca sem do e nem piedade o fazendo gritar e comecei a lamber como um doce fazendo-o soltar inúmeros gemidos e suspiros. Logo sinto algo quente na minha boca e me afasto e ele me encara envergonhado.

-D-desculpa n-não T-te avisar...eu....eu...

Engoli e ele se assustou com meu ato. Eu o beijei e vi uma cachoeira de baba descendo de nossas bocas, nossas línguas estavam batalhado fora da nossas bocas. Quem visse de longe diria que era nojento, mas eu estou amando isso~

-Sans... a-acho que e-esta n-na H-hora de p-parar e...

Eu não gostei do que ele disse, porque ele já quer parar? Por acaso ele não está desfrutando?! Só eu que estou gostando de foder nesta merda?!? Eu prendi seus braços sobre sua cabeça fazendo lágrimas de dor saírem do seu olhos.

-S-sans! T-tá doendo! P-para!

-Escuta aqui Frisk... só vamos parar quando você implorar para eu enfiar meu amiguinho em você! 

Ele me olhou assustado e chorando um pouco e assentiu. Bom saber que ele sabe quem manda nesta porra! Soltei seus braços e voltei a atacar a sua boca, só que desta vez quem estava ganhando era ele. Me deixei levar e quando me dou conta EU é quem estava preso na parede e ele estava sentado no meu colo. Ele me olha com uma cara de travesso e eu entendo o recado e preparo minha garganta porque esse garoto vai fazer o que me deixa mais excitado. Ele começou a rebolar na minha cintura e eu já estava nas nuvens babando e gemendo muito.

-F-F-ffiiiissskkk.... aaah~.... friiisk~~~ m-merdaaaa....aaaah~

Quando pensei que ele ia parar de me torturar ele começou a quicar e eu comecei a gritar.

-FRIISK M-MAIS RAAAAAPIDO aaaaah~

Cheguei no meu limite e gozei nele. Ele literalmente pulou para fora da banheira e me olhou com uma cara tipo "Porra eu acabei de tomar banho seu VIADO!" Eu comecei a rir descontroladamente e ele se cobriu com a toalha e fechou a porta do banheiro. Dei os ombros e abri o ralo para aquela água suja descer para que eu possa tomar banho. Me peguei sorrindo ao lembrar do ocorrido, é, eu realmente amo esse garoto!

Frisk P.O.V

Corri para o meu quarto para tomar outro banho. Porque eu tomei banho no banheiro da sala? Porque é o único que tem banheira. Comecei a lembrar do ocorrido, ele realmente ficou excitado a ponto de gozar em mim só porque eu rebolei na sua cintura? Será que o Sans gosta de mim...?

"DAAAH! Só você que não percebeu isso querido!"

Flowey! Que susto! 

"Relaxa eu não sou gay, seu corpo não me interessa. E ai como foi?"

Eu não sei Flowey.... foi muito bom, entende? Eu não sei sobre o que pensar... Eu não quero ser o uke!

"Pois meu filho, você será o uke até completar 20 anos que ele terá 25 e o jogo poderá virar"

O que eu faço, Flowey?

"Só se joga! Quero ver mais cenas dessa!"

V-V-você viu?!? 0///0

"Não, eu ouvi, assim como a vizinhança toda"

Quando fomos para o parque eu direi meus sentimentos!

"É assim que se fala!" 

É.... vou conseguir me declarar! Custe o que custar!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...