História Sans x frisk sentimentos - Capítulo 42


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Frisk, Mettaton, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Frisk, Sans, Undertale, Undertali
Exibições 118
Palavras 1.088
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi hehehe desculpa a demora mais eu estava sem respiração pro capítulo mais eu voltei com tudo e talvez eu traga mais capítulos hehehe e pra deixar claro eu tô escrevendo três histórias ao mesmo tempo si estiver endereçada(o) veja meu perfil

Capítulo 42 - Cap 42 ( no parque de diversões assustador )


Eu acordei um pouco cansada estava quente eu vejo a mensagem que havia chegado em meu telefone eu li e era da Elisabeth
Mensagem:
De:Elisabeth
Para: frisk
Frisk muito calor hoje então agente vai sair de noite talvez esteja mais fresco agente se encontra as 19:00 p.m até ~
Eu olhei pro sans ele estava dormindo e estava suando de calor eu levanto da cama e vou pro banheiro com uma roupa mais confortável pra suportar esse calor fui pro banheiro tomei meu banho gelado que foi um alívio andei até a cozinha e olhei pra parede que tinha um relógio era 13:00 p.m
Eu: caramba eu dormir muito
Eu fiz o almoço já que era muito tarde pro café da manhã Fiz o almoço comi e fui pro quarto sans não estava ei olho pra trás e ele aparece de toalha eu fiquei corada aquilo era constrangedor mais sem dá tempo dele falar eu corri até a sala eu pulei no sofá e liguei a TV e jogo meu rosto na almofada depois de um tempo eu me alívio sans chega com sia camisa branca de sempre e sua causa também ele estava corado ele me olhou sentou no meu lado me puxou pra perto dele
Sans- desculpa pelo acidente de antes
Eu- tudo bem
Sans- e o parque ?
Eu- Elisabeth disse que tava muito calor então disse que vai ser de noite as 19:00 p.m horas
Sans- tá
Ficamos assistindo TV até chegar a hora eu mi vesti com um short e uma camisa cinza e fui com o sans na praça Elisabeth e Adrian chegaram de mãos dadas ela me puxou na primeira oportunidade pra longe do sans Elisabeth me disse que agora estava namorando o Adrian  eu fiquei feliz por eles fomos no parque era grande e iluminava muito forte fomos todos juntos nos brinquedos foi muito divertido fomos na montanha rusa, roda gigante, barco pirata, tiro ao alvo , carrinho de bate bate , helicóptero e xícaras malucas
Estava ficando tarde os sons do parque começaram a avisar que o parque ia fechar
Elisabeth- gente bora ir no último brinquedo antes de ir embora
Eu- sim !!!!!
Sans- hehehe vocês parecem crianças
Eu- sans !!
Sans- desculpa mais em qual brinquedo vamos ?
Eu- vamos na casa fantasma
Elisabeth- sim,sim,sim,sim !!!!! Hehehe
Eu-hehehhehe
Adrian- tem certeza ?
Elisabeth- sim vamos
Elisabeth e eu fomos correndo na frente de mãos dadas até chegar na fila que era pequena depois de 10 minutos de espera chegou bossa vez
Homem- boa noite quantas pessoas meninas ?
Eu- quatro por favor
Homem- quatro ?
O homem olhou na fila ele viu Adrian, Elisabeth ,eu e sans
Homem- mais cade o seu quarto amigo ?
Elisabeth- UE ? Aqui ele
Elisabeth apontou pro sans
Homem- o senhor é algum responsável por eles ?
Sans- hen ? Não eu sou um amigo deles
Homem- mais o senhor não acha que eles são muito jovens pra terem um amigo adulto ?
Eu- mais ele é por favor podemos entrar ?
Homem- podem
Nós entramos eu agarro o braço do sans pois o lugar tinha uma música de terror bem alta que pra mim era impossível escutar meu coração bater forte Elisabeth ficou do lado do Adrian ela parecia nervosa um homem com uma cerra elétrica aparece nós corremos e ele nos perseguiu Até um caminho escuro onde tinha uma cama que parecia estar suja de sangue e com varias cruzes de cabeça pra baixo em volta do quarto inteiro o lugar era escuro eu acabei caindo em um lugar estranho
Sans- frisk aonde você está ?
Eu- eu não sei tudo é tão escuro
Sans ficou em silêncio eu podia ouvir ele passando a mão no chão me procurando Elisabeth e Adrian parecia que não estavam no mesmo quarto eu senti uma Mão en minha perna
Eu- sans é sua mão que está tocando minha perna ?
Sans- oque ? Não eu não senti sua perna ainda
Eu-en-então de quem é a mão que está me tocando ?
Sans tentou chegar até aonde eu estava mais ele para
Sans- frisk eu não consigo chegar até você
Eu- oque ? Como assim ? Eu consigo ouvir sua voz na minha frente
Sans- eu também mais eu só consegui encontrar uma parede
Eu- eu vou tentar ir até você
Eu ne levantei dei um passo a mão me puxou eu comecei a gritar por ajuda sans ficou batendo na parede eu escuto a voz da Elisabeth correr até mim ela chuta a mão com força eu me solto nós corremos ela me puxava pelo corredor escuro parecia que ela sabia aonde estávamos e conseguia enxerga corremos ela escuta a voz do Adrian ela puxa ele corremos até o sans
Eu- sans ,!!!
Elisabeth não parou de correr eu peguei a mão do sans corremos até a saída do brinquedo quando saímos o lugar estava escuro o parque havia fechado mais estava claro pela luz da lua cheia
Eu- o-oque foi isso ?
Elisabeth- eram espíritos de  kitsunes dos maú
Eu- oque ?
Elisabeth- vamos temos que nos afastar o mais rápido possível antes que elas chamem a atenção dos cães do portão
Elisabeth correu rápido eu nunca havia visto ela desse jeito aquilo realmente deveria ser muito ruim pra assustar a Elisabeth tanto assim corremos até a casa dela que estava vazia sua mãe e sua irmã não estavam
Eu- Elisabeth oque tá acontecendo ?
Elisabeth colocou uma tabua de madeira na porta com um papel com letras que eu não entendia ela se sentou no sofá e olhou pra todos os lados ela se acalmou e me olhou com um olhar de preocupação
Elisabeth- aquilo eram kitsunes são raposas de varias caudas que são muito fortes e elas são separadas em varias categorias e essas são da categoria da maldade elas odeiam meio lobos e outros híbridos e elas estavam atrás de nós duas por que elas não aceitam nossa genética como a minha que foi a união do meu pai com a minha mãe e a sua que foi despertada então elas estão querendo nos capturar para nos prenderem en gaiolas de vários outros monstros assassinos , estripador e outros e elas ia Chamar os cães do portão que iam nos levar pra lá
Ela disse isso bem rápido eu não esta a entendendo nada eu ne jogo no chão caindo de joelhos lágrimas saem dos meus olhos sans me abraça Elisabeth e Adrian também me abraçam
Continua...


Notas Finais


Espero que tenham gostado e tchau ,tchau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...