História Sans x frisk sentimentos - Capítulo 44


Escrita por: ~ e ~Hannis0612

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Frisk, Mettaton, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Frisk, Sans, Undertale, Undertali
Exibições 161
Palavras 1.147
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Kkk oi ,oi espero que tenham gostado da nova participante da história mais vamos lá

Capítulo 44 - Cap 44 (outro segredo do sans)


Eu acordei eram 18:00 p.m eu estava com preguiça mais mi animo e levanto ando até o banheiro tomar meu banho sentir a água tocar no meu corpo era tão bom já podia sentir o meu corpo revigorado depois daquela situação depois de tomar meu banho eu saio com um pijama branco que era mais uma camisa branca e uma causa folgada branca e comprida eu estava tão sando o colar as meninas mi avisaram que era preciso usar o amuleto pra mi proteger das raposas das sombras fui até a cozinha sans estava dormindo sentado sua cabeça estava encostada na mesa e com um livro em cima era um livro de caça palavras eu dei um sorriso fui até a geladeira pequei uma jarra dançando na mesa e indo buscar dois copos na prateleira da cozinha e enchendo os dois copos com água eu mi aproximei do sans e dei um beijo na bochecha dele fazendo sans abrir os olhos ele me olha e olha pro relógio
Sans- caramba eu dormir muito
Eu- hehe você também fico acordado até tarde ?
Sans- claro eu não iria conseguir dormir enquanto você estava em perigo ainda mais de cuidei dos seus machucados
Eu olhei pro braço
Eu-*é verdade eu havia esquecido os machucados * obrigada sans
Sans- não tem que agradecer mais eu aceitaria um beijo de agradecimento
Eu- hehehe
Eu mi aproximando do sans quando nossos lábios estavam prestes a si tocar o telefone da cozinha toca
Eu- desculpa eu tenho que atender
Sans- duto bem eu entendo
Eu pego o telefone para saber quem era
Eu- alô ? Quem é ?
Elisabeth- oi frisk você acordou bem ?
Eu- ou Elisabeth sim e você ?
Elisabeth- também mais eu queria te chamar pra gente sair com a Emily hoje ou amanhã
Eu- mmm eu acho melhor amanhã mais aonde vamos ?
Elisabeth- amanhã as 7:00 a.m bem cedo pra ir em todos os lugares que tivermos na cabeça então leve bastante coisa na mochila
Eu- tá então amanhã cedo agente sai cedo com a Emily tchau
Elisabeth- tchau
Eu deixo o telefone e mi viro pro sans
Sans- era a Elisabeth ? Oque ela queria ?
Eu- sim era ela Elisabeth mi chamo pra sair amanhã bem cedo
Sans- que bom assim você pode si distrair com suas amigas já que eu vou estar ocupado amanhã o dia todo
Eu- sério ? E com oque ?
Sans- eu tive uma proposta de emprego e eu tenho que ir na direção da escola pagar minha faculdade
Eu- agora que eu penso tinha escola pras monstros no subsolo ?
Sans- só que eu não era muito bem considerado
Eu- oque ? Por que ? Você é tão legal não intendo por que não iriam te considerar bem ?
Sans- bom é que eu não tinha mãe então eu era zoado na escola por não ter mãe
Eu- mais o papyrus também não tem mãe ?
Sans- sim mais é por que mmm é complicado eu explico depois tá bom ?
Eu- tá ~ mais eu devo ir arrumar minha mochila agora tá ?
Sans- tá depois eu ti explico direito
Ele mi dá um beijo na testa e vai pra sala enquanto eu subo as escada até meu quarto Eu entrei ni meu quarto pequei tudo oque eu pensei que poderia precisar e o álbum de fotos pra adicionar mais fotos e mostrar pras meninas depois de arrumar minha mochila eu pequei a roupa que ia usar e câmera que ia levar pra tirar as fotos a roupa era um short , uma camisa branca com um coração no meio bem grande e uma sapatilha azul deixei pronto em um cabide do guarda roupa e fui pra sala eu mi deitei em cima do sans abraçando ele vendo TV logo eu mi sentei e fiquei olhando pra ele
Eu- e bem ?
Sans- hun ? A tá bom eu prometi e devo falar bem mmm bom quando eu era humano as pessoas moravam em uma vila isolada das outras pessoas por que lá eles faziam a maldade que lá era matar ou morrer e bem quando eu nasci meus pais me levaram pra longe de lá por alguns anos pra eu já ser um pouco mais forte por que lá si tivesse um bebê eles iriam matar então eu tinha 7 anos e como um dia normal lá você podia ver corpos mortos , água poluída , pessoas comendo outras pessoas e bem eu não era a favor disso então eu eles mataram meu pai e minha mãe fugiu comigo ela correu comigo no colo e acabou caindo na quele buraco ela era fraca e doente mais ela sobreviveu a queda ela correu das criaturas do subsolo até chegar no castelo e lá ela mi ofereceu pro gaster ele aceitou já que ele viu o estado da minha mãe e sabia que ela ia morrer logo e ela morreu com um sorriso no rosto gaster  enterro a minha mãe apropriadamente mais com o tempo o local virou um deposito de lixo w.D gater  era um dos poucos monstros que preferia morar nas ruínas por que  não queria participar da guerra dos humanos e não tinham medo então cuidavam de suas vidas lá gaster disse que tinha um filho e que a mãe dele morreu na guerra então ele cuida do filho sozinho papyrus tinha 4 anos eu cuidava do papyrus quando gaster  estava ocupado mais ele decidiu fazer experimentos em mim depois de um tempo e esses experimentos malucos eram perigosos pros humanos e .........
Eu- e ?
Sans- bem eu morri por causa disso mais gaster  era cientista então ele pego meu corpo e ele mi reviveu só que eu virei um esqueleto eu havia esquecido de quem eu era mais gaster disse pra mim tudo oque aconteceu e disse que eu era meio monstro mais meio humano de uma forma diferente como os monstros tem almas sem cores de cabeça pra baixo e a minha era diferente a minha era de cabeça pra baixo mais tinha cor então isso mi fazia diferente dos outros mais com isso tive que ir pra escola e poucos sabiam da minha história então eles mi perturbavam fazendo Com que eu ficasse incomodado mais gaster  não queria que eles ficassem mi perturbando então ele paro eles dando um susto mais mesmo assim ele fazia os experimentos comigo e isso deu os meus poderes
Eu- nossa isso é muito confuso e tem muita informação ao mesmo tempo
Sans mi abraça apoiando sua cabeça em cima da minha
Sans- não precisa entender si não quiser
Eu abraço ele
Eu- não eu entendo e eu quero entender muito mais sobre você
Eu levantei meu rosto mi aproximei do dele e beijei seus lábios depois disso ficamos vendo filme até tarde e fomos dormir
Continua.....


Notas Finais


Hehe desculpa a demora mais quando fui enviar a minha internet havia caido kk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...