História São simplesmente adolescentes - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 29
Palavras 1.633
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Slash, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Bom resolvi fazer jus aos temas da minha fic, e sair um pouco da melancolia e dramatização. Incluí uma básica violência (pouquinho do que vem mais pela frente). Enfim, espero que gostem.

Capítulo 3 - Não mexam com ele.


Fanfic / Fanfiction São simplesmente adolescentes - Capítulo 3 - Não mexam com ele.

   Aquela noite tinha sido péssima uma festa que deixaria marcas, e na qual eles não queriam lembrar. Luck acordou após um pesadelo que mexeu com ele durante à madrugada, "Droga! Por que comigo?", se questionou o menino que logo se levantou da cama, pegou suas coisas e foi pro banheiro se aprontar pra mais um dia torturante. Luna suspirou fundo enquanto se olhava ao espelho terminando de se maquiar, seu celular tocou novamente era a décima quinta chamada de Thierry. 

 - Não vai atender? - Disse sua mãe, apoiando-se na porta do quarto olhando a menina se produzir, pra ir ao colégio. 

Eu não! Não quero falar com ele. - Respondeu a garota friamente e percebeu o silêncio dominar o local pois sua mãe saiu dali ao escuta-la.  

Lucy encontrava-se sentada no sofá de casa aguardando seu irmão estava pensativa em relação à noite passada talvez preocupada com Luck, o que ele pudesse ter passado afinal ele não lhe disse nada apenas enrolou o caminho todo. O menino descia a escada com uma fisionomia mais feliz, fingindo já nao lembrar mais de ontem ele apenas sorriu e se aproximou de Lucy lhe dando um beijo na cabeça. 

 - Vamos irmãzinha? - Perguntou o garoto ajeitando sua mochila e a olhando. - Pegou o uniforme de capitã? - Perguntou de forma espontânea vendo a menina se levantar.  

  - Vamos sim! Ah e vamos andando, papai já foi mais cedo pro trabalho. - Informou a garota se levantando e pegando sua mochila. - Claro, hoje tem a estreia das Lawr Girls All-stars, se perder te mato. - Disse a garota e os dois riram de forma uníssono, saindo de casa.   

Justin chegou de forma extravagante com sua Lamborghini um cara que a se achava, gostava de tirar onda e todos os dias tinha uma novidade.

- "Hoje definitivamente começa o terror. Terceirão nessa porra!" - Disse o garoto saindo de seu carro e colocando seus óculos escuros. - Cheguei nesse caralho! 

 Na entrada já estavam alguns de seus amigos o aguardando, e logo o grupo que espalhava rebeldia pela escola adentrou aquele corredor. Thierry encontrava-se em frente a sala de aula de Luna aguardando a menina, ele estava desesperado querendo falar com sua namorada, ou ex-namorada ainda não era verídico. Que fase para o garoto. Adam olhava seu irmão do lado de fora e dava breves risadas da situação.

- É irmãozinho, se deu mal. - Sussurrou o mais novo vendo seu professor entrar na sala. - Bom dia professor! - Exclamou o garoto ajeitando seu óculos.

Bom dia Adam! - Sorriu o homem colocando suas coisas sobre a mesa. - Costuma sempre ser o primeiro? - Perguntou o professor começando a escrever no quadro.

O sinal havia soado por toda escola e os alunos foram adentrando em suas devidas salas, Lucy ao chegar foi diretamente pro fundo da sala com seu irmão e Luna havia sido barrada por Thierry mesmo que ele estivesse ciente que chegaria atrasado em sua primeira aula.

Precisamos conversar! - Disse o garoto entrando na frente dela, à impedindo de entrar. Ele ao menos tinha que tentar.

Não precisamos não! - Retrucou a garota olhando pro chão, afinal ela não conseguia encara-lo. - Thierry tenho aula agora! - Disse novamente sem deixar o menino se pronunciar, e então entrou na sala de aula indo para o final da sala.

Emma soltou uma gargalhada alta em meio a sala ao presenciar aquela situação, muitos não compreenderam o motivo mas o que sabiam do conflito que se passava apenas riram também ou fecharam a cara. As aulas então se iniciaram de forma tranquila Thierry já encontrava-se em sua sala de aula, atrasado porém conseguiu chegar antes do início.

(...) O sinal do intervalo toca por toda a escola e então os alunos começaram a ser liberados, fazendo com o que os corredores voltassem a ficar cheios.

As aulas de literatura são sempre legais! - Sussurrou Luna enquanto saía da sala com seus companheiros.

Desde o ano passado. - Retrucou Lucy.

 Adam estava em seu armário guardando seus livros, e pensativo tentando entender a matéria da aula anterior; "Realmente eu sou de exatas!", pensou o garoto.

Meu celular! Meninas já volto. - Disse Luck começando a correr novamente pra sala de aula. - "Espero estar de baixo da mesa." - Pensou o garoto enquanto fazia o trajeto. 

 Na quadra encontrava-se Chelsea observando o treino das torcedoras ela sempre quis ser porém não se achava no padrão de uma Lawr Girls All-stars. Cada grito e movimento era um sorriso da garota afinal ela gostava daquilo; "Isso não é pra mim!", sussurrou distraída com o treino.

E não é mesmo! No máximo que conseguiria é fazer um show na SeaWord da Disney. - Retrucou Emma rindo com suas amigas  se aproximando da menina sentada.

Não cansa de me perseguir pedaço de fósforo? - Perguntou Chelsea se levantando. 

  - Não, é até engraçado!

Pra mim não tem graça nenhuma. - Disse Chelsea empurrando Emma da arquibancada, sem se importar com as consequências. - Se continuar a mexer comigo, vai ser pior. - Expressou-se bravamente vendo ela se levantar.  

Isso não vai ficar assim, baleia. - Afirmou Emma saindo dali com seu grupinho.

Thierry finalmente havia conseguido conversar com Luna ele tentava explicar o que realmente aconteceu, uma parte dela queria acreditar e outra não, estava entre a cruz e a espada; "O que eu faço da minha vida?" pensou a menina enquanto escutava as palavras do rapaz a sua frente. Adam estudava na escada de um dos corredores quando foi interrompido por Mattew e Bryan, o loirinho escutava as palavras ofensivas vindo da dupla sem dizer nada afinal ele tinha um certo medo de apanhar.

- Iaê nerdzinho, estudando muito? - Perguntou ironicamente Bryan olhando o menor sentado.

Pegou alguém ontem no baile, ou só foi pra se masturbar? - Questionou Mattew logo em seguida, então ambos riram de forma uníssono.

... - Adam manteve-se calado a todo momento não queria responde-los mas quando escutou o insulto de Mattew o olhou por cima dos óculos. - Pelo menos eu não costumo dopar as garotas, pra transar com elas! - Respondeu o garoto vendo a expressão dos intimidadores mudar. Como Adam sabia?

Um toque na ferida. Mattew no mesmo instante pegou no colarinho da roupa de Adam e o levantou, colocando o rapaz contra a parede. Com um tom de voz autoritário ele mandava o "nerd" repetir aquilo. Era verdade e Adam sabia, afinal as paredes dos vestuários tinham ouvidos. Thierry conversava com Luna que por um momento o compreendeu quando percebeu os acontecimentos com seu irmão, ele odiava quando seu companheiro familiar era oprimido por outros.

Só um momento Luna! - Disse o rapaz deixando a garota ali e correndo na direção da agressão. Ao se aproximar empurrou Mattew de forma violenta. - Larga meu irmão, imbecil, desgraçado! - Se expressou de forma furiosa olhando os rivais.

Tá maluco muleque? - Questionou Bryan ajudando seu parceiro a se levantar.

Tá afim de levar uma porradas? - Perguntou Mattew.

- Então vem infeliz!

Thierry havia desafiado os dois para defender seu irmão, os dois partiram pra cima do capitão de lacrosse e então começaram a surra-lo. O rapaz socou a cara de Bryan mas levou um golpe surpresa de Mattew, porém não demorou à reagir com socos também. Dois contra um, covardia, o corredor tinha sangue e o alunos não separavam, gostavam da cena. Andrew se envolveu pedindo para que eles parem e os separando. Andrew era o conselheiro da escola e as vezes servia como inspetor já que os que tinham na escola mal faziam seu trabalho. Justin sabia que aquilo iria da confusão e preferiu ficar observando o bullying de longe, até mesmo porque Andrew tinha uma birra com ele; "Esses muleques ainda tem que aprender!" pensou Justin aleatoriamente.

Pra minha sala, os quatro! - Ordenou o homem enquanto caminhava com eles para sua sala. 

Luna observava aquela cena e temia que algo pudesse ferrar Thierry. - Cadê os gêmeos? - Se perguntou surrando, seu celular tocou por uma notificação uma mensagem de Marcella. - Aaah tô atrasada. - Disse começando a correr pra reunião na sala do grêmio.

Luck estava à um certo tempo procurando o celular mesmo sabendo onde tinha deixado o aparelho não se encontrava no lugar determinado. O menino estava tão concentrado em sua busca que não havia notado a presença de Augusto que foi questionado. 

 - Perdeu algo? - Perguntou o homem parando de fazer seus afazeres. - Posso ajudar?

Luck parou de procurar quando escutou a grave voz do professor. - Ah é que... que não acho o meu ce... - O menino se calou ao ser interrompido pelo mais velho.

- Seu celular? Deixou em cima da mesa. - Disse o pedagogo colocando o aparelho sobre a mesa para que Luck pudesse pegar.

 - Meu Deus, muito obrigado! - Sorriu o menino pegando seu aparelho e olhando o homem - Desculpe interromper, professor Guto - Exclamou o menino saindo do local.

Luck? - Chamou o mais velho vendo ele ir. O aluno se virou antes de sair da sala.

 - Sim?!

Podemos conversar? - Perguntou se levantando e olhando menor na saída da sala, que já estava voltando para perto. - Sobre ontem, eu vi seu estado! De desespero.

Luck na mesma hora mudou sua expressão temendo que o professor pudesse ter visto as cenas do banheiro, ele suspirou pesadamente engolindo a própria saliva. Se aproximou do professor se sentando sobre a mesa, mantendo a atenção sobre ele meio aflito com as coisas que Augusto poderia saber.

Não houve nada de mais no banheiro. - Respondeu o menino tentando melhorar sua expressão. - Apenas passei ma...  

 - Igual bateu a cabeça da outra vez? - Interrompeu o professor já fazendo aquela pergunta irônica. - Luck, não minta mais, por favor.


Notas Finais


Enfim, espero que se divirtam lendo e espero está fazendo um bom trabalho. Isso irei saber através se vocês. ❤😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...