História Sasaeng (V-Hope, Taeseok) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Hopev, Jikook, Lemon, Menção Taegi, Namjin, Sasaeng, Taeseok, Texting, Vhope, V-hope, Yaoi
Visualizações 101
Palavras 1.226
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá nenês. Como vocês estão?

Desculpe me mais uma vez pelo ocorrido de ontem ;-;
Consegui reescrever esse cap.
Graças \(^u^)/

Obrigada por cada favorito *-*

Amo essa foto do Moni s2

Bom... Boa leitura.

Capítulo 9 - Chapter ninth: I'm dating ...


Fanfic / Fanfiction Sasaeng (V-Hope, Taeseok) - Capítulo 9 - Chapter ninth: I'm dating ...

Hoje foi um dia bem legal. Graças à Hoseok, que estava falando comigo.

Eu fico feliz, que nós estamos nos falando normal, novamente. O resto daquela conversa, foi muito além do dia.

Apenas desliguei, porque Hobi me mandou ir dormir. Se não fosse por isso, eu ficaria falando com ele o dia inteiro.

Nenê Hopi é uma pessoa muito interessante. Ele gosta das mesmas coisas que eu, me disse que não era apenas por mim.

Eu quero muito vê-lo. Ele disse que vai na sessão de autógrafos, mas ela vai demorar muito. Ele falou também, que me daria um leãozinho diferente em cada sessão.

Ele irá levar um amigo, o Ji... Jimin eu acho. Esse Jimin, apareceu no meio da chamada, e disse que Hoseok depois que me conheceu, nunca mais quis namorar, ir para a balada, eu havia respondido que estava lisonjeado, tinha dito também, que Hopinnie não precisava fazer isso por mim, mas ele disse que realmente não tinha tempo.

-Hey maninho, que cara é essa? -estalou os dedos, na frente de minha face.

-Jinnieeeeeee -dei um grito, e pulei em cima dele, ato que nos fez cair.

-Que isso? -caiu em risadas, só pude o acompanhar.

-Um Oi descente -respirou fundo, ainda no chão. Então levantou, e pegou na minha mão é me puxou- Oi Tae, como está? -disse, apertando minha mão, freneticamente para cima e para baixo.

-Eu estou bem irmãozinho, e você?

-Eu estou bem também.

-Ah que bom!! -novamente começamos à rir, mas agora era por causa da formalidade.

-Eu vi esse sorrisinho aí, quando entrei!! -apontou para mim- O que? Não melhor, quem?

-O que Hyung? Do que está falando?

-Tae, não tente me enganar, eu sei que está com uma nova paixonite.

-Ah, vai cuidar do seu Moni vai!!

-Bem que eu queria. -disse sorrindo.

Seokjin havia falado sobre um tal Moni, quando ainda éramos crianças.

-Ei, Jinnie não fique assim, você vai achar ele!! -disse, passando minha mão, por suas costas.

-Eu espero Tae, eu espero...

-Hyung vamos sair?

-Vamos!! -disse com um sorriso.

-Bom ok, vou chamar meu motorista. -peguei meu celular, e liguei para Nam.

{Negrito: Taehyung}

-Alô? 

-Alô? Tae?

-Namjoon eu vou sair!! -disse para o garoto na chamada, e o loiro arregalou os olhos.

-O Bambam não tá aí?

-Não ele saiu, foi buscar os meus figurinos do próximo show.

-Ok Tae, estou à caminho.

-Te espero aqui.

-Me desculpe se demorar um pouco, é que o tráfego está um horror.

-Tá bom.

Desliguei a chamada, e olhei para Seokjin, ele estava com uma face meio confusa.

-O que foi Jinnie?

-Tae, qual o nome de seu motorista? -perguntou curioso.

-Kunpimook Bhuwakul ou Bam... -fui interrompido, pelo mais velho.

-Não, o que vocês estavam conversando pelo telefone quase agora, o Nam.

-Ele se chama Kim Namjoon. -vi um sorriso em seus lábios.- Por que Seok? -apesar de tudo, eu ainda estava muito confuso.

-Pode ser ele Tae, pode ser Moni!!!

-Ah sim, ele daqui à pouquinho chega aqui.

-Tae, você sabe o quão importante é para mim achar Moni?

-Sei sim.

-Eu preciso ver ele. -Jin Hyung ficou meio perturbado depois de ter que terminar "à força" com seu amado. Quando saíamos, ele prestava atenção em todos, tentando achar seu Moni. Eu amei ver a reação do loiro, fazia tanto tempo que ele sorria apenas para as fãs.

Ouvimos a porta abrir, e logo depois fechar.

-Tae? Onde você está?

-É ele Tae -sussurrou-Moooniii. -gritou o loiro.

Seok começou a correr para as escadas, rapidamente descendo elas, então quando chegou em Nam, ele pulou em seu colo, ato que fez o mais alto pegar ele pelas coxas.

-Heey, calma aí... Jinnie?

-Oi Moni, eu senti tanto sua falta. Como esteve esse tempo todo?

-Com saudades também, mas Jin... eu não sei se deveria estragar sua felicidade mas... eu estou namorando. -o sorriso no rosto do mais velho, já  não estava presente.

-O que? -Seok desceu do colo do outro, com uma cara de indignação.

-Eu estou namorando com...

[...]

Vejo Yoongi, entrando na sala que trabalhamos.

-Olá Yoongi. Você conseguiu levar, aquela proposta para frente?

-Oi Hoseok. Sim, eu consegui, na verdade, nós conseguimos né? -deu um sorriso.

-Ah sim é verdade. -seu sorriso, foi retribuído.

Yoongi e eu, estávamos trabalhando duro, para conseguir ter mais uma, de nossas empresas, no Japão.

O melhor em trabalhar, é você ter o sucesso de seu suor.

-Mas e aí Hoseok, está melhor? -perguntou, com uma face preocupada.

-Se estiver falando de Taehyung, eu e ele estamos muito bem. -dei um outro sorriso- Mas Yoongi... você não me disse, o que tinha acontecido com Seokjin.

-Ah, é verdade. Seokjin morava com o pai. Mas antes que pergunte, o pai deles, rejeitava Taehyung, porque a mãe traiu ele. Então, Jin foi morar com o pai, e Tae ficou com a mãe. Bom, Jin Hyung foi abandonado quando disse à seu pai, que ele era gay, sabe aqueles namorinhos de criança? Então. Como eles moravam em Gwacheon, Seokjin ligou para Tae, em um dia normal. Me lembro que nesse tempo, eu tinha apenas onze anos, Tae tinha oito, e Seok estava com doze. Meus pais foram buscar Jin Hyung em Gwacheon. Na época, nós ainda morávamos em Daegu, então, quando eu havia acabado de completar doze anos, nós nos mudamos para Seul. Vivemos aqui até hoje, e com quinze anos, Jin Hyung disse que, iria ganhar a vida do jeito dele, meus pais até disseram que ele poderia ficar para sempre conosco, porém, ele disse que estava atrapalhando muito, falou também que era muito agradecido, mas ele queria mesmo, era ser cantor. Bom, e o irmãozinho menor, se espelhou em seu Hyung maior. Seokjin, apresentou à Tae, a empresa que ele estava trabalhando, Big Hit. Eu até falei para o pequeno pabo* [N/A: Pabo é idiota em coreano], que existiam muitas outras empresas de entretenimento musical maiores. Mas, nãããão Hyung, eu quero seguir os passos de Jin Hyung. -disse, com uma voz fininha. -Bom eu acho que é só.

-Como era a... relação de seus pais com eles? E por que eu nunca vi, Taehyung e Seokjin com vocês?

-Ela era uma relação normal de pais e filho, porém, era um pouco diferente com Seokjin, era... melhor (?), pelo fato que, ele era meio traumatizado, pois seu pai, era aquele tipo de homem, que queria ver seu filho pegando todas. Achava que Seok, era um famoso mulherengo. Até ele chegar, com seu primeiro namorado, o pai de Jin Hyung, ficou tão revoltado com aquilo, ele disse que... preferia morrer, do que viver para ver seu filho se tornar uma "aberração". -fez aspas, quando disse "aberração"- Ah, e você nunca viu nenhum deles antes, porque meus pais guardavam eles em segredo. Eles eram sempre bem tratados. Minha família nunca foi aquela tradicional coreana, meus pais sempre nos apoiavam em tudo. Sempre que nós saíamos, minha mãe deixava os meninos em casa com o mordomo. E então, eles apenas eram vistos pelos colegas de escola. Acho que é só. Mas Hobi, posso te chamar assim? -apenas disse um "sim", baixinho- Como era a sua família?

-Eu tenho uma irmã mais velha. Ela sempre me apoiou, em tudo, quando eu me "assumi" -fiz aspas com os dedos- gay, ela foi a única que ficou do meu lado, meu pai havia me expulsado de casa, Jimin me ofereceu morar com ele. E por mais que meu pai dissesse que, eu era uma vergonha para a nossa família, ele deixou a herança para mim antes de morrer. É esse o resumo, minha família não é interessante.

-Bom, então vamos terminar aqui o relatório do mês.


Notas Finais


A última parte ficou estranha? Ficou, mas eu estava sem criatividade, me perdoem ;u;

Eu realmente acho que isso deixará Seokjin puto. Disgurpa Jin ;-; shbsbsb.


Obrigada por cada favorito mais uma vez. Sério mais de 70 favoritos? Achei que não passaria de 10.


Tchau \{>_<}, nos vemos no próximo capítulo(?) Ndnxnxn.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...