História Sasusaku - A Herdeira do Poder - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Sakura, Sasuke, Sasusaku
Visualizações 22
Palavras 1.891
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Fantasia, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpem a demora, mais minha rotina tá muito corrida, por isso sempre vou demorar pra postar os capítulos.

Capítulo 4 - 04- Um novo começo


    Ao aproximar-se da esposa viu que suas roupas estavam sujas de sangue, mas o mesmo não era dela e sim de sua pequena florzinha que fora atingida quando um ninja conseguiu alcançá-las e com a intenção se ferir a mãe acabou ferindo a filha. A pequena estava inconsciente e respirava muito pesadamente, Hayato entrou em desespero quando viu aquela cena, então usou um jutsu que paralisou todos os ninjas que estavam ali lutando. Todos então puderam ver o que estava acontecendo, Hideki imediatamente se livrou do efeito do jutsu de seu irmão, e encaminhou-se para perto do mesmo. Ao aproxima-se pode ver melhor o que acontecera e sorrio internamente com a feição do irmão por imaginar tamanha dor que o mesmo estava sentindo, ele não havia concluído seu plano, mas pelo menos seu irmão veria sua adorada Hime morrer sem poder fazer nada.

    Hideki – O que aconteceu com nossa pequena? Perguntou ajoelhando ao lado do irmão.

    Hayato – Eles a feriram, uma criança indefesa que não tem nenhuma culpa dessa confusão: Disse em meio ao choro.

    Akemi – Te... Temos que fazer alguma coisa, não podemos deixar nossa filha morrer: Falou em meio ao choro e soluços.

    Hayato – Infelizmente não a nada que possamos fazer: Falou olhando o ferimento da menina: O ferimento está muito profundo nem a mais poderosa ninja médica poderia salva-la.

    Hayato – NÃO: Falou exaltado chamando a atenção de todos ao seu redor: Não permitirei que minha filha morra: Falando isso ele começou a fazer alguns sinais de mãos que somente os membros de seu clã sabiam e podiam executar.

    Akemi – Querido o que você esta fazendo? Perguntou corando mais ainda, pois sabia exatamente as intenções do marido.

     Hayato – Eu não vou deixar que nossa filha morra, nem que para isso eu tenha que dar minha própria vida: Falando isso, deu continuidade a sequência de selos que no máximo era 20 para a concretização do jutsu.

    Seu irmão ficou atordoado pelo que Hayato iria fazer, pensou que se soubesse que ele seria capaz de executar aquele jutsu proibido para salvar sua filha, talvez tivesse sido mais fácil ter arrumado um jeito da pequena Sakura sofrer um grave acidente e assim se livraria do irmão. Todos do clã sabiam o que seu líder iria fazer, ele ceifaria a própria vida para salvar sua filha, tamanho jutsu criado décadas atrás por um ninja que queria demonstrar o amor e lealdade por seu clã, e executou o mesmo para salvar a vida do filho de seu líder da época. Tal jutsu consistia em transferir chakra para outra pessoa, mas a pessoa que o transferisse acabaria morrendo por falta do mesmo e era isso que aconteceria com Hayato ao transferir seu chakra para Sakura.

    Assim que terminou os selos, começou então com a transferência ouvindo o choro de sua esposa e de alguns membros de seu clã que já se liberavam do jutsu de paralisia, pois sabiam como quebra-lo, ficaram muito tristes com a situação da pobre menina que um dia iria ser sua líder e que todos amavam, eles foram se aproximando do local para terem certeza que o jutsu funcionaria, mas por mais chakra de Hayato tivesse a ferida estava demorando a se fechar e a pequena não estava reagindo, eles sabiam o porquê de tal coisa acontecer, Sakura seria um dos membros mais poderoso que já existira no seu clã. Hayato e Akemi descobriram isso logo quando a menina nasceu, pois a mesma tinha uma marca em formato de um losango em sua testa e estava em uma espécie de casulo envolta de um chakra branco, o mais puro chakra, mas conforme a pequena fora crescendo o losango fora desaparecendo. Akemi vendo que só o chakra de seu marido não iria funcionar resolveu falar.

    Akemi – Querido eu irei ajuda-lo a salvar nossa filha: Disse já começando a fazer os selos, mas sua mão fora segurada por seu marido.

    Hayato – Não, você não pode fazer isso, sabe quais as consequências desse jutsu, minha filha vai crescer sem o pai, não quero que ela cresça sem a mãe.

    Ela acenou em concordância com o rosto coberto por lagrimas, todos do clã sabiam por que só o chakra de seu líder não funcionava , sabiam que Sakura era o futuro do clã Akamatsu, então em uma simples troca de olhares sabiam o que tinham que fazer. Hayato estava concentrado em seu jutsu e já sentia sua cabeça pesar e suas vistas ficarem turvas, mas pensava consigo mesmo que não poderia fraquejar, não sem antes fazer o possível para salvar sua pequena, foi quando sentiu  duas mãos pousarem sobre seus ombros, ele sua esposa e irmão olharam para o ancião que estava atrás de si.

    Hayato – O que pensa que esta fazendo?

    Ancião – Estamos ajudando a salvar nossa herdeira.

    Assim todos os membros do clã um por um foram fazendo os mesmos selos e tocando o ombro do outro, formando uma espécie de corrente onde poderia ver o chakra fluindo da mesma passando por Hayato e chegando a Sakura. Os três ficaram chocados com tamanha ação, principalmente Hideki que sabia que com aquela atitude ele não teria mais um clã para governar, e seu ódio pelo irmão e sua família apenas aumentou.

    Hideki – “Velho maldito”: Pensou olhando diretamente para o ancião. “ Porque tinha que intervir, porque não deixar os dois morrerem, e ainda convence todos do clã a fazer a mesma coisa”: Pensou com um olhar raivoso para todos do clã.

    Hayato – Por que vocês estão fazendo isso? Vocês sabem que assim que este jutsu acabar todos nos iremos morrer.

    Ancião – Sabemos disso, também sabemos que o maior responsável do que aconteceu foi um membro do próprio clã. Decidimos então que a única que era completamente inocente nessa historia era a pequena cerejinha, ela será o futuro do clã Akamatsu, um futuro onde esperamos que não mais sejamos temidos e que todos possam acreditar que não usaremos o nosso poder para criar alguma guerra. Quando ela estiver com idade certa e encontra alguém que a ame e que a mereça, então ela poderá restabelecer o nosso clã com o mais puro chakra qual lhe pertence.

    Terminando suas palavras, já podiam ver-se alguns membros do clã já caindo no chão quase sem vida e assim foi por mais alguns minutos, quando finalmente a ferida de Sakura estava quase completamente fechada apenas seu pai e alguns poucos membros do clã continuavam vivos, algo que não durou muito tempo.

    Hayato – Pronto minha Hime, agora você esta salva: Falou com a voz fraca e quase desmaiando ao constatar que a ferida havia fechado e que sua filha voltará a respirar tranquilamente. Agora preciso fazer umas duas ultimas coisas antes de isso tudo acabar. Falou olhando em direção a esposa e ao irmão que assentiram.

    Então começou a fazer um jutsu que somente ele sabia pois o mesmo havia o criado, tratava-se de um jutsu de selamento, pois ele sabia que depois da filha haver recebido chakra de todos as pessoas do clã que era mais de 100 pessoas com quantidades altíssimas de chakra, todo esse chakra juntamente com o seu, na atual condição e idade que a pequena se encontrava, seria incapaz de controla-lo. Posicionou suas mãos na barriga da filha assim usando o jutsu, também deixou com o pouco chakra que lhe restava uma mensagem para a filha, onde a mesma saberia quando estivesse no momento certo de liberar seu poder.

    Hayato – Nii-san preciso lhe pedir um favor, quero que você tire-as daqui, e as leve para o país do fogo especificamente para a aldeia de Konoha: Disse apenas para o irmão e a esposa ouvirem.

    Akemi – Não, eu não vou deixar você: Disse ainda corando.

    Hayato – Você precisa fazer isso por mim e pela nossa filha: Disse usando o pouco de força que lhe restava para enxugar as lagrimas da esposa. Nossa filha merece um futuro melhor, uma vida melhor.

    Hayato – Nii-san, também tenho outro pedido para lhe fazer, quero que quando Sakura complete seu décimo terceiro aniversario você comece a treina-la para que quando chegar o momento ela possa controlar o seu poder.

    Akemi – Mas porque ele, querido eu posso muito bem treinar nossa filha: Ela nunca gostou muito do cunhado, sempre percebeu que ele invejava o irmão.

    Hayato – Eu sei que pode meu amor, mas meu irmão tem muito mais experiência do que você, Sakura precisara de alguém com essa experiência para ajuda-la a lidar com toda a mudança que acontecerá com ela, ele será um ótimo sensei para ela. Disse dando um pequeno sorriso e passando a mão nos cabelos da filha.

    Hideki – Tudo bem otouto, eu farei como você mim pediu, mas por que tenho que leva-las especificamente para Konoha, Sendo que eles também podem esta envolvidos com isso tudo que esta acontecendo?

    Hayato – Por que eu conheço o Hokage, e sei que ele nunca se envolveria em algo assim antes de averiguar profundamente. Tenho certeza que posso confiar nele por isso estou lhe entregando meus bens mais preciosos.

    Hideki – Se você confia tanto nela, eu não posso desobedecer.

    Hayato – Obrigado, mas agora vocês precisam ir logo meu jutsu vai acabar e eles irão atrás de vocês, eu preciso fazer uma ultima coisa para manter vocês em segurança, irei utilizar o resto do meu chakra para criar uma ilusão em suas mentes e eles acreditaram que ninguém do clã sobreviveu assim como não se lembraram dos seus rostos e não os perseguição mais: Disse referindo-se aos ninjas inimigos que estavam paralisados e observavam toda a cena.

    Hayato – Akemi: Chamou a atenção da esposa. Quero que saiba que você foi e sempre será o amor da minha vida, a mulher que mim deu o melhor presente do mundo, sempre vou te amar, sempre vou amar as duas e tenho certeza que cuidara muito bem da nossa menina.

    Akemi – Meu amor eu também te amo muito, sempre vou te amar, obrigada por nossos anos de casamentos os melhores de minha vida ter mim dado nossa pequena cerejinha.

    Hayato – Nii-san obrigado por tudo e mim desculpe por qualquer coisa que eu tenha eu tenha lhe causado.   

    O irmão apenas assentiu, não disse nada por que para ele seu irmão era apenas um erro que seus pais cometeram erro esse que tirou tudo que ele achava que era seu, ele apenas segurou a cunhada pelo braço puxando-a dali, a mesma olhava seu marido aos poucos indo fechando os olhos, mas antes fazendo seu ultimo jutsu sobre os inimigos ele implantou em suas mentes uma imagem de sua esposa, filha, irmão e sua família que não estavam ali mortos, assim todos pensariam que o clã Akamatsu havia sido exterminado e ninguém poderia machuca-los. Depois ele foi fechando os olhos ate que eles estivessem completamente fechados, Akemi virou-se para frente com lagrimas que ainda caiam por seu rosto, mas antes de começar a correr soltou seu braço e com Sakura ainda adormecida em seus braços voltou até seu marido pegando um colar que estava no pescoço do mesmo, era um colar com o símbolo de seu clã, que entregaria a filha assim que ela soubesse a verdade, passou as mãos delicadas no rosto do marido pela ultima vez ajeitou sua filha em seus braços e foi de encontro ao cunhado que a encarava com uma cara nada boa, logo começaram a correr até que pudessem está longe dali.


Notas Finais


Próximo capitulo nossa Sakurinha ira aparece já com seus 12/13 nos, vamos aguarda mossa diva.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...