História Sasusaku: Um Estranho Uchiha - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Madara Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Karin, Madara, Naruto, Sakura, Sasukarin, Sasuke, Sasusaku
Visualizações 375
Palavras 1.168
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oii
Espero que gostem💙

Capítulo 4 - Irmão


Fanfic / Fanfiction Sasusaku: Um Estranho Uchiha - Capítulo 4 - Irmão

                >>Sakura on<<

Após pegar a caixinha de primeiros socorros, coloquei a perna de Sasuke no meu colo e ergui sua calça até o joelho:

- O que pensa que está fazendo?!

- Não se mexa...dói pra cá? - perguntei virando o pé dele para a direita.

- Aah!

- Parece que sim…e pra cá? - virei para a esquerda.

- Não.

- Okay.

Na perna dele haviam muitos hematomas, após limpa-los fiz curativos e enfaixei seu pé.

>>Sasuke on<<

- A dor aliviou? - Sakura perguntou.

- Não mudou muita coisa. - respondi desviando o olhar, apesar de quase não estar sentindo dor.

- Agora vá embora.

Sakura tirou minha perna de seu colo e arrumou minha calça, tentei me levantar, mas a dor na barriga e nas costas era muito forte:

- Anda logo. - ela disse fechando a caixinha de primeiros socorros - Está tudo bem? Está sentindo dor nas costas?

- Não.

- Okay…vai ficar no meu sofá pra sempre?

Desviei o olhar e respirei fundo, tirei a camisa e ela arregalou os olhos:

- Ande logo. - falei sem olhar para ela.

>>Autora on<<

Sakura o encarou perpléxa, não apenas por ele estar sem camisa, mostrando seus músculos e sua barriga definida, mas pelo fato de que estava coberto de hematomas.

Ela imaginou a dor que ele estaria sentindo, aquela era a parte do corpo que mais estava machucada.

Os braços, costas, barriga, tudo. Não era a toa que ele sentisse dor em cada movimento que fazia.

Se ele tivesse arrumado briga, não estaria tão machucado assim, pois teria tido a chance de se defender, era como se tivesse sido espancado por mais de uma pessoa:

- Eu disse pra você andar logo…eu não tenho o dia todo.

Sakura abriu a caixa de primeiros socorros e se sentou na frente dele, um pouco envergonhada e com as bochechas levemente coradas.

Começou a tirar os curativos que já estavam ali, depois limpou os ferimentos e hematomas.

Sasuke sentiu arrepios quando ela tocou sua pele, as vezes fazia caretas de dor.

Depois Sakura cuidou de suas costas e pegou um comprimido para dor e um copo de água.

Ela não sabia por que estava fazendo aquilo, eles se odiavam, ela podia simplesmente jogar Sasuke pra fora e fechar a porta, mas não conseguia fazer isso vendo ele naquele estado:

- Melhor? - ela perguntou.

- Posso ir embora agora?

- De nada…agora sai daqui.

>>Sasuke on<<

Me levantei, quase não sentia dor e estava muito melhor de me mexer, vesti minha camisa e peguei minha mochila, jogando ela em um dos ombros.

Saí da casa da Sakura, até que ela era legal, e bonita também, mas mesmo assim não deixava de ser irritante.

Talvez eu quisesse tentar fazer amizade com ela, mas me aproximar de uma garota estava fora de cogitação.

Primeiro, porque ela era muito irritante, segundo, as palavras do Madara nunca saíram da minha mente.

"Você não vai se aproximar de nenhuma garota que não seja minha filha".

Eu só queria que aquilo acabasse, queria ser livre, mas parecia que nunca ia acabar, eu só ia continuar sendo manipulado, usado, ameaçado e chantageado.

Cheguei no meu apartamento, ao pegar na maçaneta notei que a porta estava aberta. Entrei e vi que a TV estava ligada (Autora: estava passando Bob Esponja) e que haviam dois pacotes de batata em cima do sofá, as batatas que eu havia escondido em cima do ármario.

Pisei em uma lata vazia de refrigerante e notei que haviam várias pelo tapete, a porta do meu quarto foi aberta, revelando Itachi.

Me lembrei de que ele tinha uma cópia da chave do apartamento e que o porteiro conhecia ele:

- Demorou…onde você estava?

- Fazendo trabalho da escola…à quanto tempo.

- É…fazem três meses.

Itachi me deu um abraço e dois tapas nas costas, que foram muito doloridos.

Nos sentamos nas partes limpas do sofá, tirei minha camisa e a joguei junto da mochila.

Ficamos em silêncio por um tempo, até eu notar que Itachi me encarava:

- Ei! Por que tá me olhando desse jeito?! Sai fora!

Ele estava sério:

- Por que está tão machucado?

- Eu fui assaltado e os bandidos fizeram isso.

- Devia ter me ligado.

- Não ia adiantar nada.

- Quem fez esses curativos em você? - perguntou com um pequeno sorriso.

- Como assim "quem fez esses curativos em mim"?

- Você nunca conseguiria fazer curativos tão bem feitos.

- Foi uma garota.

- Garota? Sua namorada?

- Não! Uma garota que estuda comigo.

- Imaginei, você nunca vai desencalhar e me dar sobrinhos.

- Eu tenho namorada.

- Quem é a louca?

- Karin.

O sorriso dele se desfez:

- Filha adotiva do Uchiha Madara? Eu já falei que quero você longe dessa gente...da até vergonha de saber que ele é do nosso clã.

- Eu nunca cheguei a fazer contato com o Madara…e a Karin é uma garota legal...eu amo ela.

- Meses atrás você nem ligava pra Karin…por que essa paixão repentina?

- Eu amo ela e pronto.

- Sasuke…está tudo bem?

- Por que não estaria.

- Se algo estiver acontecendo pode me contar.

- Não tem nada acontecendo… - menti.

- Tabom. - disse, mas eu sabia que ele estava desconfiado.

>>Autora on<<

Karin lia um livro em seu quarto, estava quase na hora do jantar, alguém bateu na porta e ela disse "entre".

Madara entrou e ela largou o livro em cima da cômoda:

- Oi papai, veio me chamar para o jantar?

Madara sorriu e se sentou na beira da cama:

- Não, a empregada vai demorar um pouco para terminar.

- Não gosto que fale "empregada", ela tem nome.

- Tudo bem, tudo bem…a Chiyo vai demorar um pouco para terminar.

- Se não veio me chamar para o jantar, por que está aqui?

- Só quero saber como está seu namoro com o Sasuke, ele é um rapaz incrível.

Karin deu um sorriso branco e seus olhos brilharam:

- Que bom que gosta dele…está tudo indo muito bem…nunca estive tão feliz, só que...

- O que aconteceu?

- Ele não atendeu minhas ligações hoje, estou preocupada…ah, esqueci!

- Do que esqueceu?

- Ele ia ensaiar pra um trabalho na casa de uma colega hoje...deve ser por isso que não me atende.

- Uma colega?

- Sim…ela é muito legal.

- Quem é essa garota?

- Sakura Haruno, espere um pouco... - disse pegando o celular e entrando no facebook - É essa.

- ...

- Papai?

- Ah, é sua amiga?

- Não posso chamar ela de amiga mas…ela é legal.

- Entendi…bom, daqui a pouco venho te chamar para o jantar.

- Okay.

Madara saiu do quarto e foi para o seu escritório, ao entrar lá pegou o telefone e ligou para os seus homens.

Em menos de uma hora eles estavam lá:

- Quero que matem essa garota… - mostrou uma foto de Sakura - O nome dela é Sakura Haruno.

Continua…



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...