História Satoshi e Serena, história de amor melhor do que crepúsculo - Capítulo 72


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Alain, Alexa, Ash Ketchum, Bertha, Bianca, Bill, Blue, Bonnie, Brendan, Brianna, Brock, Cameron, Caroline, Celebi, Charizard, Cheren, Cilan, Clemont, Concordia, Crystal (Misao), Curtis (Tetsu), Cynthia, Daisy, Dawn Hikari, Delia Ketchum, Diantha, Drew, Eevee, Erika, Fantina, Fennekin, Gardevoir, Gary Carvalho, Georgia, Giovanni, Grace (mãe de Serena), Gray, Grey, Harley, Harrison, Hilbert, Iris, James, Janine, Jenny, Jessie, Kenny, Khoury, Koga, Korrina, Kris, Lance, Lawrence III, Leaf (Green), Lorelei, Lt. Surge, Lucario, Lucas, Lyra, Max, May, Meowth, Mew, Mewtwo, Misty, Morana (Drago), Morrison, Nando, Nate, Norman, Oshawott, Paul, Personagens Originais, Pidgey, Pikachu, Professor Birch, Professor Carvalho, Professor Elm, Professor Sycamore, Professora Juniper, Red, Riolu, Ritchie, Sabrina (Natsume), Sapphire Birch, Sawyer, Serena, Shauna, Skyla, Super Nerd, Taylor, Tierno, Tobias, Tracey Sketchit, Trevor, Tyson, Ursula, Wally, Zoey
Tags Amor, Amourshipping, Ash, Crepusculo, Filho, Kalos, Melhor, Pokémon, Que, Romance, Satoru, Satoshi, Serena
Visualizações 110
Palavras 2.566
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Segue ai o capítulo 63

Tenham uma boa leitura e espero que gostem

Se realmente gostar comente falando o que achou, e favorite para acompanhar os próximos capítulos


Nota: (LEIAM AQUI POR FAVOR)

Bom pessoal, como puderam perceber eu estou demorando um certo tempo para postar capítulos das minhas histórias, mas para quem acompanha meu perfil deve ter visto que sempre que posto eu tento postar dois capítulos de histórias diferentes. Assim eu consigo ter um tempo maior para escrever e não tenho tantos problemas, porém nas últimas semanas eu realmente ando muito desanimado em relação a escrever histórias sobre pokémon... Creio que isso aconteceu porque eu me viciei em escrever sobre comédia e romance que é algo que me da mais prazer de fazer no momento, por isso minha criatividade para pokémon caiu bastante e tive certas dificuldades para escrever. Porém eu tenho compromissos com as histórias que faço e tenho prazer de escrever elas, e vi que isso para mim é só uma fase assim como outras que já passei. Mas para sair dessa fase agora eu precisei de um tempo para exercitar a mente e voltar com tudo, e acho que consegui me animar de novo para voltar a escrever no mesmo ritmo de antes qualquer uma das histórias. Mas para isso nos próximos capítulos vou precisar de opiniões de quem acompanha as minhas histórias, por isso vou colocar perguntas em quase todos os próximos capítulos e gostaria que vocês respondessem essas perguntas. Eu ia começar colocando neste capítulo, mas não tem muito o que se perguntar por agora... Por isso aguardem o próximo e divirtam-se lendo assim como me diverti escrevendo o/

Capítulo 72 - Consequências da transformação...


Fanfic / Fanfiction Satoshi e Serena, história de amor melhor do que crepúsculo - Capítulo 72 - Consequências da transformação...

-P.O.V Satoshi-

Eu me lembro que estava de pé batalhando contra a Korrina, Lucario e Greninja estavam se esforçando para ficar de pé depois de batalharem com todas suas forças, mas no fim o que aconteceu foi uma batalha de resistência onde Greninja acabou ficando de pé por último e venceu a batalha. Mas depois disso não me lembro de nada, eu só lembro que meus olhos ficaram pesados e eu simplesmente desmaiei...

Quando acordei creio que já era noite e eu estava deitado em uma cama do centro pokémon. Ao meu lado estavam o Pikachu e o Greninja e logo que acordei a Serena entrou no quarto com uma bandeja

— Satoshi, finalmente acordou... - Ela fala sorrindo

Eu me sento na cama e sinto uma dor de cabeça irritante

— O que aconteceu? - Eu pergunto

— Você desmaiou logo depois da batalha contra a Korrina assim como o Greninja, acho que foi por conta da transformação - Ela fala botando a bandeja em cima de uma pequena mesa que tinha ali

Pikachu e Greninja logo viram que acordei e vieram falar comigo

— Pikachu, Greninja... Eu estou bem - Eu falo e olho para Serena que parecia ocupada mexendo na bolsa - Serena... - Eu falo

— Sim? - Ela fala sem me olhar

Eu me levanto e vou até ela ficando de pé em sua frente e descalço

— Desculpa por fazer você ficar preocupada... Eu vi que você tentou disfarçar quando entrou, mas deu para ver que você deve ter ficado preocupada comigo - Eu falo

Ela me olha rápido espantada e vejo que lágrimas estavam surgindo em seus olhos. Ela levanta e pega nas minhas mãos

— Você não tem que se preocupar comigo... Eu já estou acostumada com essas suas coisas por isso eu já sei como agir... Mas... Mesmo assim, achei legal você ter percebido isso... As vezes você é tão desligado que nem sei como você consegue chegar tão longe batalhando... Mas o que posso fazer? Foi por esse Satoshi que me apaixonei... - Ela fala sorrindo e me beija

Eu abraço ela forte e falo

— Obrigado... Obrigado por estar comigo agora... Acho que desde que começamos a viajar juntos de novo eu mudei um pouco e tudo foi graças a você... E depois de passarmos por tudo isso junto acho justo de agradecer da melhor forma, por isso a partir de hoje vou tentar não te deixar mais tão preocupada - Eu falo e abraço ela ainda mais forte

Pikachu sobe pelas minhas costas e fica no meu ombro

— Você também Pikachu, obrigado... Acho que os pokémon que tenho são os melhores amigos que eu poderia ter... Incluindo você Greninja... - Eu falo olhando para Greninja que se aproxima de mim e da Serena

Não sei porque mas naquele momento foi quando eu realmente me senti livre de pesadelos que tive do passado... Tudo que aconteceu em Alola com as Ultra Beast's, as coisas que o Shadow aprontou com a gente, tudo isso agora não me preocupava pela primeira vez. Talvez para mim desafiar os ginásios de novo não significava uma entrada para liga, e sim provar que eu era forte o bastante para proteger quem estivesse ao meu lado. O medo de perder alguém importante tomou conta de mim e por conta disso acho que mudei meu jeito sem perceber, mas isso só me fez crescer. E mesmo eu não entendendo nada sobre amor me apaixonei e foi isso que me salvou... Não sei se podem chamar isso de destino, ou se pode se considerar isso como "coisas que acontecem", mas para mim não importava. Eu tinha objetivos agora... E esses objetivos se abriram na minha frente logo depois de vencer a Korrina... Agora só restava estender a mão e pega-los... Porém sozinho eu não conseguiria... Com a Serena do meu lado era o único jeito de eu seguir em frente...

P.O.V NARRADOR

Satoshi e Serena estavam em um momento fofo quando de repente o professor Sycamore abre a porta do quarto e interrompe os dois.

— Opa, desculpa... Eu volto depois - Professor fala e vai saindo

— Não professor, pode entrar - Serena fala rindo e indo até a porta acompanhar o professor

— Professor Sycamore? O que faz aqui? - Satoshi pergunta

— Ele veio porque eu pedi Satoshi - Serena fala

— Isso mesmo... A Serena ficou preocupada por conta do seu desmaio logo depois de usar o Greninja, por isso me chamou para examinar vocês dois - Prof. Sycamore fala

— Ah sim, acho que tudo bem então - Satoshi fala

— Você sabe porque desmaiou? Ou tem alguma ideia? - Prof. Sycamore pergunta

— Na verdade não - Satoshi fala coçando a nuca

— Bom, então temos que descobrir porque isso aconteceu - Fala o Prof. Sycamore

— Na verdade... Sempre que eu e o Greninja batalhamos isso acontece como vocês já sabem, mas dessa vez foi um pouco diferente. - Satoshi fala

— Como assim "diferente"? - Prof. Sycamore pergunta

— Foi como se eu e o Greninja fôsssemos um só e atacamos juntos justamente no último golpe. Não foi com força total, mas depois de atacar sentimos o golpe do Lucario e isso quase fez a gente perder na hora... - Satoshi fala

— Que golpe ele usou? - Prof. Sycamore pergunta já desconfiando de algo

— Foi um Aura Sphere - Satoshi responde

— Entendo... Um golpe lutador... Bom, isso faz sentido... - Fala Prof. Sycamore

— Como assim? - Pergunta Serena

— O Greninja é do tipo Water e Dark, suas fraquezas são a tipos como Bug, Fairy, Grass, Eletric e Fight... Aura Sphere é um golpe tipo lutador e especial, mesmo o Greninja tendo uma defesa especial boa um golpe de um mega Lucario como o da Korrina com toda certeza causaria muito estrago... Se isso estiver certo o Satoshi vai ter que evitar batalhar contra pokémon's que tem ataques desses tipos e tenham uma força parecida ao do Lucario. Isso é o preço a se pagar pela força que o Greninja atingiu com essa transformação... - Fala Prof. Sycamore

— Mas se for assim ele não vai poder usar o Greninja na liga... Não é? - Serena fala preocupada

— Sim... Mas isso depende dos adversários... Mas é melhor não arriscar levando em consideração os danos que podem atingir o Satoshi e o Greninja. Caso o Greninja seja derrotado em uma batalha por um pokémon de algum desses tipos, ou por algum ataque super efetivo o Satoshi pode vir a desmaiar novamente já que o dano vai ser bem maior do que um golpe normal - Fala Prof. Sycamore

Serena olha para Satoshi e vê que ele estava prestando atenção no professor e parecia sério, ela imaginava que ele não aceitaria aquilo por sua teimosia e falou

— Satoshi... - Ela ia falar mas Satoshi fala antes

— Não se preocupe Serena... O Greninja é um dos meus pokémon mais fortes mas não é o único... Eu tenho vários outros que podem dar o mesmo resultado que o Greninja teria em várias situações. Além disso um mestre pokémon não pode depender apenas de uma transformação ou de um único pokémon... Claro que não vou deixar de usar o Greninja por isso... Eu vou vencer essa liga usando todo meu poder, nem que para isso eu desmaie no final... - Satoshi fala

Prof. Sycamore se surpreende com as palavras de Satoshi e fala

— Imaginei que diria isso... Mesmo assim vou tentar te ajudar. Vou estudar essa transformação do Greninja e tentar arranjar um jeito de não acontecer essas coisas sem prejudicar o poder de combate que vocês tem - Fala Prof. Sycamore

— Obrigado professor - Satoshi fala

— Não foi nada... Além disso esse é meu trabalho afinal de contas. - Prof. Sycamore fala

— Professor... Será que eu posso falar com você a sós um minutinho? - Serena pergunta

— Claro... Vamos lá fora então - Prof. Sycamore fala

— Tá, Satoshi fica aqui no quarto e come alguma coisa que eu já volto - Serena fala já indo para fora com o professor

Satoshi estranha mas não liga tanto. Ele vai na mesa onde estava a bandeja e senta perto dela no banquinho que tinha ali. Ele abre os pratos que estavam lá e começa a comer, e chama Greninja e Pikachu para comer também.

P.O.V SERENA

Eu sai do quarto com o professor e fomos até o refeitorio do centro pokémon. Lá sentamos em uma das mesas e começamos a conversar...

— Professor... - Eu falo mas logo o professor me interrompe

— Acho que sei o que vai dizer... Está preocupada com o Satoshi, com medo de ele usar o Greninja em um certo momento e acabar se machucando não é? - Prof. Fala

— Como sabia? - Eu pergunto espantada

— Da pra ver nos seus olhos isso... Além disso eu vi que você notou a afeição do Satoshi enquanto eu explicava aquilo tudo. E conhecendo o Satoshi já imaginou as loucuras que ele faria - Prof. Sycamore fala

— Foi isso mesmo... Não é melhor o senhor ficar cuidando do Greninja enquanto estuda um jeito de impedir isso? - Eu pergunto

— Eu até podia, mas o Satoshi não aceitaria isso muito bem mesmo dizendo que seria para "estudar"... Além disso ele parece saber o que está fazendo, e parece muito mais maduro do que antes. Acho que podemos confiar nele, e você sabe bem mais disso do que eu - Prof. Sycamore fala

Ele tinha razão... Aquilo que o Satoshi tinha falado antes de o professor entrar provava que ele estava mais maduro. Mas eu sentia um aperto no peito só de imaginar o Satoshi batalhando com o Greninja e desmaiando daquele jeito de novo... Eu tentei disfarçar isso mas ele percebeu e isso me assustou. Eu não queria ver aquela cena de novo, mas se o Satoshi me passou aquela confiança sobre ele logo depois que aquilo aconteceu o que eu poderia fazer? Me preocupar só estaria botando a baixo toda confiança que ele demonstrou para mim...

— Acho que tem razão... Mas ainda assim acho que me preocupo... Um tal homem de capuz que batalhou contra a Korrina apareceu e disse que estava esperando o Satoshi na liga. Esse homem parece ser muito forte e se o Satoshi batalhar contra ele e acabar tendo que usar o Greninja... - Eu falo

— Um homem de capuz? Acho que ouvi falar dele... Mas pensei que eram apenas boatos... - Prof. Sycamore fala

— Boatos? Como assim? - Eu pergunto

— Ouvi falar de um homem de capuz que estava viajando por várias regiões procurando treinadores fortes... Dizem que ele é da policia internacional e quer recrutar treinadores para ajudar em algumas missões. Mas achei que isso era só uma história inventada por charlatões - Prof. Sycamore fala

— Acho que não é a mesma pessoa... O homem que vimos não parecia estar atrás de treinadores fortes, ele tem objetivos e acho que um deles é o Satoshi. Agora o motivo disso eu nem consigo imaginar... Se fosse isso ele não precisaria vencer os ginásios para participar da liga, ele simplesmente esperaria a liga terminar e iria atrás dos melhores treinadores - Eu falo

— Mas se ele estiver atrás do Satoshi ele não precisaria entrar na liga também, ele podia simplesmente desafia-lo e ponto, não acha? - Prof. Fala

— Acho que tem razão... - Eu falo e fico pensando

E para mim o que o professor disse fez sentido. Ele não precisaria entrar na liga para desafiar o Satoshi, pensando nisso da pra imaginar que o objetivo principal dele não era o Satoshi. E vendo por esse lado até faria sentido ele estar atrás de treinadores fortes, e entrou na liga para testa-los com sua própria força. Mas a parte da policia internacional... Não sei bem...

— Bom professor, em todo caso se acontecer alguma coisa eu aviso o senhor tudo bom? - Eu falo

— Tudo bem então, vou para um hotel aqui da cidade e amanhã cedo volto para Lumiose. Boa noite - Prof. Sycamore fala levantando da mesa

Depois dali me despedi do professor e ele foi embora. Eu ainda fiquei um tempo por ali pensando em quem poderia ser aquele homem, mas ninguém veio a minha mente. Foi quando do nada o Meowth da equipe rocket apareceu disfarçado

— Eu acho que sei quem é esse tal homem que vocês estiveram falando - Meowth fala

— AH que susto... Meowth? O que faz aqui? - Eu pergunto assustada

— Calma, estamos seguindo vocês dois a um tempo - Meowth fala

— O quê? Porque vocês fizeram isso? - Eu pergunto já ficando um pouco exaltada

— Calma pirralha, a gente só estava preocupado com aquela mulher louca que não gosta de você. Ela podia aparecer de novo e pensamos que ela podia saber de alguma coisa do nosso chefe Giovanni - Meowth fala

— E porque não nos avisaram antes? - Eu pergunto

— Se a gente avisasse não teria graça, além disso não fariamos nada contra vocês até porque não temos força para isso agora. Só que descobrimos uma coisa... - Meowth fala

— O que? - Eu pergunto

— Quando aquele tal homem encapuzado estava batalhando com a líder de ginásio lá perto daquela caverna uma coisa chamou atenção da gente. Aquele Persian que o homem usava parecia muito o Persian do nosso chefe Giovanni - Meowth fala

— Todos os Persian se parecem Meowth, isso não faz sentido - Eu falo

— Não... Aquele tinha a mesma... Como se diz... Ele tinha a mesma Aura ruim do Persian do chefe, isso eu posso dizer com toda certeza - Meowth fala

— Então vocês acham que o Giovanni é o homem que desafiou o Satoshi? - Eu pergunto

— Sim... - Meowth responde

— E porquê ele faria isso? - Eu pergunto

— Nós também não sabemos... Por isso seguimos ele quando ele fugiu, mas não conseguimos alcançar ele e ele fugiu. A Jessie e o James estão atrás deles agora e eu fiquei para trás caso ele apareça procurando vocês de novo - Meowth fala

Eu fiquei pensando... O que o líder da equipe rocket podia querer com o Satoshi? Pelo que eu sabia sobre ele nada vinha a minha mente... Nem mesmo o Meowth parecia suspeitar de qualquer coisa. Por isso levantei e falei

— Meowth, você vai vir com a gente a partir de agora - Eu falo

— O quê? Como assim? - Ele pergunta

— Você, eu e o Satoshi vamos viajar juntos por um tempo. Assim caso esse cara apareça novamente você vai saber se é ele mesmo - Eu falo

— Mas se eu ficar por perto ele pode me reconhecer e aparecer - Meowth fala

— É só ficar disfarçado... Além disso se ficar espiando de longe o primeiro que ele vai notar vai ser você então não faz diferença. Vamos, temos que falar isso para o Satoshi - Eu me viro e vou indo para o quarto

— Eu sabia que não devia ter vindo falar nada... Eu sabia... - Meowth fala me seguindo

Eu naquele momento estava confiante. Se aquele homem fosse realmente o Giovanni tinhamos que descobrir logo, mas eu sabia que isso não era algo tão relevante para se preocupar. Mesmo parecendo que ele poderia fazer alguma coisa contra a gente, nada seria tão grande quanto o que passamos antes com o Shadow e a Katrina. Por isso estava focada em vencer a Classe Mestre e ajudar o Satoshi na liga. Dali em diante nossos caminhos estavam trilhados, e nosso dever era apenas se manter de pé até chegarmos em nossos objetivos

TO BE CONTINUED


Notas Finais


Espero que tenham gostado

Se realmente gostou comente falando o que achou, e favorite para acompanhar os próximos capítulos.

Próximos capítulos em breve o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...