História Saturno Azul - VKook - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Bts, Jungkook, Tae, Taekook, Vkook
Exibições 27
Palavras 984
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Eu chorei escrevendo isto... talvez o fato de emo influencie bastante.

Capítulo 5 - V - Even The Stars Die


Fanfic / Fanfiction Saturno Azul - VKook - Capítulo 5 - V - Even The Stars Die

Foi assim que começamos o nosso namoro. Aliás, foi lindo sabia? O modo em que você me pediu namoro-casamento. Foi inesperado.

      Lembro que você havia me pedido para conhecer o meu local de trabalho. Eu te levei e você me perguntou em qual lugar eu tinha descoberto o Crepúsculo-V e eu te levei até o telescópio. Você foi até ele, olhou através dele e então me disse:

- Eu acho que está quebrado.
     
     Eu fiquei tão assustado! O telescópio era novo e perdê-lo seria praticamente o fim do COA.
    Eu me apressei e quando usei o telescópio, ao focá-lo, tinha a mensagem escrita na parte interna:

      "De todo o cosmo, eu prefiro você. 
Você aceitaria passar o restante de sua linha temporal ao meu lado?"
         
         Eu sair do telescópio, te abracei e te gritei "SIM" instantaneamente.
         
       Você tirou do seu bolso duas alianças que estavam amarradas com uma fita azul. Em uma delas estava escrito "There cannot be light without darkness" e na outra: "There cannot be Darkness without light".

              Éramos nós.

      Você colocou a sua aliança em mim e eu coloquei a minha em você. Éramos nós, o equilíbrio.
     Tínhamos tudo a nosso favor, tínhamos cada dia, tínhamos as nossas noites, as nossas comemorações de tempo juntos...

---------------even the stars dies----------------

 

   05h08 - No nosso apartamento.

 

      Após você ter se mudado para a nossa casa, eu me senti completo. Te ajudei a subir com as suas coisas e nos divertimos juntos ao ver as suas fotos de infância.

Como você é lindo até em fraldas!

      Subimos com tudo e durante a tentativa de arrumar as coisas, começamos a jogar roupas um no outro. Era uma verdadeira guerra com o uso de roupas como arma. Você começava a rir alto, sem conseguir se mexer. Eu te observava abraçava, te beijava te protegia, te gritava o meu amor.
        Após horas de enrolação, terminamos. Olhamos um para o outro e nos sentimos preparado para tudo. Fomos até o terraço e levamos comida para passarmos o crepúsculo juntos. Estávamos deitados e olhando para o céu que estava a escurecer.

-  Você consegue ver Jungkook? 
- O que Tae? 
- Que apenas conseguimos ver as estrelas com a luz do sol quando a escuridão e Luz se equilibram? 

   Nós nos olhamos como se isto sempre fizesse sentido, como se isto fosse o correto a se fazer.
   Coloquei a minha mão atrás de tua nuca para que você deitasse em meu braço e com a outra eu pude segurar a sua mão. Estávamos lá, observando equilíbrio entre a luz e a escuridão.

          Éramos nós.

 

------------------Even the stars die----------------

02h09 - Tempo atual.

        Jungkook fecha o seu diário.

Em meio a uma pausa ele respira fundo e começa  a falar:

     Eu não sei como te dizer isto porque não acredito que palavras seriam o suficiente para dar uma noção de como eu me sinto sobre você. Eu jamais quero te deixar ir. Jamais. Se for preciso, eu enfrento tudo e todos.
     Eu só preciso de você ao meu lado porque só assim todo o cosmo faz sentido, todas as minhas teorias são comprovadas.
     E se não for muito... Por favor, volte. Não vá para o caminho com luz pelo menos, não desta vez.
                       Por favor, acorde! Eu te amo demais para deixá-lo ir. Por favor!

   Jungkook segura a mão de Tae, que permanece em coma após ter sofrido um acidente de ônibus há 3 meses atrás.

- Eu não quero ter como última lembrança ver você saindo de casa para ir ao trabalho tão sorridente. Eu não quero me culpar por não estar lá para te proteger. Taehyung, ACORDE!

 

    Jungkook se levanta, continua segurando a mão de Tae enquanto chora e grita em desespero:

 

- EU NÃO DEVIA TER DEIXADO VOCÊ SAIR NAQUELE DIA, EU NÃO DEVIA!

      Os enfermeiros percebem os gritos e tentam acalmá-lo.

- Eu só quero que ele acorde! Eu o amo.

    Já um pouco mais calmo, JungKook se senta.
    
     Há 3 meses ele praticamente mora no hospital e se recusa a deixá-lo. Ele continuava ali dia e noite na esperava de Tae acordar.
       Ele jamais saiu daquele hospital desde o primeiro dia do acidente.
      
      Jungkook chega próximo ao Tae e enquanto segura as suas mãos, enquanto faz um carinho em seu rosto e observa a pele de Tae tão pálida, roxa e machucada... ele decide começar a cantar, mesmo que entre o choro "..." que ousa a gritar.

 
 

- You're...  sent from heaven to... save me 
From my wicked ways
And all... the loneliest nights
Turn into reasons to stay
And I can ho-o-ope
That soon you'll know, oh, oh
Why I leave all the lights on
'Cause it's dark... when you're gone

(Tradução:
Você foi... mandando do céu para me salvar
De meus maus caminhos
E todas as noites solitárias 
Se tornaram em razões para ficar 
E  eu espero 
Que você logo saberá, oh, oh
O motivo pelo qual eu deixo as luzes acesas
Porque é escuro... quando você se vai.)

Jungkook fecha os olhos e com toda a dor em seu peito sussurra no ouvido de Tae:

 
      Você é a única luz da qual suporto.

     Jungkook o beija na testa. O tubo que sustenta o corpo do Tae não permite que seja em sua boca.

  O monitor cardíaco fica em linha reta.

     Jungkook o solta como se estivesse se despedindo.

   As enfermeiras e médicos entram no quarto e tentam reanimar o corpo morto de Tae

    Jungkook olha para os médicos como se a esperança em seu peito já não morasse.

Uma lágrima caiu. A mais pesada, a mais amarga.

Em voz baixa ele diz:

        Você sempre será a luz... A única luz da qual suporto.

 

----------------Even the stars die-----------------
    
- X


Notas Finais


A fic não acaba aqui!
;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...