História Save me - Imagine - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 156
Palavras 1.057
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 38 - ...this might be my sin.


Fanfic / Fanfiction Save me - Imagine - Capítulo 38 - ...this might be my sin.

  Abri meus olhos pesados, eu estava mole e pesado, sonolenta, relaxada. Me virei e vi Tae - Onde eu to? - perguntei lentamente, minha lingua estava pesada, era como se estivesse pastoso.
  Ele segurou minha mão - O Suga você o acompanhou até aqui no hospital mas acabou tendo que ser sedada pois.. - ele sorriu forçado - se descontrolou.
  Eu tentava raciocinar mas não conseguia, eu tentava me concentrar no que ele falava mas era difícil, tudo estava lento de mais, tentei me levantar porém me senti tonta.

  Foi então finalmente que eu entendi o que ele quis dizer, finalmente eu consegui raciocinar - Ca-cade ele? - perguntei com dificuldade e temendo a resposta - Quanto tempo eu... Eu estou aqui? Dormindo sei lá?
  - Melhor você se acalmar.
  Então tudo começou a ficar mais lento, eu não consegui conter um bocejo, me aconcheguei mais no travesseiro e meus olhos foram se fechando.

  30 minutos depois...

  Abri meus olhos novamente eles estavam menos pesados do que a primeira vez, não havia ninguém ali comigo, me sentei na cama e passei a mão pelos cabelos, tentei me levantar mas minhas pernas amoleceram um pouco, me escorei mas logo recobrei o equilíbrio.
  Abri a poderá do quarto e vi Tae vindo em minha direção, ele olhava para o chão - Tae - chamei.
  Ele olhou para mim e forçou um sorriso - Já acordou.
  - Poisé.
  - Preciso te contar uma coisa.
  - Que coisa? É sobre o Suga? Ele está bem? Por favor me diz.
  - Sim é sobre isso mas primeiro acho melhor você se sentar.
  Entrei no quarto novamente e me sentei - Agora me diz.
    - Como você sabe ele foi esfaqueado e um pedaço da lâmina ficou nele, ele foi trazido em estado de emergência e levado para sala de cirurgia.
  - Fala de uma vez. - eu estava cada vez mais ansiosa.
  - Ele foi operado com sucesso..
  - Então ele está bem agora certo?
  - Por enquanto sim mas a gente não sabe se ele vai sobreviver.
  - Como não?
  - Ele teve hemorragia interna e entrou em estado de choque, agora já foi controlada, ele está sedado mas ele não está fora de perigo.
  - Eu preciso ver ele - falei com lágrimas nos olhos.
  - Eu sei que precisa mas no momento precisa descansar.
  - Não eu já descansei de mais - apesar de minhas palavras eu me sentia cansada - Cadê meus pais?
   - Eles foram pra casa tomar banho e comer alguma coisa e até agora não voltou.
   - Por quanto tempo eu dormi?
  - Da primeira vez 5 horas e agora da segunda 30 minutos.
  - Eu quero ver ele Tae.
  - No armário ali - ele apontou - tem roupa pra você se trocar.
  Peguei as roupas e fui para o banheiro, tomei um banho e me vesti, sai do banheiro e fui para fora do quarto onde Tae se encontrava.
  -Vamos - falei e ele assentiu.
  Caminhamos pelos longos corredores - Temos de ir pra recepção - ele falou e eu assenti. Ele entregou minha identificação e a dele para a recepcionista - Viemos visitar o paciente Min Yoongi.
  Ela digitou algumas coisas no computador e devolveu nossas identificação juntamente com nossos crachá.
  Olhei para ele enquanto caminhavamos - Como você está com minha identificação?
  - Seus pais trouxeram e acabaram deixando comigo caso quisesse ver o Suga quando acordasse. -Voltamos a caminhar pelos longos corredores brancos até que paramos - É aqui - ele disse e nós entramos.
Entrei no quarto e vi Suga ligado a vários aparelhos, fui até ele e o toquei na bochecha - Você vai ficar bem - falei beijando sua testa - Obrigado por me salvar e me desculpe por ser fraca, você ainda vai viver muito.
Lagrimas começaram a escorrer pelo meu rosto, Tae veio até mim e me abraçou - Você quer ficar a sós com ele?
  - Por favor... - então ele se soltou de mim e saiu, eu peguei na mão de Suga enquanto o fitava - Sabe eu não sei se você pode me ouvir porém eu queria que você não me deixasse, eu me lembro de quando eu tinha medo de você e agora isso me faz sorrir pela bobagem, é estranho saber que eu tinha medo de você te conhecendo tão bem agora, eu me lembro de quando você se declarou pra mim em meu quarto e isso me deixou assustada e confusa, parece que somos amigos a séculos mesmo não fazendo muito tempo, eu não sei muito bem o que sinto mas eu sei que te amo, eu não sei se é igual ao que sinto pelo Tae mas é forte, talvez seja amor de irmão mas eu quero te ter do meu lado, não estou pronta pra te dizer adeus - a esse ponto eu não conseguia mais controlar as lágrimas - eu não quero te ver partir enquanto eu fico, eu não quero saber que nunca mais vou te ver, que nunca mais vou ver seu mal humor ou ouvir seus xingamentos, eu só te peço por favor, não se vá, se existe essa coisa de túnel, de luz branca ou seja lá o que for não vá, siga minha voz e fique comigo, com seus amigos, com sua familia, eu sei que já to falando um monte de besteira e coisas sem nexo mas você me conhece, eu sou assim, eu falo coisas sem sentido, falo de mais e atropelo as palavras com a pressa, mudo de assunto com facilidade, mas eu não minto, não pra você ou sobre meus sentimentos, eu pensei sobre isso mas nunca lhe disse o quanto me arrependo do tempo perdido, você nesse pouco tempo me ensinou a ser forte, nada sobre músculos ou qualquer coisa assim mas por dentro e eu te agradeço por isso mas eu não estou preparada pra te perder, eu sei que talvez soe como egoísmo mas este pode ser o meu pecado, o egoísmo.
  Respirei fundo enquanto tentava controlar meus soluços, continuei ali segurando sua mão, senti sua mão se mexendo um pouco e o olhei.
  Um sorriso fraco brotou de seus lábios enquanto ele lentamente abria seus olhos.
  - Eu sabia que você não iria me deixar - falei entre as lagrimas - obrigado Suga.
 
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...