História Save me - Imagine - Capítulo 49


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 67
Palavras 1.118
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 49 - Choice


Fanfic / Fanfiction Save me - Imagine - Capítulo 49 - Choice

  Você saiu do banho já vestida e encontrou Yoongi dormindo em sua cama, ele estava fofo com um dos braços embaixo da cabeça e o outro em sua frente todo desajeitado, com suas pernas para fora da cama.
  Como se tivesse 'lutado' com o sono mas perdeu, caindo no sono de qualquer jeito, você colocou aas mãos na bochecha apreciando aquela cena fofa com um sorriso amplo em seu rosto.
  Você não queria acordá-lo e não via motivo para não deitar ao lado do !mesmo já que passaram por tantas coisas, ele é como um irmão e não seria a primeira vez.
  Você viu que ele não retirou os sapatos para subir para seu quarto, com cuidado para não o acordar, retirou e colocou no canto do quarto, ao lado da porta.
  Subiu as pernas do mesmo e colocou na cama, jogou os cobertores em cima dele e com cuidado foi para o canto se encobrindo também.
  Você olhou para ele de costas, ele é realmente lindo se pudesse escolher, amaria ele e não Tae, não que não amasse Suga mas.. Mas sei lá.
  Em um ato mecânico ergueu um dos braços e começou a alisar o cabelo dele, ele se mexeu mas você não acordou.
  Ele se virou para seu lado ainda dormindo e você sorriu, ele realmente é lindo, você desceu a mão para seu rosto e o alisou. Sim, ele extremamente lindo.
  Ele abriu os olhos e sorriu - Você dormiu.
  - Não era pra eu ter dormindo porém é ótimo acordar do seu lado.
  - Idiota - você deu um tapa de leve em seu ombro que sorriu ainda mais.
  - É verdade ... Você é uma ótima amiga. - sinceramente você não gostou do amiga.
  - Você já gostou de mim sem ser amiga? - ele arregalou os olhos e se levantou com pressa se sentando na cama.
  - Por que quer saber? - ele parecia com um olhar distante, uma expressão vazia.
  - Eu não sei .. Parece que tudo só da errado para mim sabe - você suspirou e olhou para o teto pintado de seu quarto - uma coisa se acerta e outra ferra. O Tae diz que me ama mas sempre está agarrado com alguém as vezes eu acho que apenas meus pais me amam de verdade e eu demorei um bom tempo pra ver isso.
  Ele se virou pra você - O Tae te ama.. Droga.
  - O que foi? - você estava confusa.
  - Eu disse.. Eu disse que ia fazer uma coisa mas estou praticamente fazendo outra, afirmando e praticamente empurrando.
  - O que? Não tô entendendo nada.
Ele riu sem vontade - Eu .. Vamos dormir - ele se deitou novamente e você o abraçou.
  -Yoongi?
  - Hum?
  - Você promete nunca me abandonar ou mentir pra mim e ser sempre meu amigo? - você o olhava nos olhos.
  - Eu prometo. - seus olhos eram sinceros.
  Você alisou seu rosto e se aproximou dele, depositou um beijo em sua bochecha. - Eu te amo muito.
  - Eu também te amo.
  Ambos ficaram abraçados e assim adormeceram.
 
  Dia seguinte...

  Você se levantou e após o desjejum foi para a faculdade, Suga ainda dormia e você o deixou lá afinal já é de casa, realmente Akira estava em sua sala ele já sabia do trabalho e ambos permaneceram juntos.
  Aos poucos a amizade dos dois estavam sendo retomada, conversas fúteis e sorrisos sinceros, trabalhos em duplas e arte em conjunto.
  Após a faculdade voltou para casa, nada de Tae ele nem ao menos apareceu, em troço instante enquanto estudava e olhava frequentemente o celular, não chegou nem sequer uma mensagem ou ligação, nada.
  É como se ele nem sequer se importasse e talvez não se importe, talvez nunca houve amor... Da parte dele.
  Enquanto Suga perguntava de seu estado e se estava tudo bem a cada cinco minutos.
 
   Dois dias depois...

Você estava chegando em casa, seu celular começou a tocar, era como sempre Suga.
  - Alô ____.
  - Oi Suga - mesmo ele não vendo, você sorria.
  - como você está?
  - Ligou para perguntar se eu estou bem de novo? Foi apenas mais uma decepção - você suspirou - uma dentre tantas outras.
  - Éé ... - ele parecia exitar - você o ama? Pensa em continuar com ele? Eu.. Eu tenho que falar que mesmo não querendo admitir ele ta sofrendo.
  - Não dá pra esquecer uma pessoa assim e reprimir o que sente - você parou de andar e começou a olhar pros pés, brincando com eles - eu não posso dizer que não tô mas não sei se dá pra continuar assim.
  - É bom você se decidir até chegar em casa... Bem, eu vou indo. Beijos.
  - Beijos.
Ele encerrou a ligação e você continuou o caminho ate em casa, abriu a porta que estava destrancada o que estranhou.
  E sentado no sofá estava Tae totalmente ereto e sério o que não é de seu feito. - Precisamos conversar.
  - Sim precisamos - você estava com medo dessa conversa principalmente por ter pensado no assunto nos três dias. - pode começar a falar.
  - Eu queria que não me interrompesse - você assentiu - eu sei que é difícil pra você sempre me ver com alguém principalmente tendo a você - você abriu a boca mas fechou em seguida - eu realmente não faço de propósito, te trair sem a intenção mas traí e não posso voltar atrás, quebrei nosso elo de confiança, eu passei por uma situação pela qual não quero passar novamente e quando alguém como você que mesmo sem saber de nada me ajuda eu... Eu estrago tudo. - ele abaixou a cabeça - me desculpe.
  - Eu sei bem como é estar em situações complicadas, eu estive pensando em nós esses a dias e você me dizendo que eu te fiz tão bem mas mostra com atos ao contrário me faz duvidar e mesmo que me machuque eu vou sobreviver, eu sobrevivi a tudo pelo qual passei, mesmo tendo a você não posso me apoiar pra sempre até por que não vai ter um amanhã para nós dois - você retirou a aliança - agora tudo parece um sonho distante, obrigado por ter estado comigo e pelas memórias perfeitas que me deu é triste que não tenhamos dado certo.
  Ele começou a chorar mas não estava muito diferente de você, você foi até ele e depositou o objeto em sua palma da mão.
  Ele começou chorar ainda mais, era de partir o coração, você se sentia destruída. Ele largou a chave de sua casa em cima da mesa e chorando se foi sem olhar para trás.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...