História Save Me - SUGA - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Personagens Originais, Suga
Tags Bts, Escolar, Shoujo
Visualizações 35
Palavras 973
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Estamos chegando aos capítulos finais

Capítulo 25 - Sacrifícios


Fanfic / Fanfiction Save Me - SUGA - Capítulo 25 - Sacrifícios

Yoongi

– Yoongi, você estava namorando com a Minyeo!?- me olha incrédulo.- Pode me explicar isso?- cruza os braços.

– Hyung...

– Jungkook, por favor, não se meta.- repreende o mais novo.- Yoongi, por favor, explique.

– Sim, foi isso mesmo.

– Precisamos nos reunir para conversar...- diz baixo.- Todos lá para baixo, ok? Vou chamar os outros.- pronuncia suas últimas palavras e sai do cômodo.

– E agora?

– Não sei...- suspiro pesado.- Vamos, todos devem estar lá.

Como o esperado, todos estão reunidos na sala de estar. Posso sentir daqui seus olhares pesarem sobre mim.

– Por favor, sentem-se.- Nam pede.

– Yoongi, antes de mais nada, quero lhe dizer que ninguém está aqui para te julgar.- Jin explica.

– É mesmo? Engraçado... Isso é semelhante a um tribunal.

– Sem gracinhas, por favor.- o mais velho pede.

– Yoongi, só me responda isso... É verdade mesmo que você gosta dela?

– Sim, é verdade mesmo. Não escolhi isso, simplesmente aconteceu.- abaixo a cabeça aos poucos.- Vocês não têm noção do quanto eu gosto dessa garota...

– Suga...- Kook sussurra.

– Bom, se era só isso, já vou dormir.- dou de costas para eles e subo novamente para o quarto.


Kook

Aquele clima tenso surgia no meio daquela sala. Os meninos discutiam entre si, e o Yoongi tinha subido com a expressão nada boa... Não posso permanecer quieto.

– É verdade, o Suga realmente gosta daquela garota. E acredito que não seja um simples "eu gosto de você", mas sim um "eu realmente gosto de você".- inicio e todos prestam atenção em mim.- Toda vez que ele fala dela, o seu sorriso cresce tanto que não cabe no rosto. Ele fica tão bobo que às vezes preciso pedir para que disfarce.- continuo e todos permanecem ainda em completo silêncio.- É realmente verdade, ele gosta muito dela.

Todos antes atentos, estavam agora a discutir sobre o assunto. Coisa que não acho que seja necessário, até porque é algo pessoal, mas somos um grupo, e grupo tomam decisões juntos.


03:15 da manhã

Minyeo


– Alô?

– Minyeo?

– Sim...

– Sou eu, Yuna. Desculpe ligar tão tarde assim, mas eu estou desesperada... O Guk desapareceu!

– Hã? Ah, ele deve estar com aqueles amiguinhos do clube.

– Eu contatei eles e um tal de Min Go disse que era melhor não o encontrar ou ele estaria morto. Por favor Nyeo, me ajude...

– Tudo bem, vou dar um jeito de sair, então me encontre em frente a casa dele.

– Obrigada.

– De nada.- desligo.


[...]

Em passos precisos até a casa de Guk, consigo avistar uma figura de estatura baixa e pálida, parecendo aflita.

– Oi Yuna.- alerto minha presença pois estava tão aflita que não chegou a perceber.

– Oi Nyeo, obrigada por ter vindo.- curva-se.

– Agora me fala novamente, o que aconteceu?

– Não sei direito... O vi somente mais cedo, aí ele disse que encontraria alguém e que voltaria depois, mas até agora nada. Tinha até ligado para ele antes, mas no meio da ligação não ouvia nada além de brigas.- explica, estando com o rosto molhado por conta das lágrimas.

– Yuna...- tento a acalmar.- Me conta, o que aconteceu depois?

– Depois tentei retornar a ligação, mas quem atendeu foi um tal de Min Go que disse que se o encontrasse, ele estaria morto.- soluça algumas vezes.

Min Go... Esse nome não me é estranho...

Flashback

– Que amigo?- o encaro.

– Um amigo do clube.

– O mesmo que você disse que ia passar na casa dele?

– Sim, ele mesmo.

– Quero nome, turma e idade.- digo firme.

– Vai querer a ficha dele toda?- debocha.- Vamos, não temos tempo.

– Lamento Guk, mas não vou a lugar nenhum se não me disser.- bato o pé.

– O nome dele é Min Go, é do terceiro ano e tem 23 anos.


– É isso!- digo e Yuna parece não entender nada.- Me empresta o seu celular.- estendo a mão e ela me entrega.

– O que vai fazer?- me olha confusa.

– O meu tio trabalha no departamento de polícia e conhece todos por lá, então talvez ele possa ajudar.- digo, discando o número.

[...]

– E então?- me olha aflita.

– Ele disse para esperarmos um pouco que checaria a localização dele. Disse também que quando encontrasse, ligaria novamente.

Só nos resta esperar...


Guk

– Hahahahaha, finalmente te encontrei.- sorri largo.- Achou que escaparia de mim, Guk?- rodava sua cabeça lentamente enquanto falava.

– Não tenho medo de você, Min Go.- o fito.

– Não? Pois deveria. Você sabe muito bem o que posso fazer com você...- continua a sorrir.

– Vá em frente, faça o que quiser comigo.- me mantenho firme e percebo que isso não o agrada.- Ah, esqueci... Você não faz nada por conta própria, mas manda os outros fazerem por você, não é mesmo?- afronto.

Ele não parecia mais estar em sã consciencia. Seu olhar era vago, como se estivesse em algum tipo de transe.

Mal deu tempo de respirar e já sou bombardeado por vários socos consecutivos. Socos esses que faziam minha pele queimar por conta dos acessórios que usava.

– Isso é tudo o que consegue fazer?- o provoco.

Meu rosto se tornava escuro por conta de todo o sangue espalhado. Sangue que permanecia abrangente devido aos ataques.

[...]

Já não conseguia abrir os olhos normalmente por conta do inchaço em meu rosto. Meu corpo doía muito, mas não podia dar prazer à ele por estar com medo. Não medo do que faça comigo, mas sim do que faça com as pessoas que amo.

– Depois de acabar com você, vou acabar pessoalmente com essas garotinhas suas. Yuna e Minyeo, não é esse o nome delas?- ri descontroladamente.

– Você é louco...

– É mesmo? Você ainda não viu nada.- sorri largo.

[...]

Não consigo mais me manter de pé ou mesmo consciente. Estou perdendo pouco a pouco os meus sentidos, junto com o meu sangue.

E acho que aqui será meu último adeus...

– Parados!!- gritos ecoam pelo cômodo. Minha visão ficava cada vez mais turva e minha audição quase parando.

– Guk!!- ouço gritarem o meu nome e essa é a última coisa que escuto antes de cair por completo.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...