História Save me - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags J-hope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Rap Monster, Suga, Yoonseok
Exibições 28
Palavras 1.800
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá pessoas! Sim, eu estou postando tarde, mas eu tenho aula amanhã e eu simplesmente amei escrever esse capítulo.
Hoje tem muitas tretas, yeeeee!
E peço que não odeiem a Yang Mi (ou talvez odeiem).
E não tem música hoje no capítulo :(((
Hoje não tem muito o que falar eu acho, por isso, fiquem com o capítulo quentinho.
Boa leitura! <333
E muito obrigada por tudo, pessoal!

Capítulo 11 - Proud


Fanfic / Fanfiction Save me - Capítulo 11 - Proud

KIM TAEHYUNG

Madison era bonita até dormindo, parecia até um anjo. 

Fiquei até bem tarde fazendo um carinho gostoso em seus cabelos até que a menina adormecesse por completo em meus braços. Depois disso, retirei o travesseiro de minha perna, o colocando na cama, verificando se a menina não havia acordado, para logo dar um breve selar em sua testa e pular sua varanda rumo à minha casa.

Entrei em casa sorrateiro, evitando fazer barulho para que appa e omma não acordassem. Graças aos céus isso não aconteceu, e eu pude me trocar e deitar para dormir, mesmo que isso só fosse acontecer praticamente na hora de levantar, já que a voz fanha e doce de Madison e sua expressão assustada ainda estavam em minha cabeça.

(...)

Mesmo parecendo um zumbi, eu ainda estava animado para ir à escola. Esse era o efeito que a doce Maddie tinha sobre mim. Irônico não?!

Caminhei pelos corredores repletos de alunos até chegar ao grupinho de meninos. Os cumprimentei e dei falta imediatamente de Madison, logo procurando perguntar por ela, afinal, eu estava preocupado. E se ela não quisesse mais me ver? Teria eu sido absurdamente precipitado e ela está com vergonha de mim? Eu sou um tolo mesmo!

- Pessoal, vocês viram a Madison? - perguntei com uma voz de descaso, como se não fizesse questão.

- Acho que ela não chegou ainda, Taehyung. - Jin falou. Doía muito ouvir Jin se dirigir a mim apenas como Taehyung e não como Tae como era antigamente. Eu perdi pouco a pouco um dos meus melhores amigos e confidente por uma mentira, por um engano. Eu fui tão idiota e me comportei como uma criança, porém, eu estou realmente disposto a corrigir o meu erro e fazer as coisas da maneira certa.

- Bom dia, pessoas lindas e maravilhosas! - a voz doce da menina inundou meus ouvidos como uma bela melodia.

- Bom dia! - respondemos em uníssono.

- Para quem mal saiu do hospital, a senhorita está bem feliz, hãn? - Jin falou, colocando as mãos na cintura e parecendo uma verdadeira omma.

- Concordo. Na verdade, a senhorita era para estar em casa descansando para não abrir os pontos ainda muito atuais desse seu braço. E se acontece alguma coisa? - Yoongi dessa vez falou, abandonando sua postura relaxada, e adquirindo uma de appa preocupado.

Se os pais da menina haviam morrido, ela havia acabado de arranjar novos sem querer.

- Ok omma, ok appa, mas eu tive uma noite de sono maravilhosamente boa e por isso eu insisti muito com a minha avó para poder vir a aula. E respondendo a você, appa Yoongi, nada acontecerá a mim, porque sei que os meus novos pais e os meus, agora, quase irmãos, cuidarão muito bem de mim. - Madison falou e olhou discretamente por mim, passando desapercebida por todos.

- Fico feliz que esteja aqui, pequena. - Jimin falou pegando a delicada e pequena mão da menina, logo a beijando.

Não pude evitar de fechar a cara e ficar morrendo de ciúmes. Eu odiava essa aproximação repentina de Jimin. E eu me sentia absurdamente ameaçado perto dele, afinal, o cara era bonito, simpático, doce e ainda por cima gostava dela. Era uma disputa bem desigual, apesar de que no quesito altura, eu saio ganhando.

Fomos para a aula e lá eu pude desfrutar um pouco da minha boa sorte. Eu acho que eu fiz coisas muito boas e proveitosas na minha outra vida, porque nossa, o pacto com Deus estava dando certo.

Durante a aula, a professora solicitou que uníssemos as carteiras para fazer um trabalho em dupla, porém, visando a melhor e maior interação dos alunos, ela sortearia os grupos. Todos ficaram descontentes, porém eu vi ali, a chance de ou ser chateado pela Yang Mi, ou ficar em uma situação chata com Jin ou ficar com a bela menina loira, e foi aí que a minha sorte entrou.

- Próxima dupla. Madison Collins e...Kim Taehyung. Bom trabalho!

Yang Mi protestou infinitamente, porém eu apenas consegui abrir o meu melhor sorriso, fazer uma reverência à professora e arrastar minha carteira em direção da carteira da menina.

Fizemos todo o trabalho rápido, numa excelente parceria, eu diria. Madison era o tipo de garota doce e engraçada, porém muito focada quando queria, e foi por isso que fizemos tudo rapidamente. Ela era muito inteligente também, devo admitir, procurando sempre me ajudar quando eu não entendia algo. Como tudo fora muito rápido, resolvemos conversar baixinho um pouco para "nos conhecermos melhor".

- Que horas você foi embora ontem?

- Não faço ideia. Só sei que era bem tarde, bem tarde mesmo.

- Você é completamente doido! Seus pais não te viram?

- Eu sou o rei da discrição quando se trata de entrar em casa escondido. - falei, nos fazendo rir. - Você dormiu bem rápido até. Fiquei super feliz com isso. Será que a noite maravilhosa da senhorita Madison foi por minha causa? 

- Bobo! Não, não foi por sua causa, foi por causa das suas mãos, do seu cafuné. E dos sonhos bons que tive. Eu não me sentia bem assim em tempos, obrigada Tae. - falou sorrindo.

- Eu não fiz nada. Eu só quero que você exiba sem pudor o sorriso lindo que tem, apenas isso.

A menina corou e olhou para as próprias mãos.

- De onde veio a ideia de se declarar para mim, tipo, do nada?

- Ah, eu tive essa ideia maluca no dia que te vi saindo do jardim de mãos dadas com o Jimin. Meu coração apertou e eu me senti um nada, e foi ali que eu percebi que gostava de você. E hoje, eu farei mais uma loucura Madison, mas apenas espere para ver.

- Espera, que tipo de loucura, Kim Taehyung?

- Eu vou esclarecer algumas mentiras e provavelmente você saberá o porquê de eu ter me tornado aquele cara babaca e iludido pela Yang Mi de antes.

- Esperarei ansiosa, Tae. Apenas, faça a coisa certa.

(...)

Assim que a aula terminou, Yang Mi fez um sinal já conhecido por mim como se quisesse conversar comigo. Não haveria hora mais perfeita para esclarecer algumas coisinhas e acabar com essa chantagem ridícula.

Estávamos completamente sozinhos naquela sala e eu já estava completamente ansioso pelo que viria a seguir.

- Tae, Tae, você não está seguindo o nosso combinado. Parece excessivamente amiguinho daquela lá. Nem sequer se deu ao trabalho de protestar sobre o trabalho juntos e ainda por cima ficou de papinho e sorrisos com aquela projeto de americana. Eu acho melhor você voltar a me obedecer, porque senão, eu farei você se arrepender.

- Yang Mi, eu CANSEI. Eu não quero mais participar da sua vida e das merdas que você faz. Eu cansei de fingir ser o seu cachorrinho que você manda para lá e para cá. Eu simplesmente não quero fazer mais mal algum para uma menina que nada me fez. Eu sei que você viu coisas, que você presenciou coisas que, honestamente, eu não queria que tivesse presenciado, visto, mas o que eu iria fazer? Matar você? Meu maior erro foi simplesmente ter caído nesse seu joguinho barato, nessa sua farsa. Eu fui tão fraco, por Deus garota! Você não se cansa? Não se cansa de se fingir de linda, maravilhosa e perfeita, quando na verdade é um lixo por dentro? Você é horrível Yang Mi. E a sua inveja há de te matar e te prejudicar muito ao longo da sua vida, e na verdade, é só isso que espero, porque eu cansei. E quer saber de uma coisa? Pode espalhar para Deus e o mundo sobre o meu passado, porque agora eu tenho maturidade suficiente para ver que a única errada foi ela, porque eu a amava, eu dei todo o meu coração, tempo e paciência a ela, e ela simplesmente agiu como uma vagabunda, e você está fazendo o mesmo. Por isso, garota, eu quero que você vá para o inferno! Você, suas amiguinhas e essa sua ignorância, prepotência e chantagem. - falei e saí rapidamente da sala, deixando uma Yang Mi chorando na sala.

É bom que chore mesmo, chore bastante. Que ela passe um terço do que a Madison passou ao sofrer com todo o seu passado jogado de forma mentirosa em sua cara.

Fui em direção ao refeitório e lá, subi em uma das mesas - precisamente na mesa ao lado da do pessoal, que estava vazia - e gritei tudo sobre a minha história e esclareci todas as mentiras que Yang Mi poderia inventar com seu jeito ladino. Todos cochichavam após a verdade ser esclarecida e eu nem me importei tanto, afinal, minha alma estava pura, e então pude me dirigir à mesa do pessoal e me sentar relaxado.

- Você deveria ter me contado, Tae! Não sabe o quanto te julguei sem saber! Agora me sinto horrível... - Jin falou me olhando triste.

Corri até o meu hyung e o abracei com todas as minhas forças.

- Eu amo você , hyung.

Todos riram e tive de contar tudo que falei para Yang Mi, os fazendo rir e comentar muito sobre tudo. Na hora que o sinal bateu, Madison se dirigiu à mim antes que eu pudesse subir e falou sorrindo:

- Eu estou muito orgulhosa de você, Tae.

 

 

NARRADORA

A garota levantou da cama enrolada no cobertor e foi até o banheiro, tomando um longo banho no banheiro luxuoso do motel, logo seguindo apenas de peças íntimas até o armário e colocando a blusa do engravatado ainda enrolado nas cobertas e nu.

- Ah, você está tão nervosa. Aconteceu algo, querida? Algo que você queira me contar?

- Sim, sim. Eu não aguento mais esconder de ninguém. Sabe aquela garota que eu te falei? Meu alvo principal? - perguntou, vendo o homem assentir. - Ela roubou o que é meu, ela finalmente conseguiu! Ele me humilhou, querido, ele fez eu me sentir um nada. Eu preciso me livrar dela, porque eu tenho certeza que foi aquela desgraçada que roubou o meu homem!

- Yang Mi, respire, ok? Ela não é SEU alvo apenas, ela é NOSSO alvo. Em breve essa garota será derrotada e aquele tal Kim Taehyung será todo seu, confie em mim. Não demorará muito e você terá a cabeça dela.

- Obrigada, meu amor! É por isso que eu amo tanto estar na sua companhia, porque só você me entende! - falou manhosa, subindo na região do membro apenas coberto pelo cobertor, do homem, dando uma leve rebolada o fazendo arfar.

"Ah, Kim Taehyung você não sabe com quem se meteu. Eu sou muito mais perigosa do que você pensa e não medirei esforços para te ter só para mim." pensou a menina sorridente.


Notas Finais


Gostaram?
Eu estou com muita raiva da Yang Mi, serião.
Xoxo :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...