História Save Me - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), TWICE
Personagens J-hope, Jihyo, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Gay, Jihyo, Jikook, Jimin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Taehyung, Twice, Vhope, Yaoi
Exibições 136
Palavras 1.465
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Seven


Fanfic / Fanfiction Save Me - Capítulo 7 - Seven

O táxi parou exatamente onde a senhora Park havia mandando. 
Na frente de uma casa branca, bem bonita por sinal e grande também.

Jimin ainda dormia, com os braços envolta do pescoço de Jungkook. Que por incrível que pareça, achava o ruivo muito leve para um garoto de 17 anos.

Entrou na casa com cuidado. Estava tudo apagado, e ele não fazia a menor idéia de qual seria o quarto do ruivo.

Jungkook suspirou fundo, subindo as escadas onde calculou que seria os quartos.

Haviam 4 portas. Uma no final do corredor que estava entre aberta, e Jeon teve a certeza que a porta do final do corredor era a de Jimin quando o pequeno gatinho Mei saiu de dentro do mesmo.

Jungkook sorriu aliviado indo até o quarto.

O quarto de Jimin era todo azul escuro. No teto tinham estrelas. Na parede, pôsteres de alguns cantores e até gravuras de foguetes.

Jungkook sorriu também ao ver o quão infantil o quarto do menino era. Até bonecos tinha em uma estante.

Jeon colocou Jimin na cama com cuidado, e voltou a observar o local.

Na estante, tinham livros, tais bonecos e gibis. Havia também uma mesinha de computador, e em um cantinho, um pote de comida e água junto de uma pequena caminha. Com certeza de Mei.

- Hyung..Você acha que ele vai morrer?

Jungkook se assustou ao ouvir a voz de Jimin, e direcionou seu olhar para a cama onde se encontrava o pequeno Jimim encarando a janela.

- Você fingiu estar dormindo? Nossa, não esperava isso de você. - Falou Jungkook.

- Desculpa.. - Respondeu Jimin sorrindo fraco. - Mas você não respondeu minha pergunta.

Jungkook respirou fundo. Como dizer a um garoto que mesmo que ele queira muito, seu pai não ficará bem?

- Não tenho uma resposta para isso Jimin. Não tenho como saber.. - Respondeu Jungkook e Jimin suspirou.

- Você está mentindo. Eu sei. - Disse o ruivo ainda encarando a janela. - Mas isso é normal. Pessoas costumam mentir para reconfortar as outras..

- Você é muito esperto para um garoto de 17 anos. - Falou Jungkook fitando o ruivo que riu.

- E você é muito novo para falar assim. - Respondeu Jimin.

Jungkook voltou a observar o quarto do ruivo que estava tomado pelo silêncio.

Estava escuro. Apenas a luz da lua que vinha da janela iluminava aquele local.

- Gosta de estrelas Park Jimin? - Perguntou Jeon sorrindo.

- Amo. - Respondeu o menor. - Vou ser astrônomo

- É uma profissão bem interessante. Não esperava isso de você.. - Falou Jungkook e Jimin sorriu.

- Por que? Esperava que eu virasse um advogado? - Perguntou Jimin fazendo careta.

- Não. Não consigo imaginar uma carreira para você Jimin. - Falou Jungkook suspirando. - Você é um tanto misterioso.

- Misterioso? Eu? Minha mãe diz que sou um livro aberto.. - Respondeu o ruivo rindo.

- Talvez porque ela te conheça bem demais. - Falou Jeon dando de ombros.

- Verdade mas..eu não te conheço muito bem, e sei que você sofreu muito com algo. - Disse Jimin e Jungkook arregalou os olhos encarando o menor.

- Por que acha isso?

- Talvez por que eu seja um livro aberto, que consegue ler livros fechados. - Disse Jimin dando de ombros.

Jungkook engoliu em seco direcionando seu olhar para outro lugar sem ser Jimin. Ele nunca havia se sentindo assim.

Tão..Vulnerável.

Jeon não gostava de se sentir assim. E muito menos gostava do fato de Jimin ter o deixado assim.

- Jeon.. - Chamou Jimin e Jungkook o olhou. - O que eu faço se meu pai morrer?

- Segue sua vida. Ele vai fazer falta, mas também não vai querer que fique sem fazer nada. - Disse Jungkook.

- Mas e se..eu não conseguir? Se eu não conseguir fazer nada sem ele? - Perguntou Jimin fitando o chão.

- Você vai conseguir. Por que você é forte. - Disse Jungkook sorrindo.

- Não. Eu não sou forte.. - Jimin falou suspirando. - Estou começando a realmente achar que você não me conhece muito bem.

- Mas eu não conheço. - Falou Jeon. - Você não me disse muitas coisas sobre você Jimin.

Na verdade, eu não planejo contar..Por que você não vai gostar de saber..

No dia seguinte, Jungkook acordou cedo. Pela primeira vez tinha algo para fazer de verdade.

Bom, não era algo que ele gostaria de estar fazendo. Mas ele havia prometido a senhora Park na noite anterior, então lá estava ele indo até o shopping do centro para esperar Park Jimin.

O que aconteceu foi, que no meio daquela conversa super estranha que deixou a cabeça de Jeon cheia de pontos de interrogação em relação a Park Jimin, a mãe do ruivo ligou.

Pedindo para que, Jungkook levasse Jimin até o shopping pois ela iria trabalhar na parte da manhã e iria ficar com o senhor Park o resto do dia.

Jimin não queria ir aquele hospital de jeito nenhum. Mesmo que seu pai estivesse lá, ele realmente detestava hospitais.

E também, o motivo pelo qual Jimin precisava ir aquele shopping de qualquer maneira, nem mesmo Jeon sabia, só sabia que iria ter que acompanhar o ruivo até lá.

- Jungkook hyung..Tenho certeza que você não faz a menor idéia do motivo pelo qual está aqui.. - Falou Jimin e Jungkook assentiu com a cabeça.

Os dois estavam sentados em uma das mesas da praça de alimentação daquele enorme e lotado shopping.

- Eu explico, assim que você comprar um café pra mim. - Disse Jimin apoiando a cabeça na mesa e fechando os olhos.

- Você só dorme!? E outra, eu tenho cara de empregado? - Falou Jungkook erguendo uma sobrancelha.

- Na real, tem sim. E você vai trazer um café pra mim sim. Vai, seja um bom amigo! - Resmungou Jimin fazendo bico.

Jungkook bufou se levantando e indo até a maldita cafeteria que tinha naquela praça sendo obrigado a ouvir a risada de Jimin e ainda um "Traz biscoitos e bolo também" do ruivo.

Jungkook pediu um café com bolo de chocolate e para completar seu fiel chá de erva doce.

Voltou até a mesa, onde Jimin se encontrava de cabeça abaixa e com os olhos fechados.

- Agora poderia me fazer o favor de explicar? - Perguntou Jungkook se sentando na mesa novamente com a bandeja que continha os pedidos dos dois.

- É o seguinte, um garoto chamado Taehyung, é filho do chefe de uma empresa americana qual a empresa do meu pai é parceira.

- ...Taehyung...Ok, prossiga. - Disse Jungkook apoiando a cabeça nas mãos.

- Pelo que eu entendi esse Taehyung, está voltando para a Coréia por conta de uma transferência, e vai ficar lá em casa até arrumar um lugar fixo para ficar. - Disse Jimin com cara de tédio e comendo um pedaço de seu bolo.

Você conhece ele? - Perguntou Jungkook tomando seu chá.

- Não. Só vi por foto. Ele é mas velho que eu. Acredito que tenha sua idade. - Disse Jimin dando de ombros.

- O que ele cursa? - Perguntou Jungkook.

- Nossa que interesse repentino nesse menino, senhor hetero. - Disse Jimin erguendo uma sobrancelha.

- Ciúmes? Senhor Jimin? - Brincou Jungkook.

- Talvez. - Respondeu o ruivo dando de ombros fazendo Jeon corar. - Uh, o hyung ficou corado? Isso não é nada hetero.

- Quieto! Antes que eu enfie esse bolo na tua goela a força! - Respondeu Jungkook passando a mão na bochecha desesperadamente.

- Ok ok, não está mas aqui a parte maligna da minha aura que falou. - Respondeu Jimin. - E ele cursa arquitetura.

- Arquitetura? Hm..Realmente, não é quem eu pensei que fosse.. - Disse Jungkook e Jimin o olhou confuso. - É que eu conheço um garoto chamado Taehyung, mas não acho que ele seja o tipo de pessoa que estudaria arquitetura.

Jimin riu dando de ombros e voltando a comer seu bolo, até sentir alguém por a mão em seu ombro fazendo ele olhar para cima dando de cara com um garoto de óculos de sol e bem vestido.

- Hm, você é o Park Jimin certo? - Perguntou o menino e Jimin assentiu. - Eu sou o Taehyung.

O tal Taehyung se sentou na cadeira ao lado de Jimin. Junto dele apenas estava uma mala e sua mochila qual ele jogou em cima da mesa.

E depois, finalmente notou a presença de Jungkook que estava distraído com as pessoas que passavam naquele local pouco ligando para o garoto que havia sentado na mesa naquele exato momento.

O jovem Taehyung apenas retirou os óculos e fitou Jungkook antes de abrir um sorriso ladino e dizer:

- Uh Jeon JungKook, quem diria, não?


Notas Finais


Sorry pela demora :(

No wattpad, eu tenho essa fic atualizada até o capítulo 16, só que eu sempre esqueço de publicar aqui assim como Colors..

Mas vou tentar postar tudo hoje!

Kissus <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...