História Save Me - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~brienereis

Postado
Categorias 2PM, A.C.E, Bangtan Boys (BTS), Big Bang, EXO, Got7, Jay Park, Seventeen
Personagens Baekhyun, G-Dragon, Jackson, Jay Park, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Junsu, Lee Jihun "Woozi", Lu Han, Mark, Rap Monster, Seungcheol "S.Coups", Suga, T.O.P, Taecyeon, V, Wow, Xiumin
Tags 2pm, Akai Ito, Drama, G-top, Hoseok Ativo, Hoseok Passivo, Hoseok!bottom, Hoseok!top, Jay Park, J-hope Ativo!, J-hope Passivo, J-hope!bottom, J-hope!top, Jikook, Kakaw-chan, Lemon, Namjin, Romance, Sad, Sobi, Sope, Suga Passivo, Suga!bottom, Vbaek, Xiuhan, Yaoi, Yoongi Passivo, Yoongi!bottom, Yoonseok
Visualizações 74
Palavras 1.858
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fluffy, Lemon, Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Me desculpem por não postar ontem, acabei ficando doente e não pude postar.
Para quem não sabe, os dias de postagem serão nas segundas e sextas.
Divirtam-se!

Capítulo 2 - Capitulo II


Jung Hoseok

Acordei cedo, era cinco da manhã, tinha que estar no meu primeiro trabalho as seis horas, então me arrastei pra fora da cama e peguei o celular - sou um viciado, eu sei - e, então fui no Twitter.

"Bom dia pra vocês😴, mas um dia de trabalho, o lado bom é que estou vivo e com saúde pra trabalhar. rsrs 😅"

Deixei novamente o celular na cômoda e fui tomar um banho para despertar totalmente, logo estava me vestindo e saindo do quarto pra cozinha pra comer alguma coisa antes de sair.

— Bom dia omma.

Beijei sua testa, minha mãe era uma mulher muito esforçada, ela sempre se acordava cedo para poder me ajudar, ela sempre fazia o possível e impossível para mim e eu por ela, alguns anos atrás ela sofreu um derrame e perdeu todo o movimento das pernas, ela se movimenta por meio de uma cadeira de rodas que conseguimos de uma doação pois não tínhamos dinheiro, bom depois disso ela não pôde mais trabalhar e foi aposentada por invalidez, mas o dinheiro era bem inferior ao que ela ganhava antes e ninguém queria a contratar em nada por causa disso, sendo assim eu decidi que passaria a trabalhar também.

— Bom dia bebê, tenha um bom trabalho.

Me inclinei para que a mesma também pudesse beijar a minha testa e acariciar o meu rosto como fazia praticamente todas as manhãs.

— Terei, já estou indo.

Voltei no quarto apenas para pegar a minha mochila, finais de semanas eu trabalho em dois lugares, de manhã num café – o qual trabalho em dias de semana só que a noite – de tarde e a noite numa casa noturna, mas não era serviço ruim, de tarde eu ajudava na limpeza, arrumando as mesas, ajudando o barman a organizar as coisas, já de noite eu cuidava das apresentações, como DJ, as vezes até mesmo participava fazendo alguns rap e por vezes eu dançava mais o meu grupo ou sozinho, era divertido, mas também cansativo, bom, de qualquer forma eu preciso ganhar a vida não é mesmo?

Agora o relógio marcava sete da manhã, também como o horário mais movimentado do café, porque muita gente que trabalha e não tem tempo de comer em casa vem aqui, isso fica praticamente um inferno de tão cheio, mas incrivelmente eu gosto de fazer isso, quero dizer, existem tantas outras coisas mais difíceis e eu tive a oportunidade de trabalhar num lugar até monótono no restante do dia.

Eu havia acabado de preparar um macchiato e na espuma feito um coração de acordo com o pedido da cliente, mas havia ficado tão bonito que eu decidi tirar uma foto. Eu costumava atualizar muitas vezes meu twitter e instagram, gostava de interagir com os seguidores.

"Um macchiato para vocês 😋☕ se bem soubessem a filosofia que tenho para ele..."

Eu costumava formar filosofias com coisas nada haver, coisas que a maioria das pessoas ignoram, como por exemplo o próprio café, um dia ainda esperava compartilhar dessa ideia, mas não era o caso e eu ainda tinha que entregar o café da mulher.

Depois do turno na cafeteria eu não fui para casa, fui direto para a casa noturna, lá o trabalho era bem maior e mais pesado, principalmente nos sábados pois eram os dias mais cheios. Assim que cheguei pude ver um rapaz já bastante conhecido por mim, cabelos negros, pele bem branquinha, dentes sobressalentes que incrivelmente lhe deixava mais fofo do que para mim já era. Jungkook, meu dongsaeng preferido e também o barman da casa noturna.

— Boa tarde hyung, vamos almoçar?

Assenti tranquilamente, nos sábados sempre almoçavamos. Eu conhecia Jungkook desde pequeno, na escola, embora eu fosse quase quatro anos mais velho que ele, eu praticamente cuidava dele e fui eu quem arranjou esse trabalho para ele, o mesmo precisava tanto quanto eu.

— O que acha de eu dançar algo hoje e postar? — Perguntei enquanto já nos acomodavamos e começavamos a comer.

— Acho uma excelente ideia, logo o hyung vai ficar bem famoso.

Eu ri, ele também tinha esse lado mais infantil e que acreditava em mim mais do que eu mesmo embora eu seja bem positivo. O caso era, eu estava tentando fazer um teste para entrar em alguma empresa de entretenimento e se tudo desse certo eu iria sim conseguir.

Enquanto almoçavamos ainda, eu abri no twitter e tinha muitos comentários na foto que postei, inclusive pedindo para que eu contasse a tal teoria do macchiato, mas eu não falei nada sobre isso, gostava de insipar a curiosidade nas pessoas, mas queria que elas mesmas procurassem suas teorias e claro, se alguém quisesse trocar uma ideia então eu iria adorar isso.

Foi enquanto olhava as coisas que vi que o tal @Min_Suga havia postado algumas coisas, tais quais me fizeram pensar sobre que tipo de vida ele estava levando.

— Jungkook, o que acha sobre a felicidade?

O mesmo olhou para mim completamente intrigado com a minha pergunta, eu sabia que tipo de vida sofrida ele havia levado nas costas até os últimos tempos.

— Francamente hyung, mesmo depois de tudo que eu passei, eu consigo sorrir agora, eu sou grato e feliz por ter um hyung como você que me ajudou, acho que todos podemos ser felizes quando temos coisas com que nos importamos, sou feliz por ter um bom amigo.

E eu sabia que era só o que ele tinha, se Jungkook podia ser feliz tendo passado por tudo que passou, eu podia acreditar sim que outras pessoas também podiam encontrar sua felicidade. Voltei ao aplicativo e abri na página do tal Min Suga, entrei em suas mensagens direta.

>> Olá!! 😁

>> Tudo bem com você?

>> Eu estive pensando bastante nas coisas que tem postado, sei que pode ser estranho, mas acho que o que você precisa é de um amigo...😄

>> Sim, isso foi um pedido de amizade.😅

Eu esperava que ele lesse e não me ignorasse completamente, mas se fizesse ao menos eu tentei. Guardei o celular no bolso e comecei o meu serviço, inicialmente fui limpar mesa por mesa do salão, depois limpar o chão, depois o que eu menos gostava, como todos os finais de semana ali estava eu lavando os miquitorios, um nojo, ninguém deveria fazer isso, mas a verdade é que alguém precisa, não é mesmo?

"Lição de vida: sempre sejam gratos as pessoas que lavam os banheiros."

"Nunca desprezem qualquer pessoa pelo que elas fazer para poder ter uma vida digna."

"Não é feio qualquer tipo de trabalho, indigno mesmo é matar e roubar."

Uma vez que tinha acabado essa "tortura" eu fui finalmente ajudar JungKook a organizar as coisas no bar.

— Hung... Posso te pedir uma coisa? — Perguntou timidamente.

— Claro Kookie-ah, só pedir.

— Eu... Posso ficar na sua casa essa semana? Eu prometo que não vou dar trabalho é só enquanto ele está aqui.

— Ele vai voltar essa semana? — O mais novo assentiu. — Sem problemas Kookie, fique em casa o quanto precisar eu e minha omma vamos adorar ter você conosco.

Lhe sorri o mais confiante possível, se eu pudesse o guardar em um pote e não deixar o mundo machucar esse menino eu o faria!

— Agora eu vou arrumar meus equipamentos okay? Fique tranquilo, pode ir comigo já amanhã.

Deixei suas atividades e fui para meu outro serviço, esse era o que eu mais gostava, no momento basicamente só tinha que selecionar as músicas que passariam aleatoriamente, as apresentações geralmente só me diziam qual a música na hora mesmo, mas eu já podia ir escolhendo qual música dançaria e postaria hoje de noite.

As sete horas as pessoas já começavam a chegar, não demorou para o lugar estar cheio e eu começar o meu trabalho como DJ, eu realmente gostava disso, eu queria no futuro poder dançar, ser famoso com isso, mas também queria poder compor e produzir, aqui meu trabalho não era nenhum desses, mas só de mexer com a música e ter um pouco de autonomia já ficava bastante satisfeito.

Por volta das nove horas começaram as competições de dança, então logo depois de ter acabado perto das onze eu fiz o encerramento dançando uma música que tinha passado dias ensaiando, eu já era famosinho embora não pudesse participar das competições mesmo por trabalhar aqui. Jungkook se responsabilizou por filmar, ele é muito bom com essas coisas de tecnologia.

Depois da minha apresentação abrimos a parte de competição de rap, eu também amava isso, me esforçava muito, porem não mostrava muito meu rap para as pessoas, me sinto um amador ainda. Enfim, a casa noturna só foi fechar lá pelas quatro da manhã, eu tinha folga nos domingos na cafeteria, então fui direto para casa, não sem antes perguntar a Jungkook se ele não queria ir também e o tendo negando o levei primeiro em sua casa pois seu bairro é um tanto perigoso e eu não o deixaria ir sozinho.

Quando cheguei em casa me sentia morto de exaustão pelo dia de trabalho cansativo, mas não me arrependia de como levava a vida. Felizmente no domingo eu pude acordar mais tarde, meio dia para ser mais exato foi a hora em que me levantei, isso porque não jantei e acordei com o cheiro maravilhoso da comida maravilhosa da minha mãe mais maravilhosa ainda!

Tomei banho e já me vesti para o trabalho na boate novamente que teria que estar lá as duas horas, saí do quarto e fui para a sala onde minha omma estava sentada no sofá confortavelmente, apesar de tudo ela consegue ser bem independente. Sentei ao seu lado e me deitei, em seguida manhosamente pondo a cabeça em seu colo, a mesma logo começou a afagar os meus cabelos.

— Muito cansado?

— Cansado? Eu? Eu sou incansável omma! — Falei convencido, por mas cansado que eu me sentisse não diria a ela.

— Sei...

— Ah, lembrei de uma coisa, hoje Jungkook virá pra cá depois do trabalho, vai ficar aqui na semana.

— O pai dele voltou?

— Sim...

Minha mãe também já sabia sobre a história de Jungkook, ela cuida dele tão bem quanto de mim, como se fosse seu filho também, sou muito grato por uma mãe assim.

— Tudo bem, as portas estão sempre abertas para ele, agora vamos almoçar?

— Sim, estou mortinho de fome.

Me levantei do seu colo e a ajudei a sentar na cadeira de rodas, sozinha ela mesma se encaminhou para a cozinha enquanto eu voltava no quarto para poder pegar meu celular, foi então que eu me lembrei da mensagem que mandei para o tal Suga, então abri o twitter e vi que tinha resposta mas me desanimei completamente quando vi que o mesmo estava resistente, só que eu não pretendia desistir, principalmente por suas palavras serem tão tristes.

>> Eu acho que na verdade você não sabe o que quer direito rsrsrs podia ter me ignorado.

>> Mas não fez! ^-^

>> Acho que um pedido de amizade é exagero meu, mas que tal só alguem, talvez do outro lado do mundo, pra que você possa contar coisas aleatórias?

>> Você nem mesmo precisa se importar, nem fingir, apenas falar, está triste? Com raiva? Ódio? Experimenta descontar em alguém ou compartilhar com alguém.

Já imaginava que estava sendo um pé no saco, por isso decidi que pra inicio estava bom, então guardei o celular no bolso e fui almoçar com minha mãe.


Notas Finais


Esse capitulo foi totalmente só do Hobi, o próximo vai acompanhar apenas o Yoongi e vai mostrar o lado dele na história, incluindo as respostas dele nas mensagens de texto.
Espero que tenham gostado e continue nos acompanhando. ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...