História Save Me From The Dark - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lana Parrilla, Once Upon a Time, Sean Maguire
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Roland, Vovó (Granny), Xerife Graham Humbert (Caçador), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Outlaw Queen
Exibições 110
Palavras 991
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


MT OBGGGGG aos 82 favs isso é mtttt lindooo mttt obggg,me sinto honrada em escrever algo e ver q estão gostando ahhh é lindo kkk,queria dizer q estamos aq para evoluir ,e q se tiverem alguma dica sobre erros ortográficos e coisas do tipo que estejam incomodando vcs é só falar q irei melhorar,quero algo realmente bom pra vcs.Enfim,boa leitura.

Capítulo 14 - Amiga?


Fanfic / Fanfiction Save Me From The Dark - Capítulo 14 - Amiga?

"Não importa a distância que nos separa,se há um céu que nos une." 

Ela dormia profundamente até as luzes do sol esquentarem sua pele.Despertando-a.Abriu os olhos tudo aquilo poderia ter sido só um sonho, mas não.

Sentou-se na cama, Graham não estava mais lá. Então, começou a coçar e se espreguiçar.Até que se lembrou de seu sonho.

SONHO

Regina estava sentada em uma cadeira. Não era apenas uma cadeira, era a cadeira branca em que seu pai costumava sentar , rumo a uma janela,com uma paisagem que seu pai adorava apreciar ao fim da tarde.E,era exatamente isso que ela fazia.Apreciava a natureza,uma mistura artística de vários verdes.O céu dourado,alegrado com pássaros cantantes e felizes,e todas as belezas de um final de tarde.Uma beleza que talvez,nem todos saberiam apreciar com tanta admiração.

Não se sabia diabos por que,mas havia uma carta em suas mãos.Que logo ela passou a ler.

"Espere por mim,se cuide e cuide de nosso menino,logo estarei de volta. 

                                Beijos,seu Robin." 

Um sorriso lindo iluminou-lhe o rosto.

-Irei sempre te esperar.

MOMENTOS ATUAIS 

Batidas na porta a despertaram de seu pequeno e adoravel devaneio.

-Entre.-Ordenou ela.

Logo os cabelos amarelos e brilhantes,acompanhados de um sorriso trsite e amigavel se fez presente diante a Rainha.

-Emma,o que queres?-Perguntou.

Emma olhou para baixo, olhou para cima, estralou os dedos.E então deu uma pequena corridinha até a cama da rainha. Quando seu corpo se encostou na cama.Pegou uma das mãos de Regina,que olhou-a sem entender.

-Sinto muito.

Disse puxando-a para um abraço,de começo,retribuído com um tanto de receio.Mas, se fez reconfortante o suficiente para faze-la devolver o carinho.Apertando um pouco Emma. Sentiu seus olhos marejarem.

E então sussurrou de uma forma dolorida.

-Sabe o que me dói mais?

Emma negou balançando a cabeça.

-Ele foi...Me odiando.

Levou as mãos aos cabelos dela em um cafune,enquanto um: "Shiu,shiu." Deixava seus lábios.

-Ele te amava,um dia quero casar-me com alguém que me olhe com tanto amor,quanto ele te olhava.

Regina fungou tentando se recompor.Se separou do abraço para poder conversar cara a cara.

-Já percebeu como o Reino me admira?

Emma afirmou com a cabeça.

-Mas,já percebeu que todos no castelo me temem?

Ela fitou a cama,não tendo respostas.

-Todos ao meu redor,acabam me odiando.-Limpou uma lágrima solitária,jurando a si mesma que seria a última.

-Não te odeio.-Disse ela negando com a cabeça.

-Porquê és boba,quantas vezes ja lhe ameacei de morte?

Emma riu um tanto alto,acompanhada de Regina.

-Talvez eu veja a mulher atrás da fera.-Explicou-se e ela riu.

-Estamos falando da vida real,e não dos contos Bela e a Fera.Ou...Estas me chamando de fera?

-Nunca minha Rainha.-As duas passaram a rir,e então Regina pegou-lhe a mão,e disse: - Obrigada.-Com um olhar agradecido.

-Rainha,tu és minha unica amiga.-Declarou Emma.

E então ela riu.

-Amiga?-Indagou,e então ela confirmou.-Então que tal Regina,e não Rainha?

Emma afirmou,com um sorriso.

-Preciso compartilhar algo contigo.

Regina confirmou,com uma postura ouvinte.

-Ontem a noite,uma das empregadas,Granny,encontrou o caderno da Rainha na minha cama.E então passou a caluniar-me de ladra.Quando foleou o caderno,ele estava em branco.

Regina a olhou estranho.

Emma olhou seu avental,havia um grande bolso,então ela o abriu,tirando o caderno de lá.

-Diga-me,o que vê?-Entregou-a o caderno.Ela o pegou e então quando o abriu,o preto desbotado da tinta foi desaparecendo rapidamente,surpreendendo a Rainha.

-Só...Só tu podes ver?

-É o que parece.

-Mas,como eu e Robin podemos ver aquele dia?

-Talvez,a magia esteja no caderno.-E então Regina pegou uma parte da folha rasgando-a,logo as letras se fizeram presentes.Emprecionando ambas.

-Magia,nunca acostumarei-me com isso.

-Dizem que só sobrou um...-Constatou Emma.-Sim,dizem ser um doende.-Completou a morena.

HÁ ALGUNS DIAS

A poeira,embasava um pouco a vista,mas nada que o impedisse de olhar fundo ao céu,apreciando o dia,azul?alegre,diferente de seu humor.A carruagem seguia para Basileus Fur,grande o suficiente para carregar os Reis de uma forma confortável.Ela dormia a frente a ele,com as almofadas confortáveis em suas costas.

Ele se concentrava.

Para que chorar?

Por que preocupar-se com ela?

Por que...Amar ela?

Engolia seu choro quando lembrava-se de seu sorriso feliz.Ou dos cabelos longos,e seus olhos natuarais ao acordar.De seus labios incrivelmente vermelhos,pronunciando seu nome,sua voz...Era real era sim!Então se pegava chorando sentindo-se estupido.Sabia que aconteceria,mas por que desta forma?Nunca foi tão estupidamente tolo.Não nunca. 

Seus olhos incrivelmente azuis,refletiam de uma forma tão dolorosa...Carregado de lágrimas e de mágoas.

Graças a Deus ,ela dormia profundamente , os soluços já saiam de uma forma que ele não conseguia.Não conseguia parar.

Mais do que uma criança despedindo-se de sua mãe em sua primeira viagem sem ela,ele chorava mais.

-Regina.-Sussurrou.

Viu um pombo,pousar exatamente na"janela" da carruagem.Logo limpou seu rosto e,pegou o pombo em mãos,olhando em sua patinha a mensagem que já esperava estar lá.

"Querido Rei,Basileus Fur está sendo atacada.Após uma longa discussão o Primeiro Ministro decidiu que , o Reino é um lugar demasiadamente perigoso para o Rei e sua querida esposa,a Rainha.Decidimos que o senhor volte a Sharrum Venator e negocie com o Rei sua necessitada ajuda nesta batalha." 

Todos os Reinos tem os seus monarcas , normalmente com o título de Rei ou Rainha,que se mantém no cargo até à sua morte ou à sua abdicação,sendo normalmente um regime hereditário. A ele,o ofício real de governo,é sobretudo o de reger e coordenar a administração da nação,em vista do bem comum em harmonia social.Porém,poucos das vezes o poder do monarca era ilimitado,diferente do que pensam muitas pessoas.Dando-o poucos direitos sobre seu Reino,exercido assim pelo Primero Ministro. Conhecido assim como monarquia constitucional.Basileus Fur era uma monarquia constitucional,dando a Robin o direito de se calar e respeitar o que o Primeiro Ministro decretava.Caso o Rei , no caso ele,se revoltasse de alguma forma contra isso,o Reino poderis virar um caus, e até mesmo ser tirado do cargo,causando uma vergonha a sua família.Uma política de governo diferente de Sharrum Venator,que o Rei tinha poder ilimitado,podendo fazer o que bem entendesse.

O coração de Robin estava acelerado,não sabia decifrar.Era por preocupação para com o seu reino,ou...Porque veria ela novamente?

Logo procurou dentro da carruagem,algum tipo de caixinha,onde ficava à pena,à tinta e papéis para pombos.E assim escreveu: "Mandem-me mais detalhes.Estou voltando a Sharrum Venator."

DIAS ATUAIS 

 -Emma.-Sussurrou Regina,colocando a mão na boca,com os olhos assustados.

-Regina?-Indagou preocupada.

Ela tentou suspirar, mas logo saiu correndo para o banheiro,caindo de joelhos ao chão,vomitando na privada.

-Estás bem?-Emma veio correndo.

Regina a olhou assustada.

-O que está acontecendo comigo?


Notas Finais


Tan tan tan taaaaannn
Até a próxima....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...