História Save me (H.S) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Styles, One Direction
Personagens Harry Styles
Tags Amor, Drama, Harry Styles, One Direction, Relacionamento Abusivo, Romance, Save Me
Visualizações 16
Palavras 1.488
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Capítulo 4


Enquanto Ryan está no banho, eu ligo a tevê de seu quarto e assisto um programa qualquer. Meu celular toca e eu vejo que é Jen.
- Oi Jen. - digo.
- Oi, me ligou? - pergunta.
- Ah sim. Estava pensando em almoçarmos em algum lugar.
- Oh. - ela diz como se não estivesse esperando por aquilo. - Eu adoraria, mas vou almoçar com Zayn. - fala um pouco culpada.
Zayn é um cara com quem ela está saindo.
- Sem problemas. - falo sorrindo. - Aliás, super apoio.
Ela ri.
- Tenho que ir, Ana. Preciso me aprontar.
- Claro, até mais.
- Até. - Jen diz.
Desligo a chamada e olho em volta do quarto de Ryan. Tem alguns quadros de motos pendurado na parede. Ryan sempre me disse desde quando nos conhecemos que era louco por moto.
Me levanto e vou até sua mesa de trabalho. O notebook está fechado e tem uma pequena pilha de papéis ao lado. Tem também uma foto com uma mulher, provavelmente sua mãe. Nos três meses que conheço Ryan, ele nunca me falou nada sobre sua família.
- Bisbilhotando, Hall? - diz em um tom brincalhão.
Eu levo um susto e olho para trás. Ele está apenas com uma calça moletom e sorrindo, mas seu sorriso some assim que vê o que tenho em minhas mãos.
- O que está fazendo? - seu tom de voz muda completamente.
- Eu só estava observando. Ela é bonita. - digo tentando quebrar o climão que se formou.
Ryan tira a foto da minha mão e guarda na gaveta.
- Nunca mais mecha nas minhas coisas. - diz ameaçador.
- Desculpe, foi involuntário.
Ele não me olha, apenas da as costas e sai do quarto. Eu pego minha bolsa e vou atrás.
- Vou embora. - falo.
Ryan não diz nada, então eu abro a porta de seu apartamento e saio.
Ótimo, são apenas 11:15, já briguei com meu namorado e provavelmente vou ter que comer sobra da lasanha de ontem sozinha. Entro no elevador e digito o número que vem em minha cabeça.
- Hey irmãzinha. - Louis diz alegre.
- Hey, será que você e Eleanor aceitam uma desabrigada para o almoço? - pergunto brincando.
- Desabrigada? - ele ri. - mamãe e Mark te deixaram?
- Saíram com amigos do trabalho e me deixaram com sobra de lasanha para comer.
Louis da uma gargalhada alta.
- Vem logo.
- Ok.
Desligo o celular sorrindo. Ainda bem que tenho Louis na minha vida. 
Dirijo para a casa de Louis que é um pouco longe da casa de Ryan.
Chegando na casa de Louis toco o interfone de seu apartamento.
- Olá. - Eleanor atende.
- Hey Eleanor, é Ana.
- Oh, Claro! - ela diz como se estivesse se lembrando e abre o portão.
Me pergunto se Louis contou para sua noiva que eu iria almoçar em sua casa.
Eleanor e Louis estão juntos há seis anos, no começo eu a odiava porque Louis deixou de fazer coisas comigo para ficar com ela. Na verdade ele até me chamava para sair as vezes com eles mas eu queria Louis só pra mim então nunca ia. Ao longo dos meses eu fui aceitando e Eleanor virou praticamente minha irmã mais velha.
Subi o elevador até o andar deles e quando cheguei a porta já estava aberta a minha espera.
- Hey. - falei já entrando.
- Oi Ana. - Eleanor diz me abraçando. - É bom te ver.
- Bom te ver também, Els. - digo sorrindo.
- Oi chaveirinho! - Louis diz brincalhão.
Reviro os olhos e o abraço.
- Como estão? - pergunto.
- Bem, e você? - Els diz simpática.
- Bem. - falo, mas não muito animada.
Els parece perceber e me da um sorriso acolhedor.
- Ei Louis, porque não termina o almoço?
Ele bufa, mas faz o que ela pediu.
- Me conte. - Eleanor fala pegando em minhas mãos.
- Eu e Ryan andamos brigando muito. - eu falo desanimada. - Ontem ele chegou na minha casa bêbado e cheirando a cigarro.
- Mas ele fez algum mal pra você? - pergunta preocupada passando seus olhos pelos meus braços.
- Não! - digo rápido. - Ryan não tem um humor muito agradável mas nunca faria isso. - eu dou um leve riso.
Ele nunca faria isso, certo? Ryan tem um comportamento um pouco agressivo às vezes mas nunca levantou a mão pra mim em nenhuma de nossas brigas.
- Oh, menos mal. - ela diz parecendo aliviada. - Brigas são normais, Ana. Mas não aceite nada que não goste, precisam conversar e resolver tudo sempre.
- Esse é o problema. Nunca resolvemos, deixamos passar.
Ela faz uma careta e eu dou risada.
- Não façam mais isso.
- Ok. - digo sorrindo.
- O almoço tá pronto! - diz Louis da cozinha.
- Estamos indo amor!
Vamos para a cozinha e ajudo a preparar a mesa. Louis coloca o macarrão com queijo na mesa e Eleanor coloca a salada enquanto eu coloco os pratos e talheres.
O macarrão com queijo está uma delicia, Eleanor cozinha muito bem.
- Está muito bom. - falo para Els.
- Ei, eu ajudei! - Louis fala como se estivesse ofendido. - Você sabe que eu cozinho bem.
- Só se for comida congelada. - dou risada.
- Fala isso mas adora minha torrada com ovos mexidos.
Louis faz uma ótima torrada com ovos mexidos no café da manhã, eu até tento fazer mas nunca sai como o dele.
- Única coisa que me faz sentir sua falta lá em casa. - brinco.
- Hum, é realmente muito bom! - Els diz como se estivesse acabado de comer a torrada com ovo de Louis.
- E como está a faculdade, Ana? - meu irmão pergunta.
Estou cursando o sexto semestre de medicina.
- Difícil, mas semestre que vem eu já começo o meu internato. - sorrio.
Internato é como se fosse um estágio no hospital.
- Oh, legal! - Louis diz. - Mas continua pequena.
Ele nunca perde a piada.
Mostro o dedo pra ele e ele ri.
Depois que comemos, eu ajudo Eleanor na cozinha e Louis vai fazer algo pro trabalho, ele é contador de uma grande empresa aqui em Londres.
- Então. - Eleanor fala baixo. - Tem conversado com seu pai?
Eu vejo meu pai poucas vezes no ano, não temos muita intimidade. Papai se casou com uma mulher dez anos mais nova que mamãe e teve um casal de gêmeos.
- Não me lembro da última vez que conversei com ele, acho que foi mês passado. - digo sincera. - Porque?
- Ele chamou Louis para o aniversário dos gêmeos. Louis disse que se recusa a ir.
- Oh. - eu tinha esquecido do aniversário de meus irmãos. - É verdade, ele me chamou também.
- Você vai? - Eleanor pergunta.
Meu pai pode não ter sido o melhor pai do mundo para mim e nem o melhor marido do mundo para minha mãe, mas ele parece ter mudado, e os meus irmãos são adoráveis.
- Acho que sim. - dou de ombros. - Doris e Ernest são lindos.
Louis pigarreia na porta da cozinha e eu me viro para olhá-lo.
- Eu sou mais. - ele sorri, mas da pra ver que está um pouco incomodado.
- Sua irmã vai ao aniversário, deveria tentar ir. - Eleanor diz para Louis.
- Estou bem. - ele diz. - Como está seu namorado, Ana?
"Seu namorado", Louis não gostou de Ryan quando o apresentei, talvez porque Ryan seja ainda um ano mais velho que ele.
- Está bem, Ryan está bem. - dou ênfase no nome e Louis faz uma careta. - Mas e o casamento? Como está os preparativos?
Eles vão se casar em menos de três meses.
- Já estamos enviando os convites. - Eleanor da um grande sorriso.
- Eleanor está nervosa, as vezes não da nem pra discutir. - Louis diz e Eleanor faz careta.
Decidimos jogar x box e Louis escolhe jogar Just dance. Eleanor é péssima nesse jogo e nos rende boas risadas.
- Wow, acho que isso foi uma boa malhação.
Me jogo no sofá e Eleanor se joga ao meu lado.
- Nem preciso ir à academia essa semana. - ela brinca.
- Eu sou ótimo nesse jogo. - Louis se gaba.
Olho em meu celular e já são quase 04:30, preciso voltar para casa e me organizar para mais uma semana de aula.
- Preciso ir. - digo enquanto calço meu tênis.
- Ah, fica. - Ela pede.
- Tenho que me organizar para as aulas. - faço biquinho.
Me despeço de Els e depois abraço Louis.
- Pensa mais sobre o aniversário. - peço enquanto o abraço.
- Vou pensar, maninha.
Eu sei que Louis está mentindo, ele não costuma mudar de ideia.


Notas Finais


Comentem ou favoritem se gostaram <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...