História Save Me {Jikook} - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Bangtan Boys, Jikook, Yaoi
Exibições 54
Palavras 1.407
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oioi gente!
Espero que gostem.
Boa leitura ^^

Capítulo 5 - Só Nós Dois


Depois que me soltou ficamos nos olhando, ainda próximos. Meu coração acelerava mais.

Graças a deus (eu acho) fomos interrompidos com minha mãe se levantando, quase caindo no chão. Jungkook a segurou.

-Quem é você?-aponta o dedo no rosto dele.

-Sou amigo do seu filho, Jungkook.-colocou-a de pé. Me aproximei dos dois.

-Mãe, vá tomar um banho.

-Vá tomar banho você!-apontou o dedo na minha cara.-Acha que pode mandar em mim? Eu quem mando aqui. Eu...-apagou novamente, caindo no sofá.

-Ela bebeu tanto assim?

-Provavelmente...-suspirei e a peguei, levando para o quarto.-Já volto.-disse para Jungkook enquanto levava minha mãe para seu quarto. 

A deixei na cama e fiquei olhando para ela. Iria me deixar mesmo? Estava tão infeliz assim?

Voltei para a sala, um pouco triste ainda, me sentando no sofá.

-Jiminie, não fica assim, ok? Ela logo acordará e dirá que tudo foi da boca pra fora.-se sentou do meu lado.

-Eu não acredito muito que isso vá acontecer... Ela apenas agirá como sempre, saindo toda hora e bebendo, t-também...-não consegui terminar, suspirei pesadamente.-Poxa, eu aqui tento, sabe? Tento fazê-la se sentir feliz, nem que seja para ver um único sorriso mas não consigo... Ninguém gosta de mim.-deitei minha cabeça em seu colo, logo sentindo meus cabelos sendo afagados.

-Eu gosto de você, Jiminie, e muito, muito mesmo. Por que ser tão pessimista? Pense que ela te ama e irá continuar aqui sempre.

-Como quer que eu seja otimista se as coisas saíram da boca dela? Como ficarei sem ela aqui para cuidar de mim?-me encolhi ali, tampando o rosto.

-Jiminie, eu já disse. Eu cuidarei de você, farei ao máximo para ver o sorriso lindo que você tem, e espero que colabore e não aja como a sua mãe.

-T-Tudo bem...-fechei meus olhos, buscando me acalmar e tentar (só tentar) ser positivo.

Acabei dormindo ali...

~Jungkook P.O.V~

Continuei acariciando seus cabelos até ver que o mesmo dormiu.

-Jiminie?-o sacudi de leve, olhando para o seu rosto. Era tão lindo...tão fofo dormindo.

Deixei ele quieto e continuei mexendo em seus cabelos bem lisos e sedosos.

Fiquei ali indignado, com pena de Jiminie:

Como uma mãe pode fazer isso com o próprio filho? Como consegue ser capaz de querer abandonar o próprio filho apenas por causa do marido?

Eu entendo, a pessoa que ama sumiu sem dar sinal de vida. Mas o que o filho tem a ver?

Como qualquer mãe, ela deveria esconder sua tristeza apenas para ver a felicidade do filho. Agora que ela fez isso, prejudicou ele também, que faz de tudo para vê-la feliz.

Ele não merecia, coitado. 

Ele parece ser fechado, um tipo de pessoa que não contaria o que está passando para ninguém, mas contou para mim, e isso me deixa bastante feliz. Me deixa feliz ele confiar em mim como eu confio nele.

Podemos nos conhecer há pouco tempo mas parece que somos amigos de infância.

Depois de tanto pensar em minha linda cabecinha, decidi colocá-lo no quarto dele.

Com um pouco de dificuldade, o peguei no colo e subi até seu quarto, fazendo de tudo para não cair.

Logo cheguei em seu quarto, o coloquei na cama que estava arrumada e me sentei lá, olhando o quão fofo ele era dormindo.

Meu celular do nada vibra. Tiro de meu bolso e vejo uma mensagem de meu pai:

Appa

Aonde você foi que está demorando muito?(11:01)

Não me diga que está na casa do garoto de novo?(11:01)

Não estou não, pai...(11:02)

Estou vendo se compro um novo fone de ouvido para mim..(11:03)

Hum...(11:03)

Ficarei esperando aqui na porta de casa então.(11:03)

Ah, pai. Para com isso. Nem vem.(11:04)

Por quê? Não quer que eu veja você saindo da casa do vizinho?(11:05)

E se eu estiver na casa dele? Qual o problema?(11:05)

Olhe como fala comigo, Jeongguk.(11:05)

Mais respeito.(11:06)

Só acho estranho demais vocês juntinhos. Espero que não me decepcione.(11:07)

Pai, é a primeira pessoa que tenho como grande amigo. Nunca me diverti tanto. E pare, somos apenas amigos...nunca passará disso.(11:09)

Acho bom mesmo, Jeongguk.(11:09)

Af, pare de me chamar assim!(11:10)

Esse é o seu nome, filho. Pare de reclamar também. (11:10)

Pai, o Jimin está muito mal por causa da mãe dele. Ela apareceu bêbada aqui e está dormindo. Ele estava chorando aqui e não posso deixá-lo aqui. Poderia passar o dia aqui para ver se ele melhora? Ele está muito, muito mal.(11:12)

Bêbada? Como assim??(11:12)

Quando eu voltar eu te explico, pai. Não tenho hora para voltar.(11:13)

Ha, não tem hora pra voltar? Boa.(11:13)

Pai, nem reclama que eu estou no vizinho, praticamente em frente a nossa casa e apenas ajudando meu melhor amigo. Eu não estou em nenhuma festa com pessoas estranhas, ou longe pra caramba.(11:14)

Ta bom, filho...Me avise se acontecer algo ou se precisar de algo.(11:15)

Tudo bem, pai. Obrigado^^(11:15)

~~

Desliguei o celular e voltei a acariciar os cabelos de Jiminie. Ele sentiu um arrepio, que me deu um certo susto, pulando do sofá. Se sentou e esfregou seus olhos, muuuito fofo. Logo me olhou, e logo ficou assustado.

-Cadê a minha mãe???-se levantou, em pânico.

-Calma, calma.-o segurei, buscando acalmá-lo.-Ela está dormindo no quarto dela. Calma.-o abracei. Ele estava já ficando calmo...

-A-ah...-falou de um jeito nervoso e logo o soltei.-Ainda não foi para casa?

-Bom, só acho que estou aqui na sua frente, né?-ri e recebi um soco leve do baixinho.-Ai, isso dói.

-E quem disse que era para fazer carinho?-deu língua, rindo.-Mas é sério, seu pai não vai brigar?

-Acabei de conversar com ele. Falei que talvez não voltaria hoje.

-Como assim? Vai dormir fora?-se levantou da cama e foi para o banheiro, mantendo a porta aberta ainda.

-Vou, aqui, bobo.-ri ficando curioso. Ele estava usando o banheiro de porta aberta sabendo que eu estava aqui? Me enclinei um pouco mas não pude ver nada. Parei e fiquei pensando:

Por que estou tentando vê-lo usar o banheiro? Meu deus, Jungkook, você têm problemas.

Sorri abafado, olhando para a cama. Fiquei imaginando coisas idiotas, lembrando de como o Jiminie era fofo dormindo.

-Ei, Jungkook. Acordaaa.-batia de leve na minha bochecha.-Jungkooook!

-Oi?-olhei para ele que estava na minha frente na cama.-Que...foi?

-Você do nada ficou aí boiando. Às vezes você me dá medo.-riu, pegando um mangá e se deitando na cama.

-Eii!-derrubei o mangá, vendo o mesmo me olhar sem entender nada.-É assim, é? Vai fingir que não estou aqui?

-Precisava tacar no chão? Logo a última.-se esticou para pegar. Olhei discretamente sua bunda e suas coxas. Depois disso me senti envergonhado demais e tampei o rosto, nervoso.-Jungkook, você está muito estranho hoje. O que aconteceu?

-Nada.-falo abafado por causa das mãos em minha boca.

-Jungkook...-tirou minhas mãos de meu rosto e ficou me olhando preocupado.- Fez alguma coisa? Mentiu sobre minha mãe estar aqui??-se levantou na hora mas segurei seus pulsos.

-Não! Não é nada disso... Sua mãe está no quarto dela dormindo. Eu apenas estou doido.-ri fraco.

-Hum...ta bom, então.-se sentou na cama novamente.- Quer fazer o quê?

-Jogar!-levanto uma mão minha, fazendo pose.

-Jogar o quê?-depois dessa pergunta fiz uma pose pensativa, só que do nada, nada proposital. Nem eu mesmo havia percebido, apenas vi ele sorrindo fofo.

-Pode ser verdade ou desafio?

-Só com duas pessoas não dá certo.

-Dá sim. Você pergunta pra mim e eu para você.

-Bom, se você quer...tudo bem.-se ajeitou na cama, de frente para mim.- Quem começa?

-Eu!-sorri, agitado.- Verdade ou desafio?

-Verdade.

-É verdade que...-fiz uma pausa, pensando um pouco.- Que você se depila?-peguei qualquer coisa da cabeça.

-Jungkook!-me empurrou, corado.-Isso é algo íntimo. Por que uma pergunta tão boba?-como ele ficava fofo com suas bochechas rosadas.

-Se a pergunta é boba então responda.-sorri.

-Afu.-fez um bico.- Sim...é verdade.-abaixou o olhar.-Você vai ver só!-apontou para mim, mais vermelho ainda.

-Sua vez.-ri alto.

-Verdade ou desafio?-perguntou já menos envergonhado.

-Hum...desafio.

-Yes!-deu pulinhos na cama.

-Já sei que estou ferrado, né?-ri olhando ele.

-Claro.-riu e pensou.-Te desafio a.....postar que está louco para transar com alguém.-riu mais alto, rolando na cama.

-É sério? Esse é o desafio? Que desafio mais bobo.-fiz cara de bunda.

-Se é bobo então faça.-riu, me olhando.- Anda logo. Pega seu celular e posta isso.

-Só você mesmo, Park Jimin.-peguei o celular, indo até o facebook e postando.

Eu estava muito, muito ferrado.

"Estou louco para transar com alguém"

Imagine os comentários? E se meu pai ver? Ai...ferrou mesmo.

Ainda olhando ele com cara de bunda, o fuzilando com o olhar, desliguei o celular e o joguei na cama.

-Você vai se arrepender, Park Jimin.

-Ixi, me chamou pelo nome, estou fodido demais.-riu.-Sua vez.

-Verdade ou desafio?-já estava pensando, se ele escolhesse desafio, o que falaria.

-D-desafio...-engoliu seco, já não rindo mais e bastante preocupado.- O que vai me desafiar...?

-Ha! Está completamente fodido. Talvez...não sei se vai gostar.-sorri malicioso.

-Não estou gostando nada disso...-estava mais nervoso ainda. Isso me deixava mais feliz. Ver como ele se comporta com tais atos meus.

-Eu te desafio a....-dei uma pausa apenas para dar um suspense, olhando ele curioso.- Me dar um beijo.-sorri malicioso, vendo o mesmo abaixar a cabeça, envergonhado.


Notas Finais


Será que ele vai cumprir o desafio?? Será que, se ele cumprir, não passará disso??
Só no próximo capítulo.
^^
Ah, e se quiserem, leiam uma de minhas fanfics já terminada. É hétero. Espero que gostem ^^
https://spiritfanfics.com/historia/apenas-um-segredo-6947135

Beijos e até amanhã talvez.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...