História Save Me (Long-Imagine JungKook) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drogas, Gangues, Imagine, Jungkook, Você
Exibições 356
Palavras 1.021
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii!

Sim, voltei cedo shaushus - deem graças à Deus que hoje tive tempo para escrever - . Espero que estejam felizes com essa minha volta rápida :v

Eu postei hoje, porque, quinta-feira - essa quinta - , terei prova... SIM! ÀS ÚLTIMAS PROVAS!

AMÉM JEOVÁ!

Shaushsush, gente, saindo um pouco do assunto de Fanfic e pá...

EU ODEIO HORÁRIO DE VERÃO. PUTA QUE PARIU. (Eu moro em SP pra quem não sabe... '-')

Tá, agora eu tô bem ^^

Espero que vocês gostem :3

Até as notas finais ^^

Capítulo 15 - What The Fuck?!


Fanfic / Fanfiction Save Me (Long-Imagine JungKook) - Capítulo 15 - What The Fuck?!

Pov __________ On

Acordei e já era de manhã. Cocei os olhos e levantei-me da cama gemendo de dor. Fui ao banheiro, tomei banho e saí trocada.

Espera...

Está tudo silencioso...

Cadê o Jeon?!

Estranho, ele não está em lugar nenhum...

Ah, ele deve ter saído para algum lugar que não seja tão importante.

Ontem foi uma noite... Boa... Boa para recordar. Eu havia perdido à virgindade, e o que é mais engraçado, é que foi com o meu sequestrador...

Pois é, isso vai pro currículo. 

Mas fugindo um pouco desse assunto da virgindade... A minha família. 

Por mais que eu e minha mãe não nos demos bem, ela é a minha mãe... Sinto falta dela, a mulher que me trouxe ao mundo.

Será que...

Se eu pedir ao Jeon ele deixaria eu falar com ela...? Nem que seja por alguns minutos?

Não... Acho que não. 

Mas não custa nada a tentar.

Pov JungKook On

Meu pai vai ter que me ouvir...

Por bem ou por mal!

Enquanto caminhava, recordei-me da minha promessa que fiz à mim mesmo em 2005...

Eu nunca havia matado alguém com armas. Apenas tive que matar para me alimentar. 

Mas ainda fiz a promessa. 

Flashback On

Era mais um dia...

Era mais uma pessoa morta por mim, Jeon JungKook.

Mas eu não aguentava mais fazer isso apenas para me alimentar. 

Mas não é apenas eu que faz isso. É a minha família inteira. 

Mas eu penso que eu e a minha família somos seres sobrenaturais que podem ajudar a sociedade - não sei como, mas podem. - , basta querermos ajudar.

Porém, os amigos do meu pai - e o meu pai - pensam que os humanos são apenas alimento para nós, que, precisamos de sangue humano para viver.

Eu tentarei falar com meu pai sobre isso...

Ele vai concordar comigo!

Flashback Off

E ele não concordou.

Namjoon na verdade nem quis escutar-me, mas eu nunca mais matei as pessoas à base de chupar o pescoço delas e sugar seu sangue.

Sempre pegava corpos de pessoas mortas e mostrava a Namjoon que eu realmente havia "matado" a pessoa e me alimentado dela. 

Mas eu não fazia.

Pov __________ On

Estou com fome... 

Neste exato minuto são três e quarenta da tarde - eu acordei de manhã mas voltei a dormir e acordei apenas agora. - e eu não comi absolutamente nada. Isso mesmo, NADA. 

A minha barriga parece que vai explodir pela fome...

Ah, vou procurar algo pra comer. 

Levantei-me gemendo de dor - pois havia dormido no sofá - e caminhei em direção à cozinha.

Pov JungKook On

Havia chegado na casa de Namjoon e entrado.

Assim que entrei, vi Jung com uma mulher e eles estavam se comendo, praticamente. Revirei os olhos e continuei andando pela casa. Subi as escadas e entrei no quarto de meu pai que estava com as portas abertas. 

- Precisamos conversar. - Falei sério e cruzei os braços.

- Sobre o que? - Me olhou com um copo de bebida em mãos.

Respirei fundo e me aproximei um pouco dele. 

- Eu não aguento mais. - Ele bufou e revirou seus olhos. - Cansei!

- Cansou do que, Jeon?! - Perguntou sem paciência e minha expressão continuava fechada. 

- Eu não aguento mais mentir pra __________ . - Ele riu. - Estou falando sério! Estou cansado de mentir, cansado desta vida... Eu não quero mais, pai!

Depois de um tempo, ele levantou sua mão e bateu em meu rosto com força fazendo-o virar para o lado.

- Eu disse para não me chamar de pai! Seu imbecil! Você é fraco como sua mãe, seu menino ingrato! Não serve para nada além de ficar se pegando com essas meninas! Porra, Jeon, você é fraco! Não é meu filho e nunca vai ser!

Aquilo havia me doído...

Não o tapa, mas sim, as palavras que saíram da boca daquele homem.

O olhei sério e suspirei. Saí dali rapidamente. 

Eu não queria mais brigar...

Não queria mais nada...

Apenas queria parar de mentir e dizer toda a verdade para __________ , mesmo que custasse a minha vida e a dela.

Eu iria à proteger de tudo que fosse necessário.

Pov __________ On

Cheguei na cozinha e abri o armário procurando algo para que pudesse saciar meu apetite. E para minha surpresa, o armário estava vazio. Sim, vazio! 

Não havia nada, absolutamente nada para comer.

Ah, deve ter na geladeira! 

Caminhei até a mesma e abri à porta possibilitando-me de ver a geladeira por dentro. E ao contrário do armário... Estava cheia!

Vi uns frios na geladeira e peguei-os. Olhei o balcão e vi um pão ali. 

Ótimo, pelo menos não passaria fome!

Comecei a preparar o pão e procurei à manteiga. Olhei a geladeira e a vi. Peguei-a e olhei novamente. 

Atrás da manteiga havia... Uma bolsa?! Parecia aquelas bolsas de hospital que carregam sangue...

Segurei uma na mão e provei um pouco.

Era...

Era sangue! 

Mas o que uma bolsa de sangue está fazendo aqui?!

* * *

Minutos se passaram e ainda estava em choque. A porta foi aberta e olhei a mesma vendo JungKook. Ele caminhou até a cozinha com um sorriso forçado no rosto. 

- Oi, __________ . - Continuou com o sorriso e me virei o olhando. 

- JungKook... Que merda é essa?! - Mostrei à bolsa de sangue para ele e o mesmo arregalou os olhos. 

- É... - Tentou falar mas não conseguia.

- JungKook... Responda! Que porra é essa?!

Ele estava pálido... Mais do que o normal!

Ah, mas não quero nem saber...

Ele vai me responder...

Por bem ou por mal!

- Anda, JungKook! Me responda! - Falei séria e ele engoliu à seco.

- _________ ... É que eu... - Suspirou fundo.

- Fale logo, porra! - Falei já sem paciência.

Pov JungKook On

Droga...

Ela descobriu tudo...

Agora não tem jeito... 

Terei que contar à ela sobre meu segredo. 

Se ela gosta de mim, ela vai aceitar e seguiremos em frente com tudo...

Se não, eu terei que deixá-la...

- Fala logo! - Falou sem paciência.

- _________ ... É que...


Notas Finais


EEEEEEITAAA

E aí? O que vai acontecer? :v

Não, não darei spoiler ^^

Comentem o que acharam, eu gosto da opinião de vocês :3

Beijos ~~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...