História SAVE ME (Vkook - 2 temp.) - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Hoseok, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Rap Monster, Seokjin, Suga, Taehyung, Taekook, Vkook, Yoongi, Yoonmin
Exibições 327
Palavras 552
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - 13. ciúmes, part. 2


O encarei sem reação. Merda.

— Não é nada disso que você está pensando Jeon — comecei a dizer abanando o ar a minha frente, como se dispensasse seus pensamentos.

— Me diz logo!

Cocei a nuca sem saber o que fazer. Deveria contar à ele? Contar tudo?

— Estou esperando.

Se era a verdade que ele queria, então era a verdade que ele iria ter. Inclinei-me no sofá até alcançar seus lábios, que selei aos meus. Sua boca ainda tinha a mesma maciez de sempre, fazendo meu coração desacelerar de prazer com um simples toque de peles.

Ele ficou surpreso com a aproximação repentina e simplesmente paralisou no lugar feito uma estátua.

Quando me afastei pude ver seus olhos arregalados e sua boca se abrindo aos poucos.

— P-por que você fez isso?

— Essa é a verdade Jungkook, antes de tudo isso acontecer estávamos juntos, como um casal e você não faz ideia do quanto eu estive me segurando nesses últimos dias para não te agarrar sem mais nem menos — despejei as palavras de forma rápida vendo ele se acalmar aos poucos.

— Eu sabia que tinha algo por de trás de tudo isso — disse se levantando. — Então... nós namorávamos?

— Sim.

— Eu sinto muito por não me lembrar — sua expressão se tornou triste.

— Eu sei — suspirei. — Acho melhor eu ir embora.

— É, talvez seja uma boa ideia.

Calcei meu tênis de qualquer jeito querendo ir embora o mais rápido possível. Jungkook estava parado ao lado da porta em silêncio me observando.

— Até mais — digo passando por ele.

— Até.

Ouvi a porta se fechar atrás de mim e chutei a pilastra da varanda com força, me arrependendo em seguida quando a dor se alastrou pelo meu pé esquerdo.

Por que eu tinha que estragar tudo?

Segui para a minha casa me sentindo um derrotado.

[...]

— Alô?

— Tia Jessie? — Perguntei.

— Tae, oi! — A ouvi rir de leve. — Como vai você querido?

— Ah, sim, vou bem, acho.

A noite anterior havia sido um completo desastre, o que eu tinha na cabeça quando pensei que beijar o Jungkook seria uma boa ideia? Estrume, só pode!

— Será que eu posso falar com o Jeon? — Encarei o teto do meu quarto quase morrendo. — Ele não atende às minhas ligações.

A linha ficou silenciosa por alguns instantes, como se ela tapando a sair de som para falar com alguém.

— Ele não quer falar com você — disse assim mesmo, curta e fria, pensei ia começar a nevar no quarto depois dessa.

— Ah — mordo o lábio inferior.

— Sinto muito Tae.

Ficamos em silêncio por um tempo.

— Tudo bem então, vou desligar.

— Fique bem querido.

Encerrei a chamada olhando indignado para o Hoseok.

— Viu só? Eu disse que ele está me ignorando.

Hoseok desviou o olhar da tela do celular e riu alto.

— Ele deve ter ficado assustado, coitado, e quem não ficaria depois de receber um beijo de Kim Taehyung? — Me olhou debochado. — Eu sairia correndo para a montanha mais próxima — riu alto da sua piada sem graça, como podem ver, Jung Hoseok não sabe fazer piadas. Alguém ajuda o menino, por favor.

Joguei uma almofada em seu rosto.

— Não enche.

Ele deu de ombros e se sentou na cama ao meu lado.

— Hyung... — gemi arrastado. — O que eu faço agora? Ele não quer nem olhar na minha cara.

— O jeito é esperar — bagunçou meus fios.


Notas Finais


Então né, não tenho nada pra falar aqui

vocês vão gostar do próximo capítulo, é isso
bjus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...