História Savior - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Aurora de Martel, Aya, Elijah Mikaelson, Esther Mikaelson, Freya Mikaelson, Gia, Hayley Marshall, Hope Mikaelson, Jackson Kenner, Klaus Mikaelson, Lucien Castle, Mikael Mikaelson, Personagens Originais, Tristan de Martel
Tags Gilijah, Haylijah
Exibições 26
Palavras 1.241
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Novo Capítulo!
Cheio de surpresas, só que vos digo :D ahuahauhau
Nos vemos lá em baixo :D
Enjoy it! ♥

Capítulo 10 - The Truth about the Original Family


Fanfic / Fanfiction Savior - Capítulo 10 - The Truth about the Original Family

" O passado quando te bate na porta, você só pode abrir e aprender com ele...quer goste ou não!"

O som dos saltos de Sophia era o único som escutado naquela sala de jantar, conforme o fantasma de Esther olhava para ela caminhando, sem atrever-se a olhar muito tempo e retornava aos filhos, que tinham a mais pura expressão de irritação, como se sempre houvessem segredos do passado que os seus progenitores nunca cessavam de guardar e além da curiosidade natural de saber o que os poderia ligar aquela morena.

—Melhor a criança não ouvir esta conversa, não acham?- Pontuara Sophia, olhando para Hope ao que Hayley acompanhara a filha até lá fora, ficando somente os Originais todos ali reunidos, juntamente com esta.

Entre os mais curiosos, o mais interessado e meio tenso era Elijah que tinha um pressentimento algo ruim relativamente aquilo tudo, muito em conta pelo olhar da mãe não desviar dele muito tempo e daquela garota.

—Entao , Esther tenha coragem de confessar …contar toda a verdade, afinal eu cumpro minhas promessas ou eu conto mas acho melhor você falar, preciso de uma fonte fiável para confirmar minha história, será tão delicioso para minha vingança…- o tom frio com que ela falava, era escutado por todos ali que não entendiam ali, o porque do ódio dela tão forte contra eles, sendo que ela os tinha salvo. Não entendiam em absoluto e como se soubesse o que eles pensavam, ela deu um sorriso irónico.- Não se preocupem, já já saberão…vá Esther…

Esther movia-se dentro do circulo, fechando os olhos, olhando o chão daquela mansão antiga e suas memórias discorriam em sua mente conforme a sua boca ditava o relato exacto.

— Tudo aconteceu quando Elijah trouxe o corpo de Tatia, completamente drenado…e morto…

Esse relato estava começando algo doloroso para Klaus e Elijah em especial, eles tinham amado essa mulher um dia.

Completamente alheia ao que os filhos estavam sentindo, Esther continuara a relatar.

—Mas ela não estava morta, não ela ainda estava viva…- Elijah olhara para mãe completamente aterrado, como se não acreditasse no que ela estava dizendo, ao que ela parara por segundos, sendo que Sophia sorrira meio sarcástica.

—Por favor, continue…quero ver se termina antes da vela...

Esther olhava para Sophia, engolindo em seco, remexendo suas mãos etéreas e continuara o relato.

—E muito do sangue de Tatia foi usado para o feitiço que fez de vocês, quem vocês são…o sangue dela é ao mesmo tempo a vossa força e o vosso declínio…caso alguém tente tornar-vos mortais…mas não sabia que ao tempo do feitiço que vos tornou…vampiros…que Tatia estava grávida…de você, Elijah…

Elijah abrira completamente os olhos, chocado e angustiado subitamente, lembrando da cena na floresta de quando a vira, antes de a morder, ela tinha algo importante a dizer-lhe, ele sabia que ela tinha.

—Eu estranhei…a natureza ter dado o castigo todo de você buscarem eternamente sangue e serem imortais do jeito …que era anti-natural…e nem um, havia ficado com o efeito do feitiço…de como ele devia ficar, eu e Ayana, que tentou -me dissuadir…de o fazer, disse que podia dar errado…mas…Michael quis assim…e eu não fui forte o suficiente para ir contra ao que ele queria…sem contar que parte do meu coração queria vos livrar de Dahlia…e do que ela havia feito com a minha primogénita…- Nessa altura, o olhar de Esther deslocara-se para Freya que somente desviara o olhar com a magoa transparecendo nos seus olhos, o que demostrava claramente o quão ela ainda não havia perdoado a sua mãe, ao que esta aceitara.- Mas quando Elijah…apareceu com Tatia e eu examinei o corpo dela, descobri a gravidez e ela ainda estava viva e por um estranho motivo, continuava…não sabia o porque…

E as memórias de Esther corriam velozes, conforme ela continuava relatando.

“ Ela não entendia como aquilo acontecia, conforme limpava o pescoço de Tatia que estava com as marcas das dentadas que seu filho havia feito, ela precisava acobertar o que tinha acontecido, mas não podia matá-la isso seria completamente errado, além de ela estar …grávida e a criança ainda estava viva, dentro do corpo dela, o que humanamente seria impossível, mesmo ela sendo uma doppelganger.

Naquele momento, havia entrado com alguém que Esther conhecia imensamente bem, com uma expressão incrivelmente séria, olhando esta com decepção, ao que a loira engolia em seco, não aguentando muito mais.

—Mais uma vítima de seus filhos?

—Sim, Ayana…mas…ela está viva…

—Como?

Pegando a mão da negra mulher, aproximara do ventre ainda liso de Tatia, ao que com choque, Ayana Bennett notara que um coração ainda batia, e era a criança que mantinha ainda o corpo da mãe vivo, como se lutasse contra tudo que seria natural para sobreviver.

—É a criança…

—Sim, mas como?

—Esther…- O tom da mulher era incrivelmente sério, olhando para ela, que mantinha seu rosto angustiado diante daquela imagem.- Como foi o feitiço que você fez para tornar seus filhos…no que você tornou?

Inicialmente, Esther não entendia o porque daquela pergunta, mas movendo-se dentro da sua tenda, buscar o pergaminho usado, manchado de sangue de seu grimoire, ao que a velha bruxa Bennett havia analisado com precisão.

—Ela está gravida de três meses, Esther…e você fez o feitiço nos seus filhos, há um mês atrás…

Com uma expressão confusa, Esther retornara a olhar o rosto da mulher que olhava significativamente, voltando a mostrar o feitiço que ela usou para criar a imortalidade nos filhos.

—Não pode ser…

—A natureza deu o seu castigo nos seus filhos, o seu pecado… mas deu a sua bênção de uma maneira a te castigar…

Esther engolira em seco, olhando o corpo de Tatia mais especificamente, o ventre dela, retornando a olhar para Ayana que mesmo discordando de tudo que a Mikaelson havia feito, sentira pena dela. “

—Que castigo, minha mãe?- Elijah aproximara-se atordoado com essa possibilidade, sua mãe olhava para ele, como se compadecesse do filho e amargurasse ainda mais com o que havia feito.- Mãe…

—A criança, seu filho sobreviveu, tornou um verdadeiro imortal, não é vampiro…sobrevive sem nunca poder morrer…sem contar que conserva a magia da família, além de Freya…mas tive medo naquela altura do que você poderia fazer, estavam todos descontrolados sem conseguir controlar o vampirismo e Dahlia estava furiosa, eu sabia que ela já devia de saber que vocês não teriam descendentes, então depois da criança nascer, não havia mais como Tatia continuar viva, somente o coração batia de modo a manter o bebé vivo…dai, ela morreu e a criança ficou com Ayana que a criou …

Rebekah parecia verdadeiramente chocada, aproximando-se da mãe que estava no círculo e havia-se silenciado e seu olhar ia para Sophia e para Elijah e novamente para a sua progenitora.

—Como ela entra na história?

Sophia adiantara-se a Esther que engolira em seco, ficando bem de frente de toda a família Original, tendo uma expressão incrivelmente séria.

—Não juntaram os pontos ainda, eu sou a verdadeira Imortal, eu sou quem vos mantêm o que são, eu sou Sophia …Mikaelson…- Seu olhar voltara-se para Elijah que parecia que não estava ali, somente desapertando o seu colarinho como se fosse difícil manter-se firme e abanava a cabeça como negando o que veria a seguir.- Olá papai…

Elijah olhava e via aquela última fala, sem saber como reagir e com falar, simplesmente de todas as notícias, surpresas de seu passado, aquela era sem dúvida uma que ele de todo, não sonhara ou esperava.

Sophia era sua filha!


Notas Finais


me digam algo, nem sabem o quão ansiosa estava por esse capítulo :D ahauahuahua


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...