História Say GoodBye - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Esquizofrenia, Jikook, Namjin, Psicose, Vhope, Yoonmin
Visualizações 431
Palavras 2.615
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Mistério, Romance e Novela, Slash, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


VOLTEI \0/

Capítulo 15 - Estranho elogiar um garoto?


Fanfic / Fanfiction Say GoodBye - Capítulo 15 - Estranho elogiar um garoto?

Sabe quando você ta sentindo algo que vai acontecer, mas não sabe se essa coisa é boa ou ruim? Eu estou basicamente assim no momento, desde que o professor avisou da viagem essa sensação ficou me perseguindo até o fim das primeiras aulas.

Me levantei da cadeira passando a mão em meu cabelo e sorrindo ao Hoseok que acenou avisando que já estava saindo.

Pra ser bem sincero eu estou bem animado pra viagem, vai ser bom me juntar aos meus amigos e conhecer pessoas novas. É bem irônico dizer isso, já que todos ali gostariam de ser nossos amigos e blá blá, papo de quem gosta de ser baba ovo de pessoas “populares”, como já disse, não gosto desse adjetivo.

- Kim Taehyung. – puxei meu amigo pela camisa o vendo sorrir de lado – Pode parar de sorrir assim e me explica que história é essa de você estar transando com o Jimin.

- Poxa, Jeon – ele fez uma careta engraçada tombando a cabeça pro lado e ainda sorria divertido – Jimin foi onde estou hospedado e sabe, ele é tão atraente. – riu sôfrego.

- Aish, Taehyung! – bufei empurrando o mesmo – Não brinca assim comigo. – fiz bico olhando ele.

- Ownt, coisinha preciosa do meu coração – gargalhou me abraçando – Eu não respondi cedo ontem, porque realmente o Jimin estava lá no hotel, passamos a tarde conversando.

- Ele está bem? - perguntei preocupado.

- Ele sempre esteve. – respondeu simples e saiu da sala me deixando ali, sozinho.

Ele sempre esteve?!

Suspirei saindo da sala e indo atrás do meu amigo.

Sobre a viagem ficou combinado que quando saíssemos do colégio, era pra todos irem se preparar. Dinheiro, malas, autorização, comida e tudo que seria necessário. Iríamos de ônibus mesmo, era por volta de 3hrs e meia de Daegu até Tongyeong. A hospedagem já estava pronta e o passeio que iríamos fazer durante os dois dias também, os professores já tinham resolvido tudo.

Cheguei junto com Taehyung no refeitório e já pude ver meus amigos sentados no lugar de sempre, e como o combinado, Hailee também estava ali. A expressão de Jimin indicava que ele não estava nem um pouco feliz com a presença da garota.

Suspirei novamente pegando meu lanche e indo me sentar.

O mais estranho era essa desconfiança dele, Jimin nunca foi o garoto que se enturmava fácil, sempre desconfiava de todos e por incrível que pareça ele desconfiava de tudo também, tinha medo das coisas mais bobas. Não sei o que acontece com ele, na realidade, acho que nem o mesmo sabia.

Jimin desde que começou a frequentar um psicólogo mudou muito. Na época que ele contou isso, não namorávamos, mas eu permaneci ao lado dele, nós todos o apoiamos. Ele nunca disse o real motivo por estar indo a um psicólogo. Eu realmente estou muito preocupado com ele, isso está me destruindo aos poucos. Toda essa preocupação me deixa sem ar.

Durante esse tempo eu tive uma crise, você não estava lá para me ajudar

Fechei os olhos ao lembrar essa parte da carta.

- Jeon, você ta bem? – Namjoon me cutucou.

Abri os olhos rapidamente só agora percebendo que estava em pé ao lado da mesa, perdido mais uma vez em meus pensamentos.

- A-aham. – sorri forçado me sentando ao lado de Jin.

Obrigado mais uma vez por estar em meu pensamento, Park Jimin.

Resmunguei começando a comer.

- Vocês vão à viagem? – Jin perguntou animado e todos concordaram.

- Até você? – Namjoon olhou a Hailee que sorriu envergonhada.

- Sim. O professor me pediu para ser a fotografa de vocês. – tombou a cabeça pro lado.

- Ótimo. – Jimin bufou.

O silêncio reinou. Estava desconfortável.

Taehyung limpou a garganta ganhando atenção de todos.

- Podemos resolver as coisas juntos, hoje à tarde. – sorriu.

- Boa ideia. – concordei.

Seria uma boa ideia falar com o Jimin sobre a carta hoje mesmo, quando chegássemos ao hotel ou amanhã no acampamento. Não queria que ele pensasse que eu estava o ignorando, por mais que parecesse. Eu só estava confuso em relação aquilo tudo.

Quando eu era mais novo, não tinha nada, nem amigos. Sempre fui sozinho, até conhecer Yoongi. Ele me apresentou os meninos, éramos muito novos, mesmo assim, eu amei todos eles desde o primeiro momento.

O mundo era tão grande e eu tão pequeno.

- Fechado, então. – Tae sorriu.

O sinal tocou indicando que teríamos que voltar para sala de aula e assim fizemos.

Jimin estava quieto, eu sei que estava acontecendo alguma coisa com ele. Queria poder ajudá-lo. Vê-lo dessa forma me machuca, machuca mais a mim do que ele mesmo.

Eu o amo, eu tenho meus Hyungs. Eu desenvolvi sentimentos por causa de todos eles, por isso sempre quero ajudar. Porém a forma que amo o Jimin é diferente, é mais intensa. É como o homem da minha vida, o homem que eu me entreguei por completo, psicologicamente e fisicamente.

Me sentei vendo o professor de inglês entrar na sala.

Não prestei atenção em nada que ele dizia. Olhava Jimin que parecia estar concentrado.

- Jeon Jungkook! – ouvi meu nome e olhei o professor – Nos conte como é ficar encarando o Jimin. – seu tom era grosseiro.

Engoli o seco quando todos me encararam, inclusive a pessoa que eu encarava há poucos segundos.

Os papeis se invertem muito rápido na minha vida, que engraçado.

- Ah... – gaguejei abaixando meu olhar.

- Preste atenção na aula ou eu vou ser obrigado a te tirar da sala. – ditou simples voltando explicar sua matéria.

Ótimo, além de não ser mais o aluno número um da sala, comecei a levar broncas de professores. Quando foi que eu mudei tanto?

[...]

Cheguei ao banheiro do colégio e Jimin estava atrás de mim.

- Para de fugir. – ele disse brincalhão.

- Não estou. – abri a torneira e molhei meu rosto enquanto ele observava tudo com a sobrancelha arqueada.

- Quer dizer que Jeon Jungkook estava me encarando na hora da aula? – perguntou cruzando os braços, fazendo com que seus músculos ficassem mais a mostra.

Meu ar sumiu.

- A-ah eu? – sorri nervoso – O professor estava delirando.

- Lembra quando eu fazia isso? – sorriu parecendo se lembrar da época que ele ficava me encarando, antes mesmo de começarmos a namorar.

- Parece que os papéis inverteram – ri baixo.

- Acabou de admitir – gritou rindo.

- Aigoo, Jimin. – revirei os olhos passando por ele e saindo do banheiro.

Chegamos à saída do colégio e os meninos já estavam ali.

- O que fazia com ele? – Yoongi perguntou.

- Estávamos no banheiro, Min Yoongi. – Jimin respondeu, grosseiro.

Começamos a caminhar pelas ruas, rumo aos mercados e lojas de roupas. Estava uma bagunça enorme, mas era divertido estar com todos eles. Até mesmo Hailee que parecia bem tímida, estava se soltando e fazendo algazarra junto com a gente.

Isso me lembrou ao ano retrasado, no dia do meu aniversário.

- Namjoon, não faz isso.

Um frio percorreu toda minha espinha e o ar faltou me fazendo quase cair.

- Jungkook! – Hoseok me segurou – O que houve? Você ta bem? – perguntou preocupado, ao ritmo que eu tentava recuperar meu fôlego e ao mesmo tempo tentava não me jogar no chão e chorar como uma criança.

- Pega água pra ele, Namjoon. – Jin disse preocupado me sentado em um dos bancos que tinha na loja.

Passou poucos minutos e logo Namjoon já estava com a água em minha frente. Peguei o copo e bebi o liquido rapidamente.

- Obrigado.

Jimin observava a cena de longe.

- Eu estou bem. – sorri procurando os olhos de Taehyung.

- Ele ta bem. Vamos voltar às compras – sorriu quadrado e eu o agradeci mentalmente.

- Mas... – Hobi tentou argumentar.

- Mas nada, meu amor – Taehyung o puxou – Temos muito que comprar ainda.

Os meninos se afastaram fazendo mais bagunça e eu apenas acompanhei tentando acabar com o clima de preocupação que havia se formado.

Quando cheguei em casa, por volta das 18hrs, já falei com meus pais que assinaram tudo e eu fui arrumar minha mala.

Terminei de arrumar tudo em uma hora e então fui tomar banho.

Soltei um gemido baixo ao sentir a água em contato com meu corpo. Parecia que todos os meus problemas haviam ido embora ali mesmo, junto com a sujeira do meu corpo.

Por mais que as imagens daquela noite estivessem em minha mente, eu consegui ignorar toda tormenta que me rondava e tomei um banho bom e relaxante.

[...]

Hoseok havia ido de taxi me buscar em casa.

Que original, não é mesmo?

Chegamos à rodoviária, estava cheia de alunos do terceiro ano e alguns professores que iria na viagem acompanhar os alunos e impedir que colocássemos fogo  no ônibus.

Chanyeol estava ao lado de Suho observando o movimento. Provavelmente já haviam comprado a passagem e estavam apenas esperando que os outros fizessem o mesmo.

Caminhei até o atendente livre para comprar a minha. Dinheiro já em mãos e Hoseok logo atrás.

- Olá – sorri.

- Boa noite. – o atendente sorriu. Ele era bonito.

- Queria uma passagem pra Tongyeong.

- Claro. – assentiu já preparando os papéis. – Está com a turma? – concordei. – Aqui as poltronas restantes.

Olhei a tela do computador vendo as poltronas livres e escolhi a de número 17. Ele preencheu algumas coisas e logo depois me entregou um papel onde era pra assinar.

Paguei tudo e sorri a ele me despedindo.

O ônibus ia chegar as 20hrs30 e iríamos sair dez minutos depois.

Me juntei aos meninos que conversavam com pessoas de outra sala. Menos Jimin que estava encostado na parede, com o fone, apenas observando.

Não quis atrapalhar e apenas passei por ele ficando ao lado de Jaebum

Depois de um tempo brincando com as pessoas alheias o ônibus chegou, os professores checaram se estava tudo em ordem e então entramos no ônibus. Procurei por minha poltrona e me sentei vendo Baekhyun vir em minha direção e se sentar ao meu lado.

- Jeon. – sorriu fofo.

- Byun. – ri baixo.

Baekhyun era da minha sala, namorava Chanyeol. Eu achava super engraçado o namoro dos dois, não era aquele namoro entediante, mas também não era o namoro cheio de clichê. Baekhyun sempre foi o tipo de garoto que vivia agarrando seus amigos e dando todo seu amor para Chanyeol. Já Chanyeol era mais reservado, ele brincava como todos os outros garotos da sala, mas sabia ser sério em momentos que precisava de alguém maior.

O mais engraçado e fofo disso tudo, era a diferença de altura dos dois. Chanyeol era super alto, já Baekhyun era baixinho.

Não sei ao certo quanto tempo eles namoram, mas parece ser bastante tempo.

- Como você esta? – perguntou brincando com a aliança em seu dedo. – Fiquei sabendo do ocorrido da sua festa, seus amigos são umas pestinhas mesmo, hein – ri do que ele disse.

- Estou bem. – sorri sincero. – Taehyung é a cabeça dos pestes. Foi ele que inventou de me colocar no quarto de limpeza com o Jimin. – neguei rindo.

- Kim Taehyung sendo Kim Taehyung. – cruzou o cenho fazendo uma careta.

- Você e o Park, como estão?

- Estamos muito bem – sorriu.

Conversamos a viagem inteira, e às vezes nos juntávamos à bagunça dos restantes dos alunos. Mas logo éramos xingados pelas poucas pessoas aleatórias dentro do ônibus que tentavam ter um bom descanso.

Quando chegamos à rodoviária de Tongyeong era por volta da meia noite e então pegamos mais um ônibus pra irmos pro hotel.

Chegando ao hotel já ia dar uma hora da manhã e todos estavam completamente exaustos.

Podemos escolher com quem iríamos ficar nos quartos e eu escolhi ficar com Namjoon. Taehyung ficou com Hoseok, Jin com Jimin e Yoongi com a Hailee.

Cada um foi pro seu respectivo quarto.

POV- Kim Taehyung

- Jung Hoseok eu fico com a cama da esquerda. – bufei batendo o pé como criança birrenta.

- Você fica fofinho assim – sorriu.

Porra, não fode com meu psicológico.

- Para de me elogiar. Isso é estranho. – bufei.

- Estranho elogiar um garoto?

- Sim. – revirei os olhos.

- Tudo bem, então – deu de ombros rindo – Fica com a cama da esquerda, eu vou tomar banho. – e assim ele entrou no banheiro.

Suspirei soltando o ar dos pulmões encarando a porta do banheiro sendo fechada.

Onde eu estava com a cabeça em aceitar ficar no mesmo quarto que Hoseok? Eu sou louco por esse garoto e ele não faz à mínima ideia disso. O problema é que ele vive brincando comigo, como agora pouco.

Escutei um barulho estranho, mas ignorei me jogando na cama. Provavelmente foi o Hoseok no banheiro.

Falando em Hoseok no banheiro; esse garoto desse ser um Deus grego embaixo do chuveiro. As gotículas de água caindo sobre seu corpo enquanto esse se ensaboa e sorri da forma que o sabonete escorrega pelo seu corpo. Os cabelos molhados enquanto ele se seca ao sair do banheiro, a toalha passando pelo seu corpo e... Hoseok começou a cantar Sorry dentro do banheiro, cortando qualquer tipo de pensamento que eu estava tendo naquele momento.

- Droga... – murmurei fechando os olhos.

Não sei por quanto tempo permaneci com os olhos fechados, ou cochilei, mas Hoseok me cutucava enquanto me chamava.

- TaeTae, acorda. – murmurou e eu abri meus olhos lentamente enquanto bocejava – Vai tomar banho.

Minha visão voltou ao normal quando me sentei na cama.

- Ta... – concordei sonolento.

Me levantei cambaleando e arregalei os olhos caindo na cama novamente ao ver que o Hoseok estava apenas com uma toalha enrolada na cintura. Seu abdômen amostra com algumas gotículas de água escorrendo pelo mesmo. Levantando o olhar podia ver seu cabelo úmido indicando que ele havia acabado de sair do banho.

- Ah... Achei que não se importaria em me ver assim. – falou me tirando do transe que eu tinha entrado.

Como não me importaria, Jung Hoseok?

Esse garoto é maravilhoso, meu Jesus, me ajuda, me dar ar. Estou precisando.

- A-ham... Não me importo – quem se importa? – E-eu vou tomar banho. – me levantei e andei apressado até o banheiro.

Fechei a porta com força e me encostei na mesma respirando rapidamente.

Meus sonhos se tornaram realidade?

Como?

Alguém explica o motivo pra eu estar tão abalado ao ver o Hoseok de toalha?

Resmunguei manhoso formando um bico em meus lábios.

- Se controla, seu besta.

Despir-me rapidamente e entrei no Box ligando o chuveiro me enfiando embaixo do mesmo suspirando aliviado. Fechei meus olhos sentido a água morna cair sobre meu corpo.

Depois de um bom tempo dentro do banheiro pensando em coisas aleatórias - ou não tão aleatórias assim – peguei a toalha e me sequei, enrolei a mesma em minha cintura e abri a porta do banheiro com cuidado. Vi Hoseok dormindo calmamente em sua cama e sorri aliviado saindo do cômodo onde estava caminhando até minha mala. Peguei uma boxer vermelha e uma camisa branca muito maior que eu, preferia dormir assim.

Olhei mais uma vez pra Hoseok que ainda dormia e tirei a toalha da minha cintura. Vesti minha boxer e logo depois a camiseta. Sequei meu cabelo e deixei a toalha no sofá ao meu lado.

Arrumei a cama onde iria dormir, apaguei as luzes e me deitei fechando os olhos em seguida.

Estava quase dormindo quando a luz do quarto foi acesa. Não me importei muito, pois sabia que era Hoseok, então continuei com os olhos fechados.
 

Senti um peso ao meu lado e uma respiração em meu pescoço que me fez arregalar os olhos e tentar me virar. Porém os braços fortes apertaram minha cintura, impedindo-me de tal ato.

- Estranho é você desejar tanto um garoto, e não ter coragem de admitir isso a ele, Taehyung. – minha respiração falhou junto com meu raciocínio.  


Notas Finais


Amanhã sai o segundo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...