História Say Hello - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~poema

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Personagens Originais
Tags Chamadas, Diálogos, Justin Bieber, Relacionamentos, Romance, Say Hello
Exibições 1.442
Palavras 1.235
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - It's time.


Fanfic / Fanfiction Say Hello - Capítulo 4 - It's time.

Say Hello.

Domingo, 05 de Junho de 2016. — 10:00PM.

"Está na hora." — Narrado em 3ª pessoa.

O céu estava coberto com constelações brilhantes e a lua estava completamente cheia. Quando ela organizava suas coisas dentro de sua bolsa e se preparava para ir para o seu apartamento, do outro lado da cidade, o telefone toca.

Olá, obrigado por ligar para AskAway. O que posso fazer por você hoje á noite?

Você parece cansada.” Justin diz a ela, com a voz mais rouca do que o habitual. “Você não parece tão alegre como foi nos primeiros dias.

Eu apenas estou cansada de trabalhar, Justin.” ela responde sarcasticamente.

Certo, então, como foi seu dia?” Justin pergunta. “E, obrigado pela a pizza. Estava deliciosa, mas eu ainda não acho que ela seja tão boa quanto do Domino’s.

De nada. E o meu dia foi longo.” ela suspira. “Tem sido um dia longo. Não sei por quê, mas Junho costuma ser o mês para rompimentos.”

Sinto que estou apenas tornando o seu dia ainda mais longo.”

Não, não se preocupe com isso.” ela lhe assegura honestamente. “Eu não me importo de falar com você.

Você me disse que se eu te ligasse de novo, você iria me dizer o seu nome.”

Se você falasse sobre os seus problemas reais.” ela o lembrou de suas condições. “Você vai falar sobre problemas reais hoje, Justin?

Mas a minha pizza era um problema real!” ele se defende. “E sim, eu tenho um problema “real” hoje.”

Por que eu não acredito em você?

Vamos lá! Como pode ser justo você saber o meu nome, mas eu não saber o seu?

Bliss.” ela finalmente diz a ele após uma longa pausa de silêncio.

É um nome bonito. Oi, Bliss.

Oi, Justin.

Então, o celular de Delilah se encontra na mesa de café bem na minha frente. E eu acho que ele está zombando de mim.”

Justin, o celular é um objeto inanimado. Ele não tem a capacidade de falar, por isso não pode zombar de você.

Siri iria discordar.”

Era incrível a facilidade com que ele a fazia rir.

Bem, você já olhou para ele? Você sabe sua senha?

 Sua senha é o seu aniversário.” ele responde com entusiasmo. “Não é muito original, eu sei.

Minha senha é o meu aniversário.” ela murmura. “É fácil de lembrar.

A minha era... O nosso aniversário.

Oh, Justin.

Troquei-a embora.” ele imediatamente diz, dirigindo seus pensamentos em outro lugar.

Por qual?

Para o dia em que tudo deu errado.

“Tudo bem Justin, você nunca saberá quem é, se não olhar o celular dela.”

Uma parte de mim quer pegá-lo e acabar logo com isso, mas outra parte de mim não quer saber. Estivemos juntos desde o colegial. Ela é tudo para mim, Bliss. Eu me sinto confortável, e eu tenho medo de não me sentir assim de novo.

A mudança pode ser algo assustador, mas às vezes é exatamente o que precisamos Justin. Vou ajudá-lo a passar por isso, não importa o que aconteça.

Merda.” ele xinga, e ela ouve o barulho de cadeiras de mesas serem arrastadas contra o piso de madeira. “Ela está saindo do chuveiro.

O celular!” ela grita. “Coloque o celular de volta onde você o encontrou, Justin!

No fundo, uma maçaneta vira e uma voz feminina fala. Delilah. “Com quem você está falando, querido?

Apenas um amigo.” Justin resmunga uma resposta. “Eu tenho que ir. Eu falo com você depois.

Quando a ligação terminou, Bliss perguntou-se como uma voz tão doce e suave poderia pertencer á alguém que era capaz de quebrar o coração de Justin em mil pedaços. 

Segunda-Feira, 06 de Junho de 2016. — 10:00PM.

Bliss pega o telefone após o segundo toque, com os olhos focando as luzes piscando á distância. Enquanto o seu cargo estava tranquilo, exceto o zumbindo de ar soprando através das janelas, a atmosfera na outra linha era alto e cheio de conversas intermináveis. Ela foi a primeira a iniciar a conversa.

Oi, Justin.

Você não disse suas saudações hoje.” ele mencionou, deixando de fora a parte onde ele queria dizer que ele sentia falta do cumprimento habitual de Bliss e sua tendência de interrompê-la. “E se alguém tivesse ligando?

Mais ninguém vai ligar ás dez, exceto você. O horário está reservado exclusivamente para você.” ela parecia certa mesmo que ela estivesse rindo debaixo de suas palavras.

Mas... Afinal de contas, a cidade nunca dorme á noite.” Justin lembrou. “Eu estou pegando turnos extras no restaurante para ver se Delilah aparece com ele.

E sobre o plano do celular? Eu pensei que nós tivéssemos concordado que iriamos...

Eu não posso fazer isso.” ele diz a ela, aceitando a derrota. “Uma parte de mim quer saber, mas a outra parte sabe que isso vai me destruir.

Antes que Bliss pudesse responder, ela ouve o som de uma porta se abrindo no fundo e uma voz profunda, que provavelmente pertencia ao supervisor de Justin. Ele esta dizendo para Justin voltar ao trabalho.

Justin? Você ainda está aí?” pergunta ela depois de alguns segundos sentada sozinha em completo silêncio.

Eu estou aqui.“ ele responde imediatamente. “Mas porcaria, eu tenho que ir antes do meu chefe me disparar do emprego.

Está tudo bem. Não se preocupe com isso. Você deve voltar ao trabalho de qualquer maneira. Nós vamos falar sobre isso novamente amanhã.

Amanhã?” pergunta ele, surpreso por ela ter pedido-lhe para ligar de volta.

Amanhã.” ela confirma, girando seu cabelo em torno de seu dedo. “Falaremos sobre isso amanhã.

Amanhã, ás 10?

Amanhã, ás 10.

Terça-Feira, 07 de Junho de 2016. — 10:00PM.

Bliss senta-se em sua mesa com os dedos tocando na madeira enquanto esperava a ligação previamente combinada de Justin. O relógio lia exatamente ás dez, mas o telefone não havia tocado.

Ela estava prestes a se levantar quando segundos mais tardes o telefone toca. “Olá, obrigado por...

Bliss, Delilah está no banheiro de novo e eu tenho o celular dela.” Justin interrompe Bliss como de costume.

Direto ao ponto.

Nós não temos muito tempo antes que ela saia.”

Você já está perdendo tempo, Justin! Você está atrasado, sabia?” diz ela casualmente, com os olhos correndo para o relógio da parede.

O quê?” ele parecia confuso.

Você não ligou exatamente ás 10:00, Justin.” ela adverte e balança a cabeça, embora ela soubesse que ele não podia vê-la.

Não é minha culpa se você levou muito tempo para atender!” Justin joga em ataque, em contrapartida, a conversa se transforma em um jogo de futebol.

Ela está no campo de defesa agora. “Foram apenas dois toques!

Você poderia ter atendido nos dez segundos!

Dois toques não são dez segundos.

Quanto você quer apostar?” ele a desafia. Quando Bliss estava prestes a desligar o telefone para que ele pudesse provar que ela estivesse errada, ele grita: “Espere, você está com medo de perder?

Justin, mantenha o foco! Nós temos que focar em Delilah. Delilah, a sua namorada que você acha que está lhe traindo, lembra?

Maldição. De novo não!” Justin gemeu. “Delilah desligou o chuveiro. Ela vai sair em breve. Temos tempo, mas não é o suficiente.

Você fez isso de propósito?” perguntou Bliss.

Claro que não! Você foi a única que me distraiu e levou essa conversa para fora do contexto!” ele coloca a culpa nas suas costas.

Não é minha culpa se você se distrai com facilidade.

Você sempre insulta os seus clientes?

Só os que eu geralmente gosto.


Notas Finais


Olá amorecos. ⊱✿◕‿◕✿⊰
Nós realmente estamos demasiadamente felizes com o resultado do capítulo anterior. Agradecemos de coração pelos comentários e favoritos. Isso significa demais para nós duas!
Gente, os dois pombinhos vão se encontrar mas, por favor, mantenham a calma. A história não será longa e apesar dos capítulos não serem tão grandes não queremos apressar e tornar a fanfic clichê, tudo bem?
Eu e a Poema, decidimos atualizar Say Hello a cada 3 dias, isso mesmo. Pois, como os capítulos não serão grandes o suficiente, não vamos deixar vocês esperarem tanto assim. Sabemos o quanto isso é chato e doloroso, rsrs.
Well, esperamos que realmente tenham gostado. Não esqueçam de divulgar Say Hello e de comentar. Deixem suas opiniões.
Com amor, Less&Poema. ♡

Leiam a minha outra história: https://spiritfanfics.com/historia/reign-5039844 (Poema)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...